Aqui você encontra comunicação, educação, tecnologia, mundo corporativo, entrevistas, mídias sociais e cultura

Fale com a gente pelo e-mail blogdajuliska.news@gmail.com e nos siga no Instagram @blogdajuliska.

20

Jan

Estudo desenvolvido pelo Escritório de Carreiras da USP (ECar), divulgado pelo Estadão, apontou que o mercado de trabalho caminha para se dividir em 10 áreas, que podem envolver diversos campos.

Os especialistas apontam que a transformação do emprego como hoje concebemos será radical nos próximos 10 anos, e atributos passarão a ter mais valor do que “profissões”. Ou seja, o trabalho do futuro passa pela combinação de conhecimentos. 

Nesse contexto, a sequência de experiências e habilidades de cada trabalhador será mais importante que a sua formação inicial. Confira as 10 carreiras do futuro, segundo o escritório de carreiras da USP. 

1 - Saúde 
As pessoas estão mais atentas à saúde e interessadas em arqueiros novos hábitos. A área envolve profissionais das áreas de cuidados, prevenção, proteção, diagnóstico, cura, reabilitação e acompanhamento. 

2 - Transformação Digital
Desenvolvimento de produtos e serviços voltados a mudanças estruturais nas organizações e sociedade, por meio da tecnologia 

3 - Segurança
Engloba serviços de proteção pública,  cibernética, da educação e fisica.

4 - Educação 
Engloba treinamento, educação digital, formal e informal, elaboração de material didático, políticas públicas e gestão da educação 

5 - Entretenimento
Área de atuação para proporcionar diversão, recreação, lazer, satisfação pessoal de forma pública, coletiva, privada ou individual 

6 - Inovação 
Inovação em produtos, processos ou gestão. Atuação em processos de tradução de ideias ou invenção de produtos ou serviços.

7 - Infraestrutura 
Recursos físicos necessários para garantir o bem estar da população em áreas urbanas ou rurais. Soluções de infraestrutura para os grandes centros.

8 - Energia
Energia éolica, mecânica, elétrica, térmica, química, nuclear, solar e biocombustíveis são alguns dos campos de atuação 

9 - Socioambiental
Área ligada a ações que respeitam o meio ambiente e a políticas que visam promover a produção e o consumo sustentáveis 

10 - Ética 
Campo de atuação que inclui as investigações, preocupações e ações dos princípios que motivam, distorcem, disciplinam ou orientam o comportamento humano

 

Com informações do Estadão. 

20

Jan

Os alunos das escolas do SESI-RN dispõem de laboratórios focados nas diretrizes do Enem, com aulas direcionadas às habilidades exigidas no exame. Além disso, contam com laboratórios de robótica, nos quais o estudante é desafiado a ir além da sala de aula, se preparando para torneio nacionais e internacionais. Esses são alguns dos diferenciais do ensino nas unidades do SESI-RN, que está com matrículas abertas para o ano letivo de 2020.

Essas escolas utilizam metodologias que unem ciências, tecnologias, engenharia, matemática e linguagens para incentivar habilidades necessárias à vida e ao mundo do trabalho. Trata-se de uma das melhores redes de ensino do país, com vagas disponíveis para o ensino fundamental e médio.

Os alunos são estimulados a valorizar o aprendizado para garantir mais oportunidades na vida profissional e a desenvolverem projetos de cidadania, saúde e segurança e aulas de robótica, destaca a gerente de Educação do SESI-RN, Ana Karenina de Luz Medina. “Formamos jovens para o mundo do trabalho por meio de projetos de pesquisa, estímulo ao desenvolvimento, capacitação e experimentação, além do domínio da linguagem e suas tecnologias”, reforça.

A gerente de Educação afirma que os alunos do SESI-RN utilizam material didático da “Somos Educação”, com sequências didáticas desafiadoras e diversificadas, organizadas de forma a provocar o diálogo, a reflexão, o debate, e com a intenção de garantir que os estudantes sejam estimulados a procurar soluções criativas para as atividades propostas e também para situações do cotidiano.

A organização do trabalho pedagógico está relacionada ao uso e à otimização dos diferentes espaços, como forma de favorecer as aprendizagens. As escolas são equipadas com laboratórios de informática educacional, de física, química e biologia; bibliotecas, salas multiuso, cantina e quadras poliesportivas.

Eventos como Torneio Regional de Robótica, Fórum de profissões e participação no JERNS são organizados e estimulados. “O SESI prepara e incentiva os alunos a participarem de torneios nacionais, entre eles estão a Olimpíada Brasileira de Robótica, a Olimpíada Brasileira de Astronomia, o Torneio Nacional de Robótica, a Olimpíada Brasileira de Matemática, a Olimpíada Brasileira de Geografia e a Olimpíada Brasileira de História”, enumera.

20

Jan

De acordo com a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), o prejuízo do comércio em 2020 por conta de feriados nacionais deverá chegar a R$ 19,6 bilhões em todo o Brasil. O valor é R$ 2,2 bilhões (12%) superior ao registrado em 2019 (R$ 17,4 bilhões). A variação é explicada pela maior quantidade de feriados que caem em dias úteis neste ano, em comparação com o ano passado.

A maior incidência de feriados em dias úteis, embora tenda a favorecer atividades econômicas específicas, como aquelas típicas do turismo, tende a gerar prejuízos por conta da queda no nível de atividade ou pela elevação dos custos de operação.

Ao contrário de 2019, quando o feriado de Tiradentes caiu em um domingo e as celebrações de Independência, Nossa Senhora Aparecida e Finados ocorreram aos sábados – dia de meio expediente no comércio –, em 2020 todas estas datas ocorrerão em dias que seriam úteis para o comércio. Apenas o feriado da Proclamação da República, que aconteceu em uma sexta-feira no último ano, não impactará o setor, pois cairá em um domingo.

De acordo com o economista da CNC responsável pela análise, Fabio Bentes, a folha de pagamentos, por conta das horas extras a serem pagas, é a principal fonte dos prejuízos impostos pelos feriados. “Por mais que as vendas possam ser parcialmente compensadas nos dias imediatamente anteriores ou posteriores aos feriados, em virtude do fechamento das lojas ou da diminuição do fluxo de consumidores, o peso relativamente elevado da folha de pagamentos na atividade comercial acaba comprimindo as margens de operação do setor”, afirma o economista.

Impacto maior

Segundo o estudo, cada feriado reduz a rentabilidade mensal média do setor comercial como um todo em 8,4% (varejo e atacado). Entretanto, nas regiões ou ramos de atividade onde a relação folha/faturamento é mais elevada, esse impacto tende a ser maior. As taxas de perdas mensais decorrentes de cada feriado nacional ultrapassam os dois dígitos nos seguintes segmentos: hiper e supermercados; lojas de utilidades domésticas; ramo de vestuário e calçados (11,5%, 11,6% e 16,7%, respectivamente). Juntos, eles respondem por mais da metade (56%) do emprego no varejo brasileiro.

Os Estados de São Paulo (R$ 5,62 bilhões), Minas Gerais (R$ 2,09 bilhões), Rio de Janeiro (R$ 2,06 bilhões) e Paraná (R$ 1,42 bilhão) tendem a concentrar mais da metade das perdas estimadas (57%). 

20

Jan

As modalidades esportivas oferecidas pelo Serviço Social do Comércio (Sesc RN), uma entidade do Sistema Fecomércio, ganharão um reforço em 2020 com o início da primeira turma de Pilates de Solo, a partir do dia 10 de fevereiro, nas unidades Cidade Alta e Zona Norte, ambas em Natal. As inscrições começam no dia 20 de janeiro e são limitadas a 20 alunos por turma.

O pilates de solo é caracterizado pela utilização do próprio corpo e de acessórios na prática do exercício físico e alongamentos que utilizam o peso do próprio corpo na execução. Além disso, a técnica se propõe a uma reeducação do movimento do corpo, como postura e equilíbrio muscular e mental. Entre os benefícios do método estão: consciência corporal, melhora da postura e da respiração, tonifica os músculos, aumenta a flexibilidade, equilíbrio e coordenação motora. É exigido do aluno apenas concentração, controle e precisão dos movimentos e da respiração.

Para o diretor regional do Sesc RN, Fernando Virgilio, a nova modalidade é uma conquista da entidade, lembrando que um dos públicos beneficiados são as pessoas da terceira idade, também conhecidos como geração 60+. “Como sabemos, o Brasil está passando de uma população jovem para um país de mais idosos. O Sesc se antecipa e procura atender a esse público, oferecendo atividades destinada à terceira idade, sendo a novidade o pilates de solo”, afirmou.

No Sesc Cidade Alta, serão três turmas, sendo uma as segunda, quarta e sexta-feira, das 7h50 às 8h40, e duas turmas de terça a quinta-feira, a primeira iniciando às 7h00 e outra a partir das 16h40, com 50 minutos de duração cada. Já na unidade Zona Norte, serão quatro turmas, sendo uma na segunda, quarta e sexta-feira, das 16h00 às 16h50, e outros três horários oferecidos nas terças e quintas-feiras, 7h50 às 8h40, 10h00 às 10h50 e 15h30 às 16h20.

O valor da inscrição varia de acordo com a frequência das aulas (dois ou três dias por semana) ou classificação de benefício, ou seja, se ele é colaborador (R$ 15,00 ou R$ 18,00), trabalhador do comércio (R$ 30,00 ou R$ 38,00), empreendedor (R$ 38,00 ou R$ 47,00), conveniado (R$ 45,00 ou R$ 55,00) ou público em geral (R$ 60,00 ou R$ 55,00).

20

Jan

O Cursinho do Diretório Central dos Estudantes da UFRN iniciará o processo de matrículas para as novas turmas de extensivo do período letivo 2020.1 a partir de hoje (20), das 9h às 16h. As vagas ofertadas contemplam os três turnos, matutino, vespertino e noturno, e são limitadas e voltadas para todos os estudantes que concluíram ou estão concluindo o ensino médio e que desejam realizar as provas do Enem 2020.

Assim como no ano passado, este ano o período de matrículas será dividido em duas partes: nos dias 20 a 22 de janeiro, as matrículas serão voltadas para alunos oriundos de escola pública, das redes municipal ou estadual de ensino; e a partir do dia 23, as matrículas estarão abertas a toda a comunidade.

Os interessados em se matricular no preparatório devem se dirigir à secretaria do Cursinho do DCE, localizada no Setor I da UFRN, portando cópias e originais do RG, CPF, comprovante de residência e histórico escolar do ensino médio – este último, obrigatório apenas nos três primeiros dias de matrícula. A o valor da taxa de matrícula é de R$ 130,00 e já inclui a primeira mensalidade e o material didático. As demais mensalidades terão o valor de R$ 75,00.

Sobre o Cursinho do DCE

O projeto já existe há mais de 20 anos e usa a estrutura da UFRN para promover a democratização do ensino superior, oferecendo preparação para o ENEM com qualidade e baixo custo. Além disso, o Cursinho também é um espaço de aprendizado para vários estudantes da universidade, que atuam como professores e coordenadores no projeto.

Mais informações nos perfis do Instagram, do Facebook ou pelo telefone (84) 3215-3324.

20

Jan

O Restaurante Universitário (RU) da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) vai implantar um novo sistema de acesso à unidade, com o intuito de oferecer mais comodidade e agilizar a entrada dos usuários. O cadastramento dos alunos para uso da nova tecnologia tem início nesta terça-feira, 21, no Refeitório da Zona 3, localizado no Campus Central entre os Setores de Aulas 3 e 4.

A diretora do RU-UFRN, Michelle Medeiros, explicou que atualmente o acesso ao Restaurante se dá somente com o Cartão do RU, que funciona com leitura magnética. Já com o novo sistema que será implantado, qualquer cartão RFID – identificação por radiofrequência, que funciona por aproximação – poderá ser utilizado para entrada ao local. “O nosso objetivo é reduzir as filas e facilitar o acesso porque o aluno pode utilizar qualquer cartão pessoal que tenha essa tecnologia”, esclarece.

Com um tempo médio de dois minutos, o cadastramento será realizado a partir do dia 21 de janeiro, durante a fila de espera para entrada no refeitório, quando o estudante deve levar um cartão pessoal que seja RFID, que costumam ser cartões estudantis, de banco, de transporte. No dia 24 de janeiro, está previsto o início do período de teste do novo sistema. Em caso de dúvidas, o contato pode ser feito pelo telefone 3215-3318 ou pelo site do RU.

Restaurante Universitário

Os usuários do Restaurante Universitário são os estudantes do ensino básico, técnico e tecnológico, de graduação e de pós-graduação, que estão regularmente matriculados na UFRN, além de servidores técnico-administrativos e professores em atividade na instituição de ensino. O RU oferece as refeições do café da manhã – exclusivo para estudantes residentes-, o almoço e o jantar.

20

Jan

Instagram removeu o botão do IGTV de sua interface superior principal, devido ao baixo número de acessos que a função gerava. “Enquanto continuamos a trabalhar para facilitar a criação e descoberta de conteúdo do IGTV, aprendemos que a maioria das pessoas encontra seu conteúdo por meio de visualizações no feed, canal IGTV no menu Explore, perfis de criadores e aplicativo autônomo”, revelou um porta-voz do Facebook ao TechCrunch.

Nesse sentido, a alteração não teria como objetivo eliminar o recurso de vídeos do Instagram, mas o de simplificar a experiência diária em ambas as plataformas, com base no comportamento e feedback dos usuários. Contudo, essa não é a primeira grande mudança quanto ao IGTV desde o seu lançamento, em junho de 2018.

No ano passado, para atrair mais público, a interface da plataforma ficou mais limpa — com menos botões de categorias. Mais tarde, foi liberada a publicação de vídeos em orientação paisagem. Depois, surgiu a chance de postar conteúdo diretamente do Instagram.

O Facebook ainda deve ter alguns desafios em 2020 para tornar o IGTV algo mais atrativo diante de seu baixo número de download — apenas 7 milhões desde o lançamento. Um deles é o de gerar ganhos a criadores, algo que outras plataformas, como o YouTube já oferece há um tempo. Além disso, deve enfrentar a forte concorrência do TikTok, um dos apps mais baixados de 2019, com mais de 800 milhões de usuários.

20

Jan

As agências de publicidade já podem inscrever os cases e peças publicitárias que irão disputar os troféus da 67ª edição do Cannes Lions, que acontece de 22 a 26 de junho deste ano, na França.

Desde a última quinta-feira, 16, a área de inscrições no portal oficial do Festival já está aberta a inscrição das peças nas nove grandes áreas da premiação: Communication (que engloba Design, Film, Mobile, Outdoor, Print & Publishing, Radio & Audio e Titanium); Craft (Digital Craft, Film Craft e Industry Craft); Entertainment (Entertainment, Entertainment for Music e Entertainment for Sport); Experience (Brand Experience e Creative eCommerce); Good (Glass e Sustainable & Development Goals); Health (Health & Wellness e Pharma); Impact (Creative Effectiveness); Innovation (Innovation) e Reach (Creative Data, Creative Strategy, Direct, Media, PR e Social & Influencer).

Em 2020, o Festival também inaugura a categoria Creative Business Transformation Lion, dedicada a abarcar trabalhos de empresas que, por meio da inovação e criatividade, estão colaborando com a evolução e transformação de seu segmento.

O Festival já anunciou também a lista dos presidentes de júri de sua 67ª edição. Luiz Sanches, presidente e CCO da AlmapBBDO, é o único brasileiro entre os responsáveis por liderar os trabalhos de avaliação das peças publicitárias de cada área. Sanches irá presidir o júri de Outdoor.

Fonte: Meio & Mensagem, disponível em: https://www.meioemensagem.com.br/home/comunicacao/2020/01/17/cannes-lions-abre-inscricoes-para-a-premiacao-em-2020.html

20

Jan

Os empreendedores que foram excluídos do Simples Nacional no ano passado têm até o final deste mês para regularizarem as pendências e fazerem uma nova adesão ao regime, desde que não haja débito com a Receita Federal ou a Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional. O prazo também se aplica aos empresários interessados em aderir ao regime pela primeira vez. Caso contrário, o ingresso acontecerá somente no próximo ano.

Ao optar pelo Simples Nacional, o empresário tem a oportunidade de pagar oito tributos, entre municipais, estaduais e federais, de uma única vez, reduzindo os custos tributários. Também fica livre de obrigações acessórias com vencimentos distintos, reduzindo a burocracia para administrar o negócio. Até o ano passado, esse sistema tributário reunia mais de 178 mil pequenos negócios no Rio Grande do Norte.

“O Simples representa um grande alívio para os empresários de micro e pequenas empresas, que sofrem mais para driblar os encargos da burocracia. Pesquisas do Sebrae apontam que sem o Simples, quase 70% dos pequenos negócios fechariam as portas. Regularizar a situação para permanecer no regime tributário é uma grande oportunidade”, destaca o presidente do Sebrae, Carlos Melles.

Para empresas em início de atividade, o prazo para a solicitação é de 30 dias contados do último deferimento de inscrição (municipal ou estadual, caso exigível), desde que não tenham decorridos 180 dias da data de abertura constante do CNPJ (para empresas abertas até 31/12/2019) ou 60 dias (para empresas abertas a partir de 01/01/2020). Todo o processo de adesão é feito exclusivamente pela internet, por meio do Portal do Simples Nacional.

Pendências com o Simples Nacional

Enquanto não vencer o prazo, os contribuintes com débitos junto ao Simples Nacional (que foram excluídos) ou com débitos junto a outros entes (que nunca optaram pelo Simples Nacional) podem regularizar as pendências que impedem o ingresso no regime. Os devedores têm a opção de pagar os débitos à vista ou realizar o parcelamento convencional (aberto a qualquer tempo) em até 60 meses, com, no mínimo, duas parcelas.

O parcelamento também pode ser feito Portal do Simples Nacional ou no Centro Virtual de Atendimento da Receita (e-CAC), no serviço “Parcelamento – Simples Nacional”. O acesso ao Portal do Simples é feito com certificado digital ou código de acesso gerado no próprio portal. Para acessar o e-CAC, é necessário certificado digital ou código de acesso gerado pelo site. O código gerado em uma página da internet não pode ser usado para acessar outra.

20

Jan

O Sistema de Seleção Unificada (Sisu) abre amanhã (21) o calendário dos processos seletivos federais que usam o Enem como critério de seleção. Neste semestre, o Sisu vai ofertar 237 mil vagas em 128 instituições de ensino superior públicas. O prazo para se inscrever vai até sexta-feira (24).  Para participar do Sisu, é preciso ter feito o Enem 2019 e ter tirado nota acima de zero na prova de redação. Na hora da inscrição no processo seletivo é preciso informar o número de inscrição do Enem e a senha atual cadastrada na Página do Participante.

A nota do Enem está disponível desde sexta-feira (17) tanto no aplicativo, quanto na própria Página do Participante. É preciso informar o CPF e a senha cadastrada na hora da inscrição. Caso o candidato tenha esquecido a senha, pelo próprio sistema é possível recuperá-la. É essa senha que deve ser usada na hora da inscrição no Sisu. O número de inscrição, que é solicitado também para participar da seleção, está disponível para cada estudante na Página do Participante.

Cálculo da nota

Na hora da inscrição, é possível escolher até duas opções de curso, de acordo com a ordem de preferência.  Alguns cursos, no entanto, têm certas restrições. O Sisu dá liberdade para as instituições de ensino definirem como usarão o Enem. Assim, determinado curso pode exigir, por exemplo, uma média mínima no Enem - que é a soma de todas as notas obtidas nas provas do exame, dividida por cinco - ou mesmo uma nota mínima em determinada prova. Isso faz com que, dependendo da nota obtida, estudantes não sejam classificados para determinados cursos. 

É possível também conferir pesos diferenciados para as provas. A nota em ciências da natureza ou em matemática pode valer mais para um curso de física ou química, por exemplo. Dessa forma, a nota do estudante pode variar dependendo do curso para o qual ele está concorrendo.

Nota de corte

Uma vez por dia, o Ministério da Educação (MEC) divulga na página do Sisu as notas de corte, que são as menores para os candidatos ficarem entre os selecionados na modalidade escolhida. A nota de corte é calculada com base no número de vagas e no total de candidatos inscritos. A nota de corte é apenas uma referência para auxiliar o candidato no monitoramento de sua inscrição. Ela não garante que o estudante seja selecionado.  É possível alterar as opções de curso feitas até o final do período de inscrição. O Sisu considera válida a última opção registrada pelos estudantes.

Reservas de vagas

Todas as universidades federais, institutos federais de educação, ciência e tecnologia e centros federais de educação tecnológica participantes do Sisu oferecem vagas reservadas para estudantes que cursaram o ensino médio em escolas públicas. Há instituições participantes do Sisu que disponibilizam ainda uma parte de suas vagas para políticas afirmativas próprias. No momento da inscrição, o participante deve optar por uma dessas modalidades, de acordo com o seu perfil. Os estudantes concorrem apenas com os demais candidatos que fazem a mesma opção, seja pela ampla concorrência ou por alguma política afirmativa. O sistema selecionará, entre eles, os que obtiveram as melhores notas no Enem de 2019.

Cronograma

As inscrições para o Sisu podem ser feitas de 21 a 24 de janeiro. No dia 28 de janeiro será divulgado o resultado da seleção. Os estudantes que forem aprovados deverão fazer a matrícula nas instituições de ensino entre 29 de janeiro e 4 de fevereiro.  Aqueles que não forem selecionados poderão ainda participar da lista de espera. O prazo para se candidatar é de 29 de janeiro a 4 de fevereiro. Os candidatos em lista de espera serão convocados pelas próprias instituições de ensino, entre 7 de fevereiro e 30 de abril.

Próximos processos seletivos

Além de participar do Sisu, os estudantes podem usar as notas do Enem para concorrer a bolsas de estudo pelo Programa Universidade para Todos (ProUni). As inscrições poderão ser feitas de 28 a 31 de janeiro. Podem também se inscrever no Programa de Financiamento Estudantil (Fies), de 5 a 12 de fevereiro. Os estudantes podem ainda usar as notas para cursar o ensino superior em Portugal. O Inep tem convênio com mais de 40 instituições portuguesas.

Instituições de ensino públicas e privadas utilizam o Enem como forma de seleção independente dos programas de âmbito nacional. Os estudantes podem, portanto, consultar diretamente as instituições nas quais têm interesse em estudar.