Mercado

10

Nov

UFRN e Sebrae promovem Maratona de Empreendedorismo e Inovação

A Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), em parceria com o Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), realiza a Maratona de Empreendedorismo e Inovação 2021. O evento ocorre de 22 a 25 de novembro. As inscrições serão por equipes, de três a cinco alunos, matriculados em algum curso de graduação.

A maratona busca estimular os participantes a enfrentarem de forma proativa os desafios ou problemas que comprometem o bem-estar das pessoas. Trata-se de uma proposta desenvolvida a partir de metodologias inteligentes como Design Thinking e Canvas, com estratégias visuais em ambiente online.

As equipes participantes, com o suporte de um professor orientador, serão instigadas a desenvolver ideias e gerar soluções criativas nas áreas de educação, saúde, segurança, sustentabilidade e tecnologias. Para participar basta acessar https://abre.ai/c4t3. As inscrições foram prorrogadas até o dia 17 de novembro.

10

Nov

Petróleo e melão lideram a pauta de exportação do RN em outubro

O envio de petróleo combustível bruto (classificado como fuel oil) do Rio Grande do Norte para Singapura continua em alta, e, associado ao período de safra do melão e as remessas da fruta para a Europa principalmente, contribuiu para o estado encerrar o décimo mês do ano com um volume de US$ 69,6 milhões em exportações. Mesmo as cifras sendo 11,5% menores que o total exportado em setembro, o valor representa um aumento superior a 69% em relação ao volume comercializado em outubro de 2020 (US$ 41 milhões). Neste ano, as exportações do estado acumulam US$ 375,8 milhões e, a balança, um superávit de US$ 112 milhões.

Somente o petróleo foi responsável no mês por remessas que totalizaram US$ 25,8 milhões – volume inferior ao mês anterior, quando as exportações desse produto chegaram ao patamar de US$ 44,6 milhões. Já os embarques de melões frescos com destino a outros países, sobretudo o Reino Unido e a Holanda, cresceram e totalizaram US$ 19,3 milhões. Em setembro deste ano, o RN comercializou no mercado internacional US$ 10,8 milhões, desempenho que estava relacionado à retomada da entressafra da fruta. Juntas, as duas mercadorias somaram US$ 45,1 milhões em outubro, o que equivale a 65% de todas as exportações potiguares no mês.

Esses são alguns dos números contidos na edição referente a outubro do Boletim da Balança Comercial do RN, um informativo elaborado mensalmente pela Unidade de Gestão Estratégica do Sebrae no Rio Grande do Norte com base nas informações da Secretaria de Comércio Exterior (Secex), do Ministério da Economia. O boletim acompanha a evolução do comércio exterior do estado mês a mês, assim como as operações de compra e venda de mercadorias no mercado internacional durante série histórica, que leva em consideração os cinco últimos anos. O material está disponível para consulta e download no Portal do Sebrae (www.rn.sebrae.com.br).

De acordo com a publicação, outros três produtos deram força às vendas no exterior: as melancias (US$ 8 milhões), as pedras preciosas (US$ 1,4 milhão) e o sal marinho (US$ 1,4 milhão), resultando, juntamente com outras mercadorias, um total de US$ 69,6 milhões. É o melhor desempenho para o mês de outubro no intervalo entre 2017 e 2021.

Já as importações também tiveram um incremento em comparação com o mesmo mês do ano passado, subindo de US$ 26 milhões para US$ 33,8 milhões. Impulso dado principalmente pela importação de painéis fotovoltaicos da China da ordem de US$ 19,9 milhões. O segundo item mais importado no mês passado foram o trigo e as misturas com centeio comprados no país vizinho, a Argentina, totalizando US$ 3 milhões em importações dessas mercadorias. Com isso, o Rio Grande do Norte fechou outubro com US$ 35,8 milhões em importações.

Esse resultado tornou a balança comercial potiguar favorável no mês passado, com um superávit de US$ 33,8 milhões, o terceiro maior deste ano. Ao longo do ano, as exportações potiguares já atingiram o patamar de US$ 375,8 milhões, volume acumulado entre os meses de janeiro e outubro. É o melhor desempenho do Rio Grande do Norte nos últimos cinco anos, segundo o boletim do Sebrae. Já as importações somam no mesmo período US$ 263,8 milhões, também as maiores cifras registradas desde 2017. O superávit da balança comercial nesses dez meses está em pouco mais de US$ 112 milhões.

Foto 1: Agência Petrobras / Foto 2: Agência Sebrae

9

Nov

Fórum Negócios Experience: dois dias de imersão com conteúdo transformador

O Fórum Negócios Experience volta a ser presencial em sua 6ª edição. Nesta quarta (10) e quinta-feira (11), das 14h às 22h, o Teatro Riachuelo abre as cortinas para o 'Rock In Rio' do empreendedorismo. Vendas, Marketing, Gestão, Investimentos, Networking, Inteligência Emocional e Posicionamento são temas que integram as 19 palestras da imersão.

O formato, já conhecido do público, não mudou em relação aos anos anteriores, quando foi realizado na Arena das Dunas. São 19 palestrantes se revezando no palco, nos dois dias de evento, entre palestras e bate-papos com o CEO do Fórum Negócios, o jornalista Jean Valério. Vale ressaltar que o evento seguirá todos os protocolos sanitários e de segurança.

"O Fórum Negócios transforma vidas e negócios através de uma experiência imersiva, com conteúdo inovador, ferramentas e trilhas de conhecimentos sobre os sete pilares que formam a base de todo empreendedor de sucesso", destaca o jornalista Jean Valério, idealizador e CEO do Fórum Negócios, referindo-se os sete pilares batizado por ele de “O Novo Poder”, que via dar vida ao 'Clube Fórum Negócios': Vendas, Marketing, Gestão, Investimentos, Networking, Inteligência Emocional e Posicionamento.

Vão estar no palco do Teatro Riachuelo, entregando um conteúdo rico e transformador este ano, entre outros: Carol Paiffer, Thiago Nigro, Bráulio Bessa, João Kepler, Ricardo Belino, Ester Jablonski, Ben Zruel, Marcelo Baratella, Leila Navarro, João Cristofoloni, Marcos Scaldelai, Luiz Candreva, Samuel Bortolin e Davi Braga.

O Fórum Negócios Experience 2021 tem o patrocínio de: Água Santa Maria, Allian Engenharia, Aram imirá, Assembleia, BWA, Cabo Telecom, CDL, Cervejaria Raffe, Clínica Harmony Harris, Decidi Casar, DNA Center, Ecomax, Emprotur, FAERN, FIERN, Grupo Irmãos Vila, Grupo Gentil, JMT, LocaInfo, M Copos, Midas Mídia, Oculare, Pizza Hut, Potigás, Prefeitura do Natal, Prontoclinica Paulo Gurgel, Rota Mídia, SEBRAE, SENAC, SESC, Seu Boné, Unicred, Unimed, UNP, Terra Terra e 3 Corações. Intertv Cabugi, Câmara Municipal de Natal, MB Empreendimentos, Riachuelo, Governo do Estado do Rio Grande do Norte, Beneficies, Odont, Sinapro, Escola da Assembleia, TV Ponta Negra, Band Natal, Grupo Gentil Negócios, Sinapro.

Networking e 50 milhões de reais em negócios gerados

Em cinco edições já passaram pelo palco do Fórum Negócios mais de 50 palestrantes de renome nacional e internacional, entre eles Ricardo Amorim, Augusto Cury, Thiago Nigro, Geraldo Rufino, Camila Farani, Rick Chester, Martha Gabriel, Conrado Adolpho, Alfredo Soares, Caito Maia, Carol Paiffer, Guilherme Benchimol, Luciano Huck, Paulo Vieira, Henrique Meirelles, Luiza Helena Trajano. Foram mais de 150 horas de conteúdo, mais de 50 milhões em negócios gerados e mais de 20 mil empreendedores impactados

O Fórum Negócios volta ao Teatro Riachuelo ainda mais robusto, depois de dois anos sendo realizado na Arena das Dunas. A 2ª edição, em 2017, foi a única edição realizada no Teatro Riachuelo até agora. Nesta edição de 2021 (a sexta), o evento vai apresentar uma curadoria certeira de conteúdo, com mentores de alto nível, e promete gerar oportunidades para quem deseja conquistar resultados extraordinários.

"O que determina o seu sucesso não é a sua condição, mas sim a sua decisão de participar desta experiência incrível. Costumo dizer que é a ponte para o futuro", disse Jean, um entusiasta do evento, que tem como sócios André de Paula e Jeanny Damas.

Quem está por trás do Fórum Negócios?

Jean Valério: Empreendedor, Presidente do LIDE RN - Grupo de Líderes Empresariais, Mentor de Marketing e Negócios, Jornalista na InterTV e Novo Notícias, Sócio-fundador do Grupo Acarta Comunicação, Sócio no Fala Síndico Brasil, Investidor de startups (+10).


PALESTRANTES E TEMAS:


Primeiro dia (quarta-feira, 10/11)

14h00 ABERTURA

14h40 MARCELO BARATELA – Vendas: Execução consistente, a maior vantagem competitiva em vendas

15h30 SAMUEL BORTOLIN – Supere todos os seus limites

16h15 ESTER JABLONKY – Empreendedorismo e excelência empresarial

17h30 LEILA NAVARRO – Liderança e motivação para engajamento de equipe

18h15 ABÍLIO GOMES - Grupo nima

18h50 DAVI BRAGA – Como criar negócios inovadores com pouco investimento

19h35 JOÃO KEPLER – O Negócio por trás das startups: seja investidor profissional

20h30 RICARDO BELINO – O poder do networking e da ação para a transformação

21h15 HANS DONNER – Live your time: Em busca de um design inspirado no tempo da vida.

22h15 ENCERRAMENTO: Grovador


Segundo dia (quinta-feira, 11/11)

14h00 ABERTURA

14h35 BRUNO REIS – Cases de marketing: construindo posicionamento e alavancando o destino

15h15 TIAGO NIGRO - Visões de investimento e negócios do Primo Rico

16h00 JOÃO CRISTOFOLINI – Saída de mestre: na prática, estratégias para compra e venda de startups

16h45 MARCOS ROSSI – O que é impossível para você?

17h30 DIRCEU SIMABUCURU – Nova dinâmica de mercado

18h15 MARCOS SCALDELAI – Líder pronto para tudo

19h00 BEN ZRUEL – Construção da sua liberdade financeira como você jamais viu!

19h45 CAROL PAIFER – As principais lições da shark tank sobre dinheiro e investimentos

20h35 LUIZ CANDREVA – O futuro dos negócios e os negócios do futuro

21h25 BRÁULIO BESSA - Poesia que transforma: uma reflexão sobre o sucesso

22h25 ENCERRAMENTO: Diogo das Virgens

9

Nov

Hapvida abre vagas para médicos na área de telemedicina

O Sistema Hapvida investe constantemente em inovação para a saúde. Buscando proporcionar ainda mais comodidade e segurança para os clientes, está com vagas abertas para médicos que desejem atender por meio da plataforma de telemedicina. São 50 vagas disponíveis para profissionais do Brasil inteiro. Todo o processo seletivo será feito de maneira online, inclusive a entrega da documentação.

Entre as especialidades estão: Hematologia, Endocrinologia, Nefrologia, Gastroenterologia, Neuropediatria, Pneumologia, Infectologia, Reumatologia, Pediatria, Psiquiatria e Endocrinopediatria. 

A inscrição deve ser feita por meio do formulário: https://forms.office.com/r/cFqu5aVaAE, no qual todas as informações podem ser preenchidas. Após o preenchimento, a área responsável fará contato com os selecionados.

“O Sistema Hapvida faz questão de reafirmar seu compromisso com a saúde dos nossos clientes. Hoje, a telemedicina é uma ferramenta extremamente eficiente para as pessoas terem mais qualidade de vida. É um serviço de muita qualidade com profissionais capacitados que, desde o início da pandemia, em 2020, já realizou mais de 900 mil teleconsultas”, ressalta o Dr. Luciano Cunha, Diretor Médico de Digital Health do Sistema Hapvida.

9

Nov

Obras de condomínios impulsionam construção civil e setor tem aumento de mais de 80% em empregos

O Rio Grande do Norte teve um aumento de 84% em empregos formais na construção civil entre os meses de agosto e setembro deste ano e acumula um saldo positivo de mais de 3 mil postos de trabalho nos nove primeiros meses de 2021. O setor foi o terceiro que mais empregou no RN no mês passado e contribuiu para o estado ter o segundo melhor resultado do ano em empregos com carteira assinada desde o início da pandemia, com 6,3 mil vagas. Os números são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) e mostram a importância da construção civil para a retomada do crescimento econômico. 

A explicação para a geração de empregos no setor está na volta de lançamentos imobiliários e na ampliação da construção de imóveis, impulsionada, ainda, pelo bom momento do mercado para a compra da casa própria. É o caso do Condomínio Jardine, da incorporadora Kactus Hub, que oferece casas duplex em Parnamirim, na Grande Natal. O empreendimento já tem 134 imóveis prontos e outros 53 em construção, que serão entregues nos próximos 10 meses. A última etapa, também com 53 casas, será entregue em setembro de 2023, totalizando 106 novas casas nos próximos 24 meses.

“Na construção das casas do condomínio Jardine nós abrimos 100 vagas de empregos diretos e para os próximos meses devem ser abertas cerca de 50 vagas só neste empreendimento. É um ritmo de crescimento 50% maior do que em 2019 e 2020”, explicou o engenheiro e co-fundador da Kactus Hub, Rafael Matheus. 

Em setembro, 30.870 pessoas estavam empregadas no mercado da construção do RN. O número é 7,19% maior do que no início do ano. No mesmo mês, o saldo entre admissões e demissões foi positivo, com 1.028 postos formais de trabalho. Em agosto, o saldo era de 557. Um salto de 84% entre os dois meses. No período, a indústria da construção civil contribuiu para os dois melhores resultados na geração de empregos no RN desde o início da pandemia. O oitavo mês de 2021 teve criação de 7.473 postos de trabalho. Em setembro, foram 6.302 empregos formais. Nos nove primeiros meses do ano, o acumulado na construção civil é de 3.053 vagas.

“Esse cenário comprova a retomada do setor, que sofreu uma forte queda até o fim de 2019. A tendência é que a curva de contratação siga em crescimento. Hoje, temos vagas abertas para consultores de venda, compradores, auxiliares, almoxarife”, disse Rafael. 

Para que as vagas de emprego continuem surgindo, é necessário manter o mercado aquecido, com a expansão do crédito imobiliário, oferecendo taxas acessíveis. Recentemente, a Caixa Econômica Federal anunciou redução na taxa de juros para 2,95% ao ano, mais a remuneração da poupança, o que representou uma queda de 0,4% em relação às taxas hoje vigentes. 

“É uma cadeia. Se o mercado está favorável para a compra, o setor vai construir mais e vai precisar de mão-de-obra, gerando emprego e renda para as famílias e isso volta de forma positiva para a economia porque estimula o consumo”, finalizou o co-fundador da Kactus Hub.  

Condomínio Jardine

O Condomínio Jardine é formado por casas duplex de 65m² de área construída e 75m² de área total. O térreo tem varanda, sala de estar e jantar, banheiro social, cozinha, área de serviço e vaga de garagem. No primeiro andar, são dois quartos, sendo 1 suíte, e hall. É o único no RN, enquadrado no Casa Verde e Amarela, que possui trilha ecológica privativa. São mais de 21 mil m² de reserva natural preservada. 

O condomínio fica a apenas 5 min do centro de Parnamirim e a 10min da Av. Maria Lacerda e tem diversas opções de lazer e segurança, incluindo acesso por biometria. O Jardine possui guarita ativa 24h; monitoramento de segurança com ronda noturna; estacionamento para visitantes; piso intertravado em todas as vias; salão de jogos; salão de festas; brinquedoteca; praça; mini-campo gramado; playground; academia ao ar livre; churrasqueiras; redário; piscina adulta e infantil.

Sobre a Kactus Hub

A Kactus Hub é uma incorporadora imersa no digital, focada em transformar moradias em lugares para se viver. Desde 2009 no mercado potiguar, atua em três frentes: a Kactus Imóveis, uma imobiliária moderna com sua própria equipe de vendas, marketing e publicidade que oferece imóveis e lotes para todos os perfis; a Kactus Construções, direcionada para empreendedores/empresários com um projeto a executar (B2B) ou para pessoa física querendo construir a casa própria; e Kactus Capital, que auxilia no desenvolvimento de um projeto de investimento no setor imobiliário com ganhos acima do mercado. A Kactus Hub já vendeu mais de R$ 250 milhões e tem mais de 500 casas e 4.600 lotes em construção e entregues.

9

Nov

Jovens com até 24 anos comandam 28% das pequenas empresas do NE

Foi durante a pandemia que o gastrônomo Marlon Vinícius de Medeiros, de 22 anos, decidiu ter uma empresa própria e apostou na área de alimentação. Em junho do ano passado, ele começou a oferecer quiches e pão de queijo feitos sob encomenda. O negócio deu tão certo que, em abril deste ano o jovem inaugurou a Marlon Vinícius Cafeteira e Doceria, no bairro de Capim Macio, área nobre da capital potiguar. “Informação e conhecimento são fundamentais. Assim que conclui a graduação já entrei numa pós-graduação em confeitaria e panificação. Também procurei o Sebrae logo no início para formalizar minha empresa e obter orientação sobre esse ramo. Essa pode ser a receita para um negócio ter sucesso no mercado”, ensina.

Assim como Marlon Vinícius, há cerca de 1,9 milhão de jovens no Brasil com menos de 25 anos que são donos de uma micro e pequena empresa. No Nordeste, as pessoas dessa faixa etária respondem por 28% dos pequenos negócios nos nove estados da região. A analista técnica da Unidade de Soluções e Relacionamento do Sebrae no Rio Grande do Norte, Jupira Nunes, explica que quase um terço dos pequenos negócios nordestino está concentrado nessa faixa etária, que diz muito sobre a característica do jovem e também do cenário econômico. “A inquietude dos jovens, aliada à necessidade diante das poucas oportunidades de emprego, tem feito com que eles busquem cada vez mais pelo empreendedorismo”, argumenta.

A analista também garante que capacitação ajuda a minimizar riscos do negócio não dar certo. “Investir na capacitação é essencial ao empreendedor para melhorar sua forma de agir, planejar e administrar sua empresa. Favorece o entendimento do negócio, acelerando etapas do desenvolvimento da empresa, melhora suas percepções e estimula a troca de informações, contribuindo inclusive para o aumento da sua rede de contatos”, avalia.

Foco na juventude

Os jovens são o foco da edição 2021 da Semana Global de Empreendedorismo, que começa, em todo o país, nesta segunda-feira (8) e vai até o dia 14, com ações para debater a nova economia e a inclusão de jovens no mercado empresarial. A Semana Global de Empreendedorismo é a maior iniciativa do mundo em termos de mobilização pelos empreendedores. No Brasil, o evento é coordenado pelo Sebrae, com expectativa de abrir um milhão de vagas para capacitação, entre oficinais, painéis, cursos, mentorias, consultorias, ambientes para network, entre outras ações. Nesta edição, o tema da Semana Global de Empreendedorismo é sobre Empreendedorismo e Inclusão no contexto pós-pandemia. https://www.empreendedorismo.org.br/#

A abertura da semana ocorreu nesta segunda-feira e contou com a presença do presidente do Sebrae, Carlos Melles; do secretário especial de Produtividade e Competitividade do Ministério da Economia, Carlos Da Costa; do presidente da Frente Parlamentar Mista de Apoio às MPEs, senador Jorginho Mello; do presidente do Conselho Deliberativo do Sebrae, José Roberto Tadros e do ex-senador do Rio Grande do Norte, Agripino Maia, autor do projeto de lei que instituiu a Semana Global de Empreendedorismo no calendário nacional de eventos. Esta será a primeira Semana Global brasileira sob a vigência da Lei 14135/2021.

A programação de abertura prosseguiu com a participação de especialistas renomados, discutindo os principais desafios e oportunidades para os empreendedores, durante o movimento de retomada das atividades após a pandemia. Toda a programação da SGE foi transmitida ao vivo pelo YouTube do Sebrae. https://www.youtube.com/c/Sebrae/.

A Semana Global de Empreendedorismo (SGE) foi criada em 2007 pelo ex-primeiro ministro britânico Gordon Brown e pelo presidente da Kauffman Foundation,Carl Schramm, com o objetivo de fortalecer e disseminar a cultura empreendedora, conectando, capacitando e inspirando as pessoas a empreender. Desde 2018 a iniciativa é liderada, no Brasil, pelo Sebrae, e conta com o apoio das instituições que compõem o Conselho da Semana Global: Aliança Empreendedora, Anjos do Brasil, Anprotec, Artemisia, Brasil Junior, CONAJE, Endeavor e Junior Achievement.

8

Nov

Evento que já gerou R$ 50 milhões em negócios volta a ser presencial

Foram mais de 150 horas de conteúdo, 50 milhões de reais em negócios gerados e 20 mil empreendedores impactados. Os números por si só mostram a relevância do Fórum Negócios Experience, que este ano volta a ser presencial, depois de uma experiência virtual no ano passado. O 'Rock in Rio' do empreendedorismo, como ficou conhecido, será realizado nos próximos dias 10 e 11, no Teatro Riachuelo. Restam poucas vagas e as inscrições podem ser feitas pelo site: www.forumnegocios.com.br.

Em cinco edições já passaram pelo palco do Fórum Negócios mais de 50 palestrantes de renome nacional e internacional, entre eles Ricardo Amorim, Augusto Cury, Thiago Nigro, Geraldo Rufino, Camila Farani, Rick Chester, Martha Gabriel, Conrado Adolpho, Alfredo Soares, Caito Maia, Carol Paiffer, Guilherme Benchimol, Luciano Huck, Paulo Vieira, Henrique Meirelles, Luiza Helena Trajano.

O Fórum Negócios volta ao Teatro Riachuelo ainda mais robusto, depois de dois anos sendo realizado na Arena das Dunas. A 2ª edição, em 2017, foi a única edição realizada no Teatro Riachuelo até agora. Nesta edição de 2021 (a sexta), o evento vai apresentar uma curadoria certeira de conteúdo, com mentores de alto nível, e promete gerar oportunidades para quem deseja conquistar resultados extraordinários.

"O que determina o seu sucesso não é a sua condição, mas sim a sua decisão de participar desta experiência incrível. Costumo dizer que é a ponte para o futuro", disse Jean, um entusiasta do evento, que tem como sócios André de Paula e Jeanny Damas.

Thiago Nigro, Bráulio Bessa, Hans Donner e muito mais

O formato, já conhecido do público, não mudou em relação aos anos anteriores, quando foi realizado na Arena das Dunas. São 16 palestrantes se revezando no palco, nos dois dias de evento, entre palestras e bate-papos com o CEO do Fórum Negócios, o jornalista Jean Valério.

"O Fórum Negócios transforma vidas e negócios através de uma experiência imersiva, com conteúdo inovador, ferramentas e trilhas de conhecimentos sobre os sete pilares que formam a base de todo empreendedor de sucesso", destaca o jornalista Jean Valério, idealizador e CEO do Fórum Negócios, referindo-se os sete pilares batizado por ele de “O Novo Poder”, que deve dar vida ao 'Clube Fórum Negócios': Vendas, Marketing, Gestão, Investimentos, Networking, Inteligência Emocional e Posicionamento.

Vão estar no palco do Teatro Riachuelo, entregando um conteúdo rico e transformador este ano: Carol Paiffer, Thiago Nigro, Bráulio Bessa, João Kepler, Ricardo Belino, Ester Jablonski, Ben Zruel, Marcelo Baratella, Leila Navarro, João Cristofoloni, Marcos Scaldelai, Daniel Castanho, Luiz Candreva, Samuel Bortolin e Davi Braga.

O Fórum Negócios Experience 2021 tem o patrocínio de: Água Santa Maria, Allian Engenharia, Aram imirá, Assembleia, BWA, Cabo Telecom, CDL, Cervejaria Raffe, Clínica Harmony Harris, Decidi Casar, DNA Center, Ecomax, Emprotur, FAERN, FIERN, Grupo Irmãos Vila, Grupo Gentil, JMT, LocaInfo, M Copos, Midas Mídia, Oculare, Pizza Hut, Potigás, Prefeitura do Natal, Prontoclinica Paulo Gurgel, Rota Mídia, SEBRAE, SENAC, SESC, Seu Boné, Unicred, Unimed, UNP, Terra Terra e 3 Corações. Intertv Cabugi, Câmara Municipal de Natal, MB Empreendimentos, Riachuelo, Governo do Estado do Rio Grande do Norte, Beneficies, Odont, Sinapro, Escola da Assembleia, TV Ponta Negra, Band Natal, Grupo Gentil Negócios, Sinapro.

Quem está por trás do Fórum Negócios?

Jean Valério: Empreendedor, Presidente do LIDE RN - Grupo de Líderes Empresariais, Mentor de Marketing e Negócios, Jornalista na InterTV e Novo Notícias, Sócio-fundador do Grupo Acarta Comunicação, Sócio no Fala Síndico Brasil, Investidor de startups (+10).

8

Nov

Plataforma do LAIS integra centros de pesquisa e fabricantes de vacinas

Mais de 60 mil brasileiros já estão totalmente imunizados contra a covid-19, mas não integram o banco de dados e as estatísticas nacionais. Isso porque, até o momento, o país não possui um sistema de identificação unificado para os casos de pesquisa. Para resolver esse problema, o Laboratório de Inovação Tecnológica em Saúde (LAIS/UFRN) lança, nesta segunda-feira, 8 de novembro, às 9h, no Hotel Holiday Inn, em Natal, a Plataforma ADA para a Integração de Pesquisas Clínicas, que vai reunir informações de centros de pesquisa e dados de fabricantes de vacina.

O desenvolvimento da plataforma acontece em uma parceria do LAIS junto ao Centro de Pesquisa do Hospital Federal dos Servidores do Estado do Rio de Janeiro (HFSE/RJ), mas já motivou o interesse da Associação Brasileira de Pesquisa Clínica, reunindo mais de 40 centros de pesquisa em todo o Brasil, e dos principais fabricantes de imunizantes, como a Pfizer, AstraZeneca, Sinovac e Janssen. Representantes de todas essas instituições estarão presentes no lançamento. 

Por meio da Plataforma ADA, será possível registrar todo o trabalho de pesquisa clínica realizado com imunobiológicos no Brasil, incluindo o gerenciamento de TCLEs (Termo de Consentimento Livre Esclarecido, assinado pelos voluntários em pesquisa), fases do estudo clínico, cadastro de pesquisadores e participantes, central do pesquisador, central do participante, importação automatizada de dados da pesquisa, cadastro de credenciais para a Rede Nacional de Dados em Saúde, cruzamento de dados clínicos, registro de vacinação, gerenciamento de estoque e incidentes, relatórios gerenciais, declarações de participação e vacinação, alertas e notificações, integração com RNDS e Cartão Nacional de Saúde.

Neste primeiro momento, a Plataforma ADA terá como foco a produção de vacinas, integrando todos os dados de pesquisa clínica para qualquer tipo de imunizante que venha a ser testado no Brasil, com pacientes voluntários, à Rede Nacional de Dados em Saúde, interconectado ao barramento de dados em saúde do governo federal. 

De acordo com o professor Ricardo Valentim, diretor executivo do LAIS, essa integração permitirá  ao Estado brasileiro e ao Ministério da Saúde conhecer todos os dados de pesquisa com vacinas de maneira integrada em uma única base de dados. Um outro benefício é emitir o certificado de imunização para aqueles voluntários que não tomaram placebo no decorrer da pesquisa e que estão devidamente imunizados após a comprovação da eficácia do imunizante pesquisado.

“É mais um marco importante do desenvolvimento da ciência, mostrando a qualidade do desenvolvimento de tecnologia e inovação e a importância disso para o Sistema Único de Saúde no Brasil, algo sendo desenvolvido no Rio Grande do Norte para todo o país e, neste momento, em cooperação com grandes instituições, em âmbito nacional e internacional, para o desenvolvimento de imunizantes”, finalizou o diretor do LAIS. 

“Mãe” da Computação

A plataforma ADA foi desenvolvida pelo LAIS e faz uma homenagem à Augusta Ada Byron, também conhecida como a condessa Ada Lovelace, considerada a mãe da computação por ter sido a primeira pessoa a realizar a programação computacional na história. 

Ainda muito nova,  Ada Lovelace ficou amiga e trabalhou com o cientista Charles Babbage, participando de seu projeto sobre a Máquina Analítica — evolução da Máquina Diferencial (que foi criada para executar e imprimir cálculos matemáticos). Entre 1842 e 1843, ela traduziu um artigo italiano sobre o motor e complementou o estudo com um conjunto de observações de sua autoria. Essas notas continham um algoritmo criado para ser processado por máquinas, sendo considerado o primeiro programa de computador já criado. 

Além disso, Ada desenvolveu uma visão sobre a capacidade dos computadores conseguirem realizar muito mais além de meros cálculos, em uma época em que todos os matemáticos estavam focados nesse tipo de ação. 

As notas de Lovelace a respeito da máquina analítica de Babbage foram republicadas em 1953, quase 100 anos após sua morte. Essa máquina foi reconhecida como o primeiro modelo de computador já construído, e as notas da matemática ficaram marcadas como a primeira descrição de um computador e de um software.

RNDS

A Rede Nacional de Dados em Saúde (RNDS) é uma plataforma nacional de integração de dados em saúde e é um projeto estruturante do Conecte SUS, programa do governo federal para a transformação digital da saúde no Brasil.  O Web Service da RNDS foi desenvolvido para permitir que os Laboratórios de Análises Clínicas compartilhem os resultados de exames de detecção da covid-19 para a RNDS, disponibilizando resultados confiáveis para quem precisa no momento em que precisa. A API tem como principais usuários os Laboratórios de Análises Clínicas públicos e privados.

7

Nov

Especialista orienta empresas sobre exigência de vacinação

Portaria assinada pelo ministro do Trabalho e Previdência, Onyx Lorenzoni, proíbe as empresas de exigirem comprovante de vacinação nas contratações e de demitir por justa causa quem não comprovar a imunização contra a covid. Na avaliação do advogado especialista em Direito do Trabalho Empresarial Fernando Kede, a portaria causa insegurança às empresas, que podem ser juridicamente implicadas caso a desobedeçam, apesar de estarem seguindo a orientação do Ministério Público do Trabalho (MPT) de exigir o comprovante. “Apesar de haver uma recomendação do Ministério Público do Trabalho (MPT), não há entendimento do Tribunal Superior do Trabalho (TST) sobre o assunto e os fiscais do Ministério do Trabalho podem aplicar as sanções previstas na portaria. Enquanto não se resolve juridicamente o imbróglio causado pela portaria, as empresas estão expostas a risco e devem ser cautelosas”, afirma Kede.

Segundo o especialista, a portaria é inconstitucional porque não cabe ao Ministério legislar sobre o assunto. “Mas, mesmo assim, as empresas devem buscar direção jurídica para tomar as medidas necessárias, pois é obrigação delas promover o controle e mitigação da transmissão da covid”, afirma.

Kede explica que decisões recentes da Justiça do Trabalho e o MPT orientam que empregadores podem demitir por justa causa quem recusar a vacinação, para garantir a saúde de todos os colaboradores e o controle da pandemia. “O TST deve decidir em breve sobre a questão. No entanto, desde a última sexta-feira o tribunal passou a exigir comprovante de vacinação de seus servidores. Isso é um indicativo de como ele deve agir”, conta.

Kede explica que, segundo a Constituição, o Ministério do Trabalho não pode legislar sobre o Direito do Trabalho, apenas regulamentar as leis já existentes. No caso da exigência do comprovante, não há uma lei específica. “A depender do caso concreto e apesar do que diz a portaria, a empresa poderá sim aplicar a justa causa a trabalhador que se recusar a comprovar estar imunizado, conforme orientação do MPT”, afirma.

7

Nov

Representatividade: Conheça 10 histórias de sucesso protagonizadas por empreendedores negros

Segundo dados da pesquisa Racismo no Brasil, do Instituto Locomotiva, o país conta com 119 milhões de pessoas que se declaram pardas ou pretas, o que representa 56% da população. Mas, mesmo sendo a maioria, a ausência de representatividade destas pessoas no empreendedorismo ainda escancara o abismo social que existe. A falta de outras pessoas negras nos ambientes que frequenta cotidianamente é algo que desperta a atenção do empreendedor  Rogério Gonçalves. "Fico incomodado pelo fato de quase sempre ser o único ou às vezes a minoria em determinados locais. Isso ocorreu na minha trajetória acadêmica e nos voos em viagens internacionais, por exemplo”, conta. No entanto, Rogério destaca que empresários negros tem a chance de dar oportunidade para outros negros, contribuindo assim para que eles nunca mais se sitam sozinhos. Para se inspirar no Dia da Consciência Negra, 20 de novembro, selecionamos as histórias de 10 empreendedores de sucesso.

Ter o próprio negócio sempre foi o sonho do administrador de empresas e professor Rogério  Gonçalves. A conquista, para ele, aconteceu no começo de 2020, quando se tornou franqueado da Park Education, rede de educação bilíngue, criatividade e soft skills. “Gosto de desafios e entendo que por meio da minha empresa posso transformar a vida das pessoas. A certeza que eu já havia acumulado experiência necessária, tanto com gestão de negócios como no segmento educacional também foi determinante para empreender”, revela.
O médico de origem cubana Gabriel Gonzalez Moret  chegou ao Brasil em 2016 para trabalhar no programa do governo federal Mais Médicos. No entanto, após o rompimento da parceria entre Brasil e Cuba em 2018, precisou achar seu sustento em outras atividades. Trabalhou em funções como repositor e segurança, cargo este que exerceu até o ano passado, quando o congresso aprovou uma lei que permitiu que pudesse voltar a exercer sua profissão. Diante disso, o médico viu no franchising a chance de empreender. Tornou-se franqueado da Emagrecentro, uma das maiores redes de emagrecimento e estética do país, e conta com uma unidade localizada em Nova Iguaçu, no Rio de Janeiro.
Outra história inspiradora é a do Leandro Souza, filho de porteiro e doméstica, nascido no subúrbio do Rio de Janeiro. Em sua trajetória, trabalhou de entregador de pizza, segurança de boate até manobrista, para, em 2011, apostar numa das maiores paixões do brasileiro: um negócio focado em espetinhos, transformando a experiência por meio de um ambiente de bar agradável e harmônico. O resultado disso é que o Espetto Carioca, 10 anos depois, fechou 2020 com um faturamento de R$ 43 milhões e até o final deste ano a expectativa é faturar R$ 100 milhões.
Karla Capozzoli se formou em Engenharia Mecânica e atuou por alguns anos na área de melhorias de processos. Foi então que começou a estudar sobre investimentos e independência financeira com o marido, despertando assim ainda mais o interesse por empreender. Foi então que decidiram juntos adquirir uma franquia da  PremiaPão. O investimento inicial baixo e a área da atuação com foco em vendas foram fatores determinantes para a escolha e desde 2019 Karla se dedica totalmente ao negócio.
De funcionária a empreendedora, Gabriela Voltarelli Martins era considerada ‘prata da casa’, além de ser uma excelente colaboradora do diretor de marketing e co-fundador da Casa de Bolos, Rafael Ramos. Ela conta que começou na rede untando formas, depois foi confeiteira até ser promovida a gerente da loja. Em 2018, Gabriela resolveu empreender e, claro, escolheu a rede que a apoiou e incentivou. Hoje ela é franqueada de uma unidade em Cravinhos, interior de São Paulo.
Antes mesmo de ingressar na faculdade, com 17 anos, o empresário Eduardo Oliveira já desbravava o mundo dos negócios. Após diversas experiências no ramo de advocacia, vestuário e alimentação, conheceu seus sócios Daniel Bittencourt e Arianne Bastos e juntos, em agosto de 2019, criaram o Mané, rede que tem como objetivo proporcionar aos clientes experiências gastronômicas únicas por meio de um ambiente despojado, gourmet e sofisticado, mas sem perder a cultura raíz de boteco. Só no ano passado, faturaram R$ 10 milhões e em três anos pretendem chegar a 80 unidades.
A enfermeira Mauricéa de Sant Anna sempre teve o sonho de ser médica. De origem humilde, começou a trabalhar aos 14 anos e, com incentivo familiar, conseguiu ingressar em uma universidade federal e concluir o curso de enfermagem, o que lhe permitiu entrar na área da saúde. Mesmo realizada profissionalmente, sentia que faltava algo e foi quando surgiu a ideia de empreender. A indicação do segmento que poderia investir veio através da amiga e sócia, Elisabete. Como Mauricéa sempre teve a vida ligada ao idoso, a avó com 103 anos, pai com 93 e a mãe com 83, as amigas resolveram, juntas, abrir uma franquia da Home Angels, uma rede especializada em cuidados com idosos.
Formado em Educação Física, Filipe Mendes dos Santos, de 32 anos, adentrou no empreendedorismo em 2016, quando abriu uma empresa de bartenders por enxergar nesta modalidade uma oportunidade de evoluir profissionalmente e como pessoa. Com o intuito de ampliar os negócios, este ano decidiu ser um licenciado da Take and Go, rede de vending machine inteligentes que instala cervejeiras em áreas residenciais e comerciais. Mendes revela que optou pelo licenciamento por vivenciar e acreditar em todo o potencial do mercado de bebidas e pretende adquirir outras licenças da marca e ampliar a atuação em São Paulo.
Quando ficou órfão de pai aos 11 anos, Márcio Flávio começou a trabalhar para ajudar a mãe e os seis irmãos. Casou aos 21 e aos 39 conseguiu cursar faculdade. Durante 28 anos trabalhou como gerente regional de uma loja de departamentos e, ao se aposentar, resolveu empreender, já que isso era um sonho antigo. Adquiriu sua primeira unidade da Anjos Colchões & Sofás, rede especializada em estofados e colchões. Alegre, Márcio acredita que o empreendedorismo abre a mente e permite começar e recomeçar do zero.
Paulo Elias foi criado em uma comunidade do Rio de Janeiro com muita dificuldade e pouca estrutura, mas isso não impediu de seguir seus sonhos e estudar. Trabalhou em muitos empregos, fez carreira em uma das maiores redes de eletrodomésticos e móveis do país, terminou a faculdade e dois MBAs. Em maio deste ano conheceu a Sofá Novo de Novo, rede especializada em higienização e impermeabilização de estofados, e abriu sua primeira franquia. Apesar de bem sucedido, Paulo ainda acredita que há um gap que precisa ser reduzido de forma efetiva, já que sente que parte da sociedade não se sente confortável em ver um negro em posições como a dele.

 

6

Nov

'Efeito Fórum Negócios': dois dias que vão impactar um ano de vendas em qualquer empresa


Em momento de retomada da economia, todo empreendedor precisa de muita resiliência e estar pronto para enfrentar o que está por vir no pós-pandemia. O Fórum Negócios Experience chega a sua sexta edição prometendo ser o ponto de virada. Em dois dias de imersão, entregando conteúdos e ferramentas de alta qualidade, o empreendedor será submetido ao 'Efeito Fórum Negócios', que vai impactar diretamente no caixa da empresa.   

Ainda restam poucas inscrições, que podem ser feitas pelo site do evento: www.forumnegocios.com.br. O 'Rock in Rio' do empreendedorismo será realizado nos dias 10 e 11 de novembro, no Teatro Riachuelo, começando às 14h30 e seguindo até às 22h. Depois de uma experiência virtual, em 2020, o evento volta a ser presencial. 

O formato, já conhecido do público, não mudou em relação aos anos anteriores, quando foi realizado na Arena das Dunas. São 16 palestrantes se revezando no palco, nos dois dias de evento, entre palestras e bate-papos com o CEO do Fórum Negócios, o jornalista Jean Valério. Vale ressaltar que o evento já foi realizado uma vez no Teatro Riachuelo, em 2017. 

"O Fórum Negócios transforma vidas e negócios através de uma experiência imersiva, com conteúdo inovador, ferramentas e trilhas de conhecimentos sobre os sete pilares que formam a base de todo empreendedor de sucesso", destaca o jornalista Jean Valério, idealizador e CEO do Fórum Negócios, referindo-se os sete pilares batizado por ele de “O Novo Poder”, que deve dar vida ao 'Clube Fórum Negócios': Vendas, Marketing, Gestão, Investimentos, Networking, Inteligência Emocional e Posicionamento.

Vão estar no palco do Teatro Riachuelo, entregando um conteúdo rico e transformador este ano: Carol Paiffer, Thiago Nigro, Bráulio Bessa, João Kepler, Ricardo Belino, Ester Jablonski, Ben Zruel, Marcelo Baratella, Leila Navarro, João Cristofoloni, Marcos Scaldelai, Daniel Castanho, Luiz Candreva, Samuel Bortolin e Davi Braga.

O Fórum Negócios Experience 2021 tem o patrocínio de: Água Santa Maria, Allian Engenharia, Aram imirá, Assembleia, BWA, Cabo Telecom, CDL, Cervejaria Raffe, Clínica Harmony Harris, Decidi Casar, DNA Center, Ecomax, Emprotur, FAERN, FIERN, Grupo Irmãos Vila, Grupo Gentil, JMT, LocaInfo, M Copos, Midas Mídia, Oculare, Pizza Hut, Potigás, Prefeitura do Natal, Prontoclinica Paulo Gurgel, Rota Mídia, SEBRAE, SENAC, SEC, Seu Boné, Unicred, Unimed, UNP, Terra Terra e 3 Corações. Intertv Cabugi, Câmara Municipal de Natal, MB Empreendimentos, Riachuelo, Governo do Estado do Rio Grande do Norte, Beneficies, Odont, Sinapro, Escola da Assembleia, TV Ponta Negra, Band Natal, Grupo Gentil Negócios, Sinapro. 

Networking e 50 milhões de reais em negócios gerados

Em cinco edições já passaram pelo palco do Fórum Negócios mais de 50 palestrantes de renome nacional e internacional, entre eles Ricardo Amorim, Augusto Cury, Thiago Nigro, Geraldo Rufino, Camila Farani, Rick Chester, Martha Gabriel, Conrado Adolpho, Alfredo Soares, Caito Maia, Carol Paiffer, Guilherme Benchimol, Luciano Huck, Paulo Vieira, Henrique Meirelles, Luiza Helena Trajano. Foram mais de 150 horas de conteúdo, mais de 50 milhões em negócios gerados e mais de 20 mil empreendedores impactados

O Fórum Negócios volta ao Teatro Riachuelo ainda mais robusto, depois de dois anos sendo realizado na Arena das Dunas. A 2ª edição, em 2017, foi a única edição realizada no Teatro Riachuelo até agora. Nesta edição de 2021 (a sexta), o evento vai apresentar uma curadoria certeira de conteúdo, com mentores de alto nível, e promete gerar oportunidades para quem deseja conquistar resultados extraordinários. 

"O que determina o seu sucesso não é a sua condição, mas sim a sua decisão de participar desta experiência incrível. Costumo dizer que é a ponte para o futuro", disse Jean, um entusiasta do evento, que tem como sócios André de Paula e Jeanny Damas.

Quem está por trás do Fórum Negócios?

Jean Valério: Empreendedor, Presidente do LIDE RN - Grupo de Líderes Empresariais, Mentor de Marketing e Negócios, Jornalista na InterTV e Novo Notícias, Sócio-fundador do Grupo Acarta Comunicação, Sócio no Fala Síndico Brasil, Investidor de startups (+10).

4

Nov

Sebrae lança Prêmio Prefeito Empreendedor para gestores municipais do RN

O Sebrae do Rio Grande do Norte lançou nesta quinta-feira (4) a décima primeira edição do Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor Governador Cortez Pereira, no auditório da instituição em Natal. O prêmio, lançado em parceria com a Federação dos Municípios do RN (FEMURN) e a Assembleia Legislativa do Estado, tem como objetivo reconhecer e divulgar gestores que tenham elaborado projetos e implementado ações, com resultados comprovados de influência para o surgimento, desenvolvimento e competitividade dos pequenos negócios em seus municípios. 

As inscrições para a etapa estadual Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor Governador Cortez Pereira estão abertas até o dia 04 de fevereiro de 2022 no site https://www.prefeitoempreendedor.sebrae.com.br/. Cada município pode inscrever até dois projetos de categorias diferentes.

Ao todo são oito categorias:  Desburocratização; Sala do Empreendedor; Compras Governamentais; Empreendedorismo na Escola; Governança Regional e Cooperação Intermunicipal; Inovação e Sustentabilidade; Marketing Territorial e Setores Econômicos e Cidade Empreendedora na Pandemia. O evento de lançamento contou com a apresentação do empreendedor de economia criativa, Rian Razzani, um norte-rio-grandense de Extremoz que deixou a profissão de enfermeiro para se tornar mágico e arrancou aplausos da plateia, que teve 15 prefeitos e 33 representantes de prefeituras municipais.

O diretor superintendente do Sebrae-RN, José Ferreira de Melo Neto, destaca que o prêmio estimula, reconhece e dá visibilidade às ações de prefeituras que apresentam resultados que impactam na modernização da gestão pública e no fomento ao segmento de pequenos negócios. “Os municípios que aderem ao prêmio e apoiam ações de empreendedorismo geram mais empregos e renda. Os vencedores desse prêmio comprovam isso, ao longo desses 20 anos do prêmio. A grande maioria dos empregos são gerados em empresas com menos de 10 empregados. Daí a importância de apoiarmos o empreendedorismo e os pequenos negócios”, afirma Melo.

O vice-presidente do Conselho Deliberativo do Sebrae-RN, Itamar Manso Maciel, lembra que o tema central do prêmio na décima primeira edição é “O desenvolvimento nasce e cresce no seu município” e que se reveste de um papel importante de trazer o reconhecimento de iniciativas empreendedoras dos gestores públicos municipais, à exemplo do ex-governador Cortez Pereira, que dá nome ao prêmio em nível estadual, que foi um grande gestor e empreendedor em prol do desenvolvimento do estado do RN.

“A economia dos 167 municípios é movida por pequenos negócios. É fundamental entender que prefeitos e prefeitas têm um papel muito importante no fomento a esses negócios e no desenvolvimento local”, defende Itamar, lembrando que o RN já conquistou nacionalmente o Prêmio Prefeito Empreendedor, através dos municípios de Messias Targino (6ª edição) e Sítio Novo (9ª edição).

O deputado estadual Hermano Morais, que representou a Assembleia Legislativa do Estado, reconheceu a relevância do prêmio e lembrou as parcerias do Legislativo estadual com o Sebrae e o setor produtivo para aprovar projetos importantes como a Lei do Queijo, do Mel e da Economia Criativa, especialmente a Lei Geral da Micro e Pequena Empresa do Rio Grande do Norte. “Os prefeitos têm, através de bons projetos, a oportunidade de impulsionar o desenvolvimento, refletindo na qualidade de vida da população e contribuindo para a valorização das pequenas e microempresas. Diante de uma economia combalida pela seca e pela pandemia, os gestores têm grandes desafios pela frente. É preciso muito trabalho e criatividade”, enfatiza o deputado, destacando a imagem do ex-governador Cortez Pereira, que deixou sua marca em vários segmentos da economia nacional.

Presidente da Frente Parlamentar de Apoio às Micros e Pequenas Empresas do Rio Grande do Norte, o deputado estadual, Kleber Rodrigues, declarou que a iniciativa do Sebrae, ao manter o Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor, é bastante louvável, sobretudo porque reconhece as grandes iniciativas e dá publicidade, compartilhando com outros gestores grandes ideias.” E por falar em empreendedor, o próprio prêmio já traz o nome de um grande gestor, que foi o ex-governador Cortez Pereira. Um homem visionário e, sem dúvida, inspirador para os administradores do tempo presente”, reconheceu Kleber.

O presidente da Federação dos Municípios do Estado do Rio Grande do Norte – FEMURN, Anteomar Pereira (Babá), também prefeito de São Tomé, destacou o apoio do Sebrae aos municípios norte-rio-grandenses com projetos como o Cidade Empreendedora. “O estímulo ao empreendedorismo é fundamental para diminuir a pressão por emprego nos municípios. E o Sebrae tem tido um papel muito importante nas parcerias com a Femurn. Esse prêmio é um grande incentivo para os municípios apresentarem projetos inovadores e competitivos que possam beneficiar toda a comunidade”,  afirma Anteomar .

O evento contou com a participação dos dirigentes do Sebrae-RN, José Ferreira de Melo Neto (superintendente), João Hélio Cavalcanti (diretor técnico) e Marcelo Toscano (de Operações), o vice-presidente do Conselho Deliberativo do Sebrae, Itamar Manso Maciel, do deputado estadual Hermano Morais, representando a Assembleia Legislativa do Estado, do Presidente da Frente Parlamentar de Apoio às Micros e Pequenas Empresas do Rio Grande do Norte, deputado estadual, Kleber Rodrigues, do presidente da Federação dos Municípios do Estado do Rio Grande do Norte – FEMURN, Anteomar Pereira (Babá), também prefeito de São Tomé.

O prêmio, que no Rio Grande do Norte leva o nome do ex-governador Cortez Pereira, destaca o papel do prefeito como protagonista do desenvolvimento municipal, ao criar condições e fomentar parcerias para o aprimoramento do ambiente de negócios e adotar medidas efetivas para o fortalecimento da economia, fomentando a geração de emprego, renda e arrecadação. Esta edição comemora os 50 anos do Sebrae, que serão completados em 2022, ano da entrega da premiação aos ganhadores, e os 20 anos do prêmio criado nacionalmente em 2001.

4

Nov

Caio Fernandes abre Salão Imobiliário no Natal Shopping nesta sexta (5)

Com a retomada da economia, a partir da minimização do cenário de pandemia causado pela Covid-19, o mercado imobiliário volta a dar sinal de aquecimento, com o aumento da procura por aquisição de imóveis. Diante dessa realidade já está confirmada para a esta sexta-feira, dia 05,  a abertura do “Salão Imobiliário da Caio”, idealizado pelo empresário Caio Fernandes, dono de uma das mais conceituadas imobiliárias do estado, que reunirá no Natal Shopping um pool de construtoras, com ofertas de imóveis para o consumidor final, com perfil econômico variado.

Já confirmaram presença no evento construtoras tradicionais como a Constel, Ramalho Moreira, Moura Dubeux, Ecomax, Empreendimento Laura Comfort, Esquadros, Cima, RRA, IBR e Monte Neto. De uma forma geral, o Salão Imobiliário, além da variedade de imóveis, tem como um dos atrativos o fato de que muitos dos produtos vão ser comercializados com valores de metro quadrado praticados antes do advento da pandemia.

O Salão, no entanto, não se limitará a expor apenas apartamentos e casas urbanas, mas também imóveis para segunda residência em Pirangi e Cotovelo, e ainda áreas nobres em destinos turísticos que estão em evidência, como São Miguel do Gostoso e Serra de São Bento, por exemplo.

Caio Fernandes lembra que o momento é propício para os negócios do setor, já que o consumidor ficou, ao longo da pandemia, com suas reservas financeiras alojadas em investimentos pouco rentáveis e que agora têm a oportunidade de se capitalizar através da aquisição de imóveis. Para Caio, a compra de imóveis é a forma mais segura de assegurar rentabilidade de capital em curto espaço de tempo.

Um detalhe que chama atenção no planejamento do Salão Imobiliário é  o mix de produtos, que envolve imóveis de dois quartos até os que são considerados de alto padrão.

Os frequentadores do Salão vão poder ver as opções de imóveis através dos corredores do shopping, por onde serão montados os estantes das empresas participantes, que também devem oferecer ao comprador financiamento direto ou através de bancos da preferência de cada cliente.

2

Nov

Sebrae e Mercado Livre lançam programa gratuito para capacitação e digitalização de empreendedores

A partir deste mês, micro e pequenas empresas de todo o Brasil poderão participar do programa gratuito Se Joga no Online. A iniciativa é uma parceria do Mercado Livre com o Sebrae nacional para capacitar empreendedores, com o objetivo de auxiliar o seu ingresso no comércio digital. As inscrições já estão abertas e podem ser feitas diretamente no site do projeto.

O programa apresenta conteúdos de aprendizagem exclusivos relacionados a marketplace, estratégias de finanças e precificação, cálculo de margem de lucro, atendimento ao cliente, reputação digital, logística, tributação, crédito, meios de pagamento, gestão de indicadores, organização de estoque, dentre outros. Dentre os demais diferenciais deste curso gratuito estão os benefícios especiais do Mercado Livre que estarão disponíveis a todos os empreendedores ao final do projeto.

Ao todo, são três tipos de incentivos que vão desde acompanhamento, até bônus para impulsionamento de anúncios:

Vende Mais: programa de acompanhamento semanal, totalmente remoto, onde especialistas auxiliam os novos vendedores no seu processo de entrada e desenvolvimentos para realizarem suas primeiras vendas;
 

Mercado Ads: R$ 200,00 de bônus para Product Ads, ferramenta de marketing de performance para publicidade dentro da plataforma, permitindo ao vendedor impulsionar seus anúncios e maximizar vendas com posições relevantes dentro dos resultados de busca e nas páginas de produtos;
 

Campanha Compre do Pequeno: inclusão dos produtos do empreendedor na campanha que será impulsionada, até o dia 31 de outubro, na home do Mercado Livre, gerando alta exposição dos vendedores.

Para acessar os benefícios, os empreendedores precisarão atender a alguns pré-requisitos gerais, além do certificado de conclusão do curso, como: ser um empreendedor CNPJ, MEI ou MPE, devidamente regularizado, ter uma conta no Mercado Livre e autorizar o compartilhamento de contato com o Sebrae nacional no portal de inscrição do programa. Para usufruir do Mercado Ads, há alguns requisitos específicos que serão detalhados durante o curso. Para pessoas físicas, que também podem participar do programa, o Sebrae fará o acompanhamento para formalização e posterior acesso aos benefícios da plataforma.

“Este é mais um projeto extremamente importante para fortalecer nosso propósito de democratizar o comércio no país, oferecendo conhecimento e as ferramentas necessárias para que micro e pequenos negócios possam ingressar no e-commerce, aumentando sua renda e a capacidade para competir com os grandes”, destaca Julia Rueff, diretora sênior de Marketplace do Mercado Livre no Brasil. “Expandimos nossa parceria com o Sebrae, oferecendo a empreendedores de todas as regiões benefícios que fazem a diferença neste momento”, completa Julia.

Para o analista da Unidade de Competitividade do Sebrae, Ivan Tonet, 30% dos pequenos negócios ainda são analógicos e, por isso, iniciativas como essa são muito importantes para estimular esse público a lidar com esses novos canais de vendas. “Na visão do Sebrae, a inclusão digital dos pequenos negócios é essencial para aumentar a competitividade. Além disso, boa parte das micro e pequenas empresas, que já se digitalizaram, depende das vendas on-line para manter o faturamento, ou seja, capacitações como essa preparam melhor os empreendedores para o mercado eletrônico”, destaca Tonet.

Para mais informações e inscrição no curso ‘Se Joga no Online’, acesse aqui. As inscrições são gratuitas e não têm prazo de encerramento.

2

Nov

Só 8% das empresas faz uso total de indicadores de RH, aponta pesquisa

Com o passar dos anos, está cada vez mais evidente que a área de Recursos Humanos deve ser estratégica como todas que participam de tomadas de decisões nas empresas. Somente com o uso de ferramentas como softwares inteligentes, people analytics, acompanhamento de dados em tempo real e automatização de processos, o RH é capaz de seguir lado a lado com as tendências, exigências e velocidade acelerada do mercado atual. 

Na pesquisa HR Innovation, realizada pela catarinense Ahgora, foi possível constatar que há um longo caminho para que o RH avance no uso da tecnologia: 42% das respondentes ainda fazem um uso regular das ferramentas para a gestão de colaboradores. A pesquisa contou com respostas de mais de 300 empresas de todas as regiões do Brasil.

O estudo também mostrou que 8% das participantes avaliam todos os indicadores de RH em sua rotina, enquanto 38% levam em conta apenas o básico. Entre os principais indicadores apontados por eles, estão a avaliação de desempenho, índice de turnover e clima organizacional. Indicadores de frequência, absenteísmo, e produtividade, no entanto, não aparecem no topo dos parâmetros considerados pela área de RH, apesar de fornecerem alertas importantes para o setor.

“A análise de dados e indicadores de RH é indispensável para que a área seja assertiva nos momentos de tomada de decisão. Seguir essas informações com regularidade ajuda a identificar gargalos, pensar em novas ações, tomar as decisões corretas e evitar erros”, afirma Juliana Bittencourt, Gerente de Recursos Humanos da Ahgora. 

É possível perceber que softwares e outras ferramentas apoiam e desburocratizam cada vez mais o trabalho da área. Ao serem questionados, 70% dos entrevistados apontaram a solução de folha de pagamento como a principal facilitadora no dia a dia da função, seguida do recrutamento e seleção e controle de ponto. Com o acesso e uso estratégico dos dados, o RH usa a tecnologia a seu favor e garante mais tempo para dedicar-se ao que é crucial: os colaboradores