Mídias Sociais

17

Ago

WhatsApp Web apresenta ferramentas de edição de fotos com figurinhas, textos e desenhos

WhatsApp tem investido bastante em sua versão Web nos últimos anos. Recentemente, o aplicativo do Facebook Group chegou até mesmo a implementar a funcionalidade de vídeochamadas e ligações para sua versão desktop. Agora, uma nova atualização traz ainda mais recursos: em breve você poderá editar imagens antes de enviá-las para seus contatos pelo computador.

O WhatsApp Web ganhará o Drawing Tools, que permite que você manipule imagens e até acrescente figurinhas nelas antes de mandar para seus contatos pelo computador. A novidade é importante para manter a versão desktop parecida com a mobile. Afinal, no celular, caso você queira cortar uma imagem para enviar, você pode fazer diretamente pelo app. Nos computadores, porém, a imagem deveria ser editada em outros programas, como Paint ou Photoshop, antes de ser enviada já finalizada.

A novidade foi identificada na semana passada pelo site especializado em vazar novidades WABetainfo. Como pontua o portal, o Drawing Tools permitirá até mesmo que você adicione texto e faça desenhos por cima das imagens antes de compartilhar. Para acessar o Drawing Tools, basta clicar no ícone do clip de papel e escolher enviar uma imagem. Em seguida, surgirá na parte superior do WhatsApp Web um painel com ícones de figurinhas, textos e desenhos.

Como pontua o Enterpreneur, por ora, o WhatsApp Web não pode editar vídeos e também não permite que você acrescente figuinhas animadas sobre as imagens, como é possível no story do Instagram, por exemplo. É claro, porém, que é bastante possível que, futuramente, a rede social atualize sua versão desktop para oferecer tais recursos.

Fonte: Portal B9, disponível em: https://www.b9.com.br/149109/whatsapp-web-ferramentas-edicao-fotos-figurinhas-textos-desenhos/

17

Ago

Tinder vai implementar verificação de identidade com selo azul mundialmente

Nos últimos anos, o Tinder apresentou uma novidade importantíssima para evitar que contas falsas enganem os usuários da rede social de relacionamentos e encontros: o selo azul. Agora, em alguns países, os usuários podem cadastrar seus documentos de identificação para receber um selo azul em seus perfis, que praticamente elimina a chance de usuários maliciosos usarem fotos de terceiros para se passar por outra pessoa.

Agora, o recurso, que se provou um sucesso, será expandido e aplicado em todos os mercados nos quais o Tinder atua. Nos próximos meses, usuários de todo o mundo poderão experimentar a novidade opcional, que foi apresentada pela primeira vez em 2019, no Japão. Vale notar que os verificados, assim como todos os usuários do app, precisam ter 18 anos ou mais para usufruir do recurso.

“Criar uma solução verdadeiramente igualitária para a verificação de identidade é um projeto de segurança desafiador, mas crítico, e estamos buscando nossas comunidades, bem como especialistas, para ajudar a definir nossa abordagem”, escreveu a empresa em uma postagem em seu blog.

No mercado brasileiro, o Tinder já oferece o sistema de verificação por foto, que possui a mesma lógica e resultado. Segundo um porta-voz da empresa, a empresa vai usar a verificação de identidade para cruzar seus registros com bancos de dados para encontrar pessoas com histórico de agressão ou assédio sexual registrados, em territórios onde tais informações sejam acessíveis. A empresa já faz um levantamento semelhante ao vasculhar o cartão de crédito registrado em contas Premium.

Fonte: Portal B9, disponível em: https://www.b9.com.br/149105/tinder-implementar-verificacao-identidade-selo-azul-mundialmente/

17

Ago

Facebook vai banir postagens de apoio ao Talibã

O Facebook anunciou que vai começar a banir publicações do Talibã e de usuários que apoiem o grupo. A decisão vem após o regime voltar ao comando de Cabul, capital do Afeganistão, depois que as tropas dos Estados Unidos começaram a deixar o país. A rede social vai contar com o apoio de especialistas fluentes em idiomas afegãos.

A decisão inclui também outras plataformas do grupo, como o WhatsApp e o Instagram. O mensageiro, inclusive, foi apontado como uma das formas de comunicação do Talibã, o que motivou a ação do Facebook em suas redes. Apesar de já possuir regras contra conteúdo extremista, a empresa deve direcionar seus esforços para a crise no Afeganistão nesse momento.

“O Talibã foi sancionado como organização terrorista pela lei dos EUA e nós o banimos de nossos serviços de acordo com nossas políticas de Organização Perigosa. Isso significa que removemos contas mantidas por ou em nome do Talibã e proibimos elogios, apoio e representação deles” explicou um porta-voz do Facebook para a BBC.

O Facebook, Rede Social, Rede, Conexão

Outro ponto de destaque, é que as redes são justamente usadas pelo grupo para divulgar suas ações e combinar ataques, inclusive plataformas como o Facebook e o Twitter. “As decisões que serão tomadas pelo Facebook e Twitter nos próximos dias terão impacto direto na vida de muitas pessoas que se encontram sob domínio do Talibã”, disse disse Emerson Brooking, pesquisador sênior do Atlantic Council à Bloomberg.

“Esta situação está evoluindo rapidamente e, com isso, tenho certeza de que o risco também evoluirá. Teremos que modificar o que fazemos e como fazemos para responder a esses riscos variáveis à medida que acontecem”, explicou ainda Adam Mosseri, chefe do Instagram.

Em uma ofensiva relâmpago, o Talibã voltou a controlar a capital do Afeganistão poucos dias após a saída de forças armadas estrangeiras do país. Milhares de pessoas começaram a tentar fugir de Cabul nas poucas áreas ainda não controladas pelo grupo, incluindo o aeroporto. O presidente afegão também deixou o país que agora é quase inteiramente controlado pelo Talibã.

Fonte: Olhar Digital, disponível em: https://olhardigital.com.br/2021/08/17/internet-e-redes-sociais/facebook-vai-banir-postagens-de-apoio-ao-taliba/

16

Ago

LinkedIn ultrapassa marca de 50 milhões de usuários no Brasil

Com 10 anos no Brasil, o LinkedIn chega a mais de 50 milhões de usuários no país. Atrás somente dos Estados Unidos, Índia e China, a comunidade brasileira é a quarta maior do mundo na rede com um crescimento médio de 14% ao ano.  

A maior rede social profissional do mundo também divulgou que sua receita global  atingiu 10 bilhões de dólares no último ano fiscal, um aumento de 27% se comparado ao ano anterior. Desde a aquisição pela Microsoft, em 2016, a receita da empresa quase triplicou, sendo que praticamente metade deste crescimento foi impulsionado pelos mercados fora dos Estados Unidos, que incluem o Brasil.

De acordo com Milton Beck, Diretor Geral do LinkedIn para América Latina, mais do que um número, esta marca é um reflexo da missão da empresa ao longo desses anos. “Desde o começo, o LinkedIn ajuda a derrubar barreiras que afastam os profissionais do trabalho dos seus sonhos, seja ele qual for. Temos advogados, engenheiros e médicos, mas também cantores, produtores de conteúdo, jogadores de futebol e astronautas. Estamos aqui para aqueles que estão buscando seu primeiro emprego e também para os que já viveram boa parte de suas vidas profissionais, os que querem fazer negócios e os que estão pensando em uma mudança de carreira. Do norte ao sul do país, temos pessoas com os mais diferentes objetivos, mas com a certeza de que há um LinkedIn para cada uma delas”, diz.

Com 130 novos usuários na plataforma por minuto, o LinkedIn registrou ainda um crescimento significativo em relação ao engajamento. A plataforma apresentou um aumento de 35% nas conversas públicas na comparação ano a ano e 29% de crescimento no compartilhamento de conteúdo no mesmo período. 

Somente em 2021, a rede lançou diversas funcionalidades como o Cover Story, que permite a apresentação por vídeo no perfil, Páginas de Serviço para freelancers e proprietários de pequenos empreendimentos, Modo de Criação para produtores de conteúdo e campo para pronomes. Estas ferramentas se somam aos recursos de vídeo, enquete, lives, newsletters e eventos virtuais que já estavam disponíveis. 

16

Ago

WhatsApp foca na privacidade em sua maior campanha no Brasil

Com o objetivo de reforçar seu compromisso com a privacidade de seus usuários, o WhatsApp estreou neste domingo, 15, sua maior campanha de marca no Brasil. Com o mote “Privacidade para suas mensagens”, a comunicação destaca a principal característica da plataforma de mensagens que é a criptografia de ponta a ponta por padrão para todas as comunicações dentro do app.

Segundo Taciana Lopes, Líder de Marketing para o WhatsApp no Facebook Brasil, a campanha é uma continuação da primeira campanha de marca da companhia no mundo “Fica só entre vocês”, que foi lançada em fevereiro do ano passado. “O objetivo continua sendo reforçar o nosso compromisso em proteger as mensagens pessoais dos usuários”, ressalta. Taciana ainda explica que a campanha irá até o fim deste ano e contará com diferentes fases. “O primeiro capítulo é sobre a criptografia de ponta a ponta por padrão, depois vamos abordar outras funcionalidades do produto, também dentro da mesma narrativa de privacidade, um deles é as mídias de visualização única”.

Criada pela BBDO nos EUA e na Índia e pela AlmapBBDO no Brasil, a campanha será exibida em redes sociais como Facebook e Instagram, vídeos para TV, banners digitais nos principais sites de notícias e mídia out of home como outdoors, relógios de rua e bancas de jornais. Além disso, contará com iniciativas especiais e locais como o patrocínio do programa The Masked Singer, da Globo, inserções em programas esportivos, filtro no Instagram para explicar de forma lúdica o que é criptografia, e ativações com influenciadores e personalidades do mundo esportivo.

O conteúdo das ativações ressaltará que as mensagens compartilhadas no WhatsApp ficam somente entre os envolvidos naquela conversa, nem o WhatsApp nem o Facebook, companhia proprietária do app, conseguem acessá-las. “Essa é a mensagem principal, e trazemos isso tanto de maneiras emocionais, com filmes dentro da campanha que tocam mais esse lado emocional, como trazemos de maneiras mais lúdicas também”, comenta Taciana, reforçando que além do patrocínio do The Masked Singer, a companhia irá desenvolver uma ativação bem grande dentro do território do futebol brasileiro, também trazendo esse caráter de privacidade.

Fonte: Meio e Mensagem

Disponível em: https://www.meioemensagem.com.br/home/midia/2021/08/16/whatsapp-foca-na-privacidade-em-sua-maior-campanha-no-brasil.html

14

Ago

Google ganha tabela periódica interativa

Com tantos recursos educativos lançados e à mão no buscador durante todos esses anos, beira ao inacreditável a informação de que o Google até hoje não tinha uma tabela periódica interativa em sua plataforma. Isso não só é verdade como mudou oficialmente nesta quarta-feira (11), conforme a companhia enfim implementou o recurso em seu site para ajudar todos os estudantes e profissionais das ciências químicas a descobrir mais sobre os elementos.

A ferramenta já está disponível e em tese pode ser acessada buscando por “periodic table” e depois acessando a página de “explorar os elementos” no canto superior direito – caso não apareça aí ainda, o link é este.

A tabela oferece informações básicas e curiosidades sobre cada um dos elementos – incluindo um modelo 3D do átomo! – a partir do momento que você seleciona um deles. O Google no processo ainda destaca a família ao qual pertence o escolhido pelo usuário, o que só reforça o caráter educativo do recurso.

A parte interessante é que a tabela vem no balaio de uma série de novidades relacionadas ao Google Assistente, conforme o The Verge reporta que a companhia expandiu as possibilidades do sistema de alarmes personalizados para famílias nos dispositivos Nest, incluindo aí a habilidade de programar rotinas nos aparelhos.

Fonte: B9, disponível em: https://www.b9.com.br/148923/google-ganha-tabela-periodica-interativa/

13

Ago

Tiktok dá mais um passo para se aproximar do futebol

No último fim de semana, a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) anunciou que o retorno do Brasileirão Feminino Neoenergia, que acontecerá no próximo sábado, 14, contará com novos parceiros na transmissão. Além da Eleven Sports, Desimpedidos e Band, que fizeram parte da cobertura durante a primeira fase da competição, agora, SporTV e Tiktok passam a realizar transmissões.

A rede social de vídeos curtos fará a sua estreia na competição já no sábado, com a transmissão de Grêmio e Palmeiras. Essa, no entanto, não é a primeira aproximação do Tiktok com o meio esportivo, com a proposta de oferecer aos espectadores mais uma opção para acompanhar as partidas da série A1 da competição.

Junto com a WarnerMedia, a rede social participou das transmissões de amistosos que aconteceram entre as seleções europeias, exibindo sete jogos completos, pouco antes da Eurocopa, competição da qual foi patrocinadora. Além disso, em parceria com a DAZN, o Tiktok transmite os jogos da Série C do Campeonato Brasileiro.

Em outras ocasiões, no cenário nacional, algumas parcerias entre a rede e marcas chamaram a atenção, como por exemplo quando a Lu, da Magalu, participou como comentarista na partida entre Bahia e CRB-AL, pela Copa do Nordeste.

As iniciativas de transmissão, assim como a parceria com a Copa Continental do Brasil – campeonato apoiado pela plataforma – fazem parte do movimento #FutebolArte, desenvolvido pela plataforma em 2020, que visa promover conteúdos exclusivos voltados ao meio do futebol.

“Vamos oferecer uma grande variedade de conteúdo da melhor qualidade, ferramentas para os fãs participarem, acesso aos times e jogadores como nunca foi feito, e, com isso, vamos criar uma comunidade para unir os fãs dos times da terceira divisão”, comentou Harish Sarma, head global de Desenvolvimento de Negócios de Conteúdo do TikTok, em entrevista ao Meio & Mensagem.

Fonte: Meio e Mensagem

Disponível em: https://www.meioemensagem.com.br/home/midia/2021/08/12/tiktok-da-mais-um-passo-para-se-aproximar-do-futebol.html

12

Ago

WhatsApp ganha função para passar conversas entre Android e iPhone (iOS)

O WhatsApp anunciou nesta quarta-feira (11) uma função para transferir as conversas do celular Android para o iPhone (iOS) e vice-versa. Será possível passar chats e as mídias compartilhadas entre smartphones de sistemas operacionais diferentes de maneira nativa, direto pelo aplicativo do WhatsApp.

A função de transferência de conversas chega nas próximas semanas, inicialmente para celulares Samsung, com Android 10 ou superior. A previsão é que o recurso seja disponibilizado também para iPhones em breve.

A função é muito aguardada pelos usuários, e chegou a ser flagrada em desenvolvimento na versão beta do aplicativo ainda este ano. Antes, era possível fazer a transferência de chats do WhatsApp entre celulares diferentes apenas com aplicativos de terceiros, o que desrespeita os termos de uso do mensageiro.

Será possível passar o WhatsApp para outro celular com a nova função — Foto: Divulgação/WhatsApp

O recurso mantém a proteção com criptografia ponta-a-ponta das conversas, e inclui a transferência de mensagens de texto, de voz e arquivos de mídia, como fotos e vídeos enviados em conversas individuais e privadas.

Fonte: TechTudo, disponível em: https://www.techtudo.com.br/noticias/2021/08/whatsapp-ganha-funcao-para-passar-conversas-entre-android-e-iphone-ios.ghtml

12

Ago

Marcas e celebridades perdem seguidores no Instagram

Os perfis de marcas e celebridades perderam seguidores no Instagram no segundo trimestre deste ano, de acordo o estudo trimestral #MS360FAAP, realizado desde 2014 pelo Núcleo de Inovação em Mídia Digital (NiMD) da Faculdade Armando Alvares Penteado (FAAP), em parceria com a Socialbakers (atual Emplifi).

Ao analisar os 100 perfis brasileiros com mais interações em diferentes plataformas, a pesquisa revela que, em relação aos três primeiros meses de 2021, as marcas perderam 32,7% dos seus seguidores, saindo de 2.411.744, em média, para 1.622.604; já as celebridades perderam 27% dos seguidores, saindo de 13.879.056, em média, para 10.093.846.

Segundos os pesquisadores responsáveis pelo estudo, a queda no número de seguidores provavelmente se deve a alguns fatores, como a limpeza de contas falsas feita pelo Instagram, possíveis ajustes na entrega dos números e a possibilidade de os usuários estarem deixando de seguir marcas nessa plataforma. Já em relação às interações, o levantamento mostra que há uma grande diferença entre os perfis das marcas e o de celebridades.

Enquanto as marcas tiveram uma média de 3.924 interações, entre abril, maio e junho deste ano, as celebridades obtiveram 146.607. Apesar das figuras públicas apresentarem um nível muito maior de interação, a pesquisa revela que houve uma queda significativa no número de likes recebidos em suas postagens, entre o primeiro e o segundo trimestre de 2021. A redução nas postagens do tipo “carrossel”, que historicamente são as que geram mais curtidas, foi de 23% entre os períodos, possivelmente relacionada à queda nos seguidores.

Quando o assunto é o Facebook, o estudo mostra que perfis de marca, e-commerce, entretenimento e bens de consumo tiveram redução no seu número de fãs no período entre abril e junho deste ano. Esse resultado indica a perda de interesse do público pela rede social. Por outro lado, a pesquisa indica que as notícias continuam sendo base para as interações na plataforma, o que justifica a preocupação de muitos especialistas em relação às fake news.

Passados sete anos desde o início do projeto, o relatório passou por mudanças e nesta edição chegou a um novo modelo, no qual além dos gráficos com a evolução numérica dos dados, é possível encontrar análises rápidas e destaques do período analisado. Segundo a companhia, a mudança aconteceu para otimizar o uso do relatório por profissionais de marketing, criadores de conteúdo, pesquisadores e estudantes.

Fonte: Meio e Mensagem, disponível em: https://www.meioemensagem.com.br/home/midia/2021/08/12/marcas-e-celebridades-perdem-seguidores-no-instagram.html

12

Ago

Instagram lança recurso que limita comentários e pedidos de DM

O Instagram anunciou nesta quarta-feira (11) novas medidas para proteger os usuários de abusos e discursos de ódio. Em um post no blog oficial, a rede social revelou o Limits, ferramenta que bloqueia comentários e DMs (mensagens privadas) de usuários que não são seguidores dos clientes ou que começaram a seguir recentemente.

Além da novidade, que já está disponível, avisos mais objetivos e rígidos, que apontam para os termos da comunidade, serão enviados àqueles que tentarem postar comentários potencialmente ofensivos. Esses pop-ups foram introduzidos em 2020 e enviavam um alerta com intensidades progressivas com base na repetição de violações.

O recurso de Mensagens Ocultas – conhecido como Hidden Words em inglês – também foi atualizado. Anunciada originalmente em abril,  a iniciativa que filtra palavras, frases e emojis ofensivos estará disponível globalmente até o final de agosto e teve sua lista de informações detectadas ampliada. Usuários também podem habilitar a ocultação de comentários agressivos que não quebram as regras do Instagram.

Limits delimitando limites

Uma pesquisa da companhia constatou que uma grande parte da negatividade imposta às figuras públicas vem de pessoas que não as seguem. Como exemplo, o anunciou citou um pico de abusos racistas sofridos por jogadores negros da Seleção Inglesa de futebol após a final da Euro 2020. 

Criadores de conteúdo informaram a rede social que não querem desabilitar completamente as mensagens e comentários, pois ainda desejam engajar com as comunidades. Então o Limits surgiu como uma forma de bloquear o contato com perfis tóxicos.

"Esperamos que estas ferramentas protejam melhor as pessoas de conteúdos abusivos, sejam eles sexistas, homofóbicos, racistas ou qualquer outro tipo. Sabemos que ainda há muito o que fazer, incluindo melhorias para agilizar nossos sistemas de identificação e remoção rápida de ofensas e de punir os autores culpados (...)", concluiu Adam Mosseri, chefe do Instagram.

Fonte: Tecmundo, disponível em: https://www.tecmundo.com.br/redes-sociais/222910-instagram-lanca-recurso-limita-comentarios-pedidos-dm.htm

11

Ago

Google e YouTube atualizam opções de segurança digital para crianças e adolescentes

Como parte dos esforços para criar experiências digitais mais seguras para crianças e adolescentes, o Google e o YouTube anunciam hoje, 10/08, uma série de atualizações e políticas de proteções adicionais para menores de 18 anos em seus produtos e plataformas.

Dentre as novidades, que entrarão no ar nos próximos meses, está uma nova política na Busca do Google que permite que qualquer pessoa com menos de 18 anos, seus pais ou responsáveis, solicite a remoção de suas imagens dos resultados, mudança que pretende dar aos jovens mais controle de sua presença digital. Outro destaque é a desativação – sem a opção de ativá-lo – do Histórico de localização de todas as pessoas com menos de 18 anos. Atualmente, o recurso é desativado por padrão em contas de menores de 13 anos.

Para o YouTube, foram anunciadas mudanças na ativação de lembretes para pausas e hora de dormir, e uma mudança na opção de reprodução automática no YouTube Kids, que passará a ficar desligada por padrão no app. Também há novas medidas de proteção e orientação sobre conteúdo comercial.

No geral, as principais atualizações e alterações na Conta Google para menores de 18 anos ficaram assim:

YouTube

  • Possibilidade de definir a configuração padrão de envio para a mais privada possível nas contas de usuários de 13 a 17 anos no YouTube.
  • Maior destaque para recursos de bem-estar digital na plataforma, fornecendo proteção e educação sobre conteúdo comercial.
  • Mais sobre essas mudanças aqui.

Busca

A Busca do Google tem uma variedade de sistemas, ferramentas e políticas que são projetadas para ajudar as pessoas a descobrirem conteúdo na web, sem serem surpreendidos com conteúdo adulto pelo qual não tenham pesquisado. Uma das proteções é o SafeSearch, que ajuda a filtrar resultados explícitos quando ativado e que já é um padrão para todos os usuários conectados com menos de 13 anos que têm contas gerenciadas pelo Family Link. Nos próximos meses, o SafeSearch será ativado para usuários com menos de 18 anos, tornando essa a configuração padrão para os adolescentes que criarem novas contas.

Assistente

Novos padrões de ativação para evitar que conteúdo adulto apareça durante a experiência de uma criança com o Google Assistente em dispositivos compartilhados, incluindo a ativação da tecnologia SafeSearch no navegador da web em telas inteligentes.

Histórico de Localização

Além de ser uma configuração desativada por padrão para todas as contas, menores de 13 anos não têm a opção de ativá-la. Agora, o Google estende isso para usuários menores de 18 anos em todo o mundo, o que significa que o Histórico de Localização permanecerá desativado de modo definitivo a todas as contas desta faixa etária.

Play

Com base nos esforços para promover conteúdo infantil de qualidade, como classificações de conteúdo e os aplicativos aprovados por professores, o Google Play está lançando uma nova seção de segurança que permitirá aos pais saber quais aplicativos seguem nossas políticas para famílias. Os aplicativos serão obrigados a divulgar mais detalhadamente como usam os dados que coletam, tornando mais fácil para os pais decidirem se o aplicativo é adequado para seus filhos antes de baixá-lo.

Google Workspace for Education

Como foi anunciado recentemente, ficou mais fácil para administradores e gestores escolares personalizarem experiências para seus alunos de acordo com a idade deles (como restringir a atividade dos estudantes no YouTube). Para tornar a navegação na web mais segura, as instituições de ensino fundamental e médio terão, por padrão, a tecnologia SafeSearch habilitada, enquanto a mudança para o modo visitante e modo anônimo para navegação será desativada.

Mais informações sobre as atualizações podem ser vistas em Google Brasil YouTube.

Fonte: Portal B9, disponível em: https://www.b9.com.br/148861/google-youtube-atualizam-opcoes-seguranca-criancas-adolescentes/

11

Ago

Brasil foi o terceiro país que mais se engajou com a Olimpíada no Facebook

Apesar de uma edição atípica e sem público por conta da pandemia da Covid-19, os Jogos Olímpicos de Tóquio 2020, que acabaram no último domingo, 8, foram um sucesso nas redes, principalmente no Brasil. O País foi o terceiro que mais comentou e se engajou com a Olimpíada no Facebook, atrás apenas de Estados Unidos e Índia.

Nesta edição, os atletas assumiram também o papel importante de mostrar e compartilhar os jogos e suas publicações se transformam as lentes pelas quais as pessoas puderam vivenciar o evento. Ao todo, os atletas de todo o mundo ganharam mais de 75 milhões de seguidores no Instagram e geraram mais de 411 milhões de interações na plataforma.

Outro destaque divulgado pelo Facebook, com base nas conversas nas plataformas entre 23 de julho e 8 de agosto é que a Rayssa Leal — skatista brasileira de 13 anos que ganhou medalha de prata na modalidade skate street feminino — foi a atleta que mais ganhou seguidores e gerou engajamento no mundo, no Instagram. O álbum de fotos da fadinha, como é conhecida, comemorando a medalha e o vído de sua jornada no esporte foram as publicações mais curtidas na plataforma durante os jogos, considerando todos os atletas da competição.

Confira os 10 atletas que mais geraram interações no Instagram durante os jogos:


1. Rayssa Leal (Skate, Brasil)
2. Simone Biles (Ginástica Artística, EUA)
3. Daniel Alves (Futebol, Brasil)
4. Rebeca Andrade (Ginástica Artística, Brasil)
5. Ítalo Ferreira (Surfe, Brasil)
6. Douglas Souza (Vôlei, Brasil)
7. Suni Lee (Ginástica Artística, EUA)
8. Luka Doncic (Basquete, Eslovênia)
9. Tai Tzu-Ying (Badminton, Taiwan)
10. Gabriel Medina (Surfe, Brasil)

E os 10 atletas que ganharam mais seguidores no Instagram no mundo durante os jogos:

1. Rayssa Leal (Skate, Brasil) – 5.8 milhões (+667%)
2. Neeraj Chopra (Atletismo, Índia) – 2.6 milhões (+1.9m%)
3. Simone Biles (Ginástica Artística, EUA) – 2.3 milhões (+53%)
4. Rebeca Andrade (Ginástica Artística, Brasil) – 2.1 milhões (+868%)
5. Ítalo Ferreira (Surfe, Brasil) – 1.8 milhão (+175%)
6. Valentina Acosta Giraldo (Tiro com arco, Colômbia) – 1.6 milhão (+623%)
7. Douglas Souza (Vôlei, Brasil) – 1.4 milhão (+78%)
8. Tom Daley (Mergulho, Reino Unido) – 1.259 milhão (+60%)
9. Leticia Bufoni (Skate, Brasil) – 1.249 milhão (+41%)
10. Suni Lee (Ginástica Artística, EUA) – 1.242 milhão (+511%)

Fonte: Meio e Mensagem

Disponível em: https://www.meioemensagem.com.br/home/midia/2021/08/10/brasil-foi-o-terceiro-pais-que-mais-se-engajou-com-a-olimpiada-no-facebook.html

10

Ago

Em novo esforço contra bullying, TikTok lança campanha “Cultive Gentileza”

TikTok segue na busca para combater e quem sabe conter o bullying online em sua plataforma, e nesta segunda (9) a companhia inaugurou uma nova campanha global focada no tema. Batizada de “Cultive Gentileza”, a ação como o título demonstra tenta promover um ambiente mais acolhedor para a rede social e um clima generalizado de gentileza.

De acordo com a divulgação oficial, a campanha terá como principal pilar uma série de vídeos animados e educacionais que serão lançados na conta @masterclass de cada região, com histórias reais e pessoais de criadores de conteúdo. Os convidados vão oferecer perspectivas sobre como combater o bullying e mostrar o impacto não intencional de comportamentos prejudiciais na plataforma, além de lembrar a importância de se trabalhar junto para evitar práticas do tipo.

As animações vem das contas @milkymichii, @recokh, @kellyemmrich, @amyrightmeow, @rosie.gif e @king.science, que ao final dos vídeos revelam suas imagens para transmitir a importante mensagem de que por trás de toda conta há um ser humano real, merecedor de gentileza e respeito. Você pode conferir abaixo os três primeiros vídeos da campanha.

Além dos vídeos, o TikTok também diz que vai ampliar esforços para remover contas e conteúdos que promovam assédio e bullying e estimular o desafio “#CultiveGentileza”, que inspira o público a compartilhar momentos emocionantes e comentários “que inspirem as pessoas a espalhar gentileza”.

A campanha se soma a outras tantas iniciativas da plataforma na questão, que de tempos em tempos reaparece no noticiário e já levou até mesmo membros do conselho de segurança a pedir publicamente por soluções efetivas. Só neste ano o TikTok reforçou a privacidade de contas infantis, passou a notificar contas que acredita estar reforçando comportamento malicioso e até aumentou o leque de recursos das lives para proteger os anfitriões.

Fonte: Portal B9, disponível em: https://www.b9.com.br/148807/em-novo-esforco-contra-bullying-tiktok-lanca-campanha-cultive-gentileza/

10

Ago

Instagram lança anúncios na aba Shop

O Instagram começará a exibir anúncios de produtos na aba de Shop. Nessa segunda-feira, 9, a plataforma do Faceook anunciou que os novos anúncios começariam a aparecer imediatamente para usuários dos Estados Unidos durante um período inicial de testes. Marcas como Away, Boo Oh, Clairepaint, DEUX e Donni Davy foram as primeiras varejistas a executar os posts patrocinados. “Começaremos a testar anúncios noa Instagram Shop para facilitar que as pessoas descubram e comprem de marcas quando já estão com vontade de navegar”, disse o Instagram no anúncio.

O Facebook e o Instagram fizeram mudanças significativas no último ano para estimular mais compras. No ano passado, o Instagram desenvolveu a aba chamada Shop, que tem uma posição de destaque na tela inicial do aplicativo, entregando um feed personalizado de produtos para cada usuário. A seção não deve ser confundida com as Lojas no Instagram, Facebook e WhatsApp, que são vitrines digitais administradas por comerciantes nos aplicativos. Há também uma seção especial chamada Drops dentro da aba Explorar, que apresenta produtos recém-lançados.

Todos os elementos de compras somam ao empurrão do Facebook para tornar suas plataformas mais “shoppable”. A rede social está competindo com grandes varejistas como Amazon e Walmart, que estão adotando mais elementos sociais, como vídeos de compras ao vivo, em suas propriedades digitais. Enquanto isso, plataformas de mídia social como Instagram, Snapchat, Pinterest, TikTok e Twitter estão construindo mais recursos de e-commerce. O Instagram e Facebook também implantaram sementes de compras em vídeos e em livestreams, incentivando os criadores a marcar produtos em seu conteúdos com links pelos quais os telespectadores podem comprar.

Um relatório do eMarketer do início do ano disse que o comércio social geraria US$ 37 bilhões nos EUA em 2021, um aumento de 35% em relação a 2020. O número de consumidores americanos comprando nas redes sociais deve chegar a 90 milhões em 2021, contra 80 milhões em 2020. Os aplicativos do Facebook, incluindo Facebook, Instagram, WhatsApp e Messenger, alcançam um total de 2,76 bilhões de pessoas por dia.

Mudanças de privacidade nos dispositivos Apple e em toda a internet são outro fator que impulsiona o varejo para as mídias sociais. A Apple implementou recentemente protocolos anti-rastreamento rigorosos que tornaram mais difícil, se não impossível, que os profissionais de marketing digitais observem quando um consumidor cruza de um site ou aplicativo para outro. Isso torna mais difícil segmentar anúncios e rastrear quando eles funcionam. Mas isso se torna um problema menor se toda a atividade ocorrer dentro de um aplicativo como o Facebook.

Os novos anúncios do Shop representam outra forma de os varejistas dialogarem com os consumidores com publicidade personalizada. Os anúncios aparecem no feed com um rótulo “patrocinado” e são linkados às páginas do produtos, com mais informações e novas sugestões de produtos do varejistas.

Fonte: Meio e Mensagem

Disponível em: https://www.meioemensagem.com.br/home/midia/2021/08/10/instagram-lanca-anuncios-na-aba-shop.html

10

Ago

Novos emojis do WhatsApp são revelados na versão beta para Android; confira

O que seria de um aplicativo de chat sem os emojis? É por isso que, hoje (10), a nova beta do WhatsApp para Android adicionou dezenas de novas carinhas para expressar as mais diversas reações.

O consórcio Unicode já havia publicado a atualização do Emoji 13.1 com as imagens refeitas ou adicionadas para usuários do iOS e do Gboard, o teclado do Google, mas o WhatsApp costuma fazer suas próprias adaptações. Em razão disso, dá para esperar uma biblioteca parecida, mas com sutis diferenças do original.

Algumas imagens são velhas conhecidas, mas modificadas para atender a um público mais amplo e diverso. É o caso da mulher de barba, uma junção da figura feminina com a pessoa com barba. Há também mais opções focadas em inclusão social, com uma variedade bem maior de representações de casais: figura masculina com bigode, figura feminina de cabelo curto e de trança.

O emoji de máscara foi ajustado para retirar a expressão de doença e passar uma imagem de naturalidade, afinal o que mais ocorreu no último ano foi o uso do acessório de modo preventivo nas ruas. Os relacionados a beijos têm vários gêneros diferentes para personalizar, mas eles somente têm a cor de pele amarela padrão dos emojis.

Por outro lado, há coisas totalmente novas: o emoji de coração em chamas e o coração com ataduras são exemplos. Uma figurinha assoprando transmite a imagem de cansaço e a atrás de fumaça pode representar alguém escondido.

Se você quiser checar as novas imagens, é só abrir o seu WhatsApp e ver se está liberada a versão beta 2.21.16.10. Se você não for inscrito no programa de testadores, o jeito é aguardar até a chegada da versão final. Usuários do iOS devem aguardar o aplicativo estável receber a novidade para desfrutar dos emojis novos — e ainda não foi estabelecida uma data para isso.

Fonte: Canaltech, disponívem em: https://canaltech.com.br/apps/novos-emojis-do-whatsapp-sao-revelados-na-versao-beta-para-android-confira-192198/