Comunicação, educação e tecnologia

Fale com a gente pelo e-mail blogdajuliska.news@gmail.com e nos siga no Instagram @blogdajuliska.

8

Dez

As plataformas TED e YouTube anunciaram uma parceria para discutir e propor formas de lidar com a crise climática mundial. A iniciativa chamada Countdown traz ainda líderes globais e organizações ambientais sem fins lucrativos num esforço conjunto para reunir novas ideias para combater a crise climática, e concentra-se em 5 grandes tópicos: energia renovável, infraestrutura, transporte, alimentação e restauração de ecossistemas.

A ação é totalmente aberta, ou seja, qualquer pessoa, em qualquer lugar do mundo pode propor uma ideia. Criadores de conteúdo famosos do YouTube ajudarão a espalhar as ideias e as melhores propostas poderão ser oficialmente colocadas em prática com a ajuda de empresas, formuladores de políticas públicas e celebridades que apoiam a iniciativa.

O chefe da TED, Chris Anderson, anunciou o projeto em um evento em Nova York, ao lado de Christiana Figueres, que liderou a Convenção-Quadro das Nações Unidas sobre as Mudanças Climáticas em Paris, em 2015. Jimmy Kimmel também apresentou uma mensagem gravada em vídeo, enquanto o ex-vice-presidente dos Estados Unidos Al Gore apareceu, direto do Tennessee, através de uma transmissão ao vivo.

A iniciativa culminará em uma cúpula em Bergen, Noruega, em outubro de 2020, com a intenção de compartilhar as soluções que resultaram do esforço. A Countdown trabalhará com um painel de especialistas e cientistas para avaliar as propostas recebidas, e as mais fortes serão transformadas em negociações da TED. As conversas serão filmadas na cúpula da Noruega, diante de “um público escolhido a dedo, capaz de transformar essas ideias em ação”, segundo um comunicado à imprensa.

Entre as principais resoluções da iniciativa está a criação de ações para reduzir as emissões globais de gases do efeito estufa pela metade até 2030, zerando até 2050, algo que o painel internacional de cientistas das Nações Unidas disse ser necessário para evitar efeitos mais catastróficos ainda no mundo.

Fonte: B9, disponível em: https://www.b9.com.br/118416/ted-e-youtube-lancam-parceria-para-combater-a-crise-climatica/

7

Dez

O Colégio Porto, a mais nova instituição de ensino de Natal, vai realizar nesta segunda-feira (09) o “Porto Welcome Day”. O objetivo é promover um momento de integração entre os alunos já matriculados, a família e a escola. O evento vai acontecer no Chaplin Recepções, na avenida Presidente Café Filho, 27, no bairro de Areia Preta, a partir das 16h.

Durante o “Porto Welcome Day” toda a equipe pedagógica, professores e sócios vão receber os alunos e apresentar as novidades da escola. Também haverá um momento de confraternização entre os estudantes, os pais e os membros do colégio. “Vamos dar as boas-vindas aos nossos alunos, agradecer a confiança e mostrar como será o nosso trabalho à frente dessa instituição, que veio para dar uma cara nova à educação potiguar”, afirma o professor André Cury, diretor acadêmico.

O Colégio Porto foi criado com o propósito de capacitar os estudantes para a vida e para o ENEM, por meio de uma metodologia de ensino que junta a família e a escola, incorporando novas tecnologias e disciplinas. Com isso, o aluno é preparado para conquistar sua melhor versão, influenciando, inclusive, no preparo pessoal para os desafios que encontrarão fora do ambiente escolar.

Quatro grandes nomes da educação potiguar se uniram para criar a escola. São eles: Paulo de Paula (fundador da UnP: a maior universidade privada do Norte-Nordeste), André Cury (professor de Matemática campeão de aprovação no Enem), Eduardo Bezerra e Marcelo Freitas (fundadores da escola canadense bilíngue de Natal).

O Colégio Porto vai funcionar em uma localização privilegiada, na avenida Senador Salgado Filho, vizinho à UNP. O período de matrículas acontece de 10 a 30 de dezembro, no espaço do Colégio Porto no Midway Mall, no 3º piso. O período de adaptação dos estudantes será de 20 a 22 de janeiro. O início das aulas está marcado para o dia 27 de janeiro.

PROFESSORES E METODOLOGIA

A qualidade do time de professores é um dos grandes diferenciais do Colégio Porto. Todos foram escolhidos dentro da proposta de formar os melhores estudantes para enfrentar os grandes desafios da educação e da vida.

Associado a uma equipe competente e de credibilidade, o Colégio Porto oferece aos alunos o material didático utilizado pelo Sistema de Ensino Bernoulli, reconhecido nacionalmente pela sua abordagem teórica abrangente e aprofundada do conteúdo.  Desenvolvidos por especialistas em educação, os livros Bernoulli são atualizados constantemente por educadores renomados e possuem ferramentas educacionais inovadoras que estimulam o aluno e contribuem para a melhor fixação do conteúdo, tornando a aprendizagem muito mais efetiva.

O Colégio Porto também vai contar com o LIV: o Laboratório de Inteligência de Vida. Nele não há tubos de ensaio, nem microscópios de última geração. Os experimentos realizados são parte da vida real e, assim, o aluno é incentivado a conhecer seus sentimentos, testar novas abordagens e aprender com os erros. A partir dessa metodologia, é possível desenvolver o pensamento crítico, promover o trabalho em equipe e reduzir a ansiedade e a depressão, por exemplo.

Estudantes e equipe ainda terão à sua disposição o Google For Education, uma solução inovadora e completa, que vai utilizar multiplataformas para a produção e distribuição de conteúdo de forma mais simples, melhorando a comunicação entre os alunos e professores e garantindo um fluxo de aprendizado multidirecional.

7

Dez

Pesquisadores chineses da Alibaba e da Universidade de Zhejiang, em parceria com o Stevens Institute of Technology, criaram o LIBS (Lip by Speech), um método de leitura labial por meio de inteligência artificial e machine learning que possui taxa de erro baixíssima, que varia entre 7,66% e 2,75%. Para efeito de comparação, pesquisadores da Google e da Universidade de Oxford detalharam um sistema que poderia anotar imagens de vídeo com precisão de 46,8%, mais de 12% a mais do que o mesmo serviço feito por humanos.

O sistema exibe informações em várias escalas, inclusive com o nível de sequência, contexto e até de quadro. Em seguida, alinha esses dados com os que foram obtidos por meio do vídeo, identificando a correspondência entre eles (devido a diferentes taxas de amostragem e espaços em branco que às vezes aparecem no início ou no final, as sequências de vídeo e áudio têm comprimentos inconsistentes) e utiliza uma técnica de filtragem para refinar com as informações apuradas.

Os componentes do LIBS para reconhecimento de fala e leitor labial são baseados em uma arquitetura sequencial que tem como base o valor de atenção, um método de tradução automática que mapeia uma entrada de uma sequência (isto é, áudio ou vídeo) para uma saída com uma tag.

Os pesquisadores chineses treinaram a inteligência artificial do LIBS neste sistema mencionado acima e, também, no LRS2, que contém mais de 45.000 frases faladas da BBC e do CMLR, do site China Network Television, o maior conjuto de leitura labial em mandarim disponível, com mais de 100.000 frases naturais (incluindo mais de 3.000 ideogramas chineses e 20.000 frases).

"O LIBS reduz o foco em quadros não relacionados", escreveram os pesquisadores, em um artigo em que descrevem seu trabalho. “O detalhamento do conhecimento no nível do quadro melhora ainda mais quando estes recursos recebem mais atenção do sistema", cita outra parte do artigo.

A equipe observa que o modelo sofreu para obter resultados "razoáveis" no conjunto de dados do LRS2, devido à falta de algumas frases e em sentenças com menos de 14 caracteres. No entanto, uma vez que foi pré-treinado em frases com um comprimento máximo de 16 palavras, o decodificador melhorou a qualidade das partes finais das frases nos dados do LRS2, aproveitando o conhecimento em nível de contexto.

Fonte: Canaltech, disponível em: https://canaltech.com.br/inteligencia-artificial/pesquisadores-usam-ia-para-criar-novo-metodo-de-leitura-labial-em-videos-157225/

 

6

Dez

O bar El Rock recebe na próxima quarta-feira (11), às 20h, a exposição “Exposter”, do jornalista, publicitário e designer Caio Vitoriano. O evento é promovido em parceria com o Centro Cultural Dosol e a entrada é gratuita. O El Rock fica na rua Raimundo Chaves, 1892, em Candelária, na capital. 

A exposição de 11 cartazes tem o objetivo de divulgar concertos musicais. Caio Vitoriano consegue imprimir em seus cartazes uma limpeza (cleanliness) “clássica”, sem deixar de apelar em algumas peças, mesmo que contidamente, para soluções expressionistas não muito incomuns na comunicação visual atual.


 
Caio Vitoriano é graduado em Jornalismo (UFRN, 2000), Publicidade e Propaganda (UnP, 2000), especialização em Design Estratégico (Uni-RN, 2004) e Mestre em Design (UFRN, 2016). Tem acadêmica como professor nas instituições Universidade Potiguar (UnP) e Estácio (RN), e palestrante na Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN). Como Publicitário, foi Diretor de Arte e de Criação de diversas agências do mercado potiguar e por último foi Coordenador de comunicação do IAP Cursos. Caio possui prêmios acadêmicos e de mercado publicitário do Brasil e internacionalmente.

6

Dez

Uma das principais praias do litoral sul do Rio Grande do Norte vai receber durante nove dias, um importante evento com relevantes incrementos turísticos e econômicos. É o Sabores da Pipa – Festival Gastronômico, que aporta na Praia da Pipa-RN, de 06 a 15 de dezembro. O evento vai reunir em um só lugar, sabores de várias nacionalidades espalhados por barracas a beira mar, hotéis, ruas e restaurantes. Pratos e drinks serão apresentados com valores abaixo do preço médio.

Aromas, formas, cores, texturas e experiências vão circular por todas as principais ruas da praia - um Festival para saborear sem moderação! A dinâmica será a seguinte: todo o movimento vai acontecer dentro dos 25 estabelecimentos participantes e, nos horários do Tour Gastronômico – entre 19h e 21h, na área externa dos locais, os visitantes poderão saborear as mesmas criações em formato finger food, no valor de R$10 – o que possibilita várias experiências gastronômicas a um valor acessível, trazendo um clima festivo às ruas da vila.

O Sabores da Pipa também oferece uma programação com oficinas de capacitaçãode 09 a 14 de dezembro, direcionados aos colaboradores locais do âmbito da gastronomia e interessados no geral.  Oficinas como: Decoração Natalina para Bolos com os gastrólogos Rayana Medeiros e João Dantas; Drinks de Verão com o mixologista Léo Farias e o enólogo Pedro Jeancleber; Massas Artesanais com os chefs Cláudio Marinho e Vitória Alves; Fotografias de Alimentos para Instagram com o fotógrafo Canindé Soares; Culinária Peruana com a chef Luciana Galvão; Bolo com PANCs com a nutricionista Francis Córdula Pinheiro e muito mais. Os locais para essas atividades serão: Lá Na Casinha – espaço que será inaugurado durante o evento na Baía dos Golfinhos, Arena dos Saberes e Sabores na Praça do Pescador, Aventureiro RestauranteGolde’s Restaurante e Macoco Restaurante.

Já no período de 12 a 15 de dezembro, segundo final de semana do Festival, na Arena dos Saberes e Sabores, haverá stands de parceiros e apoiadores, rodas de conversa, palestras, atrações culturais e também a Ecofeira da Pipa. O encerramento do Sabores da Pipa fica por conta do Projeto Samba Trio com apresentação gratuita no palco da Praça do Pescador.

Mais uma vez Pipa se transforma e inova em eventos de grande visibilidade. Nas ruas, pórticos vão indicar ao público os pontos de concentração de alguns dos estabelecimentos participantes do Festival. Esses materiais visuais, Concebidos dentro da Câmara Técnica do Del (Desenvolvimento Econômico Local) e viabilizados pelo movimento Preserve Pipa, serão instalados e inaugurados durante o evento. Além de enfeitarem a Vila, têm o intuito de sinalizar os points ao longo das Ruas Gastronômicas. Sendo elas: a charmosa Rua do Céu, a Rua do Cruzeiro do Pescador, a Albacora, a Beija-Flor, a  Bem-te-vis e a Rua das Gameleiras, na qual vale a pena encarar a subidinha da ladeira para se chegar no Porcavaca Steak House, mais um entre os participantes do Festival Gastronômico.

Com ótima aceitação por parte dos empresários, o formato do Sabores da Pipa não tem propósito competitivo e sim de união e fortalecimento de toda a cadeia que abarca a gastronomia local. Valorizar o que é local, de pessoas à insumos, de empresas à projetos, propagando o conceito da gastronomia Km0 (quilômetro zero). O Sabores da Pipa - Festival Gastronômico é uma realização do Convention Bureau, Juçara Figueiredo Produções e Lá na Casinha. Conta com apoio do Governo do Rio Grande do Norte, por meio da Secretaria de Turismo do Rio Grande do Norte - SETUR, Emprotur com recursos oriundos do projeto Governo Cidadão, além do apoio também da Prefeitura de Tibau do Sul, Movimento Preserve Pipa, Deguste – gastronomia e turismo, Stella Artois, Cortez Online, CTSI – soluções em tecnologia, MAC Madeiras, G7 Comunicação, Pipa.com.br, Grand Cru, KIPreço Construção, Eloi Chaves Distribuidora, RA – reformas e construções, Projeto Samba Trio, La Pastina, Di Bufalo Queijos Nobres e Reis Fruit.

O guia mobile com todas as informações do evento e dos pratos participantes está disponível e você pode baixar agora mesmo. Acesse o site www.saboresdapipa.com.br e faça o download. Acompanhe também as notícias e novidades do Sabores da Pipa – Festival Gastronômico pelas redes sociais:

6

Dez

A Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad Contínua) mostrou que em 2018 houve aumento no número de residências alugadas por todo o país. Em um universo de 71 milhões domicílios no Brasil, 12,9 milhões eram alugados. O número é 5,3% mais alto do que o registrado em 2017. Os dados são do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

De acordo com Caroline Abreu, diretora da Abreu Imóveis em Natal, o crescimento reflete a necessidade de morar, mas evidencia as facilidades apresentadas pelo segmento imobiliário. "O mercado tem se adaptado para oferecer formas de facilitar a vida das pessoas. Na Abreu Imóveis, por exemplo, o cliente hoje consegue aprovar a locação de um imóvel em qualquer área da cidade em menos de um minuto, à distância, e realizando a assinatura de forma eletrônica", afirma.

O processo de aluguel de casas, apartamentos e imóveis comerciais está desburocratizado. As facilidades oferecidas pelo conceito de "imobiliária digital" é um atrativo para quem não quer perder tempo, como explica Caroline Abreu. "Atualmente é possível fazer a locação sem ter um fiador, graças à parceria que temos com o CredPago, que tira aquele desconforto da necessidade de alguém assumir o papel do fiador por causa do contrato de aluguel tradicional que exigia essa garantia. Cerca de 30% dos nossos contratos de aluguel são com esse tipo de crédito".

Quem quer alugar um imóvel precisa apenas apresentar um cartão de crédito. A análise dura 60 segundos e serve para definir o limite de aluguel para o cliente. "A partir daí, analisamos os imóveis na região que a pessoa quer com o valor definido. Para essas facilidades, o cliente paga uma taxa de 10% ao mês do valor do aluguel, mas como não depende de caução ou fiador, essa facilidade fica ainda mais atrativa, principalmente para quem tem renda informal ou não tem o valor de caução para dispor no momento", detalha a diretora da Abreu Imóveis.

Nesse modelo de aluguel, caso haja atraso por parte do inquilino, o proprietário recebe o aluguel pela CredPago. Outro ponto é a otimização do tempo, principalmente para proprietários que estão em outros estados ou países. Antes, os contratos precisavam ser assinados fisicamente e com reconhecimento de firma em cartório, o que gerava demora para concretizar a locação. Uma vez que o aluguel é válido somente depois da entrega das chaves, agilizar as etapas faz com que se ganhe tempo, e por isso a assinatura eletrônica simplifica todo esse processo.

6

Dez

Durante toda a próxima semana, do dia 09 a 13 de dezembro, no horário das 13h30min às 17h30min, a Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte, por meio da Escola da Assembleia, vai oferecer o módulo de “Processo Legislativo Avançado – Plenário”, na sede da instituição acadêmica.

“A turma precisa ter no máximo 30 alunos, com expertise desenvolvida em processo legislativo ou que tenham feito o Curso de Sistematização em Processo Legislativo ministrado no 1º semestre”, explica a professora Dra. Ana Regina Villar Peres Amaral.

A disciplina vai abordar o estudo de temas avançados relativos ao Processo Legislativo brasileiro, que demandem tratamento aprofundado, com ênfase nos procedimentos legislativos desenvolvidos no Plenário da Câmara dos Deputados em perspectiva comparada com os procedimentos desenvolvidos no âmbito da Assembleia Legislativa do Estado do Rio Grande do Norte.

A associação entre teoria e prática, através de aulas expositivas, resolução de exercícios em grupo, debates em sala de aula e vídeos das sessões da Câmara também serão utilizados, além de diversas técnicas de docência, como exposição orientada para a descoberta, discussão em grupo e estudo de caso. O curso, com carga horária de 20h, se desenvolverá obrigatoriamente com a utilização de notebooks ou tablets.

6

Dez

Entre os internautas brasileiros, 76% já consumiram produtos ou serviços após a indicação de influenciadores digitais. A informação é de um estudo realizado pelo Instituto QualiBest, em parceria com a Spark, empresa referência em marketing de influência. O estudo analisou os principais influenciadores digitais do país, além de preferências e padrões de comportamento dos usuários e o uso dos canais de mídias sociais.

Entre os itens mais comprados a partir da indicação de um influenciador digital estão os produtos de beleza (52%). Logo depois, empatados com 42% das respostas vem livros, moda e acessórios. Por sua vez, 30% disseram adquirir alimentos e bebidas – alcoólicas ou não –  sob influência de personalidades das redes, enquanto para celulares e smartphones  este numero foi de 29% e produtos de cuidado com a casa 23%.

“Os seguidores estão atentos aos ‘#publiposts’, mas o que vimos é que os posts patrocinados não prejudicam a confiança no influenciador ou na marca, desde que a comunicação preserve o sentimento de autenticidade e liberdade do influenciador, ele tem que ser autêntico”, citou Daniela C. Daud Malouf, diretora-geral do Instituto QualiBest, em um comunicado.

O levantamento apontou ainda que o Instagram e o YouTube, ambas com 81%, são as redes mais usadas para seguir influenciadores. Em relação ao Instagram, 41% dos internautas assistem aos stories com o áudio desligado e admitem que só ativam o volume se o conteúdo for relevante. Outro dado questionado foi a mudança no aplicativo que retirou o número de likes das postagens: 42% dos entrevistados disseram que esta alteração não mudou a forma como eles usam o aplicativo.

No total, 1.100 internautas participaram do estudo que ouviu pessoas com 15 anos ou mais, de todas as classes sociais e regiões do Brasil. Nele, o Instituto QualiBest e a Spark também fizeram um levantamento de quais são os influenciadores digitais que mais influenciam as decisões dos internautas brasileiros. Whinderson Nunes liderou mais uma vez a lista mas é importante observar que 81% das respostas tiveram menos de 2% de citação, o que mostra um cenário muito pulverizado e heterogêneo, classifica Daniela.

Fonte: Meio & Mensagem, disponível em: https://www.meioemensagem.com.br/home/marketing/2019/12/05/76-dos-internautas-sao-impactados-por-influenciadores.html

6

Dez

Natal – O acesso ao crédito ainda é um entrave para a maioria dos donos de micro e pequenas empresas do Rio Grande do Norte. Dos empreendedores que recorreram às instituições financeiras em busca de financiamento neste ano, somente 43% conseguiram êxito. Os demais (32%) não obtiveram o recurso ou ainda estão aguardando a aprovação do empréstimo (22%). Isso é o que mostra uma pesquisa feita pelo Sebrae Nacional com proprietários de pequenos negócios de todo o país.

A pesquisa 'O Financiamento dos Pequenos Negócios' foi realizada entre os meses de julho e agosto deste ano e ouviu mais de 6 mil empreendedores donos de microempresas, empresas de pequenos porte e microempreendedores individuais (MEI) com negócios indústria, construção civil, comércio e serviços de todo o Brasil. A região Nordeste teve o maior número de entrevistados: 1.807 empresários. A margem de erro é de um ponto percentual para mais ou para menos.

Calculadora, Cálculo, Seguro, Finanças

Segundo o levantamento, 78% dos empreendedores pesquisados no Rio Grande do Norte não buscou empréstimo este ano, grande parte (40%) porque a empresa não precisou de recursos financeiros. 19% desse público preferiu não obter o crédito em função do cenário econômico desfavorável. Já 10% deles afirmaram que não conseguiriam pagar o empréstimo e 9% não gostam de fazer financiamentos. 3% não confiam na política econômica e 19% têm outras razões.

Entre os que buscaram o empréstimo e não conseguiram, 26% não sabem ou o banco não explicou o motivo de negar o empréstimo. Para 16%, o crédito foi negado porque a empresa estava com dados inscrito no Cadastro Informativo de Créditos não Quitados do Setor Público Federal (Cadin) ou no Serasa. Outros 16% não conseguiram o dinheiro porque a conta ou a empresa era muito nova. Para 12%, o empréstimo foi negado em função de a empresa ter um faturamento baixo e 9% tinham o saldo médio da conta insuficiente.

Nacionalmente, a pesquisa do Sebrae mostrou que, após uma sequência de sucessivas quedas, houve - neste ano - um crescimento de 4 pontos percentuais na proporção de empresários que buscaram empréstimo ou financiamento novo (18%), em comparação com 2018 (14%). Em 2015, 24% dos donos de pequenos negócios ouvidos na pesquisa haviam buscado crédito nos bancos.

O levantamento revelou ainda uma redução no percentual de empresários que apresentam algum tipo de aversão à tomada de empréstimos (não confia na política econômica, tem medo de não conseguir pagar ou não gosta de empréstimos). Em 2018, esses motivos representavam 32% das justificativas dos empresários que não buscaram crédito. Em 2019, esse volume caiu para 23%. Ainda de acordo com as empresas ouvidas pelo Sebrae, 63% dos empresários que buscaram obter um empréstimo novo, tiveram sucesso na tentativa. O levantamento também apontou aumento da proporção de empreendedores que afirmaram não ter encontrado dificuldade na obtenção do empréstimo em 2019 (31%), contra 29% em 2018, e 18% em 2017.

Fonte: Agência Sebrae de Notícias RN, disponível em: http://www.rn.agenciasebrae.com.br/sites/asn/uf/RN/apenas-43-dos-empreendedores-que-buscam-credito-conseguem,85374a23b05de610VgnVCM1000004c00210aRCRD

6

Dez

A diferença de acesso da população preta e parda a equipamentos culturais está diretamente relacionada com o retrato das regiões do país. No Sul e Sudeste, onde a maioria da população é branca, há maior concentração de bens culturais. No Norte e Nordeste do país, onde a maioria da população é preta e parda, o número de equipamentos culturais é reduzido, segundo dados da quarta edição do Sistema de Informações e Indicadores Culturais (SIIC), divulgado hoje (5) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatistica (IBGE).

Exemplo dessa desigualdade está no acesso às salas de cinema. De acordo com a pesquisa, a população preta ou parda tem menor acesso potencial a esses equipamentos culturais. Enquanto 44% dos pretos ou pardos moravam em municípios sem cinema, esse número em relação aos brancos era de 34,8%.

Pesquisador do instituto, Leonardo Athias, destacou que a desigualdade regional reflete a desigualdade racial. Segundo ele, o cinema é um dos equipamentos culturais mais concentrados. Apenas 10% dos municípios brasileiros têm salas para exibição de filmes. Para o pesquisador, a concentração das salas em determinados municípios, principalmente capitais, acirra o desequilíbrio no acesso à cultura.

Internet

Athias ainda destacou o aumento do acesso à internet e do uso de mensagens instantâneas, enquanto e-mails vem sendo menos utilizados pela população. “Tem o acesso a vídeos, filmes e séries pela internet, o que leva a crer que tem tido aumento da fruição a partir disso”, disse.

Para o pesquisador, não há como comparar o gasto com cultura com os gastos essenciais. “No mundo todo tem uma estrutura de gastos que se ocupa mais por alimentação. Entre uma Pesquisa de Orçamento Familiar e outra a gente viu o aumento da importância do transporte. Isso pode estar levando a uma diminuição, a um teto de gastos nas famílias. As tecnologias mudam e os gastos também, mas parece que em um pouco menos de 8% dos gastos familiares [com cultura], próximo aos gastos com saúde que são 8%, me parece relevante para a cultura”, completou.