Médicos oftalmologistas do Rio Grande do Norte desenvolveram um teste rápido e gratuito para auxiliar na identificação de problemas na visão de maneira simples. Intitulado "Vision Hair Screening", o método de aferição da acuidade visual foi pensado para ser realizado em salões de beleza, barbearias e academias de ginástica, com o objetivo de democratizar o acesso para uma grande quantidade de pessoas.
 
Os estabelecimentos foram escolhidos porque são bastante frequentados e, geralmente, possuem espelhos – que são necessários para o teste. Flávia Lana, médica aluna do doutorado do Programa de Pós-graduação em Biotecnologia (PPGB) da UnP, e o seu orientador, Prof. Dr. Francisco Irochima, desenvolveram uma solução que fosse eficiente, de baixo custo, escalável e que fosse adequada para os ambientes.
 
O método é prático: através do site www.vhscreening.com, o responsável pelo estabelecimento pode imprimir a tabela para o teste de visão, além de medir as distâncias dos ambientes. A tabela precisa ser fixada na parede oposta a do espelho, e também deve estar colada em uma altura um pouco acima da cabeça do cliente, para permitir a visualização.
 
Com o estabelecimento preparado, o cliente testa a visão de cada olho de forma individual, utilizando o reflexo do espelho na frente dele. Este espelho reflete a tabela com letras, números, figuras ou "E" em posições diferentes, a depender da faixa etária e escolaridade do cliente. 
 
A missão do teste é popularizar a detecção dos problemas visuais por meio do teste em crianças e adultos que frequentam salões de beleza, barbearias e academias, estimulando-os a procurar atendimento especializado com um médico oftalmologista caso identifiquem visão borrada ou outras dificuldades.
 
O projeto foi apresentado no 65º Congresso Brasileiro de Oftalmologia, que aconteceu entre os dias 21 e 23 de outubro de 2021 no Centro de Convenções de Natal. O método já chama a atenção das entidades brasileiras que combatem a cegueira por ser acessível, de baixo custo e por oferecer a possibilidade de utilização em qualquer um dos mais de 750 mil salões de beleza e barbearias do Brasil.
 
Plataforma
O software desenvolvido pelos médicos recebe a medida do ambiente a ser realizado o teste e, por meio de algoritmo, ajusta as dimensões das letras ou símbolos a serem impressos para a realização da medida da acuidade visual. Um tutorial ilustrado, disponível no site, serve de guia para a utilização da ferramenta. 
 
O layout da interface com o usuário foi desenvolvido por um designer experiente, tornando a usabilidade a mais simples possível. Foram realizados testes em salões de beleza do Rio Grande do Norte e da Paraíba para a validação da funcionalidade da ferramenta.