O crescimento no tempo diário consumido pelos norte-americanos no Facebook, impulsionado principalmente a partir da popularização dos smartphones, chegou ao fim. A análise é da equipe de especialistas do site eMarketer, cuja  previsão é a de que, em 2020, os usuários gastem em média 40 minutos por dia na rede social. O número é exatamente o mesmo de 2016 e, se confirmado, representará cinco anos de estagnação.

Os analistas do eMarketer destacam ainda que, como o tempo total gasto no meio digital permanecerá em crescimento (ainda que modesto), o tempo do Facebook está em curva decrescente em relação ao quadro geral. Em 2016, o Facebook representou mais da metade (53%) do tempo gasto com mídias sociais. A projeção do eMarketer aponta para uma queda de até 43,5% em 2020.

Em relatório, o eMarketer indica que o Facebook estará muito dependente do feed de notícias de seu site para tentar engajar audiência. Isso porque, diz o estudo, a rede social “não decifrou o código” para fazer alavancar a audiência via Stories (apesar de a ferramenta ser muito popular no Instagram) e os resultados da exibição de vídeos sob demanda ainda são insipientes.

Desaceleração no crescimento das receitas 

O Facebook continuará liderando o bolo da publicidade digital até 2020, seguido do Google, com o qual forma o duopólio online. O eMarketer projeta que as receitas globais com anúncios da rede social cresçam de US$ 39,94 bilhões, em 2017, para US$ 55,44 bilhões este ano, a caminho de US$ 67,25 bilhões em 2019. Mas essa curva de crescimento, segundo o site especializado, segue uma tendência de desaceleração verificada desde 2016 (veja gráfico abaixo).

face2vale

Fonte: ANJ, disponível em: https://www.anj.org.br/site/component/k2/73-jornal-anj-online/15393-tempo-gasto-no-facebook-pelos-usuarios-dos-estados-unidos-caminha-para-cinco-anos-de-estagnacao.html