Comunicação, estratégia e mercado

O Blog da Juliska é um espaço para falar sobre os temas acima e ainda trazer dicas, abordar as tendências, acompanhar novidades do mundo corporativo, das mídias sociais e do mercado publicitário. Interaja comentando nos posts ou pelo e-mail juliska.azevedo@gmail.com. Conto com sua companhia!

29

Jan

O Instagram, apesar de ser um dos apps mais populares do mundo, também tem seus defeitos. Por vezes, recursos lançados pelo aplicativo desagradam os usuários, que logo se revoltam nas redes sociais. Foi o que aconteceu recentemente com o feed horizontal. Um bug fez com que a função, que ainda era um teste, aparecesse para algumas pessoas. As reclamações foram tantas, que a rede de fotos teve que se pronunciar oficialmente e se desculpar pelo engano. As informações são do Portal Techtudo.

No entanto, outros recursos também foram reprovados por alguns, mas permanecem até hoje: o feed não cronológico e o sinal de online que denuncia quando você abre o Direct são apenas alguns exemplos. Confira, a seguir, sete funções odiadas do Instagram.

1. Feed horizontal

No fim de dezembro, alguns usuários do Instagram foram surpreendidos com um feed diferente. Os posts estavam organizados horizontalmente e podiam ser passados para o lado, como os Stories e muito parecido com o Tinder. Os usuários não gostaram da novidade e foram às redes sociais para reclamar, clamando pela volta do tradicional feed vertical. Além do estranhamento com a mudança drástica, alguns se queixavam da lentidão e falta de fluidez da nova organização.

Para a felicidade do público, o feed horizontal não durou muito. Em vários casos, reiniciar o aplicativo fazia tudo voltar ao normal. Ao site americano The Verge, um representante do Facebook, empresa que administra o Instagram, afirmou que se tratava de um bug e pediu desculpas pelo transtorno. Antes, porém, Adam Mosseri, diretor da rede de compartilhamento de fotos, disse no Twitter que a função estava passando por um pequeno teste, que foi mais longe que o previsto.

2. Feed não cronológico

A alteração da ordem das publicações já aconteceu em diversas redes sociais e sempre causou polêmica. Não foi diferente no Instagram, em 2016, quando o feed deixou de exibir os posts em ordem cronológica para obedecer a um algoritmo. Os códigos trabalham para selecionar e mostrar o que há de mais relevante para cada um. São levados em consideração fatores como seus interesses segundo o histórico de uso, interações com os outros e ainda a data das postagens.

Em 2018, um rumor de que o feed voltaria a ser cronológico agitou a Internet, mas logo foi negado pela companhia. Eles argumentam que os usuários tendem a passar mais tempo no app quando veem o feed algorítmico. De acordo com o Instagram, isso não é bom apenas para os negócios: o método permite que as pessoas visualizem mais fotos e vídeos de seus amigos próximos, mesmo que os posts sejam não sejam tão recentes.

3. “Online” no direct

Comum nas redes sociais, o status de atividade chegou ao Instagram em 2018. Ao ver uma bolinha verde ao lado da foto de perfil, que aparece em várias seções do app, os usuários ficam sabendo quando seus amigos estão online. Seu status só é visível para contas que você segue ou com quem já trocou mensagens. A função desagradou muita gente, que prefere poder dar uma conferida nas fotos do feed sem ser notado. Para a felicidade dos mais discretos, o recurso pode ser desativado facilmente.

4. Enquetes

Desde 2017, o Instagram Stories tem um adesivo que funciona como enquete. De maneira bem simples, é possível fazer uma votação com seus seguidores, que devem optar entre duas opções. A pergunta pode ser feita em qualquer foto ou vídeo postado no Stories. O problema, para alguns, é que a ferramenta às vezes leva a um engano irritante: enquanto o usuário está deslizando freneticamente pelas histórias, clica por acidente em uma alternativa de enquete, sem nem ler do que se trata.

5. Notificações do IGTV

O IGTV é a plataforma de vídeos do Instagram que chegou no ano passado com a pretensão de bater de frente com o YouTube. O serviço se destaca pelos vídeos verticais e por uma exibição mais fluida do conteúdo, já que os vídeos são transmitidos em sequência assim que o app é iniciado, como na televisão.

Ele é um aplicativo à parte, mas pode ser usado também dentro do app tradicional da rede social. Por padrão, são exibidas notificações com todos os novos vídeos e transmissões ao vivo de quem o usuário segue, entre outras novidades, o que pode ser um tanto incômodo. A boa notícia é que você pode desabilitar os avisos.

6. Aviso de mensagem apagada

Você recebe uma notificação do Instagram no celular, vai olhar e lá está o recado: “Esta mensagem não está mais disponível porque o envio dela foi cancelado pelo remetente.” Quando uma mensagem direta é apagada no app por quem a enviou, o usuário de iPhone se depara com esse aviso nas notificações se não visualizar o direct a tempo. Já nos smartphones Android, a notificação apenas some. Dentro do próprio inbox do aplicativo, porém, não fica nenhum rastro nem nos dispositivos da Apple nem no sistema do Google.

7. Funções que não chegam para todos

O Instagram está o tempo todo implementando novos recursos em busca de melhorar a experiência dos usuários. Filtros, stickers e GIFs, por exemplo, não estiveram sempre presentes na plataforma e ainda são constantemente atualizados. Muitas vezes, no entanto, uma parcela das pessoas demora para receber as novidades — fora as funções indisponíveis no Brasil, como o sticker de música.

Ninguém gosta de ser deixado de fora dos lançamentos, mas isso acontece por uma série de razões. A explicação mas simples é que a rede está liberando a função aos poucos, então resta ser paciente e aguardar sua vez. Mas é também possível que algumas medidas simplesresolvam: garantir que o app esteja atualizado, sair e entrar novamente na conta ou reinstalar o software.

Fonte: Techtudo, disponível em: https://www.techtudo.com.br/listas/2019/01/sete-funcoes-odiadas-do-instagram.ghtm

29

Jan

Abordando temáticas atuais e urgentes, a Escola de Comunicação, Design, Educação e Moda oferece aos alunos o curso de “Educação Sem Homofobia”, ministrado pelo Prof. Dr. Lenin Campos. A atividade acontece no dia 31 de janeiro, a partir das 18h, na Unidade Floriano Peixoto. Os interessados em participam devem se dirigir a sala E6. As inscrições são feitas no local e a participação é válida como horas complementares.

Evidenciando a importância de falar sobre esse tema, o Prof. Lenin Campos, docente da Graduação em História da UnP, comenta a necessidade de promoção de discussões como essa. “A atenção aos direitos das minorias e o reconhecimento das inúmeras identidades étnicas que formam nossa sociedade é um tema bastante atual. Ele tem permeado as discussões sobre educação, cidadania e políticas públicas nos últimos anos e gerado conflitos intensos. Precisamos falar sobre isso”, explica o professor.

Compondo o quadro de atividades da Formação para Educação das Relações Étnico-Raciais e Direitos das Minorias, no dia 24 de janeiro, foi ofertado o curso de “Memórias e Valores de Populações Étnico-Raciais e Minorias em Geral nos Espaços Escolares”, ministrado Diretor-Presidente da FAPERN, Prof. Dr. Gilton de Souza. A ação é promovida pela UnP e vem impactando não só os alunos participantes, mas também todos os colaboradores envolvidos.

29

Jan

A Marinha do Brasil divulgou edital para o Concurso Público de Admissão às Escolas de Aprendizes-Marinheiros (CPAEAM), que está com inscrições abertas até 13 de fevereiro e ofertará 1.000 vagas. O concurso é destinado a brasileiros, do sexo masculino, natos ou naturalizados, com 18 anos completos e menos de 22 no dia 1° de janeiro do ano de 2020, que tenham o Ensino Médio completo e que estejam em dia com as obrigações civis e militares.

O candidato realizará uma Prova Objetiva composta por 50 questões, divididas em Português (15), Matemática (15), Ciências – Física e Química (15) e Inglês (5). Ao término dessa etapa, haverá eventos complementares, como a Verificação de Dados Biográficos, Inspeção de Saúde, Teste de Aptidão Física, Avaliação Psicológica e a Verificação de Documentos.

Os aprovados em todas as etapas serão designados a uma das quatro Escolas de Aprendizes-Marinheiros, no Ceará (EAMCE), Pernambuco (EAMPE), Espírito Santo (EAMES) e Santa Catarina (EAMSC).

O candidato aprovado no concurso realizará o curso de formação durante 48 semanas, sob o regime de internato, no qual estudará disciplinas do Ensino Básico e do Ensino Militar-Naval. Durante o curso, o Aprendiz-Marinheiro receberá ajuda de custo de R$ 900,00 mensais, além de alimentação, ajuda para aquisição de uniformes, entre outros auxílios. Ao final, o militar será nomeado Marinheiro e receberá remuneração em torno de R$ 1.900,00, já contando com adicionais.

A inscrição poderá ser feita no site www.ingressonamarinha.mar.mil.br. A taxa é de R$ 42 e pode ser paga até o 20 de fevereiro. No ato da inscrição, o candidato deverá indicar a ordem de preferência de área profissional: Eletroeletrônica, Apoio e Mecânica.

29

Jan

Entre os dias 25 e 28 de junho de 2019, a Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) recebe o XII Encontro Nacional de Pesquisa em Educação em Ciências (XII ENPEC), um evento bienal promovido pela Associação Brasileira de Pesquisa em Educação em Ciências (Abrapec). Essa é a primeira vez que a região Nordeste sedia o encontro.

O ENPEC é o maior evento de pesquisa em educação em ciências da América Latina, cujo objetivo é reunir e favorecer a interação entre pesquisadores das áreas de educação em biologia, física, química e áreas correlatas. As inscrições para o XII ENPEC seguem abertas até o dia do evento e devem ser realizadas no site oficial.

Qualquer pessoa interessada na pesquisa em educação em ciências da natureza e áreas afins pode participar, incluindo professores, pesquisadores e estudantes. A programação inclui mesas-redondas, conferências, sessões de apresentação de trabalhos completos no formato de pôsteres, rodas de conversa e encontros.

28

Jan

O Colégio CEI Romualdo comemora mais um ano de grandes resultados na aprovação de alunos no Sistema de Seleção Unificada (SiSU). A escola reuniu na tarde desta segunda-feira, 28, aprovados em diversos cursos na Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) e outras universidades espalhadas pelo país. Entre os destaques a escola aprovou os primeiros lugares na UFRN nos cursos de: Direito, Física, História, Ciências Sociais e Ciência e Tecnologia. Além de resultados expressivos em outras áreas como Nutrição, Psicologia e Arquitetura e Urbanismo.

O estudante Victor Almeida, aprovado em Medicina na UFPE, destacou a alegria pela aprovação e o papel da escola no processo. “Foi um ano de muito esforço e dedicação que contei com o apoio dos professores, tive todo o apoio necessário que foi fundamental nessa conquista. A equipe do CEI é incrível! Não precisei de nenhum cursinho. O apoio necessário tive aqui”, Victor da Cunha Lima Almeida, destacou.

Isadora Medeiros, 1º lugar em Direito na UFRN relatou a alegria de alcançar o topo. “Foi uma grande conquista depois de muita dedicação nos estudos, agora é comemorar e começar a vida de universitária”, destacou Isadora.

A diretora pedagógica do CEI Romualdo, Cristine Rosado, enfatizou a satisfação da escola e o sentimento de missão cumprida em mais um ano. “É um momento de muita alegria ver o resultado expressivo de tantos alunos, coroa todo o trabalho desenvolvido pela escola e que estamos no caminho certo”, explicou Cristine.

Alunos aprovados entre primeiros colocados na UFRN:

1º lugar: Rafael Saldanha Alecrim - Física; Arianne Miranda Vieira de Souza - História; Mariana Brito Azevedo - CeT; Helena Campos Pires Nunes - Ciências Sociais; Isadora Meira Lima Gonçalves de Medeiros - Direito.

2º lugar: André Eduardo Meneses do Nascimento - Eng. Química; Ravenna Cristianny Barbosa de Albuquerque Pereira - Letras - Língua Portuguesa; Letícia Lopes da Costa - Nutrição; Vitória Giovanna Bezerril Gomes - Biomédica; Gabriel Forte Lopes - Ciências Econômicas.

3º lugar: Maria Luísa Paes Barreto Pereira de Macêdo Machado - Psicologia; Giuliana Fulco Gonçalves - Direito; Letícia Lacerda da Cunha Melo - Eng. De Produção.

4º lugar:Jordana Gomes Carneiro - Tecnologia da Informação; Sarah Galvão Chaves - Arquitetura e Urbanismo; Carolina Panosso de Attayde - Ciência Sociais.

5º lugar: Maria Eduarda Assunção Pereira Soares - Arquitetura e Urbanismo; Maria Luiza Morais Pereira - Comunicação Social Audiovisual; Kleber Boa de Araújo - Direito; Lucas Queiroz de Aguiar - Eng. Civil.

28

Jan

Em 2015, o Tinder lançou uma versão paga de seu app de paquera em alguns mercados, com esta versão se chamando Tinder Plus. Naquele ano, a novidade causou polêmica por cobrar uma assinatura mais cara de usuários com mais de 30 anos, mas foi somente em 2018 que um usuário decidiu processar a empresa, acusando-a de discriminação. Agora, o Tinder fez um acordo com os reclamantes de uma ação coletiva, que pediam US$ 17,3 milhões de indenização por conta disso — mas o valor acabou ficando em US$ 11,5 milhões. As informações são do Canaltech.

O Tinder Plus dá vantagens como, por exemplo, voltar atrás em swipes, maior quantidade de Super Likes e a opção de dar match com pessoas de outros países. Para isso, a mensalidade cobrada de jovens com menos de 29 anos era de US$ 9,99, enquanto para usuários com mais de 30 o valor era de US$ 19,90. A empresa defendia a cobrança desigual com a justificativa de que usuários mais jovens teriam mais restrições orçamentárias em comparação com usuários mais velhos, precisando, então, de preços mais em conta para poderem assinar serviços online.

Segundo a matéria, no processo aberto em 2018, o caso acabou sendo arquivado em um tribunal da Califórnia, em decisão favorável ao Tinder. Mas o grupo de pessoas (que engloba cerca de 230 mil usuários) não desistiu, recorrendo da decisão; agora, eles conseguiram um martelo batido a seu favor. O Tinder pagará os US$ 11,5 milhões para o grupo em questão, e esses usuários ainda receberão uma assinatura Tinder Plus ou Tinder Gold gratuita, além de 50 Super Likes.

O Tinder também concordou em não cobrar mais valores diferentes de acordo com a faixa etária dos usuários, mas isso será válido somente para o estado da Califórnia, nos Estados Unidos. Para atrair a população mais jovem, a empresa pode oferecer cupons de desconto para quem estiver na faixa dos 21 anos.

Fonte: Canaltech, disponível em: https://canaltech.com.br/apps/tinder-vai-pagar-us-115-milhoes-por-cobrar-mais-de-maiores-de-30-anos-no-plus-131511

28

Jan

Pois é, a questão da privacidade online tem sido cada vez mais discutida, principalmente após os escândalos que ocorreram no ano passado; afinal, ninguém gosta de saber que seus dados estão sendo vendidos sem autorização para empresas, né? As informações são do Portal Tecmundo.

É comum citar o Facebook em discussões do gênero, já que a rede social de Mark Zuckeberg é um dos principais nomes quando o assunto é a coleta de dados dos usuários: as informações do público são armazenadas pela plataforma de acordo com o uso do app, as páginas com que o usuário interage, seus posts, fotos e álbuns compartilhados e assim por diante.

De acordo com o site, o que muitas pessoas nem imaginam é que, na verdade, o Facebook possui uma lista bem completa de interesses em potencial por parte dos usuários para servir de referência para os anúncios que serão mostrados durante a navegação – claro, sempre de acordo com o que o algoritmo acredita que o usuário gosta.

De acordo com uma pesquisa realizada pelo Pew Internet, um centro de pesquisa dos EUA, 74% dos participantes não faziam ideia desse compilado de interesses e características pessoais. Desse número, metade se sentiu desconfortável ao saber da existência da lista.

Contudo, é importante lembrar que nenhuma dessas informações é secreta ou algo do tipo; na verdade, esses dados podem ser acessados na página das preferências de anúncios. Mesmo assim, quando os usuários não têm conhecimento desse tipo de informação, é quase como se ela fosse secreta.

Para a própria rede social, realmente falta mais divulgação para os usuários a respeito da dinâmica dos anúncios online. Assim, os responsáveis pelo Facebook querem que o público compreenda melhor o funcionamento das ferramentas e dos controles de anúncios.

Fonte: Tecmundo, disponível em: https://www.tecmundo.com.br/redes-sociais/138025-74-usuarios-facebook-nao-sabia-dos-dados-rede-social-armazena.htm

28

Jan

O governo do estado do Rio de Janeiro escolheu Copacabana para instalar o programa de reconhecimento facial através das câmeras de trânsito e de segurança instaladas nas ruas do bairro. Com as imagens, será possível a Secretaria de Estado de Polícia Militar identificar pessoas que estejam com pedidos de prisão expedidos ou verificar placas de carros para saber se são roubados.

Segundo o secretário de Estado de Polícia Militar, coronel Rogério Figueredo de Lacerda, o programa de reconhecimento facial e de placas de veículos entrará em operação no carnaval e com ele será possível, por exemplo, registrar a presença de um criminoso ou de um carro roubado durante uma blitz ou em um bloco carnavalesco.

O sistema usará um software da empresa de telefonia Oi e as imagens serão transmitidas diretamente para o Centro Integrado de Comando e Controle (CICC), na Cidade Nova, região do central do Rio. Lá, os operadores vão checar as informações enviadas com os bancos de dados da Polícia Civil, no caso de reconhecimento facial, e do Detran para as placas de carros. O projeto que é uma parceria entre as secretarias de Polícia Militar e de Polícia Civil, Detran, Prefeitura do Rio de Janeiro e a Oi.

O porta-voz da secretaria, coronel Mauro Fliess, informou à Agência Brasil, que o programa vai usar câmeras que já operam nas ruas da região, mas haverá a instalação de novos equipamentos. A escolha dos locais será feita com a participação dos comandos do Batalhão e das unidades de Polícia Pacificadora (UPP), que funcionam em Copacabana.

Com informações da Agência Brasil

28

Jan

No dia 6 de fevereiro, Natal será sede do treinamento “O Poder da Ação”, baseado no método que tem feito sucesso entre as celebridades. Criada pelo PhD em Coaching Paulo Vieira, autor do best-seller que dá nome ao curso, a metodologia do Coaching Integral Sistêmico (CIS), já atingiu 400 mil pessoas no mundo, incluindo artistas de diversas áreas, como os cantores Gabriel Diniz e Wesley Safadão.

Intérprete do hit “Jennifer”, o cantor Gabriel Diniz participou recentemente do treinamento “O Poder da Ação” realizado no último dia 22 de janeiro, na cidade de Fortaleza. Além dele, o cantor Wesley Safadão, o ator Roger Gobeth, a atriz Dani Suzuki, os lutadores Minotauro e Lyoto Machida, o ex-BBB e modelo Lucas Fernandes, a cantora Sandra de Sá, o ator Rômulo Estrela, a atriz Flávia Monteiro, entre outros, investiram no treinamento que garante aperfeiçoamento pessoal e profissional.

Curso
O treinamento O Poder da Ação é uma imersão com aplicação de ferramentas práticas, para que os participantes realizem metas pessoais, profissionais e empresariais. Tudo isso através da metodologia do Coaching Integral Sistêmico para organizar, criada pelo próprio Paulo Vieira, que vai acelerar os resultados desejados, agindo de maneira focada, identificando a capacidade de cada um como pessoa e profissional e eliminando os impedimentos para o alcance desses objetivos.

De acordo com o próprio Paulo Vieira, “Não importa se seu objetivo é ousado ou muito fácil de conquistar. O que vai realmente importar é o que de fato você fará para conquistar seu objetivo.” Durante 8 horas, Paulo Vieira propõe a execução de técnicas do seu livro O Poder da Ação com foco em agir certo e massivamente, eliminar distrações, usar foco e comunicar vitória.

 

28

Jan

Um momento diferente para desbravar um novo universo: a robótica. Assim foi a tarde dessa quinta-feira (24), para doze crianças e adolescentes, atendidos pela Casa Durval Paiva de Apoio à Criança com Câncer, durante o passeio terapia ao visitarem a Roboeduc, primeira escola de programação e robótica do país. O encontro foi guiado pelos professores da escola, que desafiaram os participantes a pensarem de maneira mais ampla sobre a reciclagem e como as pequenas atitudes contribuem para a preservação do planeta.

Segundo a coordenadora pedagógica da Roboeduc, Jadiliana Tavares, tendo contato com as peças e funções realizadas pelos robôs, as crianças e adolescentes têm a oportunidade de conhecer parte das possibilidades existentes no mundo da robótica.

Logo no início da atividade, os educadores apresentaram todas as peças e funções do Lego Educacion Mindstorms, kit utilizado durante o encontro. Em seguida, os participantes foram orientados e estimulados a trabalharem em equipe e montarem seus próprios robôs para, assim, colocá-los em funcionamento e conseguirem realizar uma missão.

O desafio proposto ao grupo abordou a preservação do meio ambiente, tema recorrente e necessário. Os professores explicaram mais sobre a reciclagem, coleta seletiva e chegaram a um questionamento: “como limpar a cidade com bastante rapidez?”. Para cumprir com êxito a missão, as crianças e adolescentes da Casa Durval Paiva montaram robôs e controlaram guiando-os para realizarem a coleta seletiva dos objetos coloridos postos na pista de acordo com seus respectivos significados: Azul – papel, vermelho – plástico; verde – vidro e amarelo – metal.

“É gratificante presenciar as novas descobertas. Aqui, presenciamos o primeiro contato com a robótica, em um projeto tão legal como Passeio Terapia, que afasta um pouco nossas crianças e adolescentes do ambiente hospitalar, amenizando as dores e apresentando novas perspectivas”, comentou a pedagoga da Casa Durval Paiva, Patrícia Marques.

Para a participante Rayane Dantas, 23 anos, que teve a primeira oportunidade de montar um robô, a experiência foi marcante. “A primeira vez que vi um robô foi no IMD, mas no dia não pude montar. Desde então, fiquei curiosa para saber mais como funcionava, sempre achei muito interessante. Agora, o dia chegou e hoje montei meu primeiro robô, foi muito especial”, comemorou.

Para o diretor da Roboeduc, Cássio Leandro, ter ações como essa dentro da instituição só engrandece o trabalho da equipe. “Estamos sempre querendo incluir, apresentar a robótica para aqueles que ainda não conhecem esse universo. Vê a alegria em cada um que participou desse dia tão especial mostra que estamos no caminho certo”, finalizou.

Foto: Emily Frank