Educação

28

Jan

Educação

UFRN traz jovens do interior para vivência interdisciplinar

A Organização de Aprendizagens e Saberes em Iniciativas Solidárias (Oasis), do Centro de Ciências Sociais Aplicadas (CCSA), da UFRN, realiza a partir desta quarta-feira (29) até sábado (1), o Projeto de Intervivência Universitária que reúne 90 alunos de escolas públicas dos municípios de Parazinho, Galinhos e Jandaíra para atividades interdisciplinares na capital do estado.

A programação engloba oficinas, gincanas, exibição, debates e apresentação de pesquisas realizadas pelos alunos de cada município, o que ocorrerá no Colégio Atheneu Norte Riograndense. Além disso, os participantes farão visitas ao Campus Central da UFRN, ao Departamento de Oceanografia e Limnologia (DOL), na Praia de Areia Preta, e à Arena das Dunas, no dia 31 - com almoço no Restaurante Universitária. 

Para o professor Washington Souza, coordenador do projeto, esse é um momento de ampliar a visão de mundo dos participantes: “Alguns desses jovens nunca vieram à capital e todos eles terão contato com ambientes e pessoas que fornecerão uma perspectiva mais ampla de futuro, além de serem dias de muito aprendizado. No DOL, por exemplo, eles serão recebidos pelo Chefe do Departamento, o Professor Deusimar Freire Brasil, uma referência para nós que fazemos extensão na UFRN", registra.

Intevivência Unisersitária

O projeto de extensão Oasis de Intervivência Universitária surgiu em 2008 fomentado pelo edital conjunto entre o Ministério da Ciência e Tecnologia (MCT), CNPq, CT-Agronegócio/ Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA), nº. 23/2008. Esta é a sexta turma da Intervivência Universitária que já teve participação de 12 diferentes municípios do interior do Rio Grande do Norte promovendo educação a cerca de 1000 estudantes. Cada edição tem duração de dois anos e a previsão é que as atividades se estendam até 2020.

As atividades acontecem durante o ano, com encontros nos municípios participantes. Dentre os temas trabalhados estão Gestão de Políticas Públicas, Meio Ambiente, Saúde e Segurança Alimentar e Nutricional, Controle Geral e Participação, Economia Solidária e Associativismo e, nesta edição, a equipe está implantando atividades que envolvem a Educação Fiscal. Todas as ações despertam nos jovens o empreendedorismo social, influenciando-os no desenvolvimento de atividades no âmbito social nas escolas e comunidades nas quais estão inseridos, gerando, por consequência, melhor desempenho escolar e mais qualidade de vida para os envolvidos e a sociedade que os rodeia. Outras informações podem ser consultadas através das redes sociais da Oasis no Facebook e Instagram.  

28

Jan

Educação

UNI-RN é certificado como Instituição que estimula o empreendedorismo entre jovens

O Centro Universitário do Rio Grande do Norte (UNI-RN) foi certificado pela RN Júnior, empresa que integra a rede Movimento Empresa Júnior, como uma Instituição de Ensino Superior que fomenta o empreendedorismo no âmbito universitário.O certificado veio por meio da empresa júnior Animus, do curso de Direito do UNI-RN.

Na última (quinta-feira, 27/01), os alunos que compõem a diretoria da Animus foram recebidos pelo reitor do UNI-RN, professor Daladier Pessoa Cunha Lima. Na ocasião, eles fizeram a entrega do certificado ao reitor e apresentaram um balanço da atuação da empresa no ano de 2019 e as metas e projetos para 2020. A coordenadora do curso de Direito, professora Úrsula Bezerra, acompanhou os alunos na reunião com o reitor.

Primeira empresa júnior do curso de Direito do UNI-RN, a Animus Consultoria Jurídica visa dar oportunidade de atuação no mercado de trabalho aos alunos do curso de Direito da instituição. Por meio da prática jurídica, eles aliam o empreendedorismo com a atividade formal do Direito. A diretoria do projeto é composta pelos alunos Gabriela Cândida, Poema Mascena e Leonardo Fraifer, sob a coordenação do professor Marcelo Torres.

A Animus tem atuação em Natal, prestando serviços como: regularização jurídica de empresas ou associações, com a devida elaboração de contrato social, estatuto, regimento interno no CNPJ, entre outros, visando a dar segurança jurídica às empresas e associações clientes. 

“O empreendedorismo é, hoje, o principal fator de desenvolvimento econômico e social do Brasil. É por meio dele que se geram empregos, renda e se produz riquezas. Sem contar que é uma realização para o jovem, com seu espírito de inquietação, ousadia e pro-atividade. Nesse contexto, o ensino acadêmico é de suma importância para desenvolver o potencial empreendedor na formação desses jovens”, ressaltou o professor Daladier.

28

Jan

Educação

Sisu: 66% dos acessos foram feitos por celulares ou tablets

O Ministério da Educação (MEC) divulgou hoje (27) que o site do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) registrou 66% dos acessos por celulares ou tablets durante os seis dias em que esteve aberto para inscrição de participantes por meio da nota do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Foram, ao todo, 3.458.358 inscrições, feitas por 1.795.211 pessoas. Cada candidato pôde optar por até dois cursos.

A região do país com o maior número de inscrições foi a Nordeste: 1.375.758. A segunda colocada, Sudeste, registrou 1.088.094. Completam a lista Sul, Norte e Centro-Oeste, com 368.751, 322.954 e 302.801, respectivamente. Neste semestre, a oferta é de 237.128 vagas em 128 instituições públicas de ensino superior.

Segundo o MEC, o novo portal, que foi lançado este ano e pensado para acesso por meio de dispositivos móveis, ficou disponível 91,6% do tempo.  O Sisu é a principal maneira de acessar o ensino superior público do país, a partir da nota obtida no Enem. Para participar da seleção, o candidato não pode ter zerado a redação na edição de 2019 do exame.

Concorrência 

Por curso, medicina puxou a lista do número de inscrições, com 274.190. Os outros dois cursos com maior número de inscrições foram Administração (190.454) e Direito, com 175.413. Os mais concorridos, com maior número de inscrições por vaga ofertada, foram Ciências Biomédicas (145 inscrições/vaga), Educação Física (106) e Têxtil e Moda (94), de acordo com a pasta. O novo portal do Sisu registrou pico de 7 mil inscrições por minuto. Uma média de 1.571.377 pessoas acessou o portal diariamente.

Neste ano, o Ministério da Educação (MEC) testou o Sisu em nuvem, fora dos servidores da pasta, para suportar mais usuários ao mesmo tempo, adaptar o site para aparelhos mobile e economizar recursos. Para 2020, a diminuição de gastos estimada é de R$ 15 milhões. Já nos primeiros cinco anos, a pasta prevê R$ 25 milhões de economia.

Com informações da Agência Brasil

28

Jan

Educação

MEC suspende início das inscrições para o Prouni

Inicialmente programadas para terem início nesta terça-feira (28), as inscrições para o Programa Universidade para Todos (Prouni) foram suspensas pelo Ministério da Educação nesta segunda-feira (27). O ministério ainda não estipulou nova data.

A decisão foi tomada após o Tribunal Regional Federal da 3ª Região (TRF3) suspender a divulgação do resultado das inscrições no Sistema de Seleção Unificada (Sisu). Segundo o MEC, o cronograma do do Sisu e o do Prouni, ambos programas de acesso à educação superior, só serão divulgados após uma decisão final da justiça.

O Sisu oferta vagas em instituições públicas de ensino superior. Já o Prouni oferta bolsas de estudo em instituições particulares de ensino superior. Mas ambos utilizam notas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Como foi comprovada a falha na correção de algumas provas do Enem, a justiça atendeu ao pedido da Defensoria Pública da União (DPU) de suspender a divulgação dos resultados do Sisu. A ideia é não comprometer a transparência e a lisura do procedimento que dá acesso às vagas, seja de um programa, seja de outro.

Segundo a DPU, em seu pedido, a revisão das notas pode provocar alteração nos resultados finais de todos os candidatos. E essa alteração, ainda que de décimos, pode ser a diferença entre conseguir ou não a vaga pretendida.

O MEC, no entanto, vai disponibilizar aos estudantes a consulta de bolsas do Prouni, uma vez que se trata apenas de uma informação. Com isso, a consulta das mais de 251 mil bolsas relativas ao processo seletivo 1º/2020 já está aberta.

Com informações da Agência Brasil

27

Jan

Educação

Diretores do Colégio Porto recepcionam alunos e destacam diferenciais na inauguração da escola

O Colégio Porto deu a largada hoje (27/01) em uma nova proposta educacional para o RN, que une a melhor equipe de professores e uma metodologia focada no desenvolvimento estudantil e do potencial para a superação de desafios. A recepção das cinco turmas do Ensino Médio que inauguram a escola contou com a presença dos quatro sócios-diretores: Paulo de Paula, André Cury, Eduardo Bezerra e Marcelo Freitas.

“Estamos muito felizes com a alegria dos pais e alunos. É uma jornada nova que começa para todos nós. Para mim, além de tudo, é um momento especial que vivi em 35 anos como educador e volto a viver com o Colégio Porto. Esse contato com os alunos nos traz uma energia muito boa”, descreveu Paulo de Paula, ao cumprimentar pais e estudantes. Na chegada para o primeiro dia de aula, os alunos foram recebidos com música e encontraram instalações novas e modernas, salas de aula confortáveis, uma equipe de professores altamente qualificada e material didático diferenciado.

Confiança

O aluno Fernando Pinheiro está na 3ª série e pretende tentar uma vaga em Medicina. Para ele, o Colégio Porto oferece uma metodologia totalmente nova. “A tecnologia e a equipe me chamaram muito a atenção. Me senti muito acolhido e espero um ótimo ano! Estou apostando e confio no Colégio Porto”, declarou.

A aluna Ester Maria, da 2ª série, escolheu o Porto “pela equipe reconhecida e a proposta de uma educação diferenciada”. Seu colega de turma, Igor Câmara, apostou na abordagem e didática novas que o Porto oferece. “Isso vai nos proporcionar oportunidades de tentar outras novas universidades”, avalia. Na visita às cinco turmas de Ensino Médio que dão a largada no Colégio Porto - duas de 1ª e 2ª séries e uma de 3ª série - o professor André Cury, diretor acadêmico, disse que a equipe vai trabalhar em conjunto para fazer dos próximos anos “os melhores anos escolares” deles.

“Vocês escolheram o Porto mas nós também escolhemos vocês. Queríamos alunos focados, determinados, com objetivos. Acreditamos demais no potencial de cada um”, destacou o professor, acrescentando que os alunos contarão com um suporte diferenciado, inclusive para a definição de rotinas de estudos. Juntos dos sócios-diretores, a diretora pedagógica Ana Cristina também visitou as salas de aula com sua mensagem de boas-vindas.

27

Jan

Educação

Escolas realizam Feira de Sustentabilidade na abertura da Semana Pedagógica

“Desenvolvimento Sustentável: o presente do nosso futuro”, tema integrador do Colégio CEI Romualdo e do Espaço Infantil Primeiros Passos para 2020, norteia a Semana Pedagógica aberta nesta segunda-feira, 27, envolvendo professores e corpo administrativo das escolas.

A programação foi aberta com a Feira de Sustentabilidade Potiguar e Vivências, em que foram apresentadas iniciativas desenvolvidas na área de sustentabilidade por cooperativas, organizações não governamentais e projetos sociais.

“Nós convidamos vários grupos que desenvolvem trabalhos de conscientização ambiental para interagir com os professores e toda equipe da escola, para que possam ser inspiradores aos alunos e o conhecimento seja multiplicado”, destacou a diretora pedagógica do CEI Romualdo, Cristine Rosado. Foram apresentados projetos de sustentabilidade aquática, limpeza, arquitetura sustentável, energias renováveis, entre outros. No primeiro dia ainda houve palestra com Luísa Medeiros, da UFRN.

Nesta terça-feira, 28, haverá palestra com Francisco Irochima sobre “As inovações e as habilidades necessárias para estar inserido no mercado de trabalho no século XXI”, a partir das 8h e momentos de reflexão sobre práticas tecnológicas

27

Jan

Educação

Matrículas da Rede Estadual de Educação para novos estudantes começam próximo dia 31

No próximo dia 31 de janeiro estará aberto o período para solicitação de matrículas dos novos alunos para o ano letivo de 2020 na rede estadual de ensino. As inscrições seguirão abertas até o dia 10 de fevereiro e devem ser realizadas por meio do Sistema Integrado de Gestão da Educação (SIGEduc), ou pelo aplicativo Matrícula Escolar RN. 

Esta trata-se da última etapa do Calendário de Matrículas 2020, que foi divulgado pela Secretaria de Estado da Educação, da Cultura, do Esporte e do Lazer (SEEC) em novembro do ano passado, e destina-se exclusivamente aos estudantes que ingressarão como novos alunos na rede estadual. “Para o ano letivo de 2020 ampliamos a oferta de vagas na rede estadual, chegando a cerca de 300 mil, para garantir vagas a todos que desejarem ingressar na rede estadual”, explica Getúlio Marques, secretário de estado da Educação, da Cultura, do Esporte e do Lazer do RN.

As inscrições devem ser feitas na aba “Matricule-se”, no portal do SIGEduc, na qual o aluno ou seus responsáveis devem selecionar o município, série e escola na qual desejam realizar a matrícula. Caso seja realizada pelo aplicativo Matrícula Escolar RN, o passo a passo da matrícula estará disponível na interface do app, disponível na plataforma Google Play.

Feito o cadastro, os interessados têm um prazo de três dias para efetivar a matrícula, apresentando presencialmente, na escola selecionada no ato da matrícula, os documentos informados no momento da inscrição. 

Caso o estudante ou responsável não consiga fazer a matrícula através dessas plataformas, o interessado pode ir na própria escola ou até a sede da Diretoria Regional de Educação e Cultura (Direc) à qual a escola pertence. A SEEC também realiza atendimento na Central de Matrículas, localizada no andar térreo da Secretaria de Educação, no Centro Administrativo do Estado, em Natal. O atendimento é das 8h às 13h, de segunda a sexta.

Outros períodos 

Além da matrícula para os novos alunos, atualmente estão abertos o “Período para renovação de matrículas”, cujo prazo segue até o dia 14 de fevereiro e no qual é realizada a reiteração das matrículas dos alunos veteranos da rede estadual de ensino e o “Período para transferência”, que segue aberto hoje (24) destina-se aqueles estudantes que desejam ou precisam migrar para escolas estaduais. O resultado deste processo será divulgado no dia 27 de janeiro.

27

Jan

Educação

UERN Ação abre inscrições para cursos em diversas áreas

O projeto de extensão UERN Ação está com matrículas abertas para oficinas nas áreas de teatro infantil, flauta doce, coral infantil, flauta pífaro, violão infantil, violão adulto, xadrez, ping pong, kung fu e produção de documentários com uso do celular.

As matrículas devem ser realizadas na forma presencial, por ordem de chegada, entre os dias 24 e 31 de janeiro, das 8h às 11h e das 14h às 17h, nos respectivos polos onde o interessado deseja realizar suas oficinas. As aulas terão início a partir de 10 de fevereiro de 2020. Mais detalhes sobre as atividades e as inscrições podem ser acessados no EDITAL.

Sobre o projeto

O “UERN Ação: arte, esporte e educação” trata-se da ampliação do Projeto ExtensArte, realizado desde o ano de 2018 pela Pró-Reitoria de Extensão, em parceria com o Projeto Esperança, da Paróquia de São José. Inicialmente, o projeto contava com a realização de atividades nas áreas de teatro, dança e música e que eram realizadas na sede do projeto, localizado no bairro Paredões. Após um ano de atividades, a ação foi ampliada para outro polo, que se encontra localizado no bairro Santa Helena.

Atualmente, o UERN Ação conta com as seguintes ações, com atividades realizadas nos dois polos: teatro infantil, flauta doce, coral infantil, flauta pífaro, violão infantil, violão adulto, xadrez, ping pong, kung fu e produção de documentários com uso do celular. São parceiros do projeto: Projeto Esperança Lar Pe. Guido Tonelloto; Projeto Xadrez como arte, esporte e ciências nas escolas de Mossoró e HiperDocs.

27

Jan

Educação

UFRN: Revista Transgressões abre edital para publicação de trabalhos científicos

O núcleo penitenciário do programa Motyrum Penitenciário, organizador da Revista Transgressões, anuncia prazo para submissão de trabalhos para a publicação da 14ª edição, volume 8, n. 1. Ainda que o fluxo para inscrever as produções científicas ou artísticas seja contínuo, só serão aceitos trabalhos até o dia 21 de fevereiro.

São aceitos pela revista artigos científicos, poesias e resenhas críticas (literárias, musicais, cinematográficas e de séries), de acordo com os critérios estabelecidos no edital de submissões. O tema das produções deve tratar sobre Criminalidade e Segurança Pública: a atuação das instituições não estatais. Outras exigências do edital dizem respeito à priorização de trabalhos inéditos e permissão de submeter trabalhos em outros idiomas.

Sobre a relevância do tema, o núcleo penitenciário do Motyrum atenta para o “surgimento de instituições não estatais que trabalham a temática da criminalidade e da segurança pública, tanto por meio de medidas estratégicas de redução da criminalidade […] quanto por instituições criminógenas, como as facções criminosas, que espalham-se com rapidez por todo o território brasileiro”.

O objetivo da revista é pôr em discussão temas relacionados às ciências criminais, incentivando o reconhecimento dos direitos humanos, temática em que o coletivo Motyrum Penitenciário promove educação popular. De acordo com o coletivo, “Nos diálogos [das aulas], há oportunidade de desenvolver autoconsciência, reconhecimento de direitos e garantias, […] protagonismo social, com especial destaque para os indivíduos ligados ao sistema prisional, a exemplo dos apenados(as), seus familiares, agentes penitenciários, magistrados e pesquisadores.

O periódico Transgressões faz parte do conjunto de periódicos científicos editados na UFRN. A revista disponibiliza seu email para sanar possíveis dúvidas: transgressoes.revista@gmail.com.

27

Jan

Educação

Embaixada da França oferta bolsas de doutorado para pesquisadores brasileiros

A Pró-Reitoria de Extensão (Proex) do IFRN divulgou que a Embaixada da França está com inscrições abertas para bolsas de cofinanciamento para pesquisadores brasileiros inscritos em programas de doutorado em cotutela. As inscrições devem ser enviadas por e-mail (phd@campusfrancebrasil.com.br) até às 12h do dia 16 de março de 2020. A lista de documentos necessário está disponível no edital. 

O programa da Embaixada Francesa tem como objetivo fortalecer a política de formação doutoral, dando suporte às equipes brasileiras e francesas de pesquisa. Os projetos aprovados vão receber um subsídio de cofinanciamento para estadia na França por um período de seis meses ao ano, durante, no máximo, os últimos três anos do doutorado.  O financiamento adicional, no valor mínimo de 750 euros por mês, deve ser garantido por uma instituição brasileira ou francesa, pública ou privada. Para mais informações acesse o site da Campus France Brasil

Graduação e Master

Ainda estão abertas as inscrições para as candidaturas por meio da Campus France para graduação e Master em universidade francesas públicas e privadas, com bolsas de estudo ofertadas pela Embaixada Francesa.

27

Jan

Educação

Cursos de Comunicação da UERN colaboram para mais mulheres nas coberturas esportivas

Antes dominado por profissionais masculinos, a área esportiva do jornalismo em Mossoró apresentou uma mudança recente no perfil dos repórteres, com a presença constante – e, em alguns eventos, majoritária – de mulheres.

O novo impulso advém da qualidade dos cursos de Comunicação da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN), de onde surge a maioria dessas profissionais.

No jogo entre os times Potiguar e Força e Luz, realizado no Estádio Nogueirão no último dia 19, por exemplo, profissionais femininas realizaram grande parte da cobertura, entre elas Brena Alves, aluna do 3º período do curso de Rádio e TV da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN) e estagiária de uma emissora de rádio local.

Brena conta que seu interesse pelo esporte começou cedo, na família. Até pensou em seguir carreira na área. Mas, descobriu, na faculdade, o talento também pela comunicação. Decidiu se dedicar às suas duas paixões. “Hoje não me vejo em qualquer outra área além do esporte! Tenho me dedicado bastante… Acredito muito que um dia irei realizar meu sonho que é de apresentar o Globo Esporte”, contou.

Formada pela UERN, Larissa Maciel trabalha na área esportiva desde 2012. Começou com um blog pessoal dedicado ao Corinthians e hoje trabalha numa emissora de TV com sede em Mossoró. Segundo a repórter, “Lembro que na primeira aula no curso de Jornalismo eu falei que estava lá pra ser jornalista esportiva. Eu não tinha a menor dúvida”.

Apesar da evolução, Larissa acredita que algumas barreiras precisam ser vencidas. “Se uma mulher tem interesse real em trabalhar com o esporte, ela vai vencer as barreiras impostas, vai crescer em cima disso em realizar seu sonho. Mas não defendo apenas que nós mulheres sejamos colocadas nessa vitrine por estética ou gênero. Não podemos ser resumidas a isso. Precisam parar de focar no fútil e enxergar nossa competência”, disse.

Isaiana Santos, igualmente formada pela UERN, também trabalha numa emissora de TV local e tem opinião semelhante. Ela destaca a presença de grandes repórteres na área de anos atrás, como é o caso da jornalista Regiane Ritter, uma das primeiras mulheres a tornar-se repórter e comentarista esportiva, em 1980, na Rádio Gazeta.

Atividades extracurriculares contribuem para a formação de repórteres na área

É certo que não existe uma estimativa oficial, mas salta aos olhos que grande parte dessas profissionais, ou aspirantes a profissionais, são formadas na UERN, onde há os únicos cursos de Comunicação do interior do RN. Fabiano Morais, jornalista e professor da Universidade estadual, lecionou por muito tempo a disciplina Jornalismo Esportivo. Além disso, no ano passado, criou um projeto de extensão na área, a pedido de Brena. Nesse projeto, atualmente, dos 12 integrantes, seis são mulheres.

“É gratificante poder vê-las em ação, mostrando suas qualidades e abrindo espaços nos campos profissionais, antes, só masculinos”, conta Fabiano. O professor mencionou que a disciplina complementar deve voltar a ser ofertada em breve, agora que ele voltou do doutorado. Muitas das profissionais já citadas destacam a formação na UERN como definidora.

Para Isaiana Santos, “É um espaço onde dá para apostar no que se gosta de fazer, seja esporte, cotidiano, cultura. E hoje contando com um projeto de extensão voltado especialmente para o esporte, é de se esperar que mais meninas possam investir no jornalismo esportivo”. Larissa Maciel relata experiência universitária semelhante. “A UERN por anos foi a minha segunda casa e sempre será um ponto de abrigo, de grandes lembranças. Lá dentro fui encorajada pelos amigos, professores a realizar este meu sonho e ainda hoje sou apoiada pela Universidade e os funcionários que a constroem diariamente. Eu não estaria realizando este sonho se não fosse a UERN”, contou.

Foto: Fabiano Santos

25

Jan

Educação

Volta às aulas: pais devem ficar atentos para idade mínima de matrícula e autorização de funcionamento das escolas

Com o início do ano letivo, é importante ficar atento às dicas de especialistas sobre questões que precisam ser observadas pelos pais na hora de fazer a matrícula dos filhos. A mestre em educação e diretora do Centro Educacional Teresa de Lisieux, Maria Ferreira, com mais de 25 anos de experiência na área, destaca, entre esses pontos, a idade mínima para o ingresso no ensino infantil e fundamental e a legalização das escolas junto às secretarias de educação do estado e dos municípios.

Uma decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) do ano passado manteve a validade da norma que garante o ingresso de crianças na pré-escola ao completarem os 4 anos de idade até o dia 31 de março do ano da matrícula. Para o ensino fundamental, a regra vale para crianças que completarem 6 anos de idade também no dia 31 de março. Se a criança já estiver matriculada, mesmo fazendo aniversário fora da data estabelecida para o corte etário, ela tem o direito de prosseguir.

“Os pais devem ficar atentos se a escola não está matriculando o filho fora da faixa etária exigida na Lei de Diretrizes da Educação Básica. Isso pode ter consequências no futuro, se a criança for mudar de escola, por exemplo. A outra instituição pode questionar isso e o aluno poderia perder o ano”, explicou Maria Ferreira.

Outro ponto observado é a legalização das escolas. Todas as instituições de ensino precisam de uma autorização de funcionamento. Esse aval é dado pelas secretarias de educação do estado, para escolas do ensino fundamental, e pelas secretarias municipais, para escolas do ensino infantil. A autorização leva em conta aspectos pedagógicos e administrativos. “Os pais devem buscar essas informações junto às secretarias de educação. Matricular um aluno numa escola que não tem essa autorização pode trazer problemas para a validação do currículo do estudante”, exemplificou a mestre em educação.

24

Jan

Educação

Maple Bear Natal retoma aulas com novidades e acolhida aos alunos

A partir da próxima semana, os alunos da Maple Bear Natal retomam a rotina dos estudos e aprendizados. A volta às aulas terá surpresas, novidades e a acolhida dos novos estudantes. No dia 27 de janeiro, as aulas recomeçam para os alunos veteranos da educação infantil e para os anos iniciais do ensino fundamental. Eles serão recebidos por toda a equipe pedagógica e terão um momento especial, que ficará registrado para sempre. No dia 03 de fevereiro, os alunos novatos do ensino infantil vão ter a primeira experiência no ambiente escolar.  No dia 11 de fevereiro é a vez das turmas dos 6º e 7º anos iniciarem as aulas.

Durante a primeira semana, os novos alunos do ensino infantil passam por um processo de adaptação. “Eles vão ter um horário progressivo de aula. Começa com uma hora e vai aumentando até o horário total ao fim da semana, para eles irem se acostumando de forma gradativa, com qualidade e tranquilidade. Os pais também participam desse processo”, explicou a diretora pedagógica da Maple Bear Natal, Ana Clara Costa.

Nesta semana, os pais participaram de reuniões com a equipe pedagógica e com os professores. Eles receberam informações sobre a metodologia canadense de ensino, os diferenciais da escola, o sistema de avaliação, expectativas de aprendizagem, conheceram as salas de aula, a rotina de cada série e souberam mais sobre o processo de expansão do ensino fundamental.

24

Jan

Educação

SESI–RN publica edital para Credenciamento de Prestadores de Serviços de Educação

O SESI-RN torna público o edital de Credenciamento de Prestadores de Serviços de Educação, nas modalidades: Ensino Fundamental 1, Ensino Fundamental 2, Ensino Médio, Educação de Jovens e Adultos – EJA (que abrange o Ensino Fundamental 1, 2 e Ensino Médio) e Educação Continuada. Os profissionais interessados precisam seguir os requisitos e a documentação necessária presentes no edital. As vagas são para trabalhar em todas as unidades do SESI no estado.

As áreas de atuação são: Psicólogo, Bibliotecário, Secretária Escolar, Supervisor Pedagógico, Professor Polivalente, Professor de Matemática, Professor de Português, Professor de Ciências, Professor de História, Professor de Educação Física, Professor de Artes e outras funções.

As inscrições para o credenciamento são feitas pelo site do SESI-RN. O edital vigorará por 12 meses. Durante esse período, qualquer Pessoa Física pode solicitar seu credenciamento, desde que siga os requisitos apresentados no edital.

24

Jan

Educação

Equipes do Colégio Porto trabalham em contagem regressiva para o lançamento da escola

Os professores e alunos do Colégio Porto já estão em contagem regressiva para o começo das atividades da mais nova instituição de ensino de Natal, que neste ano contará com turmas das três séries do Ensino Médio e uma das mais preparadas equipes de educadores já reunida no Rio Grande do Norte.

Na próxima segunda, dia 27, o Porto inicia as aulas prometendo um ensino diferenciado com enfoque não somente no aprendizado de alta performance, mas na formação de cada aluno para a vida.

Nos últimos dias, a equipe de professores do Colégio Porto está se reunindo por áreas – na terça foi a de Linguagens, na quarta a de Ciências Humanas, ontem a de Matemática e hoje (24) a de Ciências da Natureza – para alinhar o planejamento e ajustar todos os detalhes para o início das aulas.

Entre seus diferenciais, o Colégio Porto irá oferecer aos alunos o material didático do Sistema Bernouli de Ensino, reconhecido nacionalmente; irá contar com Laboratório de Inteligência de Vida (LIV) e o aprendizado multiplataforma do Google for Education, incluindo a entrega de um Chromebook para uso individual de cada aluno.

Desde segunda passada, o Colégio Porto passou a receber alunos, familiares e interessados em conhecer a nova escola em sua sede, na Avenida Sen. Salgado Filho, ao lado da UnP, com acesso ao estacionamento pela Rua Dr. José Gonçalves, Lagoa Nova. Acompanhe o Colégio Porto nas redes sociais no perfil @colegio.porto.