Comunicação

9

Dez

Inscrições para o Concurso Internacional de Canto Linus Lerner – Edição Brasil encerram nesta sexta-feira

Concurso Internacional de Canto Linus Lerner, em parceria com a Orquestra Sinfônica do Rio Grande do Norte – OSRN, através do projeto Movimento Sinfônico 2021, promove a Edição Brasil e segue com inscrições até esta sexta-feira (10), às 18h pelo site www.osrn.com.br. Realizado integralmente em meio virtual, o anúncio do resultado acontece no dia 23 de dezembro nas redes sociais da OSRN (@rnsinfonica).

Criado para apoiar e incentivar talentos brasileiros, entre 18 a 35 anos, nascidos ou naturalizados no Brasil, residentes ou não no país, os prêmios se dividem nas categorias: Juri OficialMenção HonrosaIncentivo ArtísticoRevelação Juvenil e Voto Popular. No total, são 26,5 mil reais distribuídos entre 14 prêmios aos vencedores das categorias em destaque.

O evento ocorre pela segunda vez no país e tem enorme contribuição para a ópera nacional. A Edição Brasil é um desdobramento do 6º Concurso Internacional de Canto Linus Lerner realizado pelo Festival de Ópera de Sín Limites (México) em parceria com Southern Arizona Symphony Orchestra (SASO). As edições anteriores do concurso receberam mais de 630 inscrições oriundas de 24 países e premiou cantoras e cantores que lograram carreiras internacionais.

O maestro, Linus Lerner, é um incentivador da ópera e efetua há anos um trabalho em prol do desenvolvimento de cantoras e cantores líricos em países distintos, principalmente no México, por meio do concurso de canto e programas de classes e masterclasses. Por essa trajetória, o concurso recebe o nome Linus Lerner, que também garante a participação ativa de diversos patrocinadores advindos, na maioria, da SASO e de artistas de vários países que creditam expectativas positivas na capacidade filantrópica e no seu desempenho como maestro e diretor artístico.

A Comissão Avaliadora é formada por profissionais da área, como cantores e pianistas com carreiras internacionais reconhecidas, críticos, diretores de cena, diretores de revistas especializadas e empresários artísticos da Alemanha, Argentina, Brasil, Colômbia, Espanha, Estados Unidos, Itália, México, Panamá e Uruguai.

A Edição Brasil conta com o apoio financeiro da SASO, contribuições de profissionais e instituições da área artística mundial e do projeto Movimento Sinfônico da OSRN – esse, realizado através da Lei Câmara Cascudo com patrocínio do Governo do Estado do Rio Grande do Norte, Instituto Neoenergia e Cosern, e da Lei Djalma Maranhão com patrocínio da Prefeitura do Natal e Unimed Natal.

8

Dez

Podcasts ampliam opções de conteúdo das rádios

Por Meio & Mensagem

Utilizar o áudio como alternativa de consumo de conteúdo fez com que o consumo de podcasts crescesse no País. Uma pesquisa da Globo realizada junto ao Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (Ibope) entre setembro de 2020 e fevereiro de 2021, mostrou que mais da metade dos brasileiros (57%) passaram a ouvir programas do tipo no ano passado. Ao todo, foram ouvidas mais de mil pessoas na pesquisa.

Além da produção independente de podcasts, grandes nomes do mercado de rádios tem investido no formato, tais como CBN, Band FM e a Jovem Pan. 

“Durante a última década e meia, o que vimos e ajudamos a conduzir é um renascimento do áudio. O streaming mudou fundamentalmente o ecossistema do áudio com a redução das barreiras de entrada e a democratização do acesso ao áudio para ouvintes em todo o mundo”, afirma Javier Piñol, diretor do Spotify Studios na América Latina e US Latin.

O executivo afirma que a plataforma considera os podcasts um formato definitivo de áudio com uma experiência completamente diferente em que o usuário tem acesso a uma combinação única de conteúdo e inovação. 

Uma das diferenças mais notórias se encontra no modelo de consumo e transmissão. Se o usuário antes precisava sintonizar em um aparelho a sua rádio preferida, em um horário específico, o streaming chegou para modificar este hábito. O programa Os Pingos nos Is, por exemplo, que aborda temáticas políticas em formato de bate-papo, conta com as edições também na plataforma do Spotify. Além disso, a rádio também faz a transmissão online da sua programação no YouTube — com duração que, por vezes, passa de duas horas. E este não é o único investimento do tipo.  As principais notícias do dia são divididas em duas edições no Jovem Pan Top News, com pequenas doses de conteúdo, que variam de três a cinco minutos. 

Segundo Bruno Telloli, gerente de cultura e tendências no YouTube Brasil, a leveza com a qual o formato é construído atrai os usuários da plataforma. “O podcast traz proximidade com o usuário, principalmente os que são ao vivo, porque tem a interação em tempo real com os espectadores e com os ouvintes. […] Ao mesmo tempo em que você transforma uma entrevista em bate papo, o conteúdo fica mais leve”, comenta, sob o adendo de que muitos podcasts também acabaram transmitindo gravações online. “Dentro do YouTube eram muitas, de fato, as matérias jornalísticas sobre acontecimentos, e os veículos sacaram que esses formatos de discussão chamam a atenção”, acrescenta o gerente. 

Proximidade e acesso

O formato é uma das apostas da CBN. O podcast CBN Entrevista reproduz nas plataformas de streaming de áudio as principais entrevistas que foram ao ar na grade da rádio. Se, antes, a notícia em áudio era consumida durante trajetos de carro, agora rádios investem no formato para levar jornalismo aos ouvintes. “Quando você tem um podcast voltado para o jornalismo, também é um conteúdo interessante, principalmente porque as pessoas estavam tentando entender a situação do mundo, do Brasil como um todo, e os veículos começaram a se adaptar”, aponta Bruno sobre a tendência de aumento de consumo que ocorreu durante o período da pandemia.

Entre os motivos que provaram a ascensão do podcast de jornalismo está a facilidade de acesso. “Podcast se encaixa em qualquer momento do dia das pessoas e isso facilita o acesso a todo tipo de informação e conteúdo, incluindo o jornalismo”, diz Javier. “O formato contribui para o jornalismo com características que o fazem único: o tom íntimo, que aproxima o jornalista do consumidor de notícias, somado a uma certa informalidade que, quando acrescentada sem perder o rigor da apuração jornalística, atrai novas audiências que não necessariamente consumiam notícias em seu dia a dia”. 

O diretor do Spotify Studios entende, ainda, que a variedade de estilos dentro da podosfera é outro ponto que colabora para ressignificar o consumo de áudio.

Para além do jornalismo, as rádios também apostam em seus conteúdos diversificados para se inserir nas plataformas. A Band FM, por exemplo, levou para o on demand seu programa que está no ar há mais de 30 anos, A Hora do Ronco. 

“São os players cada vez mais, de fato, apostando em divulgar podcasts, pois os usuários começaram a perceber que tem podcasts de diferentes temas, assuntos”, indica Bruno. “Se você curte cinema, esporte, fofoca, publicidade, tem um podcast pra você. Então, acho que é um trabalho bastante também dos lados dos criadores que vem ajudando a desmistificar algo que era só um nicho”, finaliza. 

Meio & Mensagem, disponível em: https://www.meioemensagem.com.br/home/midia/2021/12/08/podcasts-ampliam-opcoes-de-conteudo-das-radios.html

8

Dez

Governo federal cria estratégia de 10 anos para propriedades intelectuais

O governo federal publicará, na próxima edição do Diário Oficial da União (DOU), decreto que cria a Estratégia Nacional de Propriedade Intelectual (Enpi) para o período entre 2021 a 2030.

Segundo nota publicada pela Secretaria Geral da Presidência da República, o instrumento visa orientar inciativas que “contribuam para a competitividade e desenvolvimento econômico e social do país”.

“A Estratégia servirá como importante instrumento para se viabilizar a coordenação e integração de políticas do Governo Federal na área de propriedade intelectual, respeitadas as competências de cada Ministério e Órgão de execução das políticas de Propriedade Intelectual”, informa o documento.

O decreto, assinado pelo presidente Jair Bolsonaro, define sete eixos estratégicos que deverão ser executadas durante os 10 anos de vigência da Enpi. São eles:

Propriedade Intelectual para a Competitividade e o Desenvolvimento
Disseminação, Formação e Capacitação em Propriedade Intelectual
Governança e Fortalecimento Institucional
Modernização dos Marcos Legais e Infralegais
Observância e Segurança Jurídica
Inteligência e Visão de Futuro
Inserção do Brasil no Sistema Global de Propriedade Intelectual

 

O documento também institui uma lista de 210 ações que serão viabilizadas, além da criação de indicadores e metas de monitoramento dos processos de propriedade intelectual no Brasil.

O processo de elaboração da Enpi incluiu análises de experiências de outros países e oficinas realizadas no início do ano em São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília. Houve também um período de consulta pública. O Ministério da Economia recebeu contribuições, por meio de formulário online, emntre agosto e setembro.

Agência Brasil

8

Dez

“Detran Expresso” chega a São Miguel nesta sexta-feira

O município de São Miguel, no Alto Oeste potiguar, recebe na próxima sexta-feira (10) a segunda edição do “Detran Expresso”, projeto que leva diversos serviços do órgão de trânsito a uma cidade do Rio Grande do Norte. A segunda edição será realizada das 7h às 13h em dois pontos do Centro da cidade: no Detran de São Miguel, que fica por trás da Igreja Matriz na rua 13 de maio, e também terá uma programação na rua doutor José Torquato.

O Departamento Estadual de Trânsito do RN (Detran) reúne as Coordenadorias Médica e Psicológica, de Registro de Condutores e uma equipe da Lei Seca para levar serviços do órgão e tirar as principais dúvidas da população. Segundo Jonas Godeiro, coordenador de Registro de Condutores do Detran, a realização desta edição conta com apoio de servidores do Detran de São Miguel e Natal e a participação de uma equipe da Lei Seca.

Durante o “Detran Expresso”, serão realizados exames médicos e psicológicos referentes à Carteira Nacional de Habilitação (CNH) e serviços diversos como abertura de processo para Permissão Internacional para Dirigir e para Primeira Habilitação (CNH), renovação, segunda via, inclusão de atividade remunerada, mudança de categoria, de endereço, alteração de dados da CNH, e emissão de Certidão Negativa de Prontuário.

Uma estrutura com tendas será montada na Rua doutor José Torquato - Centro, em frente ao Banco do Brasil, para a equipe da Lei Seca fazer uma Blitz educativa com demonstração de equipamentos de Etilômetros e levar informações sobre a legislação de trânsito no que se refere ao combate ao uso do álcool e direção. 

“Com o ‘Detran Expresso’, vamos chegar mais próximos dos usuários, concentrando em um único dia os serviços que vão facilitar a vida das pessoas. Esse projeto quer contemplar o máximo de cidades do RN. Nós, que já estivemos em Parelhas, agora queremos atingir o mesmo sucesso em São Miguel e nas demais cidades por onde o projeto for realizado”, explica o diretor geral do Detran, Jonielson Oliveira.

 

7

Dez

Cabo Telecom é a internet oficial do Carnatal 2021

Neste fim de semana, de 9 a 12, acontece em Natal o maior carnaval fora de época do mundo, segundo o Guinness Book. Comemorando 30 anos de folia, o Carnatal conta com atrações musicais que movimentam a festa, entre elas Claudia Leite, Bell Marques e Daniela Mercury. A Cabo Telecom é a responsável por garantir a transmissão dos momentos de diversão com o fornecimento de conexão de internet banda larga segura e de qualidade. Os foliões que estiverem no camarote também podem aproveitar o sinal de internet e registrar a folia em suas redes sociais.

7

Dez

Seminário “Novo Plano Diretor – Como Natal Pensa” reunirá especialistas para conhecer pesquisa inédita realizada com a população e debater projeto

A opinião do natalense sobre a revisão do Plano Diretor será conhecida na segunda-feira, 13 de dezembro, com a apresentação de uma pesquisa de opinião pública inédita, aplicada entre os moradores da cidade, sobre o projeto que está em tramitação na Câmara Municipal, com votação prevista para o dia 23 de dezembro.  

Os números dessa sondagem, feita pelo Instituto Conectar Pesquisa e Inteligência para a FIERN, serão divulgados pela primeira vez no seminário “Novo Plano Diretor — Como Natal Pensa”, promovido pela Federação das Indústrias do RN e pelo jornal Tribuna do Norte, com abertura às 8h30, pelo presidente da FIERN, Amaro Sales de Araújo, pelo prefeito Álvaro Dias, e pelo presidente da Câmara Municipal, Paulinho Freire, no auditório da Casa da Indústria.  

Logo depois da abertura, Maurício Garcia, diretor da Conectar, fará a apresentação dos resultados da pesquisa. Em seguida haverá um painel para discutir a sondagem, mediado pelo presidente do SINDUSCON, Sílvio Bezerra, tendo como painelistas Ana Adalgisa Dias, presidente do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia; Thiago Mesquita, secretário de Meio Ambiente e Urbanismo; o vereador Aldo Clemente, presidente da Comissão Especial da Câmara do Plano Diretor e o diretor da FIERN Roberto Serquiz, que é presidente da Comissão Temática de Meio Ambiente da FIERN e membro do Conselho Estadual de Meio Ambiente (CONEMA).  

Maurício Garcia explica que, com os dados da pesquisa, será possível saber o nível de conhecimento dos moradores de Natal sobre a proposta de revisão do Plano Diretor e cada um dos principais pontos do projeto. O levantamento também vai revelar a opinião da população sobre as mudanças que estão em discussão e que serão votadas na Câmara. Além dos percentuais que mostrarão a opinião dos moradores da cidade, também haverá os dados segmentados por gênero, faixa etária, renda e região geográfica da cidade.  

Maurício Garcia destaca que com essa pesquisa não só haverá um “termômetro da opinião” dos moradores de Natal sobre o projeto e as modificações em discussão, mas também uma indicação sobre o conhecimento a respeito de “importantes pontos em debate sobre o Plano Diretor”. Ou seja, se houve uma comunicação eficiente e foram assimilados os temas que são relevantes para o desenvolvimento da cidade.  

“Esse é o papel de uma pesquisa de opinião. Revelar o termômetro da opinião pública para que se possa fazer um diagnóstico”, acrescenta Maurício Garcia, que é pesquisador associado da Wapor (World Association for Public Opinion), entidade internacional de profissionais de opinião pública. Maurício atualmente dirige a Conectar, instituto que fundou e que faz trabalhos sobre opinião pública, mídia, mercado e política com foco especial no Nordeste. 

Para o presidente da FIERN, Amaro Sales de Araújo, o Seminário da segunda-feira, dia 13, e a sondagem que vai ser apresentada na ocasião serão em um momento fundamental, uma vez que o projeto do Plano Diretor deve ir ao plenário da Câmara no dia 23, de acordo como o cronograma divulgado pela Mesa Diretora e pela Comissão Especial. “Saberemos o que pensa o natalense sobre o Plano Diretor e como avalia as mudanças propostas, que são tão importantes para a cidade”, disse Amaro Sales.  

Ele afirmou que nas diversas etapa dos debates sobre a elaboração da revisão do Plano, a Federação das Indústrias esteve presente e, agora, nessa fase decisiva “a entidade dará mais uma contribuição para que se tenha um desfecho satisfatório e o Plano passe por essa revisão e, com isso, a cidade tenha uma legislação de uso e ocupação do solo favorável ao desenvolvimento”. 

7

Dez

TRE-RN conquista Selo Prata no Prêmio CNJ de Qualidade

O Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Norte recebeu o Selo Prata no Prêmio CNJ de Qualidade. O TRE-RN alcançou 80,40% de pontuação no cumprimento dos requisitos estabelecidos pelo Conselho Nacional de Justiça. A premiação, que avaliou critérios de governança, produtividade, transparência e tecnologia, foi anunciada durante o 15º Encontro Nacional do Poder Judiciário, realizado nos dias 2 e 3 de dezembro.

"O TRE-RN apresentou avanço nesta edição do prêmio e atendeu requisitos importantíssimos para melhoria da prestação do serviço jurisdicional. O Prêmio CNJ de Qualidade é o reconhecimento de todos os esforços empreendidos pelos servidores e magistrados da Justiça Eleitoral do RN, que buscam incansavelmente o aprimoramento das atividades executadas em prol da excelência da prestação do serviço à população do Rio Grande do Norte", disse o presidente do TRE-RN, desembargador Gilson Barbosa.

Criado em 2019, em substituição ao antigo Selo Justiça em Números (2013), a premiação reformulou os critérios com a inclusão de itens relacionados à produtividade e à melhoria da qualidade de prestação jurisdicional e do tempo que os tribunais levam para julgar os processos relativos aos casos de violência doméstica e familiar contra a mulher e feminicídio. Para cada requisito, é atribuído um valor de pontuação, com itens diferenciados por segmento de Justiça. Desde a criação, o TRE-RN figurou entre os tribunais agraciados com o Prêmio CNJ de Qualidade.

"As regras deste ano, regulamentada pela Portaria CNJ nº 135/2020 incidiram sobre temas inovadores, como Gestão da Memória, Participação Feminina e Flexão de Gênero, além de aspectos relacionados ao Programa Justiça 4.0. A pontuação deste Regional superou o percentual de 2020 (78,14%), demonstrando uma evolução em termos de cumprimento de requisitos, com especial destaque para as estatísticas judiciais disponibilizadas no painel do DataJud", explicou Ruth Hollanda, assessora de Apoio à Governança e Gestão Estratégica da Presidência.

Participam do Prêmio CNJ de Qualidade todos os tribunais, incluindo os superiores, os 27 Tribunais de Justiça (TJs), os cinco Tribunais Regionais Federais (TRFs), os 24 Tribunais Regionais do Trabalho (TRTs), os 27 Tribunais Regionais Eleitorais (TREs) e os três Tribunais de Justiça Militar (TJMs) dos estados.

4

Dez

Mentora oferece dicas para construir metas para o próximo ano

Com a aproximação do final do ano e a chegada de 2022, muitas pessoas já estão se preparando para oficialização de metas e objetivos. Esse período costuma ser cheio da idealização de projetos, que vão desde uma vida mais saudável até conquistas de desenvolvimento profissional.

De qualquer maneira, para conseguir alcançar esses propósitos é essencial ter planejamento. Daniele Costa, mentora e fundadora do portal focado em autoconhecimento chamado Plataforma da Vida, destaca a necessidade de clareza, foco e consciência para conquistar o objetivo desejado, mas não se prender somente aos planos mais simples. “Para os meus mentorados, costumo recomendar que a cada três metas realistas, alcançáveis e que dependem somente deles, insiram uma desafiadora, irracional e quase impossível”, conta.

Ainda assim, a definição de metas pode ser um dos passos mais complicados. Enquanto muitos desejam se dedicar à vida profissional e conseguir uma promoção ou aumento de salário, outros estão focados na vida pessoal, saúde e bem-estar. No entanto, é possível desenhar as metas de acordo com as prioridades.

“Na construção das metas existem algumas perguntas que podem fazer toda a diferença: como você gostaria de se ver daqui dez anos? Se você escolher e desenvolver essas metas sua vida estará melhor ou pior? O que de pior pode acontecer se você não conseguir realizá-las? A partir dessas perguntas é possível definir os propósitos e eventuais frustrações”, explica Daniele.

Além das perguntas, é possível fazer uma análise das áreas da vida que merecem mais atenção. A palestrante recomenda avaliar o âmbito financeiro, emocional, intelectual, profissional, familiar, de lazer e relacionamentos afetivos, pontuando cada uma das áreas de 0 a 10. As áreas que apresentam menor pontuação são as que precisam de mais cuidados naquele momento.

Com os objetivos definidos, a próxima etapa é a organização, a mais importante para desenvolver as ideias que foram inicialmente projetadas. Segundo a mentora, a desorganização muitas vezes faz com que as pessoas direcionem energia para diversos lugares, situações e trabalhos ao mesmo tempo, levando à ausência de foco e gerando sobrecarga nos indivíduos.

Para tornar esse processo mais fácil, ela recomenda que as pessoas passem a priorizar mais as próprias metas, além do uso de mapas mentais. “Criar as famosas ‘gavetinhas’ mentais de prioridades é essencial para tê-las em mente sempre. Ao priorizar a si mesmo, se organiza interna e externamente de forma funcional. Dessa maneira, tudo flui com maior facilidade”, a mentora destaca.

Vale ressaltar que os objetivos pessoais costumam depender unicamente do indivíduo, enquanto os profissionais dependem de outras interações, que devem ser pontos de melhoria dentro do ambiente de trabalho. A ajuda de um bom mentor também pode acrescentar um desenvolvimento mais rápido nesses processos.

28

Nov

Confira seis dicas para iniciar a carreira na área de animação

O mercado mundial de animação vem crescendo e se tornando cada vez mais reconhecido. Em um artigo sobre o mercado consumidor de animação, publicado em 2019 pelo BNDSE Setorial, estimava-se que o consumo em animação deveria atingir US$ 270 bilhões em 2020, devido à alta demanda por entretenimento. O animador e parceiro da Wacom, Pedro Eboli, conta que a carreira exige muita competência, prática, criatividade e paciência do profissional. Além disso, ele fala sobre as principais dicas para quem quer iniciar a carreira nessa área.

Pedro Eboli é carioca, mas atualmente mora em Los Angeles. Começou como animador em 2008 no estúdio Birdo, um dos principais estúdios de animação do Brasil, em São Paulo. Eboli é também produtor executivo e diretor de séries animadas, como Oswaldo (Cartoon Network), Cupcake & Dino (Netflix) e Ollie`s Pack (Nickelodeon).

“O Pedro participou do Wacom Academy deste ano e agregou muito ao evento online com todo o conhecimento e experiência do mercado de animação. Ter alguém que já utiliza ferramentas digitais na área de animação colabora para que outros artistas continuem investindo em suas carreiras nesse mercado criativo. Isso é algo essencial para a Wacom”, comenta Thiago Tieri, gerente de marketing da Wacom no Brasil.

Confira abaixo as dicas para quem quer iniciar carreira na área de animação:

1) Estude

Estudar é o primeiro passo para começar qualquer carreira e como animador não é diferente. Cursos ou tutoriais na internet podem ajudar a entender algumas técnicas e processos.

“Animação é uma arte bastante complexa e cheia de técnica. Claro, não existe um só jeito de animar, mesmo assim existem algumas regras básicas que ajudam qualquer tipo de animador a entender e aprimorar sua arte”, explica Eboli.

2) Tenha paciência

Ter paciência ao estudar e treinar faz com que o artista se torne mais profissional e focado. Para Eboli, “não importa o estilo que você goste, tem que praticar por horas, dias, meses e anos. Então, pratique. Sem medo de errar. Cada um tem a sua jornada para chegar lá, mas todos os animadores de sucesso têm em comum a paciência para aprimorar seu trabalho!”

3) Treine com exercícios básicos

Fazer exercícios básicos de animação é importante para os iniciantes, comece com pequenos passos para desenvolver as técnicas e habilidades que vão te fortalecer no mercado de trabalho. 

“Anime uma bolinha quicando no chão, ou um personagem simples pulando de um ponto A para um ponto B, ou um ciclo de caminhada. Não pense muito no design do personagem, no cenário ou na narrativa por trás da cena. Escolha um design e foque no movimento e no timing. Procure na internet alguns desses exercícios fáceis. Eles contêm quase todos os fundamentos básicos que você precisa para animar coisas mais complexas”, conta o artista.

4) Produza um Demo Reel

Depois de praticar por um longo tempo e já ter animações prontas, é certo juntar todas as animações em um “demo reel” para mostrar a evolução do trabalho.

Pedro explica que: “o demo reel é um vídeo contendo os seus melhores trabalhos de animação. Não coloque nada na sua demo que não represente o seu nível atual de técnica. O seu demo não precisa ser longo. A demo é o seu principal instrumento para conseguir um trabalho de animador em um estúdio, porque é a prova real do seu nível atual como animador. Não esqueça: uma demo curta, forte e eficaz é o melhor jeito!”

5) Treine em diferentes softwares

Quando já se tem prática, é importante fazer as animações em diferentes softwares, isso auxilia na decisão de qual é o melhor para usar, além de adquirir experiência em softwares que o mercado de trabalho exige. Existem ferramentas e softwares que contribuem para que o trabalho se torne mais fácil e rápido no digital. A Wacom também disponibiliza licença temporária de softwares parceiros do mercado criativo, após a compra de um produto.

“Na hora de aprender a animar em casa, ou de fazer seus projetos pessoais, utilize o programa que você achar mais fácil ou mais prazeroso de usar. (Eu sempre preferi o Adobe Flash/Animate para animar). Mas na hora de procurar um trabalho num estúdio, o software faz diferença. Se você quer trabalhar em séries animadas em 2D, as chances maiores são que o estúdio use o ToonBoom Harmony. Então é sempre válido pelo menos entender o básico de como ele funciona”, recomenda Eboli.

6) Faça o que gosta

A última dica é se concentrar no que gosta de trabalhar e produzir um portfólio voltado às habilidades e perspectivas de trabalho.

“Se você quer trabalhar com animação e não quer animar, tem outras posições no estúdio. Pode trabalhar com design de personagem, de props (os objetos que os personagens interagem), design de cenários, artista de rigging (que monta os ‘esqueletos’ dos personagens para serem animados), artista de storyboard, ou até mesmo roteirista. Fazer desenho animado depende de muita gente dedicada e talentosa trabalhando em conjunto”, comenta Eboli.

27

Nov

Jornal comunitário ressalta boas notícias sobre a Zona Oeste de Natal

Espalhar notícias boas é a missão seguida por jovens do Abrace Coletivo Artístico, da ONG Atitude Cooperação, que lançam em novembro a segunda edição do “Jornal Abrace – ideias positivas, boas notícias”.  Esta edição, em versão digital e impressa, traz matérias sobre empreendedores jovens, moradores da região Oeste da cidade de Natal, que se reinventaram financeiramente durante a pandemia. 

A primeira edição do Jornal Abrace aconteceu no ano de 2020, com o objetivo de fortalecer a percepção social e a valorização do lugar de origem dos componentes do Abrace Coletivo Artístico. Eles pesquisaram as boas ações desenvolvidas nas comunidades trazendo uma abordagem que foge ao padrão da grande mídia e pretende mudar a imagem de que os bairros periféricos têm apenas violência, dando voz aos jovens que são referências para outros moradores do lugar.

Nesta segunda edição do jornal foi abordado o tema Economia Criativa e três ações de empreendedorismo ganharam destaque. Mantendo o objetivo de valorizar as boas iniciativas, o jornal conta as histórias de três jovens, moradores dos bairros de Bom Pastor e Nazaré, que fizeram de seus hobbies uma atividade complementar de renda durante a pandemia do Coronavírus. 

Toda a produção do jornal é feita pelos integrantes do Coletivo Artístico, como pautas, entrevistas, textos e fotos, com a supervisão das jornalistas Carol Reis e Cleidi Vila Nova e tem a coordenação de Diana Fontes. As edições são disponibilizadas virtualmente e a segunda publicação tem tiragem impressa com distribuição gratuita na zona oeste de Natal.

Para ter acesso aos textos do Jornal Abrace é preciso acessar o blog jornalabrace.blogspot.com feito pelos “mensageiros da positividade”.

O “Jornal Abrace - ideias positivas, boas notícias” faz parte das ações do Centro Artístico Solidário Abrace (CASA), realizado pelo Abrace Coletivo Artístico, formado por jovens originados do Projeto Encena da ONG Atitude Cooperação e tem patrocínio do Edital de Economia Criativa do Sebrae 2021 e da Unimed Natal, parceria cultural com a ONG Atitude Cooperação e realização de Diana Fontes Direção e Produção Cultural.

27

Nov

Líderes brasileiros são os que mais valorizam a curiosidade em profissionais, aponta estudo

A curiosidade é cada vez mais reconhecida pelos líderes de negócios como uma característica de grande valor, não só no Brasil, mas no mundo todo. De acordo com o estudo Curiosidade no Trabalho, do SAS, a busca por profissionais curiosos tem aumentado entre as empresas - quase três quartos (72%) dos gestores globais acreditam que a curiosidade seja uma característica muito valiosa nos profissionais. No Brasil, 89% dos líderes corporativos têm essa visão, posicionando o País como o que mais valoriza a curiosidade no ambiente de trabalho.

O estudo, realizado pelo líder em analytics, conversou com mais de 2.000 gestores de todo o mundo - 304 deles brasileiros - e analisou dados do LinkedIn ao longo do último ano. O relatório define curiosidade como “o impulso para buscar novas informações e experiências e explorar novas possibilidades”, destacando sua importância em profissionais ocupando diferentes cargos e níveis dentro da organização. 

O relatório mostrou que a curiosidade ganhou força no LinkedIn no último ano. Segundo dados da rede social, houve um crescimento de 158% no engajamento em posts e artigos que mencionam curiosidade, e um crescimento de 90% nos anúncios de emprego que a citam, além de um crescimento de 87% na menção de habilidades relacionadas à curiosidade em 2021, comparado ao mesmo período do ano anterior. “Nosso estudo deixa claro como a curiosidade deixou de ser apenas interessante e se tornou uma característica obrigatória que ajuda a lidar com desafios cruciais dos negócios e a fomentar inovação”, disse Jay Upchurch, CIO do SAS. 

No Brasil, 63% dos gestores disseram que consideram especialmente desafiador manter a motivação dos profissionais alta. Metade deles (50%) também relatou dificuldades na retenção de bons profissionais e no incentivo para que eles realizem mais do que apenas as tarefas básicas (51%). Muitos dos benefícios associados à curiosidade abordam diretamente esses desafios corporativos. Os gestores entrevistados concordam que os mais valiosos benefícios da curiosidade incluem: aumento na eficiência e produtividade (79%), mais ideias criativas e soluções (83%), mais colaboração e trabalho em equipe (74%) e maior engajamento e satisfação profissional dos colaboradores (74%).

Ainda no Brasil, 68% acreditam dos gestores que a curiosidade é muito mais importante hoje do que há cinco anos.  Além disso, o país lidera as ações formais para incentivar a curiosidade: por aqui, muitas empresas já incentivam essa habilidade em ações de treinamento e desenvolvimento (82% no Brasil vs. 71% globalmente), e a utilizam como critério em avaliações de desempenho profissional (84% no Brasil vs. 70% globalmente), promoções (69% no Brasil vs. 66% globalmente) e contratações (72% no Brasil vs. 66% globalmente). 

Embora haja um maior reconhecimento do valor da curiosidade no ambiente de trabalho, ainda é necessário progredir muito para alcançar o potencial de uma vantagem competitiva clara entre aquelas capazes de utilizar o poder da curiosidade como uma qualidade de seus profissionais. Nem todos os gestores concordam com seu valor, e muitas organizações lutam para nutri-la e capitalizá-la em operações do dia a dia.

Bastante acima da média global, os gestores brasileiros se sentem preparados para identificar curiosidade em candidatos às vagas de emprego (76%) e subordinados diretos (85%). Porém, assim como os colegas de outros países, no Brasil muitos dizem que é desafiador desenvolver a curiosidade em profissionais que não a possuem naturalmente (54%) e associar curiosidade com desempenho (59%) e impacto nos negócios (53%). Essas descobertas enfatizam a lacuna entre os benefícios observados e a capacidade de aproveitar essa qualidade nos profissionais. 

27

Nov

Curso gratuito de capacitação vai ajudar pessoas com deficiência a terem melhor desempenho nas entrevistas

Estar preparado para uma entrevista de emprego é o primeiro grande passo para buscar uma oportunidade de trabalho. No entanto, nem sempre as pessoas sabem, de fato, sobre quais caminhos seguir para ter sucesso em um processo seletivo. Por esse motivo, o Instituto Ester Assumpção, que trabalha em prol da inclusão da pessoa com deficiência, em parceria com o Grupo Voitto, que é uma escola de negócios que já formou mais de 200 mil alunos em 113 países, vai oferecer o curso 'Como Ter Sucesso em um Processo Seletivo'. A capacitação é totalmente gratuita e voltada para pessoas com deficiência; Inscrições abertas até o dia 30 de novembro, pelo: https://www.ester.org.br/qualificacao/como-ter-sucesso-em-um-processo-seletivo.

De acordo com Cíntia Santos, psicóloga e coordenadora de projetos do Instituto Ester Assumpção, com essa capacitação oferecida em parceria com o Grupo Voitto, o candidato terá mais direcionamento na busca de uma chance no mercado de trabalho. “Um dos pontos fortes do curso 'Como Ter Sucesso em um Processo Seletivo', é que a pessoa vai reconhecer seus pontos fortes e fracos. Fora isso, vai saber a importância do autoconhecimento, de buscar uma vaga com o seu perfil e, sobre como montar um currículo da forma mais correta e atrativa. Vai saber se comportar bem, seja antes, durante e depois do processo seletivo”, comenta a especialista.

Segundo Cintia Santos, a pessoa que participar da capacitação ganhará oportunidade de adquirir outras aptidões para participar de um processo seletivo. Ela menciona que o curso poderá ser feito por quem já está em alguma seleção de emprego e, até mesmo, é da área de RH. “Nessa capacitação a pessoa será treinada para usar técnicas de linguagem corporal, técnicas de PNL (programação neurolinguística), fora que vai aprender também a cuidar da sua imagem, responder com firmeza e segurança qualquer pergunta e reconhecer se a vaga é para o perfil dela. Lembro que ele vale para quem está em um processo seletivo ou empregado. Serve também para quem tem um bom desempenho em processos seletivos, é um profissional liberal ou mesmo é da área de RH. Assim, o curso tem como foco ajudar pessoas que precisam de orientação para ter sucesso”, conclui.

26

Nov

Portal da 96FM alcança repercussão e alavanca redes sociais com apenas um mês no ar

Que a 96 FM é uma potência nas ondas do rádio, Natal e o RN já sabem. A novidade agora é que – às vésperas de completar 40 anos no ar – a emissora vem se mostrando uma potência em comunicação também na internet. 

O Portal 96 está no ar há um mês e já conseguiu alcançar marcas expressivas de acessos, visualizações, engajamento e repercussão. São 220 mil acessos nos primeiros 30 dias, com diversas publicações replicadas por outros veículos e, também, nas redes sociais oficiais da 96, gerando um crescimento exponencial das visualizações e do impacto atingidos pela rádio. Nesse período, foram mil notícias postadas.

Após a chegada do Portal (que entrou no ar no dia 25 de outubro), a 96 alcançou 426 mil contas no Instagram, um crescimento de quase 60% na média mensal. No Facebook, o aumento foi ainda maior: 456 mil, um aumento de 907%. Com a chegada do portal, a 96 iniciou mais dois canais no YouTube.

Além do tradicional 96 FM, agora, o veículo também tem o "Portal 96" e "Esportes 96".

Atento ao movimento da comunicação no mercado, Enio Sinedino comemora os números e já trabalha em outras novidades para o início de 2022.

26

Nov

Inscrições para a segunda etapa do Revalida 2021 estão abertas

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) está com inscrições abertas para a segunda etapa do Exame Nacional de Revalidação de Diplomas Médicos Expedidos por Instituição de Educação Superior Estrangeira (Revalida) 2021. Os interessados devem se inscrever por meio do Sistema Revalida, até as 23h59 do próximo domingo (28), pelo horário de Brasília. O prazo também vale para as solicitações de atendimento especializado.

As provas de habilidades clínicas serão aplicadas nos dias 18 e 19 de dezembro.

Para participar da segunda etapa, que é um exame prático, é necessário ter sido aprovado na primeira, que contemplou as provas objetiva e discursiva. Os resultados definitivos dessa última fase foram divulgados na sexta-feira (19). Participantes do Revalida 2020 aprovados na prova teórica e reprovados na prática também poderão se inscrever nessa segunda etapa do Revalida 2021 e dar sequência ao exame.

Ao todo, são 7.280 vagas disponíveis, distribuídas entre as 22 cidades de aplicação: Aracaju (SE), Belém (PA), Belo Horizonte (MG), Brasília (DF), Campina Grande (PB), Campo Grande (MS), Curitiba (PR), Fortaleza (CE), Florianópolis (SC), Goiânia (GO), João Pessoa (PB), Maceió (AL), Manaus (AM), Niterói (RJ), Pelotas (RS), Porto Alegre (RS), Salvador (BA), São Luís (MA), São Paulo (SP), Santa Maria (RS), Teresina (PI) e Uberlândia (MG).

O exame é estruturado por um conjunto de dez estações, que serão percorridas ao longo dos dois dias de provas, nas quais os médicos deverão realizar tarefas específicas das áreas determinadas. Isso pode incluir investigação de história clínica, interpretação de exames, formulação de hipóteses diagnósticas, demonstração de procedimentos médicos, aconselhamento a pacientes ou familiares, entre outras.

O participante aprovado nessa etapa estará apto a prosseguir com o apostilamento da revalidação do diploma de medicina junto a uma das universidades parceira do exame. Após a divulgação do resultado final, a relação das instituições será disponibilizada no Sistema Revalida. Caso o participante reprove na segunda etapa, ele poderá se reinscrever diretamente nela, pelas duas próximas edições do exame.

Revalida

Aplicado pelo Inep desde 2011, o Revalida busca subsidiar a revalidação, no Brasil, do diploma de graduação em medicina expedido no exterior. O exame é composto por duas etapas (teórica e prática) que abordam, de forma interdisciplinar, as cinco grandes áreas da medicina: clínica médica, cirurgia, ginecologia e obstetrícia, pediatria e medicina da família e comunidade (saúde coletiva).

Fonte: Agência Brasil

25

Nov

Kantar: as tendências e previsões da mídia para 2022

Kantar, empresa responsável por dados, insights e consultoria, divulgou seu estudo anual com as tendências e previsões da mídia para 2022 que possivelmente irão mexer com a indústria de mídia e publicidade, trazendo novos desafios para o marketing.

Baseado nos dados mais recentes da empresa, além de análises e previsões de especialistas, o estudo busca ajudar marcas, anunciantes e veículos a planejar seus negócios e ativações. Dessa forma, os especialistas da Kantar garantem mudanças no cenário de mídia enquanto os players se deparam com transformações por conta da pandemia.

Streaming
O primeiro destaque do estudo é a crescente dos experimentos, paradoxos e suposições equivocadas sobre o streaming de vídeo. A Kantar aponta o quanto é necessário a medição de audiência e que as grandes empresas precisam mais do que seus próprios dados para crescer. O entendimento completo do comportamento do consumidor precisa começar a acontecer e, com a divulgação dos dados, os criadores e produtores de conteúdo irão atrás de melhores acordos de licenciamento e exposição.

As plataformas de streaming para esportes e eSports pedirão mais espaço e, para consolidá-las, será necessário oferecer pacotes de conteúdo cada vez melhores, tentando se sobressair nesse mercado competitivo.

Mídia na internet
Outro destaque dado pela Kantar foi a mudança do modelo comercial de mídia na internet. Com o fim dos cookies, surge uma oportunidade de experimentar novas abordagens. As marcas estão atuando de forma híbrida na estratégia de dados, priorizando a privacidade e coletando diretamente os dados de consumidores. Segundo especialistas, uma remodelagem de como a mídia é comercializada na internet já está em andamento.

Mídia segmentada
Já na mídia segmentada, é esperado um movimento em direção à publicidade contextual, enquanto para a medição de eficácia das campanhas, os investimentos em aferição baseados em integração direta garantirão aos anunciantes uma medição de forma independente do desempenho de suas campanhas publicitárias.

Performance
Além desses insights, o estudo deu destaque para a mídia de performance e marketing, que foram estratégias adotadas por empresas para sobreviver durante a pandemia. Assim, em 2022, é esperado uma competição na alocação de mídia de performance em formatos como social commerce nas redes sociais. Varejistas tendem a investir na sofisticação das suas plataformas de comércio eletrônico e os metaversos devem continuar surgindo.

Os especialistas da Kantar esperam um reequilíbrio entre investimentos de mídia de performance e campanhas de construção de marca, além de medições de campanhas de cross mídia mais avançadas.

Dados
Destacou-se também uma melhor qualificação, integração, uso e abordagem para os dados. O ano que vem traz consigo uma urgência do uso de dados pelas empresas, devido a busca por informações acessíveis, se tornando estratégica para profissionais de mídia.

As marcas vão utilizar seus relacionamentos com seus consumidores para aproveitar ao máximo os dados proprietários que possuem, enriquecendo seus planejamentos com informações de comportamento e atitudes obtidas com outras fontes. É capaz que se desenvolverão novas metodologias para superar a falta de inteligência competitiva.

Pós-Covid-19
O último destaque ficou para a adaptação dos comportamentos na era Covid-19, visto que as marcas precisam refletir e se moldar conforme as mudanças do cotidiano dos consumidores. As novas necessidades de conveniência, valor, sustentabilidade e inovação guiarão o caminho das marcas que investem em dados, insights, pessoas e marketing.

Fonte: Meio e Mensagem

Disponível em: https://www.meioemensagem.com.br/home/midia/2021/11/24/as-tendencias-e-previsoes-da-midia-para-2022.html