O Instituto Metrópole Digital (IMD/UFRN) está com 24 vagas abertas para ingresso em duas turmas da residência em Tecnologia da Informação, com bolsas que variam de R$ 2 mil a R$ 3 mil. O curso do IMD tem caráter de pós-graduação lato sensu (especialização) e formato inovador, que se distingue por conjugar aulas teóricas com o trabalho prático nas instituições parceiras em que os residentes atuam.

As vagas são voltadas para candidatos formados em Computação ou áreas afins. Em uma das turmas, criada pelo IMD em parceria com o Tribunal Superior do Trabalho (TST), as inscrições foram abertas nesta quinta-feira, 12. Já na outra, feita em conjunto com o Tribunal Regional Eleitoral (TRE/RN), o prazo de inscrição encontra-se em andamento e segue até o próximo dia 17 de maio.

Inscrições

Os candidatos poderão se inscrever, em ambas as turmas, no Sigaa, seguindo as opções de menu Pós-Graduação > Lato Sensu > Processos Seletivos. Os editais que disciplinam os dois processos seletivos, com todos os detalhes referentes à documentação necessária e pré-requisitos para os candidatos, são os seguintes: Residência em TI – TST e Residência em TI – TRE.

O curso tem duração de 18 meses e bolsas nos valores de R$ 3 mil, no caso da turma do TST, e R $2 mil para o TRE. Cada uma das turmas disponibiliza 12 vagas e, enquanto a primeira se constitui numa nova parceria do Instituto Metrópole Digital, a segunda, ligada ao Tribunal Regional Eleitoral, será a terceira turma de residentes atuando junto ao órgão.

Demandas tecnológicas

Inspirada nas residências médicas, a residência em TI do IMD conjuga formação teórica com experiência prática, que é desenvolvida no interior das instituições parceiras, atendendo a demandas por soluções tecnológicas reais desses órgãos, para os quais já foram criadas dezenas de tecnologias.

O modelo beneficia os estudantes ao proporcionar uma pós-graduação com bolsa e um preparo direto para atuação no mercado de trabalho. Em função disso, a empregabilidade dos formandos costuma ser alta, tendo chegado, no caso dos que cursaram as duas primeiras turmas do TRE, a 100%. Entre outros órgãos que abrigam ou já abrigaram turmas da residência em TI estão o Tribunal Regional Federal (TRF/RN), o Tribunal de Justiça (TJ/RN), o Tribunal de Contas do Estado (TCE/RN), o Tribunal Regional Federal da 5ª Região (TRF-5), o Tribunal de Contas da cidade do Rio de Janeiro e a Secretaria de Estado da Administração (SEAD/RN).