Comunicação, educação e tecnologia

Fale com a gente pelo e-mail blogdajuliska.news@gmail.com e nos siga no Instagram @blogdajuliska.

16

Out

A Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) recebeu o selo de Impacto Acadêmico da Organização das Nações Unidas (UNAI), como reconhecimento pelas ações que a instituição de ensino desenvolve com base em questões que dialogam com valores da ONU, incluindo a promoção do acesso à educação, da sustentabilidade, bem como da resolução de diversos problemas sociais.

A UNAI funciona como uma agência da ONU, que mede o impacto acadêmico no que se refere à atuação das universidades em dez objetivos sociais, entre eles estão a promoção da paz e da resolução de conflitos, o acesso à educação superior, o fomento da cidadania global e do diálogo intercultural, entre outros princípios. Nessa perspectiva, a UFRN demonstrou interesse em fazer parte da rede de instituições da UNAI e foi aprovada para receber o selo do órgão internacional.

De acordo com o secretário de Relações Internacionais (SRI-UFRN), Márcio Venício Barbosa, o principal benefício para a UFRN é a visibilidade internacional porque são mais de 1.300 instituições no grupo. “Quando a universidade se candidatar a um financiamento de pesquisa internacional, por exemplo, nossa participação na rede UNAI dará uma visibilidade maior, especialmente no aspecto de inovação social”, destaca como uma das principais vantagens para a instituição.

Um exemplo de ação da UFRN que atende a todos os princípios da UNAI é o Trilhas Potiguares – programa de extensão que promove interação entre a academia e diversos municípios do interior do estado. “Os dez princípios da UNAI estão bem alinhadas à Carta dos Direitos Humanos da ONU e aos princípios da sustentabilidade, que são os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), como erradicação da pobreza, combate à fome e educação inclusiva”, explica a secretária-adjunta da SRI, Renata Archanjo.

Do ponto de vista da Política de Internacionalização da UFRN, o selo abre portas para a Política de Cooperação Solidária, que se dá por ações da Agenda 2030 da ONU e no apoio a universidades de países em desenvolvimento, especialmente da América Latina e da África. Confira o site da UNAI.

16

Out

Para aproximar os empreendedores rurais da inovação e de novas ferramentas tecnológicas, o Sebrae no Rio Grande do Norte estruturou um salão no Espaço Sebrae Terroir, na Festa do Boi, em Parnamirim, especialmente para apresentar as novidades do mercado para facilitar a vida do produtor e aumentar a competitividade das propriedades. Trata-se da Fazenda Digital, que faz uma conexão entre produtor, startup e empresas do agronegócio, trazendo 15 Startups, dos estados de Minas Gerais, São Paulo e Rio Grande do Norte para otimizar o trabalho no campo.

Além da exposição das ferramentas, o local oferece capacitação diária. A programação completa pode ser conferida no site www.rn.sebrae.com.br/terroir. De acordo com o coordenador do salão, Everton Lucena, o agronegócio é um setor que está acompanhando o desenvolvimento tecnológico e, para que o produtor se torne competitivo, precisa estar adepto às mudanças. Ele indica que a proposta da Fazenda Digital é aproximar esse produtor das tecnologias disponíveis no mercado, e assim aderir a inclusão digital no campo. Uma das startups participantes do salão é a ‘Meu Bairro na WEB’.

A falta de agilidade na compra de produtos agrícolas muitas vezes é um empecilho enfrentado pelos produtores rurais e a startup potiguar vem com a ideia de diminuir as barreiras entre os fazendeiros e os seus mantimentos para o cultivo. A empresa comercializa para as principais lojas de produtos do campo para uma plataforma interativa, levando para os consumidores mais rapidez e facilidade para comprar. Com a plataforma, evita-se o deslocamento e permite que a produção não pare devido à falta de insumos, que passam longo tempo para serem entregues. De acordo com empresário Alessandro Santos, CEO do negócio, com a startup, a entrega é mais rápida.

16

Out

O Centro Histórico de Natal entrou na rota do turismo internacional. Nesta terça-feira (15), um grupo de visitantes alemães, que chegou à capital potiguar a bordo do navio cruzeiro World Explorer, fez um city tour pela região para conhecer os principais pontos históricos locais. 

Os europeus passaram pela Praça André de Albuquerque, Igreja Matriz de Nossa Senhora da Apresentação (Catedral Velha), Praça Padre João Maria e Beco da Lama. Ao todo, mais de 50 turistas participaram da ação. A atração de visitantes ao centro da cidade foi retomada de maneira mais forte após as ações de revitalização implementadas pela Prefeitura de Natal.

O passeio abarca os principais pontos do corredor histórico e cultural de Natal, com destaque para os grafites no Beco da Lama. Ao passar por esses locais, os visitantes receberam informações sobre a história da capital, os movimentos culturais, arquitetura e a religiosidade do natalense. 

O alemão Dietrich, vindo de Berlim, e fazendo a sua primeira viagem à América do Sul, disse que estava encantado com o que conheceu e se derreteu em elogios à calorosa recepção dos natalenses, a beleza da cidade, contando, ainda, que gostou muito do Centro Histórico, que ele classificou como movimentado e interessante.

“No navio, observamos os lindos atrativos naturais de Natal. E, nesse passeio, conhecemos um pouco da história da cidade, que é rica em diversos aspectos. Visitamos lugares muito bonitos. Gostei muito das pinturas que vimos no Beco da Lama. Valeu muito a pena enfrentar o forte calor para fazer o passeio”, contou.

Dentre os principais investimentos executados pelo poder público municipal para revitalizar o Centro Histórico da cidade estão: o novo Beco da Lama; a reforma do Espaço Cultural Ruy Pereira; melhorias na iluminação pública; instalação de lixeiras e o reforço no patrulhamento da área por parte da Guarda Municipal.

No campo cultural, a gestão do prefeito Álvaro Dias vai potencializar a vocação artística do Centro Histórico com a realização de diversos eventos. Em breve, uma extensa programação cultural será organizada nessa área. Através da Secretaria de Cultura, uma seleção artística foi feita para auxílio financeiro na organização da programação dos eventos do Centro Histórico. Projetos de samba, artes plásticas, cultura popular, dança, tributos, homenagens e tradições que vão do coco ao choro, estarão na pauta semanal do Beco da Lama e adjacências.

16

Out

Para promover a segurança, a prevenção e a proteção aos profissionais da rede municipal de ensino, tendo em vista o aumento da violência física, verbal, moral e psicológica contra integrantes dessa categoria, a Câmara Municipal de Natal aprovou na sessão ordinária desta terça-feira (15), em segunda discussão, um projeto de lei apresentado pela vereadora Eleika Bezerra (PSL), subscrito pelo vereador Cícero Martins (PSL), que dispõe sobre medidas de proteção aos trabalhadores da educação na capital potiguar.

A matéria, entre outras atribuições, prevê que as instituições de ensino do Município deverão estimular seus docentes, discentes e demais profissionais que desempenham suas atividades na cidade, bem como familiares e comunidade, a promover palestras, atividades de reflexão e análise de violência contra os professores.

"Dados globais recentes colocam o Brasil como o país mais violento no que tange a violência contra professores ou trabalhadores ligados à educação que desempenham suas atividades laborais dentro das escolas. Infelizmente, essa situação não é diferente em nosso estado e muito menos em nossa cidade. Pesquisas realizadas em 2015 apontam que, na época, pelo menos 135 professores do Rio Grande do Norte disseram que já foram vítimas de atentados contra a vida", explicou a vereadora Eleika Bezerra.

"Assim, acreditamos que esse projeto é de extrema relevância, motivo pelo qual agradeço o apoio dos meus pares por permitirem que o mesmo pudesse seguir o processo legislativo, para se tornar lei e ajudar a coibir a violência contra professores e profissionais da educação de Natal", completou.

Em seguida, o plenário da Casa deu parecer favorável, também em segunda discussão, a uma matéria de autoria da vereadora Ana Paula (PL) que institui, no âmbito da Rede Municipal de Ensino de Natal, o projeto Resgatando a História dos Bairros. O objetivo da proposta é resgatar e divulgar a história dos bairros de Natal, difundindo suas origens, tradições, monumentos e peculiaridades de cada região da cidade.

"Um povo sem história é um povo sem identidade cultural. O resgate de nossas origens é fundamental para preservar nossa identidade. Acredito que uma sociedade sem conhecimento dos fatos históricos, sócio-políticos, econômicos e culturais que determinaram o rumo da história presente, está fadada a cometer novamente os erros do passado", concluiu a vereadora Ana Paula.

16

Out

O neurocientista Klas Kullander, da Universidade Uppsala, na Suécia, será o orador principal da 5ª edição do House Symposium do Instituto do Cérebro (ICe-UFRN), que acontece entre os dias 2 e 4 de dezembro, no auditório do Instituto Internacional de Física (IIF), no campus central da UFRN.

Dedicado a entender os circuitos neuronais no cérebro e na medula espinhal, Klas iniciou a unidade de genética do desenvolvimento em 2004, com o objetivo de construir um ambiente criativo e interativo com metodologias de ponta para fazer a melhor análise possível da função do sistema nervoso.

Com o tema Protegendo o ICe de derreter, o momento destaca a jornada da instituição para a sua nova sede, em meio aos severos cortes nos orçamentos científicos brasileiros, bem como a resistência de um grupo de cientistas em manter laboratórios de ponta no Nordeste do Brasil. 

“Nosso simpósio é a celebração anual de nossa existência e resistência e o momento em que as mais recentes descobertas científicas de nossas equipes de pesquisa são compartilhadas com a comunidade. É também uma ótima oportunidade para conviver e abrir nossas portas para amigos e colaboradores em Natal e ao redor do mundo, os quais também convidamos a apresentar seus trabalhos”, acrescenta o professor Adriano Tort, membro do comitê organizador do evento.

16

Out

Pesquisas feitas na Holanda, mais especificamente da Universidade de Amsterdã, mostram que a pirataria em produtos de entretenimento vem diminuindo nos últimos anos, exceto no mundo dos eBooks. Pelo menos é essa a tendência no país europeu. As pesquisas sugerem que a pirataria no mercado editorial esteja relacionada ao modelo dominante de consumo dos livros, por obra e não por serviço.

Comparando duas pesquisas de pirataria quase idênticas feitas entre 2012 e 2017, pela universidade holandesa, os pesquisadores conseguiram analisar as mudanças no consumo de mídia e nos hábitos de pirataria entre o público holandês ao longo dos anos. Os entrevistados responderam perguntas sobre o consumo legal e não-autorizado de música, filmes e TV, jogos e livros.

A conclusão mais geral e, inclusive um pouco óbvia, foi que, entre 2012 e 2017, o interesse por bens e produtos físicos despencou. Entre as curiosidades apresentadas pela pesquisa, as mulheres começaram a piratear mais livros e menos jogos e música entre os anos analisados. Além disso, os dados revelam que, em geral, pessoas menos instruídas utilizam menos produtos piratas, rompendo consensos pré-estabelecidos.

O número de pessoas entre os entrevistados que compravam filmes ou produtos televisivos em formatos físicos foi reduzido de 44,8% para 19,9%. A queda quase pela metade foi acompanhada no universo da música, com os atuais 20,4% de consumidores que ainda optam pela mídia física. Nesse cenário, os livros físicos tiveram a menor queda, com 61,4% ainda comprando livros, contra os 69% de 2012.

A tendência coincide com um grande aumento nas vendas digitais de produtos da indústria cultural. O número de pessoas que compraram entretenimento digital aumentou em todas as categorias, quase triplicando na categoria de filmes e TV, o que provavelmente se deve aos bem-sucedidos serviços de streaming disponíveis no mercado.

A pesquisa ainda revela que a porcentagem de pessoas que fazem download ou transmitem conteúdo de fontes não-autorizadas, praticando a pirataria, diminuiu em quase todas as categorias. Esse efeito é mais significativo para músicas e jogos, enquanto a pirataria de filmes e TV permaneceu relativamente estável. A única categoria para a qual a taxa de pirataria subiu foi a de eBooks. Entre 2012 e 2017, o número de downloads ilegais de livros digitais aumentou de 6,3% para 7,7%, o que é significativo para o mercado.

Fonte: Canaltech, disponível em: https://canaltech.com.br/pirataria/tendencia-inversa-pirataria-cresce-no-mundo-dos-ebooks-152425/

15

Out

A partir de amanhã (16), os participantes do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) poderão acessar o Cartão de Confirmação da Inscrição e saberão o local onde farão o exame. As provas serão aplicadas nos dias 3 e 10 de novembro. Cerca de 5,1 milhões de estudantes estão inscritos no Enem 2019.

O cartão, que poderá ser consultado na Página do Participante, na internet, ou pelo aplicativo do Enem, disponível para download nas plataformas Apple Store Google Play.

Além do local de prova, os participantes poderão conferir, no Cartão, o número da sala onde farão o exame; a opção de língua estrangeira feita durante a inscrição; e o tipo de atendimento específico e especializado com recursos de acessibilidade, caso tenham sido solicitados e aprovados; entre outras informações.

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), responsável pela aplicação do exame, recomenda que os participantes, assim que souberem onde farão o exame, façam o trajeto até o local de prova para verificar a distância, o tempo gasto e a melhor forma de chegar ao local de prova, evitando atrasos no dia da aplicação.

No dia do Enem, a dica é chegar no local com antecedência. Os portões abrirão às 12h, pelo horário oficial de Brasília, e serão fechados às 13h. O Inep recomenda que os participantes levem o Cartão de Confirmação da Inscrição impresso nos dois dias de aplicação do exame e alerta para que não deixem para acessar o documento somente na véspera da prova.

Fonte: Agência Brasil

15

Out

Conferir as tendências internacionais do universo da propaganda, comentadas e analisadas por especialista, em um evento anual de alto nível com a assinatura do mais prestigiado festival de comunicação mundial. Essa é a oportunidade que o Sindicato das Agências de Propaganda do RN (Sinapro/RN) proporciona ao mercado local pelo segundo ano consecutivo, com a realização do Cannes Lions Road Show, no próximo dia 24, às 19h, no auditório da UNP da Roberto Freire.

Natal vai receber as produções vencedoras do mais importante e prestigiado festival de comunicação mundial, o Cannes Lions 2019, que serão exibidas, analisadas e comentadas pelo diretor superintendente da Federação Nacional das Agências de Propaganda (Fenapro), Alexis Pagliariani.

As inscrições são gratuitas e estarão abertas ao público a partir de hoje, dia 15 de outubro, pelo endereço bit.ly/InscricaoCannes19. As vagas são limitadas. “A primeira edição do Cannes Lions Road Show em Natal, no ano passado, foi um verdadeiro sucesso. Por isso, decidimos trazê-lo mais uma vez para o nosso estado. O público potiguar vai poder, novamente, ter esse contato com os cases vencedores, com as tendências do Festival de Cannes. É um evento de alto nível para o nosso mercado de comunicação”, afirma o presidente do Sinapro/RN, João Daniel Vale.

O diretor da Fenapro, Alexis Pagliarini, participa anualmente do Cannes Lions, na França, e depois segue na missão de levar o melhor do festival para as principais capitais brasileiras com o Cannes Lions Road Show. No festival deste ano, os jurados selecionaram os trabalhos que, em sua opinião, indicam os novos caminhos e tendências para a indústria publicitária de todo o mundo.

15

Out

Acontece hoje (15), às 18h30 no shopping Cidade Jardim, a 4ª edição da exposição “Mulheres de peito - um mar de rosas”, idealizada pela fotógrafa Kalina Veloso. O projeto direcionado ao Outubro Rosa conta com a participação de 11 mulheres diagnosticadas com câncer de mama. Kalina que tem outros projetos dedicados às mulheres afirma que “a exposição não tem fins lucrativos, e sim social”.

Durante o lançamento terá apresentação cultural da arte educadora Célia Melo e música com a Orquestra Sinfônica de Violino Jovem, da cidade de Goianinha/RN. Os quadros ficaram expostos até dia 30 desse mês. A produção teve como cenário a praia de Pirambuzios e o apoio da Revista Elas Por Ela, Quem disse Berenice, Village do Sol, Solução A2 e o programa de empreendedorismo feminino do Google Ela Pode.

15

Out

A Assessoria de Relações Internacionais da Universidade Federal Rural do Semi-Árido abriu edital de pré-seleção voltado para intercâmbio de estudantes de graduação na Colômbia com duas vagas para estudantes da Ufersa. O objetivo é contribuir para a integração e o fortalecimento regional por meio da aproximação acadêmico-científica de ambos os países. O intercâmbio acadêmico internacional é para acontecer no primeiro semestre de 2020.

Conforme o Edital do Programa Brasil-Colômbia – BRACOL, O processo seletivo cria expectativa de direito, mas as candidaturas pré-selecionadas pela UFERSA serão submetidas à avaliação por parte da universidade parceira, que determinará o resultado final do pleito, garantindo ou não ao candidato a vaga na instituição desejada e a obtenção dos benefícios. Outra exigência é que o estudante deverá arcar com as despesas necessárias para iniciar sua participação no Programa de Mobilidade Internacional, ou seja, no primeiro mês todas as despesas são de responsabilidade do estudante.

A ajuda de custo será paga em pesos colombianos o que equivale aproximadamente entre R$ 1.200,00 a R$ 1.500,00 por mês, durante os quatro meses de intercâmbio, a depender da instituição em que o estudante for selecionado. Para participar da pré-seleção o estudante deve estar devidamente matriculado na Ufersa e apresentar índice de rendimento acadêmico igual ou maior que 7,0. Além de ter integralizado, no mínimo, 40% e, no máximo, 80% da carga horária do curso e ter também conhecimento com a língua espanhola. A inscrição vai até o dia 10 de novembro, com o envio da documentação para o correio eletrônico ari@ufersa.edu.br . Acesse AQUI o Edital na íntegra.