Tecnologia

10

Nov

Google lança aplicativo para encontrar sósias do seu pet em obras de arte

O segmento Arts & Culture do Google agora conta com um aplicativo que pode fazer você gastar um tempão em frente à tela, pois une fotos, arte e bichinhos de estimação. O Pet Portraits permite que você fotografe qualquer animal, seja um cachorro, gato, peixe, pássaro, réptil, cavalo ou coelho, e faça com que um algoritmo de aprendizado encontre peças de arte que apresentem outro bicho de aparência semelhante.

Ou seja, é possível achar um irmão gêmeo renascentista do seu pet! Segundo o blog que apresenta o Pet Portrais, “seu companheiro animal pode ser combinado com estatuetas egípcias antigas, artes mexicanas vibrantes, aquarelas chinesas e muito mais”.

O processo leva apenas alguns segundos e, como bônus, ao tocar nas peças de arte, aparecem mais informações sobre elas. Também dá para salvar uma apresentação de slides de seus resultados. A ferramenta ainda permite fazer upload de fotos em vez de usar a câmera ao vivo, perfeito para quem tem a galeria cheia de imagens do pet em diferentes ângulos.

Está disponível para Android e iOS, então, basta fazer o download gratuito no Google Play ou na App Store e se divertir!

Fonte: Portal B9, disponível em: https://www.b9.com.br/153372/google-lanca-aplicativo-para-encontrar-sosias-do-seu-pet-em-obras-de-arte/

8

Nov

Google Assistente apresenta segunda opção de voz no Brasil

Uma novidade bem bacana acaba de ser disponibilizada no Brasil nesta sexta-feira (5): é a nova opção de voz para o Google Assistente. Com o objetivo de evitar rótulos ou estereótipos de gênero normalmente associados a assistentes virtuais, as vozes foram classificadas em cores – vermelho (a voz que já existia) e laranja (a mais recente).

Para configurar a segunda opção, é possível acionar a mudança com a frase “OK Google, mudar a voz do assistente”, e as caixas de som inteligentes vão sugerir a alteração por meio do aplicativo do Google Home. No caso dos smartphones ou tablets, os usuários podem testar a voz com os seguintes comandos:

“OK, Google, mudar a voz do Assistente”

“OK, Google, quem é você?”

“OK, Google, quem criou a sua voz?”

“OK, Google, descreva sua personalidade”

Os responsáveis pela nova voz é a DeepMind, empresa de inteligência artificial da Alphabet. Segundo Maia Mau, Head de Marketing do Google Assistente na América Latina, por ser uma ferramenta personalizada, faz sentido “permitir que as pessoas possam escolher a voz mais adequada para elas. Por isso, é importante poder oferecer uma nova voz para conversar e ajudá-las a realizar as suas tarefas no dia a dia”.

Além disso, tendo a WaveNet como tecnologia que está por trás da nova voz do Google Assistente no Brasil, a expectativa é que as falas disponíveis se tornem cada vez mais realistas, proporcionando uma interação, igualmente, mais próxima do real.

Fonte: Portal B9, disponível em: https://www.b9.com.br/153242/google-assistente-apresenta-segunda-opcao-de-voz-no-brasil/

5

Nov

Magalu oferece curso de programação gratuito para pessoas de 40 anos ou mais

O Magalu, principal plataforma digital com pontos físicos e calor humano do país, anuncia seu novo programa de formação em tecnologia, o Desenvolve 40+. O projeto, em parceria com a escola de programação Let’s Code, vai oferecer 100 bolsas de formação em tecnologia (Python) para pessoas com 40 anos ou mais, sendo que 50% das bolsas serão destinadas a pessoas autodeclaradas pretas ou pardas, além de serem abertas ao público interno da empresa. 

O curso terá 200 horas e duração de três meses. Serão 108 horas de exibições ao vivo, de forma remota, três vezes por semana, e 92 horas de conteúdo assíncrono online, em que o estudante pode assistir quando quiser. A formação abrange desde os primeiros conceitos de programação até os níveis complexos da linguagem Python.

A proposta da iniciativa é gerar inclusão geracional no Luizalabs, formando programadores para uma área que sofre com a escassez de mão de obra e, ainda, inserir profissionais de 40 anos ou mais, que também são afetados pelas dificuldades do mercado de trabalho. No Luizalabs, área de tecnologia do Magalu, apenas 14,2% dos profissionais têm 40 anos ou mais. Com o curso, a companhia dá mais um passo em direção a um ambiente de trabalho mais diverso e inclusivo. 

De acordo com informações da Associação Brasileira das Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação (Brasscom), entre 2019 a 2024 seria necessário contratar, em média, 70 mil pessoas por ano para suprir as necessidades deste mercado, sendo que anualmente, são formados 40 mil profissionais. 

Para se inscrever é preciso ter 40 anos ou mais, ensino médio completo, disponibilidade para assistir aulas online às segundas, quartas e sextas, das 19h às 22h, morar no Brasil e ter desejo de aprender. Não é necessário conhecimento prévio em tecnologia. As inscrições para o programa começam nesta quarta-feira, 04 de novembro e ficam abertas até o dia 22, no site https://letscode.com.br/desenvolve-magalu

Ao final do processo, quem completar o curso terá a chance de participar do processo seletivo no Luizalabs, área de tecnologia do Magalu e concorrer a uma vaga de emprego na empresa. 

4

Nov

Capes abre inscrições para curso de docência digital

Começa hoje (4) o período de inscrições para o curso online Formação para Docência Digital em Rede, promovido pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), a Universidade Estadual do Maranhão (Uema) e a Universidade Aberta de Portugal (Uab-PT). São 10 mil vagas e as incrições vão até o dia 16 de novembro. Elas poderão, no entanto, encerrar antes dessa data, caso todas as vagas sejam preenchidas.

O curso é voltado para professores, estudantes e demais profissionais da educação. As aulas estão marcadas para o período de 22 de novembro a 17 de dezembro. O objetivo do curso é capacitar os participantes para a condução de processos educacionais com uso de tecnologias digitais.

A formação vai permitir aos participantes discutir diferentes modelos pedagógicos e analisar processos de comunicação e interação. Além disso, eles poderão desenvolver atividades em ambientes digitais de ensino e aprendizagem e usar plataformas e tecnologias digitais, sob a perspectiva educacional.

Acesse a página da Capes para informações sobre o processo de inscrição.

Fonte: Agência Brasil

4

Nov

Talento Metrópole da UFRN abre inscrição para novos alunos

Com o objetivo de ofertar orientação educacional e formação complementar a jovens com superdotação/altas habilidades cognitivas, o projeto Talento Metrópole, do Instituto Metrópole Digital (IMD/UFRN), acaba de abrir novas vagas. Os interessados poderão se inscrever na seleção até o próximo dia 26 de novembro.

O projeto é voltado para estudantes da rede pública ou privada de ensino que estejam cursando o Ensino Médio ou os últimos três anos do Ensino Fundamental. Para se inscrever, os interessados devem preencher o formulário eletrônico e enviar mensagem para o e-mail talentometropole@imd.ufrn.br contendo todos os documentos descritos no Edital 075/2021, que disciplina o processo seletivo.

Formação

Instituído como um programa do IMD em 2015, o Talento Metrópole oferece uma formação adequada a adolescentes com o perfil de altas habilidades/superdotação, utilizando metodologias que rompem com os padrões tradicionais de ensino, estimulando o interesse pela pesquisa científica e pela expansão dos conhecimentos na área de Tecnologia da Informação.

O estudante que ingressa no programa é acompanhado por um tutor (professor pesquisador da UFRN), junto ao qual desenvolve um plano individual de trabalho, considerando interesses, habilidades e competências do aluno, que poderá cursar componentes curriculares nos diferentes níveis de formação da Universidade.

Além disso, o estudante dispõe de toda a infraestrutura do IMD, sendo assistido por equipe especializada constituída por psicólogos, pedagogos e assistente social. Desse modo, o programa também atua como um agente social, porque oferece assistência a crianças e adolescentes com um perfil que se constitui em uma necessidade educacional especial.

Processo seletivo

O processo seletivo para ingresso no Talento Metrópole acontece em três etapas. Na primeira, é feita uma triagem digital, realizada pela plataforma E-Genius, que verifica indicadores comportamentais comuns a jovens com altas habilidades. Para isso, os candidatos receberão informações, após se inscreverem, para baixar o aplicativo vinculado à plataforma e realizar o teste lá disponibilizado.

A segunda etapa será constituída de uma Avaliação de Competências e Habilidades Cognitivas, a ser aplicada presencialmente, na sede do Instituto Metrópole Digital. O objetivo é avaliar habilidades e competências potenciais relevantes para a Tecnologia da Informação, inteligência e criatividade. Os 45 candidatos que obtiverem as maiores médias serão selecionados para a terceira fase, que é o Curso de Férias do IMD.

Para saber mais detalhes sobre as etapas da seleção, suas respectivas datas e outras informações, os interessados devem acessar o Edital 075/2021. O resultado final do processo seletivo está previsto para o dia 10 de fevereiro.

3

Nov

Especialistas em cibersegurança dão dicas para não cair em golpes do Pix

Cada vez mais elaborados, os golpes via Pix fazem vítimas todos os dias no Brasil e vêm desafiando especialistas em cibersegurança, instituições financeiras e poder público a blindarem o serviço. O crescimento dos golpes e dos casos de sequestro-relâmpago levaram o Banco Central do Brasil a limitar o valor das transações para R$ 1 mil no horário entre 20h e 6h e nos fins de semana, mas outras medidas simples podem ser adotadas para evitar que você se torne mais uma vítima.

A advogada e especialista em proteção de dados Maria José Ciotto Luccas diz que a primeira ação é estabelecer no app ou site do banco um limite diário para transações via Pix. “Isso já evita que criminosos consigam retirar todo o seu dinheiro em apenas uma única transferência. Estabeleça um limite que seja seguro para o seu dia-a-dia”, aconselha. Com as novas regras do Banco Central, os bancos e instituições financeiras devem disponibilizar a inclusão desse limite e só podem autorizar um aumento dele após, no mínimo, 24 horas da solicitação.

A especialista em LGPD e DPO (Data Protection Officer) Consuelo Rodrigues diz que o usuário nunca deve realizar transações fora dos canais oficiais do seu banco ou instituição. “Tenha certeza que está no site ou aplicativo oficial. Os golpistas criam links e páginas muito similares às verdadeiras, mas analisando com calma é possível notar a diferença nos detalhes do endereço ou em algum erro ortográfico. Clicando no cadeado que fica na barra de endereço do navegador também é possível verificar se está navegando em um site seguro”, diz.

No caso de e-mails, Consuelo afirma que os erros também podem ser encontrados. “Quando recebemos um e-mail, o domínio (que é aquilo que está escrito após o @) revela se o conteúdo é real ou um golpe. Se o e-mail diz, por exemplo que é do Banco do José, mas foi enviado pelo bancodojose@kakdaka.com.br então já sabemos que é falso”, explica. “Na dúvida não se deve clicar em nenhum link, nem baixar arquivos. Vá até o canal oficial de comunicação da instituição e relate o ocorrido para confirmar se é um conteúdo confiável ou não”, completa.

Outra dica que a advogada Maria José dá é não realizar transações quando estiver conectado a redes de Wi-Fi públicas. “Esses locais de acesso coletivo, como parques, bares ou shoppings, podem conter vírus e malwares que podem roubar dados para vender no mercado ilegal”, explica.

As chaves Pix cadastradas são outro ponto que precisam de cuidado ao serem divulgadas. “Prefira passar chaves aleatórias. O seu CPF somente para pessoas próximas e de confiança ou empresas com as quais você já se relaciona. Se um golpista tiver seu CPF e conseguir seu nome completo e seu endereço em listas vazadas, já consegue realizar ações em seu nome como abrir contas digitais, assinar serviços como streaming e praticar outros golpes", alerta Maria José.

Como agir se for vítima

Se mesmo com todos os cuidados, a pessoa acabar sendo vítima de golpe, a recomendação das especialistas é elaborar o Boletim de Ocorrência o mais rápido, apresentando o máximo de provas e detalhes que puder. "O cidadão nem precisa se dirigir a uma delegacia de polícia. Ele pode registrar o B.O. pela internet mesmo", orienta a advogada especialista em Direito Digital, Maria José Ciotto Luccas. 

O próximo passo é entrar em contato com o banco ou instituição financeira para buscar meios de ter o seu dinheiro restituído e evitar que mais pessoas se tornem vítimas. “Se o celular tiver sido roubado, é preciso notificar a operadora para bloquear a linha telefônica. Contudo, fazer o B.O. é imprescindível porque, segundo a Febraban, todas as transações via Pix são rastreáveis e, assim, é possível identificar os criminosos”, diz Consuelo Rodrigues.

Dicas para evitar cair em golpes do Pix

- Estabeleça um limite diário para transferência via Pix no app ou site oficial do seu banco
- Realize transações somente no app ou site oficial do seu banco
- Certifique-se que o site do banco ou da loja que você está navegando é o correto
- Confira se o site em que está navegando é seguro clicando no cadeado que fica ao lado da barra de endereço do navegador
- Não clique em links ou baixe arquivos de e-mails suspeitos. Confira se o e-mail possui um domínio confiável. Em caso de dúvida, procure um canal de comunicação oficial
- Não realize transações financeiras quando estiver conectado em redes públicas como de shoppings e restaurantes
- Ao divulgar sua chave Pix para pessoas e empresas que você não tem relação de confiança, prefira informar a chave aleatória
- Ative a autenticação de duas etapas em todos os aplicativos e redes sociais que oferecerem a opção

3

Nov

Zoom começará a exibir propagandas a usuários gratuitos após reuniões

O Zoom começou a testar a exibição de anúncios para donos de contas gratuitas. Ao final de cada reunião coordenada por um usuário de conta básica, a plataforma exibirá um banner na página web para os demais participantes que usam o serviço na faixa.

Logicamente, a adoção de anúncios na plataforma serve para sustentar a manutenção do serviço mesmo quando é utilizado por usuários não pagantes. Até então, eram poucas as desvantagens que contas gratuitas tinham em comparação com os planos pagos, o que afasta a necessidade de investimento, mas serve como estratégia para impulsionar a popularidade do Zoom — algo que, aparentemente, deu certo.

“Essa mudança garante que nossos usuários [do plano] Básico continuem se conectando com amigos, familiares e colegas na mesma plataforma que sempre oferecemos”, disse a companhia em pronunciamento. A mudança começa a valer somente para países selecionados (que não foram especificados).

Junto ao início da veiculação de anúncios, a plataforma de comunicação atualizou sua política de privacidade. Nela, o Zoom ressalta que mensagens, reuniões, vídeos ou gravações não serão utilizados para otimizar o direcionamento de publicidade — observações importantes, tendo em vista que a plataforma já foi alvo de alguns escândalos de privacidade.

Reuniões e conversas ainda não são usadas para exibir propagandas, mas isso pode mudar no futuro. No anúncio, a companhia diz que a veiculação de publicidade na tela de fim de reunião é parte inicial do programa, então ela deve usar a oportunidade para avaliar a recepção da comunidade quanto ao modelo de monetização.

Porém, não foram divulgadas previsões sobre a ampliação das propagandas e ainda não há relatos da publicidade ter alcançado usuários brasileiros. Provavelmente, a mudança deve ser implementada gradativamente.

Fonte: Canaltech, disponível em: https://canaltech.com.br/apps/zoom-comecara-a-exibir-propagandas-a-usuarios-gratuitos-apos-reunioes-200580/

1

Nov

IMD e Intelbras selecionam bolsistas de graduação ou pós em TI

Os projetos Centrais PABX e Smarter, feitos pelo Instituto Metrópole Digital (IMD/UFRN) em parceria com a empresa Intelbras, abriram processos seletivos para bolsistas de pesquisa e desenvolvimento de soluções em Tecnologia da Informação (TI) na área de software. As inscrições podem ser feitas até o dia 2 de novembro, terça-feira, por meio deste formulário.

Cada seletiva oferece uma vaga, mais cadastro de reserva, para o cargo de desenvolvedor front-end web, destinado a candidatos que estejam cursando graduação ou pós-graduação em Computação ou áreas afins. 

As remunerações variam de R$ 2 mil a R$ 3 mil, de acordo com o nível de formação do bolsista e a carga horária semanal é de 30h. Os editais (PABX e Smarter) também permitem a candidatura de pesquisadores visitantes, que devem ter pós-graduação concluída.

Os processos de seleção serão realizados entre os dias 3 e 5 de novembro e consistirão em duas etapas: análise de currículo e entrevista por videoconferência, cujo dia e horário serão informados por e-mail.

Uma vez selecionado, o bolsista atuará em atividades relacionadas ao design e font-end do projeto Centrais PABX. O resultado final da seleção será divulgado a partir do dia 8 de novembro, no site do IMD, na aba Editais.

30

Out

Estudo indica que 78% dos profissionais de tecnologia consideram trocar de trabalho caso modelo presencial seja obrigatório

Empresas de várias áreas de atuação já começaram a falar sobre a volta ao trabalho presencial com o avanço da vacinação. Mas, nas carreiras digitais, a maioria dos colaboradores expressa o desejo de permanecer em home office, é o que indica o levantamento da Revelo, startup líder em recrutamento e seleção em tecnologia da América Latina, realizado em setembro deste ano. Cerca de 78% dos respondentes consideram trocar de emprego caso não haja flexibilidade em permanecer trabalhando de casa.

Em relação ao perfil dos profissionais que responderam à pesquisa, 69% são Desenvolvedores de Softwares, 9,5% Designers e 8,1% atuam com Dados. Cerca de 6,4% exercem áreas de Produto, 4% Segurança da Informação e 3,3% Marketing Digital. A faixa etária é de 48,2% entre 25 e 34 anos, 26,6% entre 35 e 44 e 20% entre 19 e 24. A menor presença está entre as idades de 45 e 54 anos, com 4,5% de representatividade, pessoas com 18 anos ou menos são 0,5% dos respondentes e apenas 0,2% têm entre 55 e 64 anos. 

“Hoje, existem duas vagas para cada profissional de tecnologia no mercado. Sendo assim, as companhias estão em uma corrida para conseguir reter o melhor talento e, por isso, a decisão de voltar ao trabalho presencial precisa ser cuidadosa e levar em consideração a preferência dos funcionários. Os benefícios do home office têm um peso importante para os colaboradores, o que pode explicar esse número impressionante de pessoas que cogitaria mudar de emprego caso ele acabe”, destaca o cofundador da Revelo, Lucas Mendes. 

Ainda segundo levantamento da startup, os benefícios trazidos pelo home office podem explicar por que 79% elegem a modalidade remota como a favorita e 19% o modelo híbrido, enquanto apenas 2% escolheram o presencial. Cerca de 71,3% dos profissionais responderam que gostam de não perder tempo no trânsito e 54,2% indicaram que o motivo é poder trabalhar em cidades distantes, já que 47,5% das pessoas não moram no mesmo município da empresa. A flexibilidade é a terceira razão pela preferência, com 46,6% das escolhas.

Mais de 39% dos profissionais concordam que no ambiente presencial a estrutura e os equipamentos são mais adequados, mas 78% indicam que não gostam das muitas interrupções que acontecem in loco e 74,6% elegem os horários inflexíveis como motivo de incômodo.

“Não existe uma receita mágica que indique o melhor formato, isso depende de cada empresa, da sua cultura e dos seus colaboradores com perfis específicos. É importante entender que a realidade nunca mais será igual ao cenário antes da pandemia, mas com diálogo será possível chegar no caminho ideal,  que seja benéfico  para os dois lados”, conclui o executivo.

26

Out

Zoom libera recurso de legendas ao vivo para todos os usuários

No início do ano, a Zoom assegurou que as legendas automáticas das transmissões estariam em breve liberadas para todos os usuários. A promessa foi cumprida, e agora não é mais necessário solicitar acesso à empresa, caso necessite da ferramenta. 

Então, quem estiver em uma reunião e quiser pedir ao organizador que ative a transcrição ao vivo, poderá fazer isso usando apenas um botão da barra de ferramentas. Importante lembrar que esse também é um recurso essencial para tornar as chamadas mais acessíveis.

Ainda que o recurso funcione apenas em inglês até o momento, o suporte para que outros idiomas estejam disponíveis deve chegar logo. Segundo o Engadget, a plataforma disse, em setembro, que ofereceria o serviço em até 30 línguas ao longo de 2022.

zoom

Outro objetivo da empresa é adicionar tradução ao vivo para 12 idiomas no mesmo período.

Fonte: Portal B9, disponível em: https://www.b9.com.br/152617/zoom-libera-recurso-de-legendas-ao-vivo-para-todos-os-usuarios/

22

Out

Google Agenda agora tem opção de bloquear reunião sem que você tenha que parar o que está fazendo

Tem horas que é preciso focar – de verdade – para concluir tarefas, principalmente aquelas que estão sendo procrastinadas há algum tempo. Por isso, o Google resolveu dar uma forcinha e ajudar a bloquear  automaticamente reuniões foram de hora, sem que você tenha que parar o que está fazendo.

Agora, o Google Agenda tem o botão “Focus time”, algo semelhante ao “Fora do escritório”, mas que, na verdade, é um tempo dedicado 100% às demandas que você precisa cumprir para ontem. A marcação com uma aparência diferente no calendário e inclui essa opção de recusar eventos conflitantes.

O Google considera a atualização importante, pois “com as mudanças em nossos ambientes de trabalho no ano passado, ter mais bate-papos e reuniões deixou mais difícil para as pessoas reservar tempo para tarefas individuais”. Sabe aquela reunião que poderia ter sido um e-mail? Então, parece que tem mais gente pensando assim.

O lançamento gradual do recurso começou na quarta-feira (20) e deve seguir pelos próximos 15 dias para clientes Google Workspace Business StandardBusiness Plus, Enterprise StandardEnterprise PlusEducation FundamentalsEducation Teaching & Learning, Education StandardEducation Plus e organizações sem fins lucrativos.

Por enquanto, ainda não é possível agendar períodos futuros de “Focus Time”, mas a opção fica disponível em novembro.

Fonte: Portal B9, disponível em: https://www.b9.com.br/152386/google-agenda-agora-tem-opcao-de-bloquear-reuniao-que-poderia-ter-sido-um-e-mail/

22

Out

Google lança Chrome 95 com pagamentos e mais novidades

Com várias novidades e correções, o Google Chrome 95 foi lançado na terça-feira (19), chegando em versões para Android, iOS, Windows, Mac e Linux. Melhorias nos pagamentos online e uma maior organização das guias estão entre os destaques.

De olho na segurança, a companhia de Mountain View adicionou uma nova extensão de pagamento ao WebAuthn, aprimorando a ferramenta de autenticação. Ela exige uma confirmação do banco para validar a identidade antes de concluir as transações, dificultando a interceptação e o roubo de dados.

A versão atualizada do navegador da Google permitirá que os aplicativos web sejam utilizados como manipuladores de URL. O recurso, em teste desde o Chrome 93, agora vem habilitado por padrão, possibilitando o uso dessas ferramentas para abrir determinados tipos de arquivos.

O browser também passa a oferecer a opção de salvar grupos de guias, para abri-las posteriormente, função que por enquanto não será nativa. Vale destacar ainda o suporte à ferramenta conta-gotas, usada por desenvolvedores para criar detectores de cores personalizados.

Material You e fim do suporte ao FTP

Para quem usa o Chrome no Android 12, a atualização traz o Material You desembarcando em sua forma completa, antes disponível somente para testadores. Com isso, o app ganha ícones e barras arredondados, além de cores baseadas no wallpaper do celular.

A linguagem Material You chega de vez ao navegador.

O Chrome 95 também marca a exclusão definitiva do protocolo FTP, agora finalizada com a remoção de todos os códigos. Há ainda a opção de salvar capturas com a rolagem da tela e algumas mudanças no acesso a arquivos para sites e apps.

A atualização já está disponível para todos. Você pode verificar se o seu dispositivo possui a versão mais recente nas “Configurações” do browser, abrindo a opção “Sobre o Google Chrome”.

Fonte: Tecmundo, disponível em: https://www.tecmundo.com.br/internet/227373-google-lanca-chrome-95-pagamentos-seguros-novidades.htm

20

Out

Startup lança plataforma para contratar mulheres e trans para vagas de TI

O mercado de trabalho para negras, trans e travestis no Brasil é historicamente fechado, e na área de tecnologia infelizmente não é muito diferente. Por isso vale ficar de olho em iniciativas como a Todas em Tech, promovida pela startup social paulistana {reprograma}. O foco é capacitar 2.400 mulheres em situações de vulnerabilidade, além de formar 400 mulheres negras, trans e travestis em programação front-end e back-end até o final de 2022.

O intuito da {reprograma} é valorizar a presença feminina no universo da tecnologia da informação e diminuir a lacuna de gênero no setor. Ela tem como produto uma plataforma de contratação de profissionais de TI exclusivas para esses grupos, normalmente escanteados em seleções de emprego. Para participar dessas seleções, há duas maneiras: a exclusiva, onde só alunas da iniciativa podem se candidatar por meio de um convite; e a aberta, na qual qualquer aluna cadastrada na plataforma pode se candidatar. A escolha fica por conta da empresa contratante.

Na versão beta, lançada em agosto, o foco da empregabilidade foi para as alunas formadas no Todas em Tech no primeiro semestre. Até o momento, há 72 alunas cadastradas, sendo que 80% são negras, 9% trans ou travestis. Além disso, 70% são do Norte e Nordeste.

A {reprograma} conta com empresas de grande porte como parceiras, como Accenture, Creditas, Nu Invest, Facebook, iFood e Nubank. Mas qualquer negócio pode ter acesso à plataforma e encontrar profissionais de TI destes perfis para contratá-las. Mas as parceiras ganham a vantagem de divulgar vagas exclusivas para as alunas recém-formadas da {reprograma}, além de realizar todo o processo de seleção na plataforma.

Para Silvia Rodrigues Follador, gestora de projetos da startup, uma das razões para a criação do Todas em Tech está na falta de divulgação de nomes importantes no desenvolvimento da programação apenas por serem mulheres. 

“Pouco se ouve falar sobre mulheres importantes do setor tech, como Ada Lovelace, criadora do primeiro algoritmo processado em uma máquina, ou Grace Murray Hopper, responsável pela criação da Flow-Matic, que serviu de base para uma das linguagens de programação mais populares em todo o mundo, a Common Business Oriented Language”, comenta Follador.

As empresas interessadas em ter o acesso da plataforma de contratação da {reprograma} deverão entrar em contato através deste formulário.

Fonte: Canaltech, disponível em: https://canaltech.com.br/cursos/startup-lanca-plataforma-para-contratar-mulheres-e-trans-para-vagas-de-ti-199253/

19

Out

Apple anuncia novas gerações do MacBook Pro e Airpods

A Apple nesta segunda-feira (18) realizou mais uma rodada de anúncios em evento virtual, seu segundo no último mês e depois da divulgação da nova linha de iPhones. Como bem definiu o CEO Tim Cook, os trabalhos de hoje foram focados na parte de som e nos novos MacBooks da companhia, que introduzem dois novos chips da companhia: o M1 Pro e o M1 Max. Houve espaço também para os AirPods.

A seguir você confere todos os anúncios da Apple neste dia 18 de outubro:

Novo plano na Apple Music

O Apple Music ganhou um plano de assinatura mais barato hoje, ainda que só para alguns países selecionados – o Brasil não é um deles. Batizado de Voice Plan, ele se junta à modalidade individual e família oferecendo a possibilidade de reprodução de playlists especializadas para a Siri.

As possibilidades são várias e englobam comportamentos ou cenários como caminhadas, exercícios, dias felizes e mais melancólicos. O preço da assinatura “de voz” é de US$ 4,99 e suas habilidades foram incluídas aos outros planos sem cobrança extra.

Novos modelos de HomePod Mini

Além das cores tradicionais branca e preto, o HomePod Mini agora conta com opções de cores amarela, laranja e azul.

O aparelho não ganhou novidades funcionais e segue no mesmo preço de 99 dólares, com os novos visuais disponíveis em novembro.

3° geração dos AirPods

Além da segunda geração reduzir o preço para 129 dólares, os queridos AirPods da marca ganharam uma nova edição. Previstos para chegarem ao mercado na próxima semana com o valor de 179 dólares, os fones da vez tem um design diferenciado, som espacial e um equalizador de frequências ajustável.

Com seis horas de bateria, os AirPods da 3° geração podem ganhar uma hora de energia em 5 minutos de carregamento e tem no case até 30 horas de energia para abastecimento – eles também podem ser carregados via wireless.

Novos M1 e MacBooks

A Apple aproveitou o lançamento de uma nova linha de MacBooks Pro para também inaugurar dois novos chips produzidos internamente, o M1 Pro e o M1 Max.

Na prática é tudo sobre velocidade: enquanto o Pro processa até 200 gigabytes por segundo, conta 33,7 bilhões de transistores e 8 cores de alto processamento, o Max processa 400 gigabytes por segundo, possui 57 bilhões de transistores e leva 32 cores de alto processamento.

Já os novos MacBooks Pro vem em dois tamanhos, com telas de respectivamente 14 e 16 polegadas e espessura de 15,5 e 16,8 milímetros. Enquanto o teclado reaproveita o esquema do profissional vendido separadamente para o Mac, ambos os modelos contam com acesso para HDMI, cartões SD e fone de ouvido, bem como o retorno do Mac Safe que ajuda o aparelho a se conectar com até 3 monitores e um televisor.

Já a tela é de Liquid Retina XDR e envolve o uso de recursos que adaptam a exibição da imagem para preservar energia e tornar a experiência mais fluida. As baterias duram 17 e 21 horas quando reproduzindo vídeos em alta qualidade, podendo ter 50% carregado em 30 minutos, e o computador é inteiro feito de alumínio reciclável. Com cor cinza espacial, eles já chegam ao mercado na próxima semana custando US$ 1.999 e US$ 2.499.

Fonte: Portal B9, disponível em: https://www.b9.com.br/152179/apple-anuncia-novas-geracoes-do-macbook-pro-e-dos-airpods/

16

Out

SENAI e CTG Brasil inauguram Habitat de Inovação em Natal com chamada pública para projetos de hidrogênio verde

O Habitat de Inovação do SENAI no Rio Grande do Norte (SENAI-RN) foi oficialmente inaugurado nesta quinta-feira (14) em Natal, com a instalação da primeira gigante do setor de energia – a CTG Brasil – e o lançamento da maior Chamada Pública do país para apoio a projetos de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação (P&D+I) em hidrogênio verde, o chamado “combustível do futuro”.

A Chamada Pública “Missão Estratégica Hidrogênio Verde”, detalhada no evento com transmissão ao vivo no YouTube (https://youtu.be/-hNnqZzj94Q), tem R$ 18 milhões para financiamento de projetos, com recursos da CTG Brasil e do SENAI. O prazo de inscrições vai de 22 de outubro a 19 de novembro, por meio da Plataforma Inovação para a Indústria: http://www.portaldaindustria.com.br/canais/plataforma-inovacao-para-a-industria/. Instituições de Ciência e Tecnologia públicas ou privadas, empresas de diferentes portes, startups e agências de fomento para projetos de P&D+I podem participar.

Soluções

Coordenada pelo SENAI-RN, por meio do Instituto SENAI de Inovação em Energias Renováveis (ISI-ER), a ação tem como objetivo impulsionar soluções em energia limpa com foco na produção, armazenamento, distribuição e novas fontes, mas também em outras áreas que fazem parte da cadeia de hidrogênio verde, como mobilidade, indústrias e agricultura. O ISI-ER vai atuar na estruturação e curadoria dos projetos recebidos de acordo com o edital. Os projetos terão prazo máximo de execução de 36 meses, a partir da assinatura do Contrato de Desenvolvimento de Trabalho Técnico e Científico.

O lançamento da Chamada foi realizado durante inauguração do Habitat de Inovação do SENAI-RN, com a instalação do primeiro espaço de inovação da CTG Brasil na região Nordeste. A empresa conta ainda com o CTG Brasil Innovation Hub em São Paulo, outro fruto de parceria com o SENAI.

Habitat de Inovação

O Habitat de Inovação é um ambiente colaborativo dentro do Hub de Inovação e Tecnologia (HIT) do SENAI-RN para relacionamento com as indústrias. Oferece espaço físico para escritórios de empresas dos setores de energia e do gás vinculados ao Instituto SENAI de Inovação em Energias Renováveis (ISI-ER), com acesso à infraestrutura compartilhada e à equipe especializada, co-criação de soluções personalizadas em Pesquisa & Desenvolvimento, consultoria e metrologia, além de segurança jurídica.

A estrutura divide espaço no HIT com o ISI-ER e o Centro de Tecnologias do Gás e Energias Renováveis (CTGAS-ER), referências do SENAI no Brasil para soluções de educação, inovação, pesquisa e desenvolvimento para a indústria de energias renováveis.

CTG Brasil – uma das líderes em geração de energia limpa no país – é a primeira empresa a inaugurar seu espaço de inovação no Habitat. Outras seis são esperadas até o final do próximo ano.

Competitividade

O presidente do Sistema FIERN e do Conselho Regional do SENAI-RN, Amaro Sales de Araújo, destacou que a chegada da CTG Brasil como primeira parceira significa reforço à busca de soluções para enfrentamento de um grande problema para todos os países, que é a oferta de energia em volume e patamar de custos que possibilitem a competitividade.

“Trazer um parceiro como a CTG Brasil que é líder mundial nessa área é um encaixe perfeito com a preocupação do nosso ISI-ER, que é trazer para a indústria nacional soluções na área”, disse ele, destacando também o que chamou de “aliança do Sistema FIERN com o governo do estado” nesse contexto.

“A governadora Fátima Bezerra esteve ontem na Casa da Indústria e tem sido sensível a essas fontes de energia (renováveis). Ela sabe que precisamos destravar algumas alças para ter uma energia competitiva”, disse ele. Na quarta-feira, Sales entregou uma Agenda Propositiva para o Desenvolvimento do Rio Grande do Norte à Fátima, que contempla o setor de energia em meio a “sete pontos urgentes e estruturantes” para o futuro do Estado.

Jefferson Gomes, superintendente de Inovação e Tecnologia do SENAI Nacional e da Confederação Nacional da Indústria (CNI), também destacou no evento que é fundamental inserir o hidrogênio verde como alternativa de fonte de energia no país, além de criar mecanismos de apoio e incentivo para viabilização da tecnologia no Brasil.

Ele convocou empresas e instituições de todos os portes para participar da “Missão Estratégica Hidrogênio Verde”, ressaltando que a demanda mundial por energia, que já é grande, vai avançar muito mais e que parcerias como essa firmada com a CTG Brasil são fundamentais para que o Brasil possa ser mais competitivo e encontrar soluções para problemas como a escassez hídrica que enfrenta hoje.

Parceria

A instalação da CTG Brasil no Habitat de Inovação do SENAI-RN faz parte de uma grande parceria da empresa com o SENAI para impulsionar o fortalecimento de pesquisas e projetos em inovação com foco no setor elétrico brasileiro – e, segundo a companhia, irá auxiliar na busca de parcerias com empresas, instituições e startups no Brasil e, posteriormente, pode colaborar para viabilizar parcerias internacionais.

A CTG Brasil vem ampliando investimentos em pesquisa, desenvolvimento e inovação e quer atrair soluções com foco em fontes renováveis de energia para novos negócios, comercialização de energia e na cadeia de valor do hidrogênio verde.

O RN já concentra parte dos investimentos da companhia em parques eólicos e também em pesquisas na área de energia solar, nas quais o ISI-ER também atua.

“A produção de energia limpa e a inovação estão em nosso DNA e temos investido em parcerias estratégicas, como essa com o SENAI, com o objetivo de impulsionar o ecossistema de inovação e gerar soluções para os desafios da empresa, do setor elétrico e da sociedade, contribuindo também para o desenvolvimento, inclusive científico, do País”, diz o diretor de Estratégia e Desempenho Empresarial da CTG Brasil, Silvio Scucuglia, acrescentando que a empresa segue investindo na matriz hidrelétrica brasileira, com foco na diversificação de portfólio de ativos e na complementaridade das fontes de geração de energia.

Rodrigo Mello, diretor do ISI-ER e do CTGAS-ER, afirma que a chegada da CTG Brasil é um impulso para que o Rio Grande do Norte se posicione na vanguarda da tecnologia. “É um passo importante em um contexto em que o Brasil, um país de commodities, precisa de produtos com mais valor agregado. E o RN, que é líder em geração de energia eólica, também se posiciona dessa maneira como um estado que contribui para o país entrar na vanguarda internacional da tecnologia em um setor estratégico”, observa.

Hidrogênio Verde

A programação do evento de inauguração do Habitat de Inovação contou com a apresentação “O Mercado do Hidrogênio no Brasil”, da pesquisadora do ISI-ER, Fabíola Carvalho, abordando desde o processo de obtenção do Hidrogênio Verde e como esse gás – produzido com o uso de fontes renováveis de energia – pode ajudar o mundo a reduzir a emissão de gases do efeito estufa, até os desafios tecnológicos que existem na área.

Fabíola é doutora em Ciências e Engenharia do Petróleo e compõe a equipe do SENAI-RN que desenvolve pesquisas desde 2010 em busca de rotas verdes de produção de hidrogênio, aquelas que não geram emissão de carbono no processo industrial.