Turismo

1

Nov

TikTok testa novo recurso de “gorjetas” para criadores de conteúdo

TikTok está experimentando uma nova ferramenta que permite aos usuários do aplicativo enviarem uma espécie de gorjeta a alguns criadores diretamente em seus perfis. Um vídeo de divulgação foi compartilhado por Jera Bean, criadora de conteúdo do TikTok, e mostra o momento em que ela “aprova” esse recurso. Neste caso, qualquer dinheiro fornecido irá diretamente para aquele indivíduo – o que significa que o TikTok não aceitará uma parte.

Segundo o site The Verge, uma captura de tela do aplicativo informa que, para se qualificar a receber as gorjetas, as contas devem estar em situação regular na plataforma, ter pelo menos 100 mil seguidores, atender a um requisito de idade e concordar com os termos de dicas do TikTok. No entanto, não fica claro se todos os que se inscreverem serão aprovados.

Com base em um vídeo divulgado na noite de quinta-feira (28), o processo de inscrição parece evoluir com bastante rapidez. A conta de Bean agora exibe um botão de “gorjetas” que direciona os usuários a uma página onde eles podem doar 5, 10 e 15 dólares ou um valor personalizado de sua escolha, que parte do mínimo de 1 dólar. Além disso, a plataforma permite enviar o dinheiro de maneira anônima.

Os usuários que forem doar também devem ter 18 anos ou mais para enviar dicas aos criadores. Por enquanto, o recurso ainda está sendo testado de forma limitada.

Fonte: Portal B9, disponível em: https://www.b9.com.br/152861/tiktok-testa-novo-recurso-de-gorjetas-para-criadores-de-conteudo/

27

Out

ABIH-RN participa da 43ª AVIESP Expo de Negócios em Turismo

A Associação Brasileira da Indústria de Hotéis do Rio Grande do Norte (ABIH-RN), está participando nesta terça e quarta-feira (26 e 27 de outubro) da 43ª AVIESP Expo de Negócios em Turismo, que acontece presencialmente no Centro de Eventos do Hotel Monte Real, em Águas de Lindóia, SP.

O presidente da ABIH-RN, Abdon Gosson, falou das expectativas para o evento."A AVIESP é a maior e mais importante feira de turismo do interior paulista. Os turistas originários de São Paulo são os que mais frequentam o Rio Grande do Norte. Os agentes de viagens terão aqui a oportunidade de conhecer o nosso destino, tendo contato direto com a hotelaria potiguar para assim vender o nosso estado com segurança a todos os viajantes dessa região", comentou.

O evento, que tem como tema o “Reencontro”, marca a retomada do Turismo no Brasil, principalmente no interior paulista. E os agentes de viagens poderão conversar com os principais fornecedores do país, como redes hoteleiras, companhias aéreas, operadoras de turismo e agentes de viagens, entre outros.

De acordo com Gosson, esse é um momento muito importante da retomada do turismo. "Esta ação da ABIH-RN está sendo feita com o apoio da Secretaria de Turismo. Precisamos estar nos mais diversos eventos para que possamos ter uma recuperação crescente, gradativa e consistente ao longo dos próximos meses quando começa a alta estação", frisou.

22

Out

Ocupação da rede hoteleira no RN chega a 58% na primeira quinzena de outubro

Na primeira quinzena de outubro, a hotelaria potiguar registrou uma ocupação de 58%. Segundo a pesquisa realizada pela Associação Brasileira da Indústria de Hotéis do RN – ABIH, o percentual deve aumentar com a chegada da alta estação.

Os números vêm mostrando uma gradual recuperação, o que "anima empresários e turistas", de acordo com o presidente da ABIH-RN, Abdon Gosson. "A retomada dos eventos, a divulgação do destino em outros estados tem contribuído para alcançarmos essa porcentagem. A volta do réveillon, e a chegada da alta estação tem nos deixado otimistas quanto à retomada definitiva do setor", disse.

O Rio Grande do Norte está sendo palco de grandes festividades, isso gera renda para os potiguares. No momento, Abdon Gosson afirma que já retomaram as contratações. "Muita gente foi dispensada nesta pandemia e com o reaquecimento no mercado, já recontratamos 70% do pessoal que perderam seus empregos nesse período".

Para divulgar o RN, entre os dias 20 a 28 de outubro, a Associação Brasileira da Indústria de Hotéis está promovendo workshop em São Paulo, passando por cinco cidades: Ribeirão Preto, São José do Rio Preto, Presidente Prudente, Bauru e Campinas.

14

Out

Inscrições para mestrado e doutorado em Turismo na UFRN seguem até este domingo

O Programa de Pós-Graduação em Turismo (PPGTur), do Centro de Ciências Sociais Aplicadas (CCSA/UFRN), inscreve até o próximo dia 15 de outubro para seleção de novos alunos-pesquisadores nos cursos de mestrado e doutorado em Turismo, com ingresso em 2022. As inscrições são gratuitas e acontecem exclusivamente pelo Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas (Sigaa).

São oferecidas 10 vagas para o mestrado e 15 para o doutorado, cujas normas estão disponíveis respectivamente nos editais – 04/2021 e 05/2021. Os interessados podem realizar a inscrição anexando os documentos solicitados nos editais. A seleção será composta pelas seguintes etapas não presenciais: proposta do projeto de pesquisa, defesa do projeto de pesquisa e análise do currículo. 

O resultado final está previsto para 29 de novembro deste anoMais informações sobre os processos seletivos podem ser obtidas na secretaria do PPGTur pelos telefones (84) 99193-6458, e-mail: secretariappgtur@gmail.com e no Portal do programa.

13

Out

ABIH-RN se reúne com comando da segurança do Rio Grande do Norte

Na tarde desta quarta-feira (13), o presidente da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis do Rio Grande do Norte, Abdon Gosson, recebeu na sede da entidade representantes da segurança pública do estado para discutir soluções e parcerias para o setor turístico.

De acordo com o Abdon, as soluções devem ser pensadas de maneira a integrar ações públicas e privadas. "O turista precisa se sentir seguro, para isso é importante que a segurança seja priorizada, principalmente nos corredores turísticos onde existe um maior fluxo de visitantes", afirmou.

O Comandante Geral da Polícia Militar do Rio Grande do Norte, Coronel Alarico, destacou que as intervenções vêm demonstrando bons resultados. "As barreiras, as abordagens e a intensificação do policiamento em áreas estratégicas se mostraram eficazes no último ano. É importante continuarmos esse trabalho, agora também com o auxílio da ABIH", disse.

Segundo o Diretor do Ciosp, Tenente-Coronel Kleber Macedo, existe algumas possibilidades que podem ser adotadas para coibir a criminalidade nos corredores turísticos do estado. "Podemos adotar o conceito de segurança participativa, ampliando a comunicação entre as instituições, aliada ao monitoramento já existente", frisou.

Também participaram da reunião o presidente da Natal Convention Bureau, George Gosson; o presidente do Sindicato dos Bugueiros (SindBuggy), Hertz Medeiros; o diretor executivo da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes do RN (Abrasel), Artur Fontes; a gerente executiva da ABIH-RN, Gabriela Duarte; o presidente do Sindicato de Hotéis, Restaurantes Bares e Similares do Rio Grande do Norte (SHRBS), Habib Chalita; o Comandante do Batalhão de Choque do RN, Tenente Coronel Ricardo; o Comandante da Companhia de Policiamento de Cães, Capitão Costa e o Comandante da CPTUR, Major Bandeira.

21

Set

RN Experience aproxima empresas locais de operadoras de turismo

Dentro das ações para fomentar o turismo no estado e reaquecer o setor, que foi fortemente afetado pela pandemia, o Sebrae no Rio Grande do Norte, em parceria com a Secretaria de Turismo do Estado (Setur) e Emprotur, promoveu um encontro de negócios entre empresas do segmento e 50 operadoras de turismo do Sul e Sudeste do país. O encontro visa estimular negócios no setor e apresentar produtos e serviços ofertados pelas empresas potiguares aos operadores, que participam do "Visite Rio Grande do Norte Experience" como parte da programação. O evento é uma iniciativa do Governo do Estado, através da Setur, com apoio do Sebrae, e tem foco na experiência do turismo in loco com o objetivo de impulsionar a retomada das atividades do setor, movimentar a cadeia produtiva local e aumentar o relacionamento comercial entre o trade do Rio Grande do Norte com as operadoras de polos emissores.

O Encontro de Negócio ocorreu na tarde desta terça-feira (21), no Centro de Convenções de Natal, no qual as empresas ofertantes apresentaram seus produtos e serviços às operadoras de forma rotativa, porém sem a expectativa de fechamento de negócios no momento da conversa. Participam como ofertantes empresas potiguares que prestam serviços ao segmento e principalmente empreeendedores proprietários de meios de hospedagem, como hotéis, pousadas e resorts.

A aproximação comercial se dá durante o RN Experience, que iniciou com a visita dos convidados aos municípios turísticos do estado. Os operadores convidados estão vivenciando a experiência de visitar o Rio Grande do Norte e conhecer sua história, cultura, gastronomia e produtos turísticos, destacando, nessa primeira edição, os atrativos de Natal, Parnamirim, Tibau do Sul, São Miguel do Gostoso, Extremoz, Mossoró, Serras do Agreste Potiguar, Geoparque, Maxaranguape, Galinhos, Touros, Baía Formosa e Santa Cruz.

Um dos participantes do encontro foi o gerente de Contas da Incomum Viagens, Nivaldo Egeia, que integra a comitiva de operadores convidados para participar do Visite RN Experience. “O Rio Grande do Norte é um estado que já vem trabalhando fortemente com a gente há alguns anos. Agora, queremos recolocar o RN no topo dos destinos mais procurados, principalmente por São Paulo, que é um grande pólo e emissor para o Nordeste. Estamos fazendo um trabalho em São Paulo, agora que chegamos com a filial em março desse ano, para alavancar todo o Nordeste brasileiro”, adianta o gerente da operadora.

Segundo Nivaldo Egeia, essa aproximação e experiência in loco é de extrema importância. “ Precisamos passar para o turista que é seguro viajar ou participar de eventos com mais de mil pessoas, seguindo todos os protocolos.  É seguro realizar um evento no Rio Grande do Norte. Estamos aqui e vemos toda a infraestrutura  de sempre. Estamos muito felizes com a parceria que o RN tem conosco de muitos anos”, reforça o representante da empresa que tem origem no estado de Santa Catarina.

O gestor do Projeto de Turismo do Sebrae-RN, Yves Guerra, afirma que a instituição está apoiando a iniciativa do RN Experience com o objetivo de promover a aproximação comercial entre as empresas de turismo do estado e os agentes e operadores convidados, através de um encontro de negócios em que as empresas ofertantes locais (meios de hospedagem e agências de receptivo) terão um momento para apresentar seus serviços e produtos para as agências e operadoras do Sul e Sudeste do país.

O evento foi organizado pelo Governo do Rio Grande do Norte, por meio da Empresa Potiguar de Promoção Turística (Emprotur) e Secretaria de Estado de Turismo (Setur), para estreitar o relacionamento comercial entre o trade do Rio Grande do Norte com os agentes e operadores de viagens nacionais e internacionais. A ação conta com a parceria da ITA Transportes Aéreos, como transportadora aérea oficial do evento, a Universal Assistance como seguradora oficial do evento e os apoios institucionais do Sebrae-RN, FECOMÉRCIO-RN, Natal Convention, Sindbuggy, ABAV/RN, Sindetur e ABRASEL. A execução está a cargo da Associação Brasileira da Indústria Hoteleira do RN, ABIH-RN, por meio de termo de fomento com a Emprotur.

20

Set

Sebrae lança série ‘Descubra o RN’ durante o 12º Fórum de Turismo

A retomada do turismo para chegar a patamares pré-pandemia passa primeiramente pelo turismo regional e local, com destinos distantes, em média, quatro horas da cidade onde o turista reside. Para fomentar essa cadeia produtiva e promover as regiões turísticas do estado, o Sebrae do Rio Grande do Norte lançou, nesta sexta-feira (17), a série ‘Descubra o RN’, uma playlist com oito vídeos promocionais dos principais atrativos turísticos potiguares que já está disponível no canal da instituição no YouTube. O lançamento ocorreu na abertura do 12º Fórum de Turismo do Rio Grande do Norte e 7ª Feira dos Municípios e Produtos Turísticos do Rio Grande do Norte (Femptur), que estão sendo realizados até este sábado (18) no Centro de Convenções de Natal.

“A nossa iniciativa em produzir e apresentar esses vídeos vai ao encontro daquilo que acreditamos que seja importante para esse momento. Primeiro, fazer com que o público em geral conheça o que temos no nosso estado e assim fomentar o turismo como um todo, inclusive mostrando a interiorização”, destacou o diretor técnico do Sebrae-RN, João Hélio Cavalcanti, que participou da solenidade de abertura do evento.

O setor do turismo foi um dos mais atingidos durante as fases mais agudas da pandemia. Estima que o setor perdeu mais de 40% do faturamento e quase 400 mil vagas de trabalho formal em todo o país. Segundo o diretor, a ideia da série é aguçar a curiosidade para o potiguar conhecer o próprio estado e leva ao turista para atrativos em diferentes lugares do Rio Grande do Norte. Na visão de João Hélio, com o turismo internacional em baixa, o turismo local se apresenta como uma alternativa e tendência, fortalecendo a economia local e movimentando os pequenos negócios em cada município.

“Queremos estimular as pessoas conhecerem um pouco mais do nosso estado e fazer com que pessoas que pensam em empreender vejam nesses locais oportunidades de negócios na cadeia do turismo. Os vídeos são uma demonstração de otimismo do Sebrae diante da crise que esse setor passou nos últimos anos”, reforça João Hélio.

A série Descubra o RN enfoca, além do tradicional turismo de sol, mar e passeios nas dunas, o turismo rural, religioso, cultural e de aventura. São experiências únicas em lugares de onde se descortinam paisagens que trazem memórias afetivas ao visitante no Agreste e Trairi, na Costa das Dunas (Grande Natal e litoral norte e sul), no Seridó, no Polo Serrano e na Costa Branca. Segundo o gestor do projeto de Turismo do Sebrae-RN, Yves Guerra, a série revela as belezas naturais e os encantos de cada região do estado, fazendo com que os potiguares e turistas de outros Estados descubram o Rio Grande do Norte.

Geoparque

Durante a 7ª Feira dos Municípios e Produtos Turísticos do Rio Grande do Norte (Femptur), o Sebrae também está apresentando o Geoparque Seridó, que envolve uma região compreendida entre os municípios de Cerro Corá, Lagoa Nova, Currais Novos, Acari, Carnaúba dos Dantas e Parelhas, totalizando uma área de 2,8 mil quilômetros quadrados no coração do semiárido do Rio Grande do Norte, uma das regiões mais áridas do planeta e com temperaturas que chegam a atingir os 40 graus, com sua vegetação de caatinga e fauna genuinamente brasileiras.

Essa região tem características singulares e indissociáveis dos aspectos geológicos, culturais e antropológicos que podem ter relevância mundial. É nessa localidade que estão concentrados 21 geossítios de relevância para a paisagem e também para o jeito de viver do povo do lugar. “Na feira, estamos apresentando a essência do Geoparque Seridó, que é a nossa comunidade, junto ao destaque da geodiversidade”, explica a diretora executiva do consórcio Público intermunicipal Geoparque Seridó, Janaina Medeiros.

O visitante poderá encontrar no estande peças artesanais, mel, castanha e produtos derivados, cajuína, doces e rapaduras de caju, biscoitos, vestuário e outros produtos, além de apresentação cultural, como o Meuquim Aboiador.

17

Set

Nesta sexta e sábado têm FEMPTUR e Fórum de Turismo do RN no Centro de Convenções de Natal

Nesta sexta-feira (17) e sábado (18), a capital potiguar vai ser sede da 7ª Feira de Municípios e Produtos Turísticos do RN – Femptur e do 12º Fórum de Turismo do RN, que acontece no pavilhão Nísia Floresta do Centro de Convenções de Natal. Seguindo rígido protocolo de biossegurança, o evento tem entrada e estacionamento gratuitos, das 14h às 21h na sexta e, no sábado, com horário estendido das 12h às 22h.

Com mais de 60 stands, a Femptur é uma grande vitrine do Rio Grande do Norte. Entre passeios e viagens, artesanatos, cultura, fotografias, gastronomia, agricultura familiar e negócios, a Feira evidencia o que há de melhor em cada segmento.

E uma grade de apresentações culturais idealizada especialmente para o público da Femptur e do Fórum, com artistas potiguares, atrações teatrais, musicais e folclóricas (Boi de Reis, Dança de Coco e Cordel), Mini Quadrilha Junina, e a novidade do ano: o Espaço do Autor Potiguar. Dentre os municípios que integram o Palco Cultural estão: Passa e Fica, Serra Caiada, São José do Mipibu, Touros, Lajes, Grossos, Pedro Velho, Canguaretama e São Miguel do Gostoso.

O palco é estrategicamente montado ao lado da área gastronômica (creperia, cafeteria, hamburgueria, restaurante de comidas típicas e bar) para proporcionar ao visitante a melhor experiência.

E para a 12ª edição, o Fórum de Turismo do RN traz temas atuais e importantes a serem debatidos sob novas perspectivas, dentre elas, sustentabilidadeintegração regionaleconomia criativaturismo de aventura e turismo cultural. O acesso é gratuito, mediante inscrição prévia ou credenciamento na hora. Durante o Fórum acontece também, a Solenidade de Abertura e a entrega do “Troféu Reconhecimento aos Destinos Segmentados do RN”.

A Femptur e o Fórum de Turismo do RN têm organização de Antônio Roberto Rocha e Gustavo Porpino, da Argus Eventos; contam com o apoio do Governo do Estado do RN, Prefeitura de Natal, Sebrae-RN, Fecomércio-RN e Banco do Nordeste. Também dão suporte: DataShow Brasil, Serhs Natal Grand Hotel & Resort e a InterTV. E os presidentes das principais entidades de classe do Turismo que participam ativamente do evento: Abdon Gosson (ABIH-RN), Michelle Pereira (Abav-RN), Júnior Câmara (Sindetur-RN), George Gosson (Natal Convention) e Júnior Lima (SindGuias-RN).

Foto: Canindé Soares

14

Set

Série de vídeos produzida pelo Sebrae convida o turista a descobrir o RN

Com a retomada das atividades econômicas no país e no mundo, o turismo interno ganha um novo fôlego para se recuperar dos prejuízos ocasionados pela pandemia, que vem sendo fortemente combatida pelo avanço da cobertura vacinal contra o Coronavírus. Neste novo cenário, o Rio Grande do Norte desponta como um dos destinos mais procurados para viagens de curta distância, muitas vezes realizadas por via terrestre, na própria região Nordeste.

Para divulgar e promover as regiões turísticas do estado, o Sebrae do Rio Grande do Norte produziu uma série com oito vídeos das regiões, aonde estão os principais atrativos turísticos do estado e está com uma playlist no canal oficial do Sebrae-RN do Youtube. O lançamento oficial ocorrerá durante o 12º Fórum de Turismo do Rio Grande do Norte e 7ª Feira dos Municípios e Produtos Turísticos do Rio Grande do Norte – Femptur, que acontecem nos próximos dias 17 e 18 – sexta e sábado – no Centro de Convenções de Natal, promovidos pela Argus Eventos.

Na série “Descubra o RN” são mostrados, além do tradicional turismo de sol, mar e passeios nas dunas, o turismo rural, religioso, cultural e de aventura. São experiências únicas em lugares de onde se descortinam paisagens que trazem memórias afetivas ao visitante no Agreste e Trairi, na Costa das Dunas (Grande Natal e litoral norte e sul), no Seridó, no Polo Serrano e na Costa Branca.

Segundo o gestor do projeto de Turismo do Sebrae-RN, Yves Guerra, a série está muito bem produzida e visa fortalecer o turismo regional, revelando as belezas naturais e os encantos de cada região do estado, fazendo com que os potiguares e turistas de outros Estados descubram o Rio Grande do Norte. “Como consequência, buscamos fomentar a cadeia do turismo, apoiando sobretudo os pequenos negócios e as atividades associadas, como o artesanato e a gastronomia, por exemplo”, explica Yves Guerra.

10

Set

RN vai desenvolver 1º buggy elétrico, de olho em ‘mercado do futuro’ no litoral brasileiro

O Sistema Indústria, por meio do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial no Rio Grande do Norte (SENAI-RN) e a indústria de veículos Selvagem - pioneira do setor na região Nordeste e principal origem da frota de buggys que circula no RN e em outros destinos internacionalmente conhecidos, como Fernando de Noronha (PE) - assinaram nesta quinta-feira (09) um acordo de cooperação para desenvolvimento do primeiro buggy elétrico do estado.  

Segundo as instituições envolvidas, o projeto é idealizado desde 2020 e a expectativa é de ganhos ambientais, tecnológicos e econômicos em um dos passeios turísticos mais tradicionais do litoral brasileiro.  

Dentro da fábrica potiguar em operação há 45 anos, onde nascerá o primeiro carro elétrico do RN, a estrutura do veículo está pronta, à espera da inovação: o motor e as baterias que irão alimentá-lo.  

Os equipamentos para início do desenvolvimento já começaram a ser buscados junto a fabricantes e um treinamento específico com especialistas da Alemanha será realizado pela equipe de profissionais que vai colocar a mão na massa. 

Questões como quando o projeto será concluído, o tempo necessário de testes, o início da produção comercial e a partir de quando o buggy estará nas ruas, ou nas dunas - assim como o preço que terá no mercado - só deverão ser respondidas no decorrer dos trabalhos. A demanda potencial, entretanto, já existe e dá sinais à indústria.  

“Todos os dias alguém nos procura em busca desse buggy”, diz o fundador da Selvagem, Marcos Neves, observando que a expectativa é - a partir da inovação - atender ao “mercado do futuro” que se abre no país, em áreas que a fábrica já abastece e em outras onde o interesse poderá surgir.  

A procura se manifesta atualmente, segundo ele, dentro do Rio Grande do Norte e também chega de Fernando de Noronha, onde decreto proíbe a entrada de veículos ‘tradicionais’, com motor a combustão, a partir de 2022, e a circulação dos que já existem a partir de 2030.  

Segundo informações oficiais da Administração de Fernando de Noronha repassadas ao SENAI-RN, “não existem buggys elétricos na ilha” hoje, mas há outros 50 carros elétricos em circulação. Eles representam 3,57% da frota. 

Projeto 

O desenvolvimento do primeiro buggy elétrico na indústria do Rio Grande do Norte é parte do Projeto Verena, que o SENAI-RN e o Centro de Tecnologias do Gás e Energias Renováveis (CTGAS-ER), do SENAI, executam desde 2018 no Brasil com a Câmara de Indústria e Comércio da cidade de Trier (EIC Trier), da Alemanha. A iniciativa também conta com a colaboração do Instituto SENAI de Inovação em Energias Renováveis e da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN).  

“É um projeto que é um marco para a indústria, para o meio ambiente e para o setor de turismo”, diz o diretor do CTGAS-ER e do ISI-ER, Rodrigo Mello. “O uso típico do buggy é em áreas costeiras, em ambientes caracteristicamente limpos, e trazer um equipamento com zero emissões de gases do efeito estufa e com zero ruído de motor, como será este, é sem dúvida um ganho”, complementa.  

Para o presidente da Federação das Indústrias do Rio Grande do Norte (FIERN), Amaro Sales, o buggy elétrico será uma importante contribuição em consonância com o desenvolvimento tecnológico e a inovação exigidos no momento atual. “O Sistema S atua para desenvolver soluções inteligentes e sustentáveis que atendam às necessidades da indústria a partir da nossa realidade local, mas de acordo com as tendências internacionais. O buggy elétrico é um projeto de destaque nesse contexto”, afirma.  

O SENAI, por meio de CTGAS-ER e do ISI-ER, ficará responsável pelo desenvolvimento do uso da tecnologia e a integração dos componentes elétricos e mecânicos do veículo. À UFRN caberá a parte de “inteligência do buggy”, o que inclui toda a parte de controle, acionamento de motor, verificação da vida útil da bateria, análise do ambiente e detecção de falhas.  

Já a EIC Trier vai fornecer a tecnologia e promover o treinamento necessário para a realização do projeto. Um curso de mecatrônica automotiva de 180 horas será ministrado para a equipe envolvida, por especialistas da Alemanha. O país é o maior produtor europeu de veículos elétricos. 

“Para nós da EIC Trier é uma enorme satisfação contribuir para a concepção e construção do primeiro buggy elétrico do Nordeste do Brasil e a gente fica ainda mais feliz por esse buggy ter surgido no Rio Grande do Norte, que normalmente é um estado que todos conhecem pelo turismo mas também é um lugar onde se concepciona e constrói tecnologia de ponta para um Brasil melhor e para um mundo cada vez mais sustentável”, diz o consultor alemão Andreas Dohle, da EIC Trier. 

O desenvolvimento do buggy faz parte de um número maior de ações conjuntas na área de eletromobilidade. Outra ação será a criação de um curso inédito com o CTGAS-ER para especialização de trabalhadores na conversão de carros elétricos no país. A estrutura para o curso está sendo preparada e a previsão de início é 2022. 

O buggy elétrico  

O buggy elétrico planejado dentro do projeto é um veículo que usa eletricidade para se locomover, por meio de baterias que alimentam o motor.  

A autonomia do modelo, ou seja, a distância que conseguirá percorrer com baterias cheias, antes de precisar de recarga, é estimada em 200 Km, diz o professor de automação e eletrotécnica do CTGAS-ER, e coordenador do projeto pelo SENAI-RN, Davinson Rangel.  

Seria suficiente, por exemplo, para dois passeios ida e volta entre as praias de Ponta Negra e Muriú, uma das principais rotas turísticas no litoral potiguar.  

Como a utilização do veículo em dunas exigiria mais das baterias e do motor do que o tráfego somente em asfalto e estradas de terra, essa autonomia, entretanto, pode variar. 

“Iremos desenvolver um produto inicialmente 100% potiguar que certamente será referência para todos que deste veículo se utilizam, propiciando uma fonte de energia limpa para um produto que agrega ao turismo a preocupação com o meio ambiente”, diz o diretor regional do SENAI-RN, Emerson da Cunha Batista. “O buggy passou a fazer parte de nosso convívio há anos e neste momento em que a evolução das tecnologias é cada vez mais necessária nos sentimos honrados em poder participar desse projeto piloto”, acrescenta. 

O chefe do Departamento de Engenharia Elétrica da UFRN e coordenador dos trabalhos da Universidade no projeto, Diomadson Belfort, reforça que o turismo com buggys pode ficar mais limpo e econômico em decorrência de soluções que serão desenvolvidas no projeto. Dados levantados pela universidade apontam que 715 bugueiros estão credenciados pela Secretaria de Turismo do estado atuando nos municípios pólos de Baía Formosa, Tibau do Sul, Natal e Extremoz. Entre os custos operacionais da atividade estão gastos com combustível, que giram em torno de R$ 80 a R$ 100 por passeio - e poderão ficar para trás a partir do veículo elétrico. 

10

Set

Ressurgimento do turismo no pós-pandemia é um dos temas do 4º Seminário Cidades que se Reinventam

O que os dados mais recentes da Organização Mundial do Turismo revelam quanto aos anseios e receios dos turistas no contexto mundial? Como os diferentes destinos podem se preparar para recebê-los? Para responder a estas e outras questões sobre este tema, um dos painéis do 4º Cidades que se se Reinventam trará a palestrante internacional Sandra Carvão, chefe de Inteligência de Mercado da Organização Mundial do Turismo (OMT), e Ricardo Freire, um dos mais respeitados jornalistas de turismo, fundador do site Viaje na Viagem.

O Seminário será realizado de forma virtual de 28 a 30 de setembro e a programação abordará também tendências no pós-pandemia, inovação, indicação geográfica, saúde, gestão de águas e outros assuntos de grande importância para os gestores e legisladores públicos municipais.

Segundo a curadora, Ana Carla Fonseca, “o seminário foi concebido para atender à diversidade dos municípios brasileiros, proporcionando conteúdo fundamental para sua reinvenção, independentemente de seu porte, de seus aspectos geográficos ou peculiaridades regionais”. O público-alvo são prefeitos, vereadores, secretários e profissionais dedicados ao planejamento da gestão municipal.

 “Reinvenção é a palavra que define os novos tempos. Por isso, é preciso investir em iniciativas como essas, que enriquecem o debate sobre gestão pública, proporcionando aos gestores e legisladores públicos municipais as ideias e ferramentas necessárias para transformar a realidade dos municípios, para que eles se tornem cada vez mais inovadores, criativos e sustentáveis”, afirma o gerente de desenvolvimento regional do Sebrae/SC, Paulo Cesar Sabbatini Rocha.

O 4º Seminário Cidades que se Reinventam tem apoio técnico do Sebrae, curadoria da Garimpo de Soluções e realização da Ópera Eventos Corporativos. Informações detalhadas da programação e inscrições podem ser feitas pelo site www.cidadesquesereinventam.com.br  Os participantes terão acesso a todos os conteúdos da plataforma do evento pelo prazo de seis meses.

27

Ago

Agência de viagens especializada em roteiros de luxo é a primeira do país a aceitar criptomoedas como meio de pagamento

O cenário de investimentos em criptomoedas teve uma expansão significativa no Brasil nos últimos anos. O Bitcoin, em especial, considerado a principal criptomoeda do mercado, vem se tornando cada vez mais popular, principalmente quando tratamos de investidores com idade entre 18 e 35. De olho neste público em franca expansão, a Destinatarie, agência de viagens focada em roteiros de luxo, apostou em uma solução inovadora e anunciou uma grande novidade: é a primeira do país em seu segmento a aceitar criptomoedas como meio de pagamento.

“A Destinatarie foi criada para proporcionar experiências únicas aos clientes por meio da elaboração de roteiros personalizados e consultoria especializada em viagens de luxo. Junto às melhores operadoras do mercado e profissionais qualificados, visamos destacar a excelência no planejamento e atendimento de cada viagem. Além dos nossos serviços de excelência, resolvemos adotar opções de pagamento exclusivos, foi quando surgiu a ideia de trabalhar com criptomoedas”, comenta Francisley Valdevino da Silva, fundador da Destinatarie.

Para justificar a grande novidade do mercado, o empresário destaca a alta mobilidade e a proteção do usuário quando tratamos de criptomoedas. “O criptomercado tem conseguido revolucionar a forma como as pessoas lidam com o seu dinheiro. Tratamos de transações seguras, rápidas e cada vez mais presentes na vida dos brasileiros. Na Destinatarie, sempre pensamos em oferecer algo além do atendimento de excelência e dos nossos roteiros especiais. Encontramos na inovação tecnológica uma forma de facilitar a vida dos nossos clientes e, obviamente, nos diferenciar no mercado”, detalha Silva.

Além do real brasileiro e de outras moedas tradicionais, os clientes da Destinatarie podem pagar seus roteiros com algumas das criptomoedas mais conhecidas do mercado digital. “O objetivo é oferecer o máximo em conforto e experiência para os clientes. Desde o início das transações com criptomoedas, nunca tivemos nenhum tipo de problema na hora de fechar o negócio e finalizar a venda”, explica o fundador da agência.

Roteiros personalizados e destinos de luxo como Ilha de Córsega, Singapura, Dubai e Grécia são destaques da empresa, que já realizou mais de 700 viagens com pagamentos via criptomoedas. “Cada dia que passa, recebemos mais clientes interessados em comprar com criptomoedas, nos mostrando que tivemos uma decisão assertiva quando resolvemos apostar em um método de pagamento que em breve estará presente em todos os segmentos do mercado”, completa Silva.

Para mais informações sobre a Destinatarie, acesse o site www.destinatarie.com.br, ligue para (41) 99171-6574 ou acompanhe o perfil oficial da agência no Instagram (@destinatarie).

23

Ago

Educação 4.0 na Alemanha e formação em eletrotécnica e turismo são temas de Seminário apoiado pelo SENAI

O Projeto Verena, que o SENAI-RN e o SENAC-RN executam no Brasil com a Câmara de Indústria e Comércio da cidade de Trier (EIC Trier), da Alemanha, promove entre os dias 23 e 25 de agosto o “Seminário on-line Educação 4.0 na Alemanha”, voltado a profissionais que já atuam no mercado, a alunos concluintes de cursos como eletrotécnica, instalação de sistemas fotovoltaicos, hotelaria e gastronomia, entre outros interessados.

O Seminário será realizado na plataforma Microsoft Teams, das 10h às 11h30 nos três dias, e vai discutir questões como segurança no trabalho e profissionalização para atuação na área eletrotécnica, em funções como instalação de sistemas fotovoltaicos.

A expectativa, segundo os organizadores, é explicar como o sistema de formação profissional alemão funciona considerando esses e outros aspectos, e detalhar o modelo de certificação que inspira o brasileiro: desenvolvido de forma exclusiva no Brasil pelos alemães com o SENAI-RN e o SENAC-RN. A programação do evento inclui fóruns de debate com convidados estrangeiros e terá tradução para português.

Inscrição

A participação no Seminário é gratuita! e as inscrições estão abertas. Para acessar o formulário é só clicar no link disponível na bio do perfil @senairn no Instagram ou digitar o endereço https://linklist.bio/senairn e selecionar a opção “Seminário On-line | Educação 4.0 na Alemanha”. O evento será realizado na plataforma Microsoft Teams, das 10h às 11h30 nos três dias.

Programação

A programação inclui a exibição de vídeos e rodadas de discussão para troca de experiências com profissionais em formação, representantes de empresas, de professores de uma das principais escolas profissionalizantes da cidade alemã e da Câmara de Indústria e Comércio de Trier, uma das instituições que organizam a formação profissional e processos de certificação no país. No dia 25 de agosto, haverá um fórum de debate sobre a formação de eletrotécnicos e foco em questões como segurança no trabalho e a atuação profissional com energias renováveis.

O Seminário on-line “Educação 4.0 na Alemanha: a profissionalização na cidade de Trier” é financiado pelo Ministério Federal de Cooperação Econômica e Desenvolvimento da Alemanha (BMZ) e conta com o apoio da SEQUA – Parceiro da Economia Alemã. A campanha para apresentação do modelo é patrocinada pelo Europa e Innovationscentre (eic Trier), a EIC Trier e a Câmara de Ofícios de Trier.

19

Ago

Emprotur promove Rio Grande do Norte com influenciadoras digitais

Em mais uma ação focada na retomada do turismo 2021, o Governo do Rio Grande do Norte por meio da Empresa Potiguar de Promoção Turística (Emprotur), desde quarta-feira (18), divulga junto com três influenciadoras nacionais, para os mais de sete milhões de seguidores, as belezas e potencialidades do Estado. 

A apresentadora, Thaynara OG (@thaynaraog), com 4,6M de seguidores; junto com a ex-BBB e ex-No Limite 2021, Elana Valeriana (@elana.valeriana), com 2,7M de usuários na sua conta do Instagram; e a criadora de conteúdo, Isa Rabello (@isarabello), com 13,6K, chegaram ao RN para mostrarem a experiência do @VisiteRioGrandeDoNorte em suas redes sociais. 

“Precisamos nos posicionar para os mais diversos públicos, sabemos que atualmente o marketing de influência possui enorme capacidade de definir a próxima viagem das pessoas. Por isso, nesse momento de retomada estamos promovendo nosso destino de forma estratégica em parceria com o trade potiguar”, contou Bruno Reis, diretor presidente da Emprotur 

A viagem, que segue todos os protocolos de segurança e teve toda a equipe testada, conta com o apoio de importantes parceiros, são eles: Latam Airlines, ABIH/RN, Sindetur/RN e Prefeitura de Maxaranguape/RN.

16

Ago

Aeroporto em SP testa tecnologia para embarque por reconhecimento facial

Pela primeira vez, um terminal aéreo regional participa do programa Embarque + Seguro 100% Digital do Governo Federal com uso de reconhecimento facial do gov.br. O Aeroporto Estadual de Ribeirão Preto (SP) estreia, nesta sexta-feira (13), o teste da tecnologia entre passageiros, que não precisam apresentar documento de identificação nem cartão de embarque para viajar.
 
A iniciativa do Ministério da Infraestrutura (MInfra), desenvolvida pelo Serpro, empresa de TI do Governo Federal, em parceria com a Secretaria Especial de Desburocratização, Gestão e Governo Digital do Ministério da Economia, já foi testada nos aeroportos de Florianópolis (SC), Salvador (BA), Santos Dumont (RJ), Belo Horizonte (Confins), Congonhas (SP) e Brasília (DF).
 
O programa tem o objetivo de tornar mais eficiente, ágil e seguro o processo de embarque no aeroporto de Ribeirão Preto. Considerado o maior do interior do país, o terminal está em quarto lugar no estado de São Paulo, depois de Guarulhos, Congonhas e Viracopos. “O início dos testes do Embarque + Seguro no Aeroporto de Ribeirão inaugura a participação dos aeródromos estaduais neste importante programa de transformação digital do Ministério da Infraestrutura, que é um dos mais modernos com uso da tecnologia biométrica em todo o mundo”, ressalta o secretário-executivo do MInfra, Marcelo Sampaio.
 
LGPD
Após a aprovação do piloto, o Governo Federal avançará com as ações para implantação efetiva da tecnologia nos principais aeroportos brasileiros. “Caminhamos para um embarque biométrico totalmente seguro em todos os aeroportos do país. Além de a medida ser segura do ponto de vista sanitário, ao dispensar o manuseio de papéis durante a pandemia, garante a proteção total dos dados dos usuários, pois atende a todos os preceitos da Lei Geral de Proteção de Dados”, afirma Marcelo Sampaio.


 
Para o presidente do Serpro, Gileno Barreto, o Embarque + Seguro coloca o Brasil na vanguarda neste movimento do Governo Federal para a transformação digital de todo o país. “A tecnologia combina validação biométrica e análise de dados, garantindo uma conferência precisa, ágil e segura da identidade dos passageiros, que, assim, podem viajar com mais conforto e tranquilidade. A solução atende à LGPD e tem por premissa a segurança no tratamento dos dados pessoais contra uso indevido ou não autorizado. Os dados, que precisam ser utilizados para o embarque com reconhecimento facial, não são compartilhados com terceiros, e o passageiro tem que assinar um termo de consentimento para o uso", destaca Gileno Barreto.
 
Como funciona
No momento do check-in no aeroporto, o passageiro da Voepass Linhas Aéreas é convidado a experimentar a tecnologia de reconhecimento biométrico facial para embarcar na aeronave. Após concordar, o viajante recebe, no celular informado, uma mensagem com solicitação de autorização para obtenção de seus dados, incluindo CPF e foto.
 
Após o consentimento do passageiro, o atendente da companhia aérea usa o aplicativo do Serpro desenvolvido para realizar a validação biométrica, comparando os dados e a foto, tirada na hora, com as bases governamentais.
 
A partir da validação, o passageiro fica liberado para ingressar na aeronave passando pelo ponto de controle biométricos, que faz a identificação por meio de câmeras, sem a necessidade de o usuário apresentar documento e cartão de embarque.
 
Efetividade atestada
O Embarque +Seguro, além de atestar a identidade de quem vai embarcar e garantir mais segurança aos passageiros, reduz o tempo de espera em filas, já que o processo de check-in e embarque aéreo é realizado em poucos segundos.
 
No piloto, são medidos indicadores, como redução no tempo em filas, no acesso à sala de embarque e à aeronave, além dos custos de operação. Depois de atestada a viabilidade da solução tecnológica apresentada pelos parceiros, o Governo Federal espera aumentar a segurança aeroportuária com a contratação do serviço realizada pelas concessionárias dos aeroportos, seja a Infraero ou privados, ficando a critério da administração de cada terminal, e não do Poder Público, a forma como essa contratação será realizada. No caso da Infraero, essa aquisição deverá ser realizada por meio de licitação, após a devida consulta pública sobre a contratação.