O Projeto TI for Girls, oferecido pelo Departamento de Computação e Tecnologia da UFRN (DCT/UFRN), iniciou em 30 de agosto seu ciclo de lives e palestras. O evento vai até o dia 24 de outubro e visa a divulgar a participação de mulheres na área de tecnologia, abrindo espaço para que as palestrantes e ouvintes possam contar suas experiências em busca de maior visibilidade nesse espaço. As atividades estão sendo transmitidas no canal do YouTube TI for Girls.

A iniciativa tem como público-alvo tanto estudantes e professores do Centro de Ensino Superior do Seridó da UFRN (CERES/UFRN) quanto discentes e profissionais da área de Tecnologia da Informação (TI). No entanto, todos os interessados estão convidados a participar do evento e acompanhar a divulgação das suas oficinas por meio deste perfil no Instagram.

Além disso, o projeto de extensão, coordenado pelas docentes Karliane Medeiros e Angelica Felix, conta com a colaboração de seis discentes e docentes da UFRN. Entre os palestrantes, está Anne Magaly de Paula Canuto. A professora é graduada em Ciências da Computação, mestre em Informática e possui doutorado em Engenharia Eletrônica. Atualmente, Canuto atua na UFRN com ensino e pesquisa nas áreas de sistemas inteligentes, sistemas multiagentes e processamento de imagens.

Ao todo, o Projeto TI for Girls agrega quatro palestras. A primeira, intitulada Análise estatística aplicada a aprendizado de máquina, foi promovida em 1º de setembro. Além dela, outras duas já foram transmitidas nos dias 18 de setembro e 6 de Outubro. Portanto, resta apenas um encontro para o encerramento do evento. As palestras estão sendo gravadas e podem ser conferidas no canal do projeto no YouTube.