O WhatsApp acaba de enviar uma nova atualização para os testadores do Programa Beta do Google Play. A versão 2.21.15.10 começa a liberar o acesso para múltiplos dispositivos simultâneos à mesma conta do app e já permite que um único perfil possa ser aberto em até quatro aparelhos diferentes de forma independente.

Essa deve ser uma adição e tanto para quem precisa compartilhar o número do WhatsApp com várias pessoas em uma mesma empresa, por exemplo. Além disso, a versão web do WhatsApp e o aplicativo para computador começarão a funcionar de forma autônoma, sem precisar que algum celular esteja conectado na internet.

A sincronização é feita de modo instantâneo, logo que os dispositivos se conectam à rede. Assim, uma mensagem enviada pelo computador a grupos ou contatos também fica disponível a partir do telefone, quando a conexão for reestabelecida — dá para continuar a conversa de onde ela parou em qualquer aparelho vinculado.

O recurso chega com algumas limitações, tais como a restrição de enviar mensagens ou fazer chamadas apenas com pessoas com versões atualizadas do app no celular. Outro porém é uma redução momentânea no desempenho e na qualidade do aplicativo, o que pode afetar ligações por áudio e vídeo.

Todas as mensagens continuarão protegidas pela criptografia de ponta a ponta: apenas os dispositivos autorizados conseguirão ter acesso ao conteúdo. Qualquer tentativa de interceptação necessitará da chave para decodificar o conteúdo das mensagens.

Até o momento, apenas usuários do Beta para Android foram agraciados com a novidade. Uma atualização para os testadores no iOS deve chegar em breve, mas não há uma data definida.

Como a novidade está sendo liberada aos poucos, nem todos os usuários podem ter recebido a atualização em primeira mão. Se você ainda não tem ela no celular, o jeito é aguardar mais alguns dias até aparecer. Ainda não se sabe quando o usuário final receberá o recurso.

Fonte: Canaltech, disponível em: https://canaltech.com.br/apps/whatsapp-libera-funcionamento-em-varios-aparelhos-a-mais-pessoas-no-brasil-190367/