Lazer & Cultura

12

Ago

Feira de Livros e Quadrinhos de Natal realiza neste sábado live com Ilustralu sobre sua nova obra: Arlindo

A Feira de Livros e Quadrinhos de Natal (FLiQ Natal) realizará neste sábado (14), a partir das 11h, live com a ilustradora e escritora potiguar Ilustralu, que fará um bate papo com os participantes sobre sua mais recente obra: Arlindo.

O bate papo será coordenado pelo também escritor e ilustrador Aureliano. As inscrições já estão abertas e podem ser feitas através do link: https://www.even3.com.br/fliqnatal/. O evento será gratuito e o participante, após realizada a inscrição, receberá um link por e-mail que dará acesso ao evento.

Sobre a obra “Arlindo”

Arlindo é um garoto cheio de sonhos e vontade de encontrar seu lugar no mundo. Tudo o que ele quer é seguir sua vida de adolescente na cidadezinha onde mora, no interior do Rio Grande do Norte.

Por mais que ele se esforce e dê o seu melhor, muita gente na cidade não aceita Arlindo ― o que traz uma série de problemas na escola e até mesmo dentro de casa. Aos poucos, porém, ele vai perceber que vale a pena lutar para ser quem ele é, ainda mais quando tem tanta gente com quem contar.

Com um traço divertido, cores vibrantes e um monte de referências aos anos 2000, esta história em quadrinhos que já conquistou milhares de fãs na internet fala sobre encontrar forças nas pessoas que a gente ama e dentro de nós mesmos.

Sobre Ilustralu

Luiza de Souza, ou Ilustralu nasceu em Currais Novos (RN), em 1992. Graduada em publicidade pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte, trabalha como ilustradora e faz quadrinhos. Possui trabalhos espalhados pelo mundo e dentre eles está Arlindo, sua criação em cores vivas e repleta de referências aos anos 2000, em que o protagonista que dá nome à HQ tenta descobrir sua identidade em meio ao turbilhão de sentimentos da adolescência vivida no interior do Rio Grande do Norte.

Sobre a 10ª FliQ

A FliQ completa este ano 10 anos. Uma década de muita cultura, promovendo e estimulando os quadrinhos, a leitura e a produção literária e buscando sempre novas formas de potencializar a arte e a educação no Rio Grande do Norte. A edição de 2021 vai acontecer de forma presencial e on-line, com foco central na literatura potiguar.

O evento será realizado de 26 a 29 de agosto no Parque das Dunas, das 8h às 17h horas e contará com mais de 50 horas de atividades culturais gratuitas. Serão palestras, debates, cordel, oficinas, lançamentos de livros, quadrinhos, sessões de autógrafos e apresentações artísticas. Participarão ainda as editoras locais Jovens Escribas, Cooperativa Cultural da UFRN, Artbook, Sebo Vermelho, Cata Livro, Cuscuz HQ e CJA. Toda programação será aberta ao público e gratuita.

A Feira de Livros e Quadrinhos de Natal tem o patrocínio do Governo do Estado-Lei Câmara Cascudo, Prefeitura de Natal-Lei Djalma Maranhão, Unimed Natal, Arena das Dunas, 3 Corações-Santa Clara, e apoio do IDEMA-Parque das Dunas, Funcarte e Fundação José Augusto.

12

Ago

Venda de livros no primeiro semestre aumenta 48,5% em relação a 2020

O mercado de livros nacional encerrou o primeiro semestre do ano com venda de 28 milhões de exemplares, o que representa alta de 48,5% em relação aos 18,9 milhões vendidos no mesmo período de 2020.

Em termos de valor, o faturamento alcançou R$ 1,19 bilhão, cerca de 39,9% a mais que os R$ 846,2 milhões apurados no acumulado até julho do ano passado. O preço médio no período recuou 5,78%, passando de R$ 44,86 para R$ 42,26.

O Painel do Varejo de Livros no Brasil foi divulgado ontem (11) pelo Sindicato Nacional dos Editores de Livros (Snel), a partir de pesquisa feita pela Nielsen BookScan. De acordo com o presidente do Snel, Marcos da Veiga Pereira, a alta registrada reflete dois momentos distintos do mercado, apontando, em 2021, para um setor livreiro mais consolidado, contra um mercado atingido duramente pela pandemia de covid-19, em 2020, com as medidas de isolamento social impostas pelas autoridades sanitárias para impedir a disseminação da doença.

 A 4ª Bienal Brasil do Livro e da Leitura começa neste sábado (18) e vai até 26 de agosto, no Centro de Convenções Ulysses Guimarães, em Brasília.

“São situações muito diferentes. Isso cria uma base de comparação muito desfavorável”, analisou Pereira, em entrevista à Agência Brasil. Pra ele, importante é olhar o que está acontecendo em 2021, tendo em vista que a base de comparação com 2020 é deprimida, devido à pandemia. Ele acredita que daqui para frente vão começar a ser vistos dados que mostrarão quando “começou a virar a curva e experimentar o crescimento”.

Redescoberta

Segundo Marcos da Veiga Pereira, desde setembro de 2020, o aumento do consumo de livros vem demonstrando resultados positivos, fruto de ações promocionais, oferta de bons lançamentos e o estreitamento do relacionamento com os leitores nas redes sociais: “com a pandemia, a gente teve uma oportunidade que foi a redescoberta da leitura e essa redescoberta foi possibilitada pelo atendimento, principalmente naquele primeiro momento, do varejo online”.

O comparativo entre o sétimo período de 2021 (21 de junho a 18 de julho) e o período imediatamente anterior (de 24 de maio a 20 de junho) revela crescimento no mercado livreiro nacional de 26% de vendas em volume e de 23,7% em valor. “Essa é uma ótima notícia! O movimento de leitura continua fortalecido. Agora, a gente está vivendo um momento em que tem a reconexão com a leitura, tem a reabertura das livrarias. Então, a gente tem uma responsabilidade como indústria de manter a leitura em alta. Essa é a minha preocupação permanente”.

O presidente do Snel disse que durante muito tempo o varejo foi passivo. A pandemia fez com que o setor livreiro ficasse mais ativo, no sentido de procurar os leitores, de conhecer melhor os consumidores. Pereira considera difícil o mercado continuar crescendo em dois dígitos, porque vai ter uma base de comparação cada vez mais forte. Apesar disso, apostou que comparando 2021 com 2020, o setor fechará o ano com mais de 20% de expansão.

Fonte: Agência Brasil / Foto: Marcelo Camargo

12

Ago

Projeto Chic é Ser Solidário retoma ações e realiza distribuição de cestas básicas em comunidades de Natal

Os voluntários do projeto 'Chic é Ser Solidário' realizam, neste sábado (14), a 10ª edição da ação 'Quem Tem Fome Tem Pressa'. A ação vai acontecer na Comunidade do Mosquito, no bairro das Quintas, zona Oeste de Natal. De acordo com os organizadores, serão distribuídas cestas básicas, além de almoço solidário, brinquedos e roupas usadas arrecadadas através de doações. Ao todo, 200 pessoas serão beneficiadas. 

A 11ª edição será realizada no sábado (29),  na Comunidade do Detran no bairro da Cidade da Esperança, zona Oeste de Natal. As edições anteriores ajudaram os moradores das comunidades de Lagoa Azul zona Norte, Potengi no Bairro das Quintas, Olga Benário no bairro do Planalto, Eleni Ferreira do Parque dos Coqueiros e moradores em situação de rua que ficam nos sinais das avenidas Ayrton Senna, Roberto Freire e Prudente de Morais.

Segundo o coordenador do projeto, jornalista Elias Medeiros, desde a criação, no ano de 2015, foram realizadas ações beneficentes no Instituto Juvino Barreto e na Casa de Idosos Jesus Misericordioso do Nova Natal. Crianças de comunidades carentes da zona leste e norte da capital potiguar também foram atendidas com lanches e brinquedos. O idealizador ainda destaca que, diante da pandemia do coronavírus, o projeto passou a distribuir cestas básicas para famílias que vivem em vulnerabilidade social e que têm idosos em casa. 

O 'Almoço Solidário' será distribuído sempre aos sábados, nas principais avenidas de Natal e comunidades carentes. A ação segue até o dia 30 de novembro e vai alimentar cerca de 4 mil pessoas.  A equipe é formada por voluntários efetivos que compõe o projeto, captando doações e ajudando na distribuição: Mayonara Medeiros, (Técnica em Enfermagem), Hévila Medeiros (Gestora de RH), Mariana Caldeira (Advogada), Hortência Melo (advogada) e Patrícia Teixeira (Advogada), além de 10 voluntários indiretos que também ajudam e participam das ações.

Resultados obtidos pelo projeto Chic é Ser Solidário: 
Cestas Básicas – 3. 000 unidades  
Doação de fraldas: 3.000 pacotes  
Lençóis:  500 unidades 
Toalhas: 500 unidades  
Ventiladores:  50 unidades 
Doação de brinquedos:  3.000 unidades 
Almoço (Quentinhas):   1.500 unidades  


O projeto recebe também alimentos através de cestas básicas prontas, brinquedos, toalhas, lençóis e roupas usadas em bom estado de conservação.
Quem desejar ajudar basta entrar em contato pelo telefone/Whatsap: (84) 99950-5602 ou acessar o Instagram do projeto: @chicesersolidarionatal. 

Foto: Elias Medeiros

11

Ago

DNA Center fornece estrutura móvel para o Rally dos Sertões, maior evento off-road das Américas

O DNA Center está participando da mais nova edição do Rally dos Sertões com sua estrutura móvel, sendo responsável pelos testes de Covid-19 dos apoiadores e visitantes. A medida visa garantir ainda mais a segurança do evento, cuja programação teve início ontem e segue até o dia 22 de agosto.

Os sócios-diretores do DNA Center, Andrea Fernandes, Roberto Chaves e Gioconda Leão estiveram presentes na pré-programação, que teve início nessa terça, supervisionando de perto o trabalho desenvolvido pela equipe da unidade móvel.

O Rally dos Sertões é uma competição brasileira anual que neste ano, em sua 29ª edição, está sendo realizado na praia de Pipa, em Tibau do Sul. É considerado a maior competição off-road das Américas. Os visitantes e acompanhantes podem entrar na estrutura, desde que façam o teste de Covid-19 na entrada.

“Aos poucos e com todo o cuidado necessário, os eventos esportivos, festas e congressos estão sendo retomados e o cuidado com a segurança dos participantes deve estar sempre no front stage”, ressalta a direção do DNA.

10

Ago

Jorge & Mateus estreia projeto Arena das Dunas 360 em outubro

Uma das maiores duplas da música brasileira está de volta ao Rio Grande do Norte para um projeto diferenciado em um palco de Copa do Mundo. Jorge & Mateus marcam a estreia do Arena das Dunas 360 no dia 16 de outubro.

Com sucessos nacionais ao longo de 16 anos de carreira, eles chegam para o show que marca a retomada de grandes eventos no RN. Em uma live realizada, Jorge chegou a dizer que é "muito legal o esquema das lives", mas lembrou que o que mais faz falta: "a galera, né?" e de pronto foi respondido por Mateus: "falta demais. Falta vocês que estão assistindo".

E este ano a dupla lançou o álbum “Tudo em Paz”, que foi gravado ao vivo em Pirenópolis (GO) ano passado com músicas e participação de Marília Mendonça.

Com organização da Clap Entretenimento, o Arena das Dunas 360 vai seguir todos os protocolos estabelecidos pelo decreto de retomada de eventos publicado pelo Governo do Estado em uma grande área aberta e ventilada proporcionando espaço para o distanciamento do público e equipes de produção devidamente orientados e testados contra a Covid-19.

Os organizadores do evento ressaltam as normas e protocolos existentes a serem cumpridos e a possibilidade de quem for ao show se divertir de maneira segura uma vez que há o distanciamento de 1,5 metro entre cada mesa por todo o local.

Quanto à comercialização de alimentos e bebidas, uma equipe treinada vai ao público dentro de todos os protocolos de segurança. O menu e o pagamento serão digitais o que reduz contato físico e permite a possibilidade de entrega do produto no assento do comprador.

A venda de ingressos será anunciada em breve. Mais informações no instagram @maisclap_.

Diversão com prevenção

Serão instalados totens de álcool gel 70%, banners informando sobre as precauções e regras do evento e stands de distribuição de máscaras.

Dentro da estrutura, quatro entradas equipadas com totens de orientação, de álcool em gel 70% e com distribuição de máscaras por profissionais treinados para orientar os clientes.

Uma área de encaminhamento para clientes com sintomas do covid-19 também será montada.

Na entrada da Arena, banners com orientações sobre as precauções e regras do evento com instalação de totens de álcool gel 70% e medição de temperatura corporal em todas as entradas do evento em cada uma das entradas.

Também vai haver marcação e orientação de distanciamento por todo o evento. A organização vai instalar stands de distribuição de máscaras em cada entrada da Arena.

Serão instaladas ilhas de banheiros espalhadas pela Arena que ajudam no fluxo de pessoas e evitam aglomerações. E a limpeza será intensificada nesses locais.

10

Ago

Target lança mochilas inclusivas projetadas para usuários de cadeiras de rodas

Target lançou uma linha de mochilas adaptadas para usuários cadeirantes. Com designs para crianças e adultos, as mochilas são projetadas para serem usadas nas costas de uma cadeira de rodas, com alças e ganchos ajustáveis ​​para facilitar a montagem e a remoção, e vários compartimentos e aberturas projetadas para fins específicos, todos de fácil acesso.

O compartimento principal também possui uma abertura reforçada com zíper completo. Segundo a Target, a mochila foi projetada para ser usada em lugares como escola ou trabalho, mas também pode ser usada no dia a dia da forma como o usuário achar melhor.

A coleção chega com diferentes designs para crianças, incluindo representações de dinossauros, tubarões, unicórnios e arco-íris, todos com chaveiros de pelúcia. Já a linha para adultos vem em cores lisas – preto, azul e lilás.

Mais da metade dos produtos esgotaram pouco tempo depois do anúncio da coleção, o que evidencia a falta de produtos mais inclusivos no mercado.

As mochilas infantis custam US$ 19,99 e as adultas US$ 39,99. Ambas estão disponíveis no site da Target.

Fonte: Portal B9, disponível em: https://www.b9.com.br/148777/target-lanca-mochilas-inclusivas-projetadas-usuarios-cadeiras-de-rodas/

9

Ago

Iate Sunset Experience abre temporada de festas conceito

Abrindo o calendário de eventos exclusivos e com o pôr do sol por testemunha,  a  Canessa & Montanares e a Target Art promovem no próximo dia 21 de agosto (sábado) o Iate Sunset Experience.

A festa no estilo Music&Drink terá público limitado, cerca de 150 pessoas numa experiência única,  às margens do Potengi, com momento welcome drink de Bossa Brut e ainda a oferta de bebidas variadas.

“Nosso objetivo é reunir as pessoas num dos locais mais belos de Natal, que é o Iate Clube e ainda oferecer boa música complementando o cenário”, explicou Gilberto Cavalcanti, um dos realizadores do evento.

Entre as atrações musicais diversificadas Hallison Rasta, Feel Strings, Pri Oliveira, Blesseds, Arcírio e Edvan Peixoto. Um cardápio variado também integra a festa, com início marcado às 16h.

“Pensamos em algo diferente, cuidadoso e conceitual, regado claro a bons rótulos, que serão oferecidos como opção aos que forem a festa, a primeira neste estilo e que terá algumas surpresas”, disse Luis Montanares, promotor do evento.

As senhas - no valor de R$ 100,00 - já podem ser encontradas na loja da Canessa & Montanares ou acessando o site da Outgo. Também é possível adquirir a mesa de quatro lugares.

9

Ago

Maioria dos gamers brasileiros gasta dinheiro em jogos no celular

Apesar da pandemia ter impactado o poder aquisitivo de muitos brasileiros, pesquisa da Nimo TV, plataforma de streaming de games, revela que a população continua comprando dentro de jogos online de smartphone. Segundo estudo, 63% dos gamers do País gastam dinheiro com objetos para melhorar sua performance durante competições online ou até para customizar o estilo e roupas de seus avatares nos jogos. “Nosso dado mostra que o jogador brasileiro está disposto a pagar e que os jogos estão com estratégias cada vez mais robustas e interessantes de monetização”, afirma Rodrigo Russano Dias, head de PR e social media na Nimo TV Brasil.

O levantamento, realizado com 2,7 mil usuários da Nimo TV no Brasil nos dias 21 e 22 de julho, também mostra que 52% das pessoas declararam possuir mais de dois jogos instalados no celular, enquanto 48% disseram ter até dois, sendo que 81% baixa apenas jogos gratuitos.

A pesquisa ainda indica que, além do smartphone, 43% também costuma jogar em outras plataformas, como computador ou console, mas que 57% prefere competir apenas com jogos mobile e que 69% dos jogadores assistem torneios de eSports e de jogos mobile. O estudo também aborda o tipo de conexão que estes jogadores utilizam na hora da competição online: 95% dos brasileiros usam a rede Wi-Fi para jogar, enquanto apenas 5% utilizam das redes 3G ou 4G para as partidas.

Vale ressaltar que um levantamento anterior da plataforma, divulgado em junho deste ano, revelou que 62% dos brasileiros jogaram, em média, mais de duas horas por dia durante o distanciamento social, sendo que 57% precisaram trocar o smartphone para jogar games mais pesados e obter maior aproveitamento durante as partidas.

“Este aspecto e comportamento, com certeza, foi evidenciado pela pandemia, pois, neste caso, o que conta não é apenas o desempenho do jogo de acordo com a velocidade de internet, mas também o lugar no qual o jogador se encontra, visto que o distanciamento social incentivou as pessoas a ficarem em casa”, reforça Dias.

Fonte: Meio e Mensagem

Disponível em: https://www.meioemensagem.com.br/home/midia/2021/08/06/maioria-dos-gamers-brasileiros-gasta-dinheiro-em-jogos-online.html

6

Ago

Dicionário de Mulheres Cordelistas do RN abre inscrições para poetisas

Os poetas cordelistas Geralda Efigênia (Cerro Corá), Kydelmir Dantas (Mossoró) e Capitão Jack (Currais Novos) convidam todas as mulheres cordelistas, nascidas e radicadas no Rio Grande do Norte, para participarem do DICIONÁRIO DE MULHERES CORDELISTAS DO RN. O principal propósito dos organizadores é deixar registrado através do dicionário a biografia e as obras das mulheres cordelistas para que sirva de fonte de pesquisa para a atual e futuras gerações. 

O dicionário será composto pelas cordelistas que desenvolveram o seu fazer literário neste Estado e que contribuíram para a expansão da cultura popular cordelista no nosso estado. É importante destacar que a xilogravadora potiguar Nireuda Longobard é a responsável pela xilogravura que ilustrará a capa do Dicionário.

Os critérios para fazer parte do dicionário são: ter pelo menos um Cordel publicado de acordo com as regras básicas do Cordel de rima, métrica e oração. As jovens poetisas, menores de 18 anos, precisam ter autorização dos pais e/ou responsáveis para se inscreverem. O investimento da inscrição é de R$ 50,00 e dará direito a um exemplar do referido Dicionário.

O regulamento e as inscrições podem ser acessadas através do link https://forms.gle/YuPW4fdahetyTjai9 até o dia 15 de agosto de 2021. Mais informações pelos telefones (84) 99845-1169,  (84) 99913-6977 ou (83) 99662-1088.

5

Ago

Entidades lançam movimento #VidaComEquilíbrio para dialogar sobre o consumo responsável de bebidas alcoólicas

Diante da retomada gradual das atividades presenciais de bares, restaurantes e eventos, o setor de bebidas alcoólicas se une pelo compromisso de reforçar a importância do consumo responsável e do respeito às diretrizes das autoridades de saúde. Isso porque, o ambiente de celebração - que no último ano adentrou a casa das pessoas por conta da pandemia da covid-19 - começa a retornar ao seu lugar de origem. Mas, nesse cenário, algo não mudou: o equilíbrio e a moderação seguem sendo peças fundamentais para garantir experiências positivas e verdadeiras.

Sob essa premissa, a Associação Brasileira de Bebidas - ABRABE, a Abracerva (Associação Brasileira da Cerveja Artesanal), a Abrasel (Associação Brasileira de Bares e Restaurantes), a BFBA (Associação Brasileira de Exportadores e Importadores de Alimentos e Bebidas), o IBRAC (Instituto Brasileiro da Cachaça), o Sindicerv (Sindicato Nacional da Cerveja) e a UVIBRA (União Brasileira de Vitivinicultura) lançam o movimento #VidaComEquilíbrio.

Confira aqui o filme da campanha:



Criada pela Giusti, a iniciativa acontece por meio da plataforma Sem Excesso (@sem_excesso), ferramenta de diálogo sobre consumo responsável de bebidas alcoólicas, conduzida pela ABRABE. A campanha conta com um filme de 45’’, que carrega uma forte reflexão sobre a importância de manter uma conduta responsável diante do consumo de bebida alcoólica. O vídeo enfatiza a mensagem de que uma vida equilibrada é chave fundamental para garantir boas experiências e que apreciar com moderação, quando for beber, é sempre o melhor caminho.

Para disseminar esse movimento nas redes sociais, a campanha também convoca a participação dos seguintes influenciadores: Escarião (@escariao), Felipe Pires (@fepiresoficial), Igor Rocha (@igorochaoficial), João Folsta (@canaldoscacadores), Julia Horta (@juliahorta), Juliana Massena (@jujumassena), Leticia Escarião (@leticiaescariao), Luis Bessas (@luis_bessas), Marcella Pantaleão (@ma.pantaleao) e Renata Dias (@renatad1as). Juntos, eles vão espalhar essa mensagem por meio de um filtro especialmente criado para a campanha no Instagram, o qual causa por alguns segundos a sensação de estranheza e vertigem, simulando o efeito do excessivo consumo de bebida alcoólica. No momento seguinte, a imagem volta ao prumo, ressaltando o efeito do consumo responsável, e consequentemente de uma vida equilibrada. A ideia é que, a partir disso, o público se engaje e também faça parte da campanha.

“A bebida é um complemento para o convívio social e a celebração. Por isso deve ser consumida com equilíbrio e responsabilidade. E, claro, sem esquecer ainda do respeito aos protocolos de segurança pela saúde. O nosso setor está unido na propagação dessa mensagem, que se faz ainda mais importante nessa retomada do funcionamento de bares, restaurantes e eventos”, comenta Cristiane Foja, presidente da ABRABE.

Para Jaime Recena, Diretor de Relações Governamentais da Abrasel, “investir em ações de consumo responsável é estar alinhado com uma sociedade que busca cada vez mais equilíbrio e qualidade de vida. É nosso papel investir em informação e transparência”. Segundo Luiz Nicolaewsky, superintendente do Sindicato Nacional da Indústria da Cerveja (Sindicerv), que há mais de 20 anos incentiva e colabora com a educação e o engajamento dos consumidores em relação ao consumo responsável de bebidas alcoólicas, “tudo em excesso faz mal, por isso a campanha multientidades #VidaComEquilíbrio está de acordo com os pilares defendidos por nossa entidade".

Já Carlos Lima, diretor executivo do Instituto Brasileiro da Cachaça (IBRAC), entidade representativa do setor, enfatiza que a campanha reforça o compromisso do segmento da cachaça na disseminação de informações sobre o consumo responsável de bebidas alcoólicas. Para  Deunir Luis Argenta, Presidente da Uvibra, “os vinhos e espumantes são produtos agroalimentares que fazem parte do convívio social e da celebração. O setor vitivinícola está unido na propagação dessa mensagem, enfatizando que o consumo deve ser com equilíbrio e responsabilidade, atitudes fundamentais na busca de uma melhor qualidade de vida”.

E para finalizar, Raquel Salgado, presidente-executiva da BFBA, conta que “Aristóteles apresenta em sua filosofia a justa medida como um meio de ser feliz. O equilíbrio sempre será a medida certa para tudo na vida, inclusive para o consumo de uma bebida alcoólica. O nosso objetivo é educar para que o consumo de bebida alcoólica esteja dentro de uma relação saudável”.

Além de ser vista na página do @sem_excesso no Instagram, a campanha também pode ser acompanhada através dos perfis dos influenciadores participantes e nas redes sociais de todas as entidades que apoiam a iniciativa.

4

Ago

UFRN realiza congresso internacional da atividade histórico-cultural

A Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) realiza o 6º Congresso da Sociedade Internacional para a Pesquisa de Atividade Histórico-Cultural (ISCAR), que acontece de forma on-line desde 30 de julho e segue até o dia 7 de agosto. A abertura oficial ocorreu na manhã desta quarta-feira, 4, e destacou a importância do evento para refletir sobre cenários, questões, metodologias e práticas que desafiam em contextos de crise.

O reitor da UFRN, José Daniel Diniz Melo, afirmou que os debates ensejam a possibilidade de revigorar o compromisso por um mundo melhor, onde os cidadãos possam usufruir da sua condição humana de forma mais ampla. “Agora, que a ciência demonstra que por meio da pesquisa podemos superar dificuldades quase instransponíveis, nada mais oportuno que a utilizemos também para refletir sobre os desafios e perspectivas da cultura e da história”, ressaltou.

A governadora do Rio Grande do Norte, Fátima Bezerra, desejou êxito ao congresso e que, a partir dele, “brotem novas estratégias para fazer um mundo mais justo, democrático e igualitário”. A solenidade de abertura também contou com a participação dos coordenadores locais, Herculano Ricardo Campos e Jorge Falcão, além da presidente da ISCAR, Katerina Plakitsi. Essa é a primeira vez em que o evento é realizado na América Latina, após passar por Sevilha, San Diego, Roma, Sydney e Quebec.

Inicialmente previsto para acontecer presencialmente em 2020, o 6º Congresso da ISCAR foi adiado para 2021, em função da pandemia da covid-19, e adaptado à programação remota, que busca contribuir para a resolução da capacidade e da força da pesquisa da atividade histórico-cultural em contextos de crise. O evento é realizado a cada três anos, em diferentes localidades, para avançar e expandir coletivamente os estudos de Vygotsky, Leontiev e Luria. Mais informações estão disponíveis no site http://iscar2020ufrn.com.br/.

4

Ago

Brasileiros querem se reconhecer nos personagens de séries, aponta estudo

A NBCUniversal Brasil, joint venture entre o Grupo Globo e a NBCUniversal International, proprietária das marcas Universal TV, Studio Universal, SyFy, Amo Séries e Universal Plus, promoveu, nessa terça-feira, 3, a primeira edição do evento “Séries que te movem”, que aconteceu de forma virtual por conta da pandemia. Na ocasião, a companhia apresentou uma evolução do estudo “Paixões em séries” apresentado em 2018, que abordou temas como a evolução das séries, o perfil dos consumidores, a mudança de comportamento e de consumo durante a pandemia, e como as séries se tornaram cada vez mais relevantes tanto para as pessoas quantos para as marcas. “Estamos na nossa primeira edição, mas é um evento que queremos que se repita ao longo dos anos”, afirma Gabriel Williams, responsável pela área de marketing e produto, da NBCUniversal Brasil.

A pesquisa foi desenvolvida com base em uma metodologia qualitativa, com 83 entrevistas online, 120 abordagens instantâneas, 12 vivências, e quantitativa, com 1.250 entrevistas pessoais, entre homens e mulheres, maiores de 16 anos, das classes ABC, de oito regiões do Brasil. Além disso, ela foi atualizada a partir de dados internos e dados de mercado.

O estudo revela que as séries atraem tanto a atenção das pessoas porque estão, de certa forma, ligadas à vida delas e porque trazem uma sensação de pertencimento. De acordo com a pesquisa, a maioria dos brasileiros quer se reconhecer nos personagens dos seriados, visto que 69% do público afirmam que encontrar personagens que passam pelas mesmas situações que eles é um fator decisivo na escolha do conteúdo. Além disso, 79% sentem que, atualmente, as séries e filmes retratam suas realidades mais do que antes.

A pesquisa também mostra que as séries dão voz a pautas cada vez mais atuais como diversidade, representividade e inclusão, além de serem democráticas e agregadoras. Segundo o levantamento, 85% dos brasileiros LGBTQIA+ sentem que as séries que abordam o tema ajudaram suas famílias na compreensão sobre diversidade e 81% que não são LGBTQIA+ disseram que assistir personagens dessa comunidade os fizeram se sentir mais conectados com essas pessoas.

Outro ponto levantado pelo estudo é a forma como a pandemia impactou o consumo de séries. 50% dos entrevistados afirmaram que assistiram mais séries, filmes e programas com a família em 2020. Com o isolamento social, mais gente passou a procurar esse tipo de conteúdo: 45% começaram a assistir novas séries, 47% afirmaram estar assistindo mais séries internacionais do que antes, e 57% disseram que séries são sua principal forma de diversão durante a quarentena.

“Acreditamos que as séries são os conteúdos mais democráticos que existem por representarem um pouquinho de cada um de nós. Há séries para todos os gêneros, classes, gostos e idades. Mas além dessa classificação mais ampla, as séries conversam com os mais diferentes grupos, comunidades e camadas, e têm sido verdadeiramente uma companhia nestes tempos”, ressalta Williams.

Os dados da pesquisa também apontam que a audiência do gênero na TV por assinatura continua crescendo, mesmo dentro de um cenário altamente competitivo, e teve um incremento de 52% a mais desde 2014. Além disso, o segmento de canais de séries e filmes foi o que recebeu maior investimento publicitário na TV paga em 2020, ficando à frente de outros segmentos, como esportes e notícias. “O Universal TV registrou um crescimento de 31% de audiência desde 2019, o maior da categoria, tendo um aumento de 46 minutos no tempo médio assistido por dia”, comenta Williams, afirmando que “os serviços de streaming participam também desse boom de consumo de séries, mas as marcas têm potencial de se vincular ao conteúdo de séries através principalmente da TV por assinatura”.

História das séries

O levantamento também revela que a história das séries é longa, mas que é possível apontar três grandes momentos, ou ondas, na trajetória das produções audiovisuais seriadas desde a década de 1990. A primeira delas é a que chamaram de “Marola”, ou seja, quando os seriados eram produzidos de maneira menos complexa, com narrativas mais acessíveis ao grande público e com veiculação na TV aberta. Exemplos de séries desse momento são: FriendsSeinfeld e Baywatch. Já a segunda onda é chamada de “A grande virada”, justamente porque apresenta uma mudança em relação à onda anterior, visto que as produções passam a ser mais segmentas, com narrativas mais profundas e veiculação na TV fechada. Exemplos de séries desse período são: Lost, House e Mad Men. Por fim, a terceira onda, chamada de “O Tsunami”, é a consolidação do formato, ou seja, quando os investimentos e as produções aumentaram, trazendo séries cada vez mais nichadas e veiculadas na internet. São exemplos: Breaking Bad, Game of Thrones e Black Mirror.

Após todos esses grandes movimentos, o estudo aponta o “WaterWorld”, ou seja, “um mundo inundado por uma quantidade ainda maior de produções, meios para assistir e plataformas”, explica, Yuan Wong, da área marketing e produto da NBCUniversal Brasil. “Não chega a ser uma quarta onda, mas é uma evolução da terceira onda”, reforça.

Fonte: Meio e Mensagem

Disponível em: https://www.meioemensagem.com.br/home/midia/2021/08/04/brasileiros-querem-se-reconhecer-nos-personagens-de-series-aponta-estudo.html

2

Ago

Projeto “Cenas da Periferia” promove ações de revitalização e valorização cultural no Teatro de Arena da Cidade da Esperança

O Teatro de Arena da Cidade da Esperança, também conhecido como “Rodinha do Padre”, por ser o único desse modelo no estado, foi palco histórico para o desenvolvimento cultural da cidade do Natal, o que o tornou um símbolo do bairro. Berço de diversos movimentos culturais, nele surgiram em 1980 os grupos teatrais “Fala Esperança” e “SOS Esperança”, que eram compostos pelos próprios residentes do bairro e mobilizavam os moradores para assistir os seus espetáculos e terem contato direto com a cultura potiguar, além de contar com várias apresentações do “Circo da Luz”, anteriormente chamado de “Circo da Cultura”.  

A “Batalha da Esperança” (Movimento da cultura hip-hop), Movimento Síntese Urbana (MSU) e a “Batalha de Passinho” (Brega Funk) são exemplos recentes de movimentos socioculturais que mantiveram viva a essência artística do bairro e conseguiram reduzir a marginalização de jovens locais. Devido a importância histórica e cultural desse espaço o projeto “Cenas da Periferia” – que tem como objetivo dar vez e voz para as ações culturais periféricas - o escolheu como palco, promovendo atividades que integram o universo Hip-hop como: Break, Rima, Grafite e Música. A programação será lançada no dia 04 de agosto, às 19h, no canal do Youtube de Diniz K9.

Entre as atrações estão Alê du Black, CazaSuja, Mano Edu, Pretta Soul, Diniz K9, DJ Samir, Batalha de Rima e Oficina de Break. Além das ações culturais o projeto também promoveu a revitalização do espaço, com reparos na alvenaria, reforma do muro, pintura, mutirão de grafite e a  construção de uma pista de acessibilidade no local, trazendo mais segurança, beleza, e contribuindo para que mais pessoas tenham acesso a esse local de riqueza histórica do bairro.

Diniz fala sobre a identificação dele com o espaço e sobre a importância do projeto: “ Pra mim o cenas surge como surge desde a raiz.  Meu pai, meus tios, minha família sempre foi envolvida com o espaço na construção do Half, na construção da pista de Cross, sempre foi um espaço bastante frequentado desde uma geração passada e que chegou até mim de forma intrínseca, não só por ser um espaço que fazia parte do bairro historicamente, mas por ser espaço cultural que acabei me envolvendo desde criança.''

''E agora um pouco mais maduro de ideias  e ter também ampliado um pouco os horizontes dentro da Universidade junto com o coletivo também o MSU (Movimento de Síntese Urbana)  do qual eu fazia parte, o projeto Cenas da Periferia veio justamente para poder estar ressignificando e pondo em prática de uma outra forma o que sempre me foi proposto. O encontro com Haylene, da HD produções, é uma coisa realmente do destino, da gente plantar e colher. Ela é uma pessoa que vem para reafirmar isso, esse trabalho juntos é para mim sem palavras, vai bem além, é um conjunto que o universo conspirou pra fazer algo acontecer que tenha uma abrangência gigante para dar oportunidades a artistas, pelo fato de reacender um espaço cultural dentro de um bairro de periferia, então esse trabalho vai vir para que as pessoas entendam que com a arte e com a cultura a gente consegue realmente alcançar novos horizontes e revitalizar ambientes e vidas!”

Haylene Dantas também destaca a importância do projeto: “Eu acredito que o Cenas da Periferia é um projeto que valoriza e traz uma olhar para uma cena que é muito rica.  A periferia pulsa, e estar realizando esse projeto fala muito sobre a nossa perspectiva de acreditar que a cultura pode transformar realidades e que a gente precisa que ela vá onde muitas vezes as políticas públicas não chegam, incentivar onde os projetos culturais precisam estar mais presentes. Me sinto extremamente realizada, feliz e pertencente a esse lugar de transformação, e que venha muitas outras edições do Cenas da Periferia por muitas comunidades da cidade.”

O projeto Cenas da Periferia tem realização da HD Produções e Lucas Diniz com recursos da Lei Aldir Blanc Rio Grande do Norte, Fundação Jose Augusto, Governo do Estado do Rio Grande do Norte, Secretaria Especial da Cultura, Ministério do Turismo e Governo Federal; com apoio Sherwin-Williams, Rede Mais e NavNoar.

30

Jul

8ª Mostra de Cinema de Gostoso abre inscrições em 30 de julho

A partir de 30 de julho estarão abertas as inscrições de filmes para a 8ª MOSTRA DE CINEMA DE GOSTOSO, uma realização da Heco Produções e do CDHEC – Coletivo de Direitos Humanos, Ecologia, Cultura e Cidadania, direção geral e curadoria de Eugenio Puppo e Matheus Sundfeld. As inscrições devem ser feitas no site do festival - www.mostradecinemadegostoso.com.br - até 26 de setembro. Poderão ser inscritos longas e curtas-metragens brasileiros de todos os gêneros (ficção, documentário e animação) desde que tenham sido finalizados a partir de 2020.

A equipe de organização pretende retomar o formato presencial com a 8ª Mostra de Cinema de Gostoso, de 26 a 30 de novembro, trazendo de volta a experiência única das exibições ao ar livre na Praia do Maceió e outras atividades e vivências do evento, com ampla participação da comunidade local. Caso seja possível a realização presencial, serão tomadas todas as medidas de segurança para adequação às restrições sanitárias vigentes devido a pandemia da COVID-19. Em caso de impossibilidade de realização presencial, o evento será online.

O palco principal da mostra é a sala ao ar livre montada na Praia do Maceió, onde acontecem as sessões da Mostra Competitiva. Com 600 cadeiras espreguiçadeiras, tela de 12m x 6,5m, projeção com resolução 2K e som 5.1, a sala propicia uma experiência imersiva como a de uma sala de cinema de alta tecnologia.

Ao longo de cinco dias, o público poderá assistir aos mais recentes lançamentos cinematográficos brasileiros. Serão exibidos filmes de todo o país, entre as mostras Competitiva, Panorama, Infantil e Sessões Especiais. Os filmes da Mostra Competitiva concorrem ao Troféu Cascudo, em homenagem ao folclorista potiguar Luís da Câmara Cascudo, concedido pelo voto popular ao melhor curta e longa-metragem. Também será concedido o Troféu da Crítica, a partir da votação de jornalistas e críticos de cinema presentes à Mostra.

Anualmente são realizados debates com produtores, diretores e atores dos filmes exibidos e um seminário sobre o mercado audiovisual. Toda a programação é gratuita.

Também será realizada a 3ª edição do Gostoso Lab, laboratório para projetos de longa-metragem da região Nordeste em fase de desenvolvimento. Uma parceria entre a Mostra de Cinema de Gostoso e o BrLab.

A Mostra de Cinema de Gostoso mobiliza os moradores da cidade, que participam ativamente do evento e que passaram a ter um contato mais próximo com a produção cultural de outras regiões do país.

Com esse conjunto de ações, a Mostra de Cinema de Gostoso conquistou um espaço significativo no calendário cultural do Nordeste como uma importante referência de difusão audiovisual.

Cursos de Formação

Antes do início da Mostra, serão oferecidos cursos de formação técnica e audiovisual para jovens de São Miguel do Gostoso. Desde 2013 foram ministradas 47 oficinas e produzidos 20 curtas-metragens, todos exibidos nas edições da Mostra de Cinema de Gostoso e em diversos festivais no país e no exterior. 

Como resultado dessa experiência, o grupo de alunos criou em 2015 o Coletivo Nós do Audiovisual, com o objetivo de ampliar as possibilidades de realização de novos projetos, de forma autônoma, apontando para a profissionalização no setor audiovisual do estado.

29

Jul

Rio Grande do Norte participa do Olhar Periférico Festival de Cinema

De 2 a 15 de agosto acontece o Olhar Periférico Festival de Cinema que irá exibir de forma online 33 curtas-metragens de diversos Estados brasileiros. 

O Festival retrata universos de jovens ou não, mulheres e LGBTQI+ que moram nas periferias brasileiras.  Os curtas foram selecionados entre mais de 500 inscritos. O Festival também contará com mesas com a participação dos realizadores sobre o processo criativo dos filmes. As mostras serão transmitidas gratuitamente na plataforma #culturaemcasa https://culturaemcasa.com.br/.

Em diversos gêneros (documentário, ficção, animação) os 33 curtas-metragens do Olhar Periférico Festival de Cinema estão divididos em quatro mostras competitivas nas categorias: Mostra Olhar FemininoMostra Olhar Diversidade, Mostra Olhar Jovem e Mostra Todos os Olhares, com curtas-metragens dirigidos respectivamente por mulheres, LGBTQIA+, jovens de até 29 anos e adultos. Todos retratando as diferentes realidades da vida nas periferias do Brasil.

Grito de esperança

De acordo com o diretor Eduardo Santana, o Olhar Periférico surge como um novo festival de cinema para ampliar o acesso aos jovens e aos cineastas das periferias de todo o Brasil, além de valorizar as iniciativas comunitárias periféricas que representem a diversidade dos territórios.

 “O diferencial é justamente exibir nesta estreia 33 produções de curtas-metragens das 503 inscrições de todas as regiões e que muitas vezes não tem espaços para exibição, um grito de esperança e também de liberdade aos realizadores. Contamos ainda com uma mostra especial com exibição de 8 longas-metragens premiados produzidos nos últimos anos que retratam as periferias e um sarau que foi realizado 100% online com artistas de vários locais”.

Mais de 500 inscritos

Para escolher os 33 curtas-metragens que participam do Olhar Periférico Festival de Cinema, foi preciso uma equipe de feras. Os curadores Ana Paula Nogueira (Olhar Feminino), Kamilla Medeiros (Olhar Jovem), Jhonatan Bào (Olhar Diversidade) e Queops Negronski (Todos os Olhares) tiveram a difícil missão de selecionar os 33 curtas-metragens entre os 503 filmes inscritos no Festival.

“Os olhares periféricos não se limitaram a mostrar vielas, morros e histórias de superação, foram além desses "clichês”. Antes de tudo, mostram a capacidade dos realizadores em ir além do registo documental das comunidades onde vivem, dando espaço também para bem contadas ficções”, salienta  o curador Queops Negronski.

Realidade brasileira

O Festival vai mostrar a periferia de todas as regiões do território nacional pelo olhar de cineastas que moram ou atuam nesse contexto social e conhecem de perto essa realidade, democratizando a sétima arte e revelando talentos.

Muitos assuntos tratados nos filmes são comuns das periferias de todo o Brasil como racismo, preconceito, intolerância religiosa, aliciamento de jovens, a luta de mães para criar sozinhas seus filhos, a luta LGBTQIA+ que moram na periferia, entre outros.  Além de cenários, cultura e religiosidades típicas de diferentes estados brasileiros como, por exemplo, a Festa D’Ajuda, Patrimônio Imaterial da Bahia.

Estão representadas obras audiovisuais dos estados da Bahia, Goiás, São Paulo, Paraná, Rio Grande do Norte, Ceará, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Pernambuco, Paraíba, Pará, Sergipe e Santa Catarina.

Premiação

O resultado da premiação será postado nas redes sociais do Festival, no sábado, dia 14/08.

O melhor filme do Festival será escolhido por um júri técnico composto por cinco profissionais do audiovisual. Entre eles Cristina Amaral (uma das mais importantes montadoras do cinema brasileiro), Monica Trigo (diretora de festivais e presidente da FANTLATAM - Aliança Latino Americana de Festivais de Cine Fantástico), o cineasta Matheus Rufino, o ator Francisco Gaspar (ganhador do Kikito em 2007) e a gestora cultural Paula Ferreira.

O filme vencedor ganhará o Troféu Olhar Periférico.

Mostra Cult

O Olhar Periférico Festival de Cinema também contará com a Mostra Cult, com oito longas-metragens convidados. A mostra faz um recorte das principais produções brasileiras das periferias nos últimos anos.

Entres elas Cidade de Deus – 10 anos Depois (Cavi Borges e Luciano Vidiga), o documentário resgata os dez anos passados desde o lançamento de Cidade de Deus (2002), longa de Fernando Meirelles e Kátia Lund que recebeu quatro indicações ao Oscar. Também mostra as transformações vividas pelos atores do longa na última década. Mas é preciso ficar atento, os premiados longas-metragens dessa mostra  só ficarão disponíveis por 24h  ou 48h na  plataforma #culturaemcasa – (Confira abaixo a programação para não perder nenhum).

A curadoria dessa Mostra Cult ficou com Filippo Pitanga, crítico de cinema, curador e júri de inúmeros festivais internacionais.

Olhar Periférico Festival de Cinema é uma realização da Fly Cow Produções por meio da Lei Aldir Blanc e com patrocínio da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo, Governo do Estado de São Paulo, Secretaria Especial de Cultura, Ministério do Turismo e Governo Federal e apoio da Amigos da Arte – Organização Social de Cultura.