Comunicação

17

Mai

Comunicação

Decreto obrigada motoristas de aplicativos a passar a contribuir com o INSS

O presidente Jair Bolsonaro publicou ontem (16) o decreto que obriga motoristas de aplicativo a contribuírem para o INSS (Instituto Nacional do Seguro Social). De acordo com a regulamentação, os condutores que trabalham para Uber, 99, Cabify e outras empresas de transporte devem se formalizar como MEI (Microempreendedor Individual) e realizarem os pagamentos mensais de tributos.

Com isso, passam a ter direito a benefícios como auxílio-doença, auxílio-reclusão e também aposentadoria por invalidez, além de terem direito à aposentadoria por idade e tempo de contribuição. A responsabilidade pelo processo de formalização é dos próprios motoristas, enquanto a fiscalização fica por conta das administrações municipais e dos aplicativos, que não poderão ter condutores irregulares atendendo aos usuários e deverão fazer acordos com a Dataprev para confirmação da inscrição.

Aos motoristas, também é importante observar as regras do MEI, pelas quais o trabalhador não pode ter renda acima de R$ 81 mil por ano. O pagamento mensal é ajustado anualmente e, em 2019, é de R$ 49,90, um valor equivalente a 5% do salário mínimo. Caso essa não seja uma alternativa viável, também é possível se registrar como contribuinte individual, realizando o pagamento mensal dos tributos e tendo acesso aos mesmos benefícios.

Quem dirige como forma de complementar a renda e já contribui com o INSS pelo teto (R$ 5,8 mil) e por meio de outras atividades não precisa pagar mais por ser um condutor. Os funcionários públicos, entretanto, são uma exceção, pois possuem um regime previdenciário próprio e, sendo assim, precisam contribuir com o INSS a partir da renda obtida por meio dos aplicativos.

O decreto foi preparado pelo Ministério da Economia junto com a Casa Civil e vem para acompanhar as novas regras de transporte por aplicativo, aprovada pelo Congresso em 2018. Além de dar mais segurança e proteção aos motoristas, o governo deseja ver um aumento no faturamento por conta da formalização, mas não deu uma expectativa de arrecadação.

Fonte: Portal Canaltech, disponível em: https://canaltech.com.br/governo/motoristas-de-aplicativo-deverao-contribuir-com-inss-139397/

10

Mai

Comunicação

Minuto da Câmara

A situação do hospital municipal Dr. Newton Azevedo foi um dos pontos tratados com o secretário municipal de Saúde, Dr. George Antunes. O gestor apresentou o balanço das ações e revelou que estuda transferir a unidade para outro local, após as dificuldades relatadas pelos vereadores da Comissão de Saúde da Câmara. Essa e outras notícias, você acompanha no Minuto da Câmara, o seu resumo semanal do trabalho realizado no legislativo municipal de Natal. Acompanhe:

A Reforma da Previdência foi pauta de uma audiência pública realizada por iniciativa da vereadora Nina Souza (PDT). A proposta foi garantir mais visibilidade às mudanças nas regras da aposentadoria, que estão sendo apreciadas na Câmara Federal. Essa e outras notícias, você acompanha no Minuto da Câmara, o seu resumo semanal do trabalho realizado no legislativo municipal de Natal. Acompanhe: 

10

Mai

Comunicação

Hemonorte alerta população a doar sangue para repor estoque

O Hemocentro do Estado do Rio Grande do Norte  precisa de sangue de todos os tipos. O estoque está em nível crítico e o fornecimento de sangue e hemocomponentes para a rede hospitalar já está comprometido.

No momento, o Hemonorte tem em estoque pouco mais de 200 unidades, número esse bem abaixo do necessário para suprir a demanda diária, que necessita de 800 bolsas dia, prontas para uso.

O sangue não tem substituto e por isso a doação voluntária é fundamental. Pode doar sangue qualquer pessoa que tenha entre 16 e 69 anos e mais de 50 quilos, além de não ter ingerido bebida alcoólica nas últimas 12 horas, não ter tomado a vacina contra a gripe nas últimas 48 horas e não ter tido hepatite após os 11 anos de idade. Os jovens com 16 e 17 anos podem fazer sua doação  acompanhados de um responsável legal. 

Os intervalos para doação são de 60 dias para homens e de 90 dias para mulheres, com o máximo de quatro doações ao ano para o homem e três doações para a mulher.

O Hemocentro do RN é responsável por distribuir sangue e hemoderivados para todos os hospitais públicos e mais os leitos dos planos de saúde cadastrados. O Hemonorte está localizado na AV. Alexandrino de Alencar, 1800- Tirol.

10

Mai

Comunicação

Universidade Potiguar promove curso sobre apresentação e reportagem de TV

Com foco na reportagem e apresentação para TV, acontece em Natal, na UNP Roberto Freire, no dia 25 de maio, um curso com a presença de Michelle Rincon, Lídia Pace e Diego Dantas. Sem pré-requisitos para os participantes, o curso busca capacitar os talentos da área com conteúdo específico. 

Idealizador do curso, o jornalista Diego Dantas, Grupo Globo e 98 FM, destaca a importância da capacitação para quem sonha em ingressar no mercado. "A formação, em muitos casos, é autodidata. Hoje, com as Tvs web e com o Youtube, por exemplo, temos muitas pessoas atuando em vídeo sem nenhuma capacitação específica. Nossa intenção é orientar esses talentos, que, em alguns casos, já trabalham no mercado, para oferecer profissionais mais preparados para o mercado", explica. 

Além do jornalista Diego Dantas, que vai ministrar o módulo sobre Imagem e Voz na TV, o curso conta com Michelle Rincon, ex-apresentadora da Intertv Cabugi e correspondente do Grupo Globo por duas décadas no Rio Grande do Norte, que vai palestrar sobre reportagem, e Lídia Pace, apresentadora e repórter de rede no estado, que estará à frente do conteúdo sobre apresentação. 

"Nossa ideia é oferecer um conteúdo prático, mostrando como funciona o trabalho no vídeo, tanto para quem pretende trabalhar em televisão como também para as novas plataformas. Serão dicas e caminhos apresentados por profissionais que atuam no mercado e que têm experiência em coberturas locais e nacionais", aponta o organizador. 

O curso vai oferecer para os participantes certificado de seis horas. As inscrições e outras informações podem ser obtidas por meio do WhatsApp: (84) 99424-3325.

10

Mai

Comunicação

Governo pode pagar R$ 51 mi por vetar propaganda do BB

A polêmica interrupção da mais recente campanha do Banco do Brasil por parte do Palácio do Planalto ganhou um novo capítulo nesta quinta-feira, 9. O Ministério Público Federal (MPF) do Rio Grande do Sul ajuizou Ação Civil Pública para que a peça publicitária “Selfie” seja veiculada conforme a contratação original de mídia. O documento ainda pede que seja pago, a título de dano moral coletivo, três vezes o valor da campanha, o que resultaria no montante de R$ 51 milhões.

A ação, protocolada pelo procurador Regional dos Direitos do Cidadão Enrico Rodrigues de Freitas, orienta que o valor da indenização seja aplicado em campanhas de conscientização de enfrentamento ao racismo e à LGBTQfobia e que “os valores pagos recaiam na rubrica orçamentária destinada à comunicação social da Presidência da República”.

No texto, o Ministério Público Federal afirma também que a proibição viola a Lei das Estatais e fere a Constituição por censura e preconceito. “Tendo em vista a motivação do ato, entende-se, também, a existência de ofensa à Constituição da República, que veda o preconceito com base em raça ou de orientação sexual e de identidade de gênero, o que inclui o preconceito denominado LGBTQfobia, bem como qualquer discriminação atentatória dos direitos e liberdades fundamentais”, diz o MPF.

A polêmica
O caso começou em decorrência do descontentamento do presidente Jair Bolsonaro com o teor de um comercial criado pela WMcCann para o Banco do Brasil, que foi veiculado de 31 de março a 14 de abril, repleto de termos populares na internet e protagonizado por jovens negros, brancos, de cabelos pintados e tatuagens tirando selfies (veja o filme baixo).

Em nota, a instituição argumentou que faltaram no comercial “outros perfis de jovens brasileiros que o banco busca alcançar com suas campanhas de publicidade”. “O presidente Jair Bolsonaro e eu concordamos que o filme deveria ser recolhido”, afirmou o presidente do Banco do Brasil, Rubem Novaes. O episódio gerou ainda a demissão do diretor de marketing da instituição financeira, Delano Valentim. Por hora, quem acumula suas funções é o diretor de estratégia e organização do banco, Alexandre Alves de Souza.

Fonte: Portal Meio e Mensagem, disponível em: https://www.meioemensagem.com.br/home/comunicacao/2019/05/09/governo-pode-pagar-r-51-milhoes-por-veto-a-propaganada-do-bb.html

8

Mai

Comunicação

Do exterior, Flávio Azevedo evita dar detalhes sobre a compra da Tribuna do Norte

Somente após chegar de viagem ao exterior, na próxima semana, que o empresário Flávio Azevedo deverá se pronunciar de público sobre a negociação que envolve a compra do jornal Tribuna do Norte, da Rádio Globo (que passará a FM nos próximos meses) e do Portal da Tribuna, o mais acessado do Rio Grande do Norte. O mercado da comunicação está em polvorosa com o anúncio do entendimento para a compra, após a tentativa anterior de venda da TN para o grupo da InterTV ter naufragado.

As informações que circulam são de que o acordo fechado entre Flávio Azevedo e a família Alves envolve um aporte entre R$ 2,5 milhões e R$ 3,5 milhões para o jornal. O contrato está acertado mas ainda não assinado – o que só vai ocorrer após Flávio chegar de viagem, no dia 15 de maio. Até lá, a família mantém discrição sobre os termos do contrato. Um dos interesses seria de que a Rádio Globo passasse a transmitir a rádio Band News, mas é um dos pontos ainda em aberto.

Ex-diretor na Confederação Nacional da Indústria, ex-secretário de Estado, ex-presidente da Fiern e de currículo extenso no mundo econômico e empresarial, Flávio Azevedo há anos mantém interesse no ramo da comunicação. Quando o Diário de Natal fechou, em 2012, foi um dos nomes que chegou a sondar a aquisição da marca junto ao grupo Diários Associados. Foi um dos fundadores do Portal No Ar, que tem 6 anos de existência e é dirigido pelo jornalista Ricardo Rosado. Investir agora na revitalização do mais tradicional jornal do Estado no momento difícil que passa o jornal impresso como um todo, é um gesto de ousadia de um homem com visão de mercado e de futuro.

8

Mai

Comunicação

Candidatos a MEI devem fazer inscrição em plataforma digital federal

Quem planeja abrir um negócio e pretende enquadrá-lo na categoria de Microempreendedor Individual (MEI) deve ficar atento. Governo Federal estabeleceu um novo critério para o registro: antes da formalização, o empreendedor precisa se cadastrar no Brasil Cidadão, a plataforma digital que congrega 22 serviços públicos digitais, como inscrição no ENEM, emissão de passaporte, solicitação de auxílio-doença e carteira de trabalho. O cadastro é feito pela internet no Portal de Serviços (www.serviço.gov.br).

A nova regra é válida para as novas formalizações, mas não impede que os demais microempreendedores já formalizados também façam o cadastro. A plataforma de Autenticação do Cidadão (Brasil Cidadão) faz parte do novo contexto Cidadania Digital proposto pelo decreto 8.936/2016. O objetivo é ampliar e simplificar o acesso aos serviços públicos digitais. De acordo com o Governo com essa nova iniciativa é uma questão de melhoria onde vão reduzir os custos deste e eliminar assim as dificuldades enfrentadas atualmente no atendimento presencial.

A gestora do MEI no Sebrae no Rio Grande do Norte, Ruth Suzana Maia, acredita o registro no Brasil Cidadão trará benefício para o empreendedor. “Uma vez cadastrado na plataforma o empreendedor, o MEI evita se deslocar, não enfrentar filas, imprimir ou autenticar documentos, pois é uma plataforma de autenticação digital do cidadão, então qualquer um pode fazer independente de ser MEI. Mas, a partir de agora, só se formaliza como MEI se tiver o cadastro, o que vai dar ao futuro empreendedor mais segurança e privacidade”.

Segundo Ruth Maia, o Sebrae pode orientar os empreendedores, explicando o passo a passo para que possam cadastrar o e-mail e receber o código do documento Brasil Cidadão, mas essa é uma obrigação dos MEIs e precisa ser feita antes do registro no Portal do Empreendedor (www.portaldoempreendedor.gov.br). “Quando eles vierem para a palestra do MEI, precisam do número em mãos, a codificação, e só assim é feita a formalização”.

Atualmente, existem 8,1 milhões de negócios cadastrados como MEI no Brasil, sendo 105,7 mil deles somente no Rio Grande do Norte. Essa é a principal porta de entrada de muitos profissionais que trabalham por conta própria no meio empresarial formal e, no caso do RN, representa 66% das empresas optantes pelo Simples no estado.

7

Mai

Comunicação

Geração Z: quase metade dos jovens não controla suas finanças, revela pesquisa

Praticamente metade dos jovens com idades entre 18 e 24 anos, nascidos dentro da chamada Geração Z e considerados os primeiros nativos digitais, tendo crescido em um ambiente com acesso a grandes quantidades de informação, recursos tecnológicos e propensão ao auto aprendizado, não realiza o controle das finanças pessoais (47%). A principal justificativa é o fato de não saber fazer (19%), sentir preguiça (18%), não ter hábito ou disciplina (18%) ou não ter rendimentos (16%). Por outro lado, 53% afirmam controlar receitas e despesa, e apesar de bastante conectados, 26% ainda utilizam o tradicional bloquinho de papel para organizar o orçamento.

Oito em cada dez entrevistados garantem ter alguma fonte de renda (78%), sendo que a maior parte (36%) trabalha com carteira assinada e 23% estão alocados em trabalho informal, fazendo bicos ou atuando como freelancers. Em contrapartida, 22% não têm rendimentos. O estudo mostra, ainda, que dos jovens que afirmam ter dinheiro guardado (52%), a maioria investe em opções pouco ou nada rentáveis: 53% mantém os valores na poupança, 25% guardam em casa e 20% na conta corrente.

Os dados foram levantados em uma pesquisa conduzida pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) em parceria com o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), que avaliou hábitos de gestão das finanças pessoais desse grupo. A pesquisa integra o convênio Políticas Públicas 4.0 (PP 4.0), firmado entre o Sistema CNDL e o Sebrae, e pretende coletar insumos para a proposição de políticas públicas que contribuam com a melhoria do ambiente de negócios no país e, consequentemente, apoiem o desenvolvimento do varejo.

O estudo também revela que 65% dos jovens da Geração Z contribuem financeiramente para o sustento da casa. Considerando os gastos mensais pagos com o próprio dinheiro, nove em cada dez mencionam ao menos alguma despesa, sendo que as mais comuns são: alimentação (51%), roupas, calçados e acessórios (43%), produtos de higiene e beleza (34%), TV por assinatura ou internet (31%) e contas de serviços básicos como água e luz (27%). Por outro lado, 11% têm todas as despesas e gastos mensais pagos por terceiros.

3

Mai

Comunicação

Minuto da Câmara

O Plano Municipal de Leitura foi debatido durante encontro da Frente Parlamentar do Livro. Essa e outras notícias, você acompanha no Minuto da Câmara, resumo semanal do trabalho realizado no legislativo municipal de Natal. Acompanhe:

Parlamentares participaram do lançamento da Campanha Maio Amarelo, o mês dedicado a prevenção de acidentes no trânsito. Confira:

3

Mai

Comunicação

Rádios comunitárias pedem apoio ao governo do Estado

A governadora Fátima Bezerra recebeu nesta quinta-feira (02) a diretoria da Associação Brasileira de Radiodifusão Comunitária (Abraço/RN), que veio pedir apoio ao projeto a ser encaminhado à Assembleia Legislativa com objetivo de fomentar o fortalecimento das emissoras no Rio Grande do Norte e agradecer o trabalho dela, como parlamentar, nesse sentido.

Fátima foi relatora, na Comissão de Educação da Câmara dos Deputados, do projeto que isenta as comunitárias do pagamento de direitos autorais ao Escritório Central de Arrecadação e Distribuição (Ecad). O projeto ainda está em tramitação.

"Considero fundamental, muito importante, o papel das rádios comunitárias na democratização das comunicações. Por isso temos todo o interesse de apoiar a luta de vocês. No Brasil, infelizmente, o marco regulatório não avançou como devia", disse a governadora à delegação, que estava acompanhada do deputado estadual Ubaldo Fernandes.

O presidente da Abraço/RN, Thomaz Sena, da 87 FM Macaíba, disse que as entidades estão organizando um grande movimento nos Estados em defesa da sustentabilidade das emissoras. Por serem entidades sem fins lucrativos, existe uma série de obstáculos que as impedem de receber anúncios ou de firmar parcerias para divulgar as ações de órgãos públicos.

A comitiva pediu ao governo a criação de um programa de incentivos à energia solar para que as rádios possam reduzir a conta de luz, que está no topo dos gastos das emissoras. No Rio Grande do Norte há mais de 100 rádios comunitárias, das quais 48 filiadas à Abraço/RN.

Sobre a audiência, Thomaz Sena observou: “pela primeira vez o Governo do Estado recebeu a Abraço Rio Grande do Norte. Foi um momento especial para nós porque temos uma governadora que defende o fortalecimento das rádios comunitárias, que sempre apoiou e defendeu a importância da categoria."

3

Mai

Comunicação

Mais de 745 mil pessoas declararam IR por meio de dispositivos móveis

A Receita Federal recebeu 745.880 declarações do Imposto de Renda por meio de dispositivos móveis - tablets esmartphones. Segundo o órgão, esse número foi mais do que o dobro do ano passado.

O prazo para a entrega das declarações terminou no último dia 30. A Receita Federal registrou 30.677.080 declarações entregues no prazo.

Atraso

Quem não entregou a declaração do IRPF 2019 dentro do prazo, pode enviar o documento, mas já está sujeito ao pagamento de multa mínima de R$ 165,74 e máxima de 20% do imposto devido. A multa é de 1% de do imposto devido por meio de atraso, limitado a 20%.

O programa de preenchimento da declaração do Imposto de Renda da Pessoa Física de 2019, ano base 2018, está disponível no site da Receita Federal. Também é possível preencher e enviar o documento por meio do aplicativo Meu Imposto de Renda para tablets e celulares. Por meio do aplicativo, é possível ainda fazer retificações depois do envio da declaração.

Fonte: Agência Brasil

30

Abr

Comunicação

Número de empresas inadimplentes ainda cresce, mas em ritmo menor do que no ano passado

O número de empresas com contas em atraso e registradas nos cadastros de devedores cresceu 3,30% em março na comparação com o mesmo mês do ano passado – trata-se da menor variação desde setembro de 2017, quando a alta fora de 2,62%. Na passagem de fevereiro para março de 2019, sem ajuste sazonal, a alta foi de 0,69%. Os dados foram calculados pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil).

Na avaliação do presidente do SPC Brasil, Roque Pellizzaro Junior, a inadimplência das empresas tem crescido de forma mais moderada do que no auge da crise e sinaliza um cenário de acomodação para os próximos meses de 2019. “Mesmo com a lenta retomada da confiança, os empresários seguem cautelosos para investir. Com isso, há menos custos e menos tomada de crédito, consequentemente, há menos endividamento. Além disso, o crescimento econômico segue em ritmo abaixo do que era esperado do início do ano, com o mercado de trabalho demorando para reagir e a capacidade ociosa das indústrias em níveis elevados”, afirma Pellizzaro Junior.

Inadimplência das empresas cresce mais na região sudeste; dívidas de pessoas jurídicas caem pela primeira vez desde 2011

Os dados regionais mostram que o Sudeste lidera o crescimento da inadimplência entre as empresas. Na comparação com o mesmo mês do ano anterior, o número de pessoas jurídicas negativadas na região cresceu 4,60%, a maior alta entre as regiões pesquisadas. Em seguida aparecem, na ordem, as regiões Sul, que registrou avanço de 3,29% na mesma base de comparação, Centro-Oeste (1,99%), Nordeste (1,53%) e Norte (0,47%).

Entre os segmentos devedores, destacam-se as altas apresentadas pelos ramos de serviços (5,74%) e comércio (1,55%), seguidos pelas empresas que atuam no setor das indústrias (0,93%). Entre os setores credores, ou seja, os que deixaram de receber valores de terceiros, o setor de serviços, que engloba bancos e financeiras, responde por 70%. Em seguida aparecem estabelecimentos comerciais (17%) e indústrias (12%).

Outro indicador também mensurado pelo SPC Brasil e pela CNDL é o de dívidas em atraso. Neste caso, houve a primeira retração desde janeiro de 2011, início da série histórica, com uma queda de -0,11% na comparação com março do ano passado. Na comparação mensal, na passagem de fevereiro para março, a variação foi positiva, de 0,44%, um resultado que denota estabilidade.

“Para os próximos meses, espera-se a atividade econômica ainda se mantenha pouco aquecida, o que deve manter o crescimento da inadimplência das empresas em patamares ainda discretos”, afirma Pellizzaro Junior.

29

Abr

Comunicação

Jornalista Dinarte Assunção estreia hoje na bancada do Jornal das 6 da 96FM

Hoje tem estreia nas ondas do rádio.O jornalista Dinarte Assunção passa a compor a bancada do Jornal das 6, na 96FM, ao lado dos jornalistas Ênio Sinedino e Marco Aurélio Sá.

Polêmico, investigativo e de opiniões marcantes, Dinarte deve apimentar ainda mais o programa que já é conhecido pelos debates de opinião. 

"A expectativa que tenho é de como será o debate. Desde que anunciamos, a 96 FM e eu, que eu seria parte do Jornal das 6, foram várias as mensagens que chegaram perguntando como vai ser estar na bancada onde uma visão mais conservadora predomina, enquanto eu defendo pontos de vista liberais. Então, quem quiser saber como vai ser, precisa sintonizar hoje às 18h", afirma Dinarte. 

A 96 FM mantém um time de jornalismo afiado. Todas as manhãs, tem Diógenes Dantas e comentaristas no Jornal 96; na hora do almoço, o 96 Minutos comigo - Juliska Azevedo - Gustavo Negreiros e Silvio Henrique. E Enio, Marco Aurélio e Dinarte a partir das 18h.

29

Abr

Comunicação

Crise e novo comportamento reduzem interesse dos jovens em dirigir

Símbolo de maturidade, status e autonomia desde que chegou ao Brasil, em 1891, o automóvel vem perdendo espaço entre os mais jovens. Identificada pelos governos, setor automotivo e por autoescolas, o crescente desinteresse dos jovens tem diversas causas. Entre os principais motivos apontados, estão a crise econômica, os inconvenientes do trânsito, os custos para manter um veículo próprio e a popularização de aplicativos móveis.

“Muitos jovens não consideram mais a CNH [Carteira Nacional de Habilitação] uma prioridade”, disse à Agência Brasil o presidente da Federação Nacional das Autoescolas e Centro de Formação de Condutores (Feneauto), Wagner Prado. Também presidente do Sindicato dos Centros de Formação de Condutores de Mato Grosso do Sul, Prado afirma que o fenômeno se intensificou a partir de 2015, com o agravamento da crise econômica e o acesso aos serviços de aplicativos de transporte pago ou compartilhado.

“Muitos jovens estão adiando o momento de tirar a habilitação. As famílias têm optado por investir em outras coisas, como em cursos universitários para estes jovens. Com isso, muitos acabam desistindo de tirar suas carteiras”, comentou Prado.

“Antes, tudo que um garoto queria era completar 18 anos para poder dirigir o próprio carro. Hoje, eles veem os custos com IPVA, manutenção, seguro; o trânsito nas cidades; tem mais consciência sobre os riscos de acidentes. Somando a isso, aspectos como a Lei Seca, muitos acabam optando por outras formas de se deslocar, como os aplicativos de compartilhamento”, explicou o presidente da Feneauto.

Fonte: Agência Brasil

28

Abr

Comunicação

Mais um profissional pede para sair da InterTV e Michelle Rincon assume gerência de cooperativa médica

Depois da surpresa com o pedido de demissão da jornalista Michelle Rincon, que tinha quase 22 anos de InterTV Cabugi, sendo uma das jornalistas mais longevas nas telinhas do RN, agora foi o editor do Bom Dia RN - responsável pelo comando daquele jornal - Francisco Júnior, quem anunciou que também pediu para sair. Francisco tinha quase 12 anos de Cabugi. Ele assumirá nova função em outra emissora: a TV Assembleia, e se dedicará também a outros desafios no jornalismo. Nas redes sociais dele, divulgou: "na próxima sexta, encerro minha passagem pela InterTV para ir em busca de algo que volte a me dar satisfação e prazer na profissão". 

O editor Francisco Júnior se soma a Michelle, ao jornalista Marksuel Figueiredo (que apresentava o RN TV 1a Edição com Emmily Virgílio), à jornalista Anna Alyne Cunha que apresentava o Resenhas do RN, para citar os que pediram demissão mais recentemente. 

Já Michelle Rincon assumiu sua nova missão na comunicação, agora do outro lado do balcão, no setor corporativo: passou a responder, desde sexta-feira, pela gerência do setor de Comunicação e Marketing da Unimed Natal.