Mundo corporativo

23

Jul

Comunicação

Especialistas defendem investimentos em tecnologias digitais para fomentar turismo no RN

O Brasil é o primeiro em atrativos naturais no ranking mundial de competitividade. No entanto, o que na teoria é um grande diferencial, na prática, o elevado potencial existente ainda não consegue ser transformado em oportunidades de negócios na atividade turística. Mas, em território potiguar, intervenções do Sebrae no Rio Grande do Norte, que estimulam o uso de tecnologia pelos empreendimentos turísticos, pretendem reverter este quadro, especialmente no interior do estado.

É o caso do Turistech - Fórum Destinos e Negócios Turísticos Inteligentes no Rio Grande do Norte, realizado pelo Sebrae-RN, iniciativa que integra o projeto Destinos Turísticos Inteligentes, e estimula empreendedores da cadeia produtiva do turismo a utilizar novas tecnologias em favor do negócio.

Para isso, especialistas do setor, que participaram do evento TurisTech no município de Pau dos Ferros, na última quarta-feira (18), além de traçar panorama do setor turístico da região, alertam para a necessidade de utilizar novas plataformas na busca por clientes e consolidação dos destinos turísticos. 

Para o especialista e consultor em turismo, Luiz Barretto, que ministrou palestra “Turismo Inteligente: a transformação digital”, as riquezas naturais da região, que podem causar no visitante uma experiência turística diferenciada precisam ser melhor exploradas em favor do segmento.

“O turista hoje está conectado praticamente 24 horas. É nas redes sociais onde 32% dos turistas buscam informações turísticas, e, infelizmente, apesar do grande valor turístico, a Região do Alto Oeste possui uma reputação online muito baixa, com poucas fotos e informações dos atrativos. Mudar isto é o primeiro passo para atrair mais gente para a região”, aconselha.

Ainda de acordo com Barretto, além de digital, os empreendimentos turísticos precisam contar com fatores como facilitação de acessos, capacitação de guias profissionais para que atrações como trilhas, tirolesas e escaladas, por exemplo, presentes na região, possam ser explorados.

“Os destinos turísticos inteligentes precisam ter características diferenciadas, inovar na tecnologia, possibilitar experiências de qualidade e valorizar o capital humano. Mas ter um bom suporte, com fácil acesso e profissionais que garantam uma experiência única, certamente fará a diferença”, destaca.

O diretor superintendente do Sebrae-RN, José Ferreira de Melo Neto participou da abertura do evento e reforçou os esforços empreendidos em favor do crescimento e consolidação do setor turístico na região. 

“Sempre acreditamos e vamos continuar acreditando no potencial do Alto Oeste, e para isto não medimos esforços para capacitar empreendedores e estimular investimentos no setor turístico regional”, enfatiza. 

Negócios na rede

Para Marta Poggi, palestrante e conteudista no blog Agente no Turismo, que ministrou palestra “Marketing digital e redes sociais para o turismo: como engajar para decolar”, para alcançar o patamar desejado e conquistar clientes por meio destas ferramentas, não basta apenas estar online.

“Existem muitas plataformas que podem ser usadas em favor do negócio, mas a coisa precisa ser profissional para, mais que estar online, o empresário conquiste boa reputação e isso gere reflexo em bons negócios”, alerta.

Poggi também chama a atenção para um ponto que considera crucial: gerar conteúdo rico para o público alvo. “Fazendo isso nas redes sociais, o empreendedor criará relacionamentos, que posteriormente se transformarão em negócios, objetivo final para quem empreende”, ressalta.

Novas plataformas

O cenário da era digital mostra que, além de ser digital, o empreendedor precisa estar atento à oferta de novas plataformas capazes de gerar impactos nos negócios. Foram meios que estão revolucionando formas de hospedagem que o gerente de contas do Booking, Luiz Felipe Lagreca, apresentou aos empreendedores durante o TurisTech. Segundo ele, a plataforma possibilita que os negócios caminhem lado a lado com evolução pela qual passa o setor.

“Temos mais de 1,7 milhões de parceiros espalhados pelo mundo, e entendemos que está presente na plataforma é uma forma de o empreendedor garantir visibilidade de seu negócio e seguir evoluindo”, pontua.

Jocélio Queiroz é empresário do setor turístico há pouco mais de cinco anos. Iniciou os negócios com um restaurante, e, em dezembro do ano passado abriu uma pousada. Diferente de muitos empreendedores do interior do Estado que ainda não enxergam potencial na internet, desde o primeiro momento ele investiu em ferramentas que facilitam o acesso de clientes ao empreendimento.

“Já abri a pousada cadastrada no Booking.com, e, de lá para cá, só tenho visto a procura por meio da internet aumentar, principalmente vindas por meio da ferramenta. Os resultados positivos mostram que o quanto é importante investir na internet e em tecnologias”, avalia.

Com informações do Sebrae - RN

15

Jul

Mundo corporativo

Principais destinos turísticos da Europa criam regras para limitar a expansão do Airbnb

O Airbnb, serviço online para as pessoas anunciarem e reservarem meios de hospedagem, completa 10 anos esse mês e se encontra em frente à criação de regras dos principais destinos turísticos da Europa que tentam impedir a expansão da empresa no continente.  Algumas das cidades, como Paris, Amsterdã, Berlim e Barcelona, se reuniram para recorrer a algumas medidas limitantes. Uma delas é a não concessão de licenças para locação turística no centro histórico de Barcelona, como divulga a agência de notícias internacional, France Press.

A plataforma de acomodação, que não divulga números de mercado, mantém a avaliação de US$ 31 bilhões (R$ 119,9 bilhões), segundo estimativa de 2017, como traz o site francês. No total, são oferecidos cinco milhões de imóveis para locação, em 81 mil cidades e cerca de 200 países. Para o setor de hotelaria, esse tipo de serviço online não tem às mesmas restrições legais e fiscais e, por isso, tamanho empenho em restringir as locações.

''Os representantes desses locais se reúnem para fazer um balanço da extensão do fenômeno e comparar políticas públicas", explica na France Press, Ian Brossat, encarregado de assuntos de aluguel na prefeitura de Paris.  Em Amsterdã, um acordo foi assinado proibindo aluguéis através da Airbnb para além de 60 dias por ano. Já em Madri, as autoridades pretendem colocar um imposto de 95% para locação no site. 

De acordo ainda com a agência de notícias, os serviços online de de acomodações reagiram apresentando à Comissão Europeia denúncias contra infrações das legislações nacionais desses territórios. Entretanto, não há previsão de abertura para o procedimento de violação contra qualquer dos locais citados.

12

Jul

Mundo corporativo

Federação do Comércio do RN discute oportunidades de cooperação e investimentos com embaixador da Tailândia

O vice-presidente da Federação do Comércio do RN (Fecomércio), Jair Urbano de Queiroz, recebeu na manhã desta quinta-feira (12), na sede da entidade, o embaixador da Tailândia no Brasil, Surasak Suparat. O diplomata veio ao Rio Grande do Norte em missão oficial, com o intuito de apresentar-se e dialogar a respeito das oportunidades de investimentos e cooperação entre a Tailândia e o estado.

Durante a reunião foram apresentados à comitiva tailandesa algumas das potencialidades do nosso estado, como a vocação para o turismo, e de que forma o Sistema Fecomércio, especificamente por meio do Senac, com os cursos de qualificação de mão de obra, poderá contribuir para o êxito desta possível parceria.

Um dos exemplos é a utilização do Hotel Escola Senac Barreira Roxa, cuja reinauguração está prevista para acontecer até o final deste ano. Orçada em cerca de R$ 27 milhões (entre obras e equipamentos), a reforma do hotel e da escola contempla a modernização da estrutura e construção de novos espaços, como adega, bares, espaço kids, café, salão de jogos e academia de ginástica. Além disso, todas as 52 suítes, a área de lazer e o centro de eventos serão inteiramente reformados e ganharão novos equipamentos e mobiliário. O Barreira Roxa terá capacidade para acomodar até 150 leitos e eventos para cerca de 300 pessoas.

O Senac RN capacita cerca de três mil pessoas por ano na área de turismo, hospitalidade e lazer. Ferramenta fundamental para o eixo, o Hotel Escola Senac Barreira Roxa permitirá que os alunos do Senac vivenciem a rotina do trabalho, com clientes e desafios reais, dentro de um ambiente monitorado, permitindo uma formação mais sólida, com avaliação ainda mais ampla.

"Nosso estado é pequeno, porém de muitas potencialidades econômicas. O turismo é apenas uma delas. Acredito que temos plenas condições de avançar nesta parceria e contribuir para a troca de experiências entre os dois países. Este é apenas um primeiro passo. Nos colocamos à disposição, colocamos o Sistema Fecomércio à disposição para que possamos colher muitos frutos", afirmou vice-presidente da Fecomércio RN, Jair Urbano de Queiroz.

O embaixador da Tailândia no Brasil, Surasak Suparat, também destacou o que o país asiático tem a oferecer. Na área de comércio, por exemplo, que segundo ele é uma área com poucos acordos de cooperação, há uma programação anual de feiras de negócios, que envolvem segmentos como logística; gemas e joias; têxtil; calçados; móveis; eletrônicos; entre outros, "cuja participação de empresários pode se tornar oportunidades de negócios".

Fizeram parte da comitiva os secretários da Embaixada Real da Tailândia, Phitchanan Panadamrong e Paween Buskornreungrat. Também estavam presentes no encontro o diretor Executivo da Fecomércio, Jaime Mariz; o assessor da Presidência, Laumir Barrêto; e o diretor Regional do Sesc, Fernando Virgilio.

 

 

12

Jul

Mundo corporativo

Micro e pequenas empresas poderão ingressar no banco de dados da União que unifica informações fiscais e trabalhistas

Micro e pequenas empresas poderão ingressar no eSocial a partir de novembro. Foi publicada no Diário Oficial da União, a Resolução nº 4 do Comitê Diretivo do eSocial permitindo que micro e pequenas empresas – que são aquelas com faturamento anual de até R$ 4,8 milhões – e Microempreendedores Individuais (MEI) possam ingressar no programa que unifica as informações fiscais, previdenciárias e trabalhistas dos empreendedores em um banco de dados administrado pelo governo federal.

A Receita Federal lembra que somente os MEI que têm empregados precisarão prestar informações ao eSocial. Atualmente, são aproximadamente 155 empregadores. A obrigação de ingressar no eSocial para micro e pequenos empreendedores e para os MEI será somente em novembro, mas a norma publicada hoje, oferece a opção de ingresso já na próxima segunda-feira (16), juntamente com empresas privadas do país que têm faturamento anual inferior a R$ 78 milhões. No caso dessas empresas, o ingresso no eSocial é obrigatório a partir de segunda-feira.

Quando totalmente implementado, o eSocial reunirá informações de mais de 44 milhões de trabalhadores do setor público e privado do país em um mesmo sistema e representará a substituição de até 15 prestações de informações ao governo – como GFIP, RAIS, Caged E DIRF – por apenas uma.

Cinco fases de implantação

Assim como está acontecendo com as grandes empresas e como ocorrerá com os entes públicos, a implementação do eSocial para as empresas do segundo grupo – excluídas neste momento a obrigatoriedade de pequenas empresas e de MEI – se dará de forma escalonada, dividida em cinco fases, distribuídas de julho a janeiro de 2019. Dessa forma, os empregadores incluirão gradativamente suas informações no sistema.

A partir do dia 16 de julho até o dia 31 de agosto deste ano, os empregadores deverão enviar ao eSocial apenas informações de cadastro e tabelas das empresas. Em relação aos MEI que possuam empregados e que optem por já ingressar no eSocial, o Comitê Gestor do eSocial esclarece que, na prática, eles não terão nenhuma informação para prestar antes de setembro, já que os dados da 1ª fase (cadastro do empregador e tabelas) são de preenchimento automática pela plataforma simplificada que será disponibilizada para este público.

Apenas a partir de setembro, os empregadores do segundo grupo precisarão incluir na plataforma informações relativas a seus trabalhadores e seus vínculos com as empresas, como admissões, afastamentos e demissões, por exemplo. Finalmente, de novembro até o final de 2018, deverão ser incluídos dados referentes às remunerações dos trabalhadores e realizado o fechamento das folhas de pagamento no ambiente nacional.

Em relação às micro e pequenas empresas e aos MEI, como esses estarão obrigadas ao eSocial somente a partir de novembro – quando ingressarem no sistema eles deverão prestar as informações referentes às três fases iniciais do cronograma.

Em janeiro do ano que vem haverá, para o segundo grupo como um todo, a substituição da Guia de Informações à Previdência Social (GFIP) pelo eSocial e a inserção de dados de segurança e saúde do trabalhador no sistema.

6

Jul

Mundo corporativo

Aeroporto de Natal é eleito melhor da categoria em premiação do Ministério dos Transportes

O Aeroporto de Natal foi considerado o melhor terminal aéreo com fluxo de passageiros de até 5 milhões ao ano. A premiação Aeroportos+ Brasil é o resultado consolidado das quatro rodadas trimestrais de pesquisa que avalia a satisfação dos passageiros feitas ao longo do ano de 2017 realizada pelo Ministério dos Transportes, Portos e Aviação Civil.

O Terminal aéreo potiguar conquistou as melhores avaliações de eficiência de check-in e raio-x e também foi considerado o mais confortável. O aeroporto foi o único aeroporto do Nordeste a ser premiado.

“Para nós esta premiação é o resultado de todo um esforço de nossas equipes para trazer a melhor experiência para o passageiro. Queremos que a passagem do usuário por nosso Terminal seja positiva. Não queremos que ele leve só a recordação de uma viagem para casa, mas também da porta de entrada e saída da cidade, que é o aeroporto”, comenta Juan Djedjeian, diretor de operações da Inframerica.

A Inframerica administra também o aeroporto de Brasília que foi eleito o melhor na categoria com mais de 15 milhões de passageiros ao ano. O Terminal brasiliense levou outros 4 prêmios: check-in, raio-x, controles migratório e aduaneiro mais eficientes do país.

19

Jun

Mundo corporativo

Startups e microempresas também podem ser contempladas no edital de Inovação para a Indústria 2018

O Edital de Inovação para a Indústria 2018, iniciativa do SENAI, SESI e Sebrae, vai investir até R$ 55 milhões para o desenvolvimento de projetos em empresas industriais de todos os portes, incluindo startups de base tecnológica.

Nesta edição, projetos inovadores poderão ser inscritos em cinco categorias: A. Inovação Tecnológica para Grandes e Médias Empresas; B. Inovação Tecnológica para Micro e Pequenas Empresas (MPE), Micro Empreendedor Individual (MEI) e Startups de Base Tecnológica; C. Empreendedorismo Industrial – Grandes empresas e Startups; D. Inovação em Segurança e Saúde no Trabalho (SST) e Promoção da Saúde (PS) e E. Inovação Setorial em Segurança e Saúde no Trabalho (SST) e Promoção da Saúde (PS). As inscrições para o Ciclo 1 das categorias A, B, E e D foram prorrogadas para até o dia 03/07/2018.

Foco na seleção de projetos para a indústria 4.0

Uma das novidades é que as categorias A e B terão foco na seleção de projetos destinados a ajudar o setor industrial brasileiro a se inserir na indústria 4.0 – termo utilizado para definir a fusão entre os mundos físico e virtual. A também chamada quarta revolução industrial tornará a forma como se produz hoje obsoleta. “Entendemos que, para apoiar a indústria nessa necessária atualização tecnológica, temos de estimular projetos inovadores que vão ajudar a aumentar a competitividade do setor industrial por meio da indústria 4.0”, explica o gerente-executivo de Inovação e Tecnologia do SENAI, Marcelo Prim.

A categoria C, Empreendedorismo Industrial – Grandes empresas e Startups, também possui mais recursos em 2018 para estimular a conexão entre grandes indústrias e startups, micro e pequenas empresas. Nessa chamada, empresas consolidadas no mercado, denominadas instituição-âncora, podem apresentar, a qualquer momento, desafios a serem solucionados por empreendedores.

30

Mai

Mundo corporativo

Interesse crescente de mulheres executivas em altos cargos de direção impulsiona cursos na área

De olho na oportunidade de uma carreira diferenciada na maturidade, mulheres executivas estão apostando na possibilidade de chegarem a altos cargos de direção em empresas. Para isso, muitas estão buscando formação complementar para atuar na área. O interesse impulsionou a criação do primeiro curso voltado especialmente a preparar mulheres para altos cargos de direção, intitulado ‘Advanced Boardroom Program for Women (ABP-W)’. Ele está sendo oferecido pela Saint Paul Escola de Negócios (www.saintpaul.com.br), em São Paulo, e já conta com lista espera.

“Temos visto no mundo inteiro um movimento para o aumento da presença feminina na gestão das empresas por uma razão simples: a performance da empresa melhora significativamente”, afirma Geovana Donella, conselheira de várias empresas familiares, entre elas a Merheje, e especialista em Governança Corporativa. Geovana é uma das professoras convidadas do programa da Saint Paul Escola de Negócios. Recentemente, o debate foi reaberto como uma decisão em Portugal que, até o início de 2020, deverá ter 33,3% dos integrantes de conselhos do sexo feminino. Geovana lembra que a deliberação atinge apenas as companhias com capital aberto.

Para Christiane Aché, diretora de pós-MBA da Saint Paul, a expectativa é de que a questão das cotas para mulheres em Conselhos saia logo, o que impacta na elevada procura pelo curso. “Temos entre as alunas três perfis definidos: as que são herdeiras, as que interagem com conselhos e as que querem se tornar conselheiras no curto ou médio prazo”, destaca Christiane, que acaba de retornar ao Brasil com grupo de alunas de um dos módulos internacionais do curso.

Estratégia e comportamento

O programa Advanced Boardroom Program for Women (ABP-W) da Saint Paul, com duração de 13 meses, objetiva desenvolver tanto o lado estratégico como comportamental das executivas. Busca também formar conselheiras de administração, ou membros em Comitês que apoiam o Conselho de Administração, como as áreas de gestão de riscos e auditoria, pessoas, estratégica, inovação, entre outros. E ainda oferece conhecimento aprofundado e integrado em governança corporativa, gestão de riscos e compliance.

No Brasil, do total de cadeiras em conselho existentes, apenas 7% são ocupadas por mulheres. Se forem excluídas as acionistas, o percentual cai para 3%. Em uma empresa, independente do porte ou da área de negócios, o papel do conselho é ser o guardião da empresa. Na prática, ele ajuda a companhia a ter um olhar estratégico de curto, médio e longo prazo, além de fazer a estratégia, monitorar e incentivar a empresa com boas práticas de governança.

Em geral, os conselhos podem ser consultivos ou administrativos: os administrativos incluem responsabilidade fiduciária aos conselheiros, sendo muito usados nas companhias abertas, e os consultivos não. Geralmente, os conselhos consultivos têm formação mais diversa e reuniões mais curtas, 4 horas, a cada mês. E mais, exibem uma formação mais diversa, devendo abrir para profissionais com especialização nas áreas de finanças, tributação, governança corporativa, inovação e jurídica, entre outros.

28

Mai

Mundo corporativo

Life Sprint, projeto ligado à qualidade de vida, é selecionado para programa de aceleração de Startups

Com o programa Life Sprint, Larissa Marques, incubada do Empreende, foi a única mulher à frente de um projeto entre as cinco empresas do Rio Grande do Norte selecionados pelo I Programa de Aceleração de Startups do SebraeLab. A edição do Estado foi voltada para microempresas que atuam com negócios de impacto social e consagrará os melhores projetos com premiações que variam de R$60 mil à R$100 mil.

Larissa, Pós-Graduada em Qualidade de Vida e Saúde no Trabalho pela UnP, percebeu durante os seus afazeres que a grande demanda de trabalho operacional necessitava de uma automatização. Por isso, foi em busca de conhecimento para construir um sistema que remodelasse os padrões e agilizasse as requisições, dando vida ao Projeto premiado. “O Life Sprint é um método que ajuda as pessoas a alinharem a vida pessoal com a vida profissional, em busca de melhor qualidade de vida”, afirma a empreendedora.

Incubada do Projeto Empreende, Centro de Empreendedorismo da Universidade Potiguar, Larissa contou com o apoio da equipe de mentores para o preparo técnico e adequação às normas do edital. A empreendedora conta que com o prêmio, vai investir no desenvolvimento de outras etapas do sistema. Única mulher ante as startups selecionadas pelo SebraeLab, Larissa Marques ganhou, no ano passado, o Prêmio Sebrae Mulher de Negócios, e incentiva as mulheres a estarem cada vez mais presentes no ambiente de negócios.

21

Mai

Mundo corporativo

“Inovação como Estratégia” é debatida, amanhã, em evento gratuito para alunos e ex-alunos da UNP

Promovendo o debate sobre a “Inovação como Estratégia: garantindo vida longa às organizações”, a Universidade Potiguar realiza o I Encontro de Egressos da Escola de Gestão. Além do debate, o evento que acontecerá amanhã (22), às 19h, na Unidade Roberto Freire, é uma oportunidade de integração entre ex-alunos, rever antigos colegas e professores. A participação é gratuita e os interessados podem confirmar presença pelo e-mail pos@unp.br e nos telefones 3215-8666 e 3215-8520.

A organização do evento explica que a atividade tem como proposta aproximar o ex-aluno da Universidade e estimulá-lo para um aprendizado continuado, pois o mercado exige profissionais engajados e atualizados. O bate-papo será comandado pelo Coordenador do Centro de Excelência em Empreendedorismo da UnP – Empreende, Prof. Marcelo Bandiera. O docente é também Consultor em Marketing e Inovação e Coordenador do Programa de Qualificação para Exportação (PEIEX).

De acordo com a Coordenadora dos Cursos de Pós-Graduação em Gestão e Negócios, Michele Betti, o mercado exige profissionais engajados e atualizados, por isso o tema escolhido foi Inovação como Estratégia. “Não há dúvidas de que é preciso pensar fora da caixa. Além disso, o networking entre egressos e formandos permite a troca de experiências para quem está saindo para o mercado de trabalho. O nosso egresso faz parte da família UnP e o nosso foco é manter esse elo, de modo que possamos sempre contribuir para a conquista das suas metas organizacionais”.

17

Mai

Mundo corporativo

Encontro de Gestão Para Mulheres terá palestras sobre criatividade, empreendedorismo e gestão de negócios

Um evento voltado para empreendedoras e profissionais de diferentes áreas de atuação, que se coloca como oportunidade de reflexão, aprendizado, network e negócios. Trata-se do III Encontro de Gestão para Mulheres que será realizado pelo K&M Group no dia 29 de maio, às 18h30, no Versailles Recepções.

Neste ano, o Encontro terá três palestrantes de renome: Larissa Borges, publicitária e publisher da Revista Versailles, que abordará o tema “Empresa Familiar: reinventando a carreira”; Sheila Morais, Empresária e Designer, que falará sobre criação e empreendedorismo na palestra “Criatividade, Design e Empreendedorismo: do RN ao mercado nacional” e Larissa Marques, Mentora em Saúde e Bem-Estar, que discutirá a gestão das emoções com a temática “O valor emocional de acreditar nos sonhos!”. Mais informações no site: http://www.kem.com.br/

9

Mai

Mundo corporativo

Principal referência em tecnologia do mercado potiguar expande para a Paraíba

Com 30 anos de atuação no Rio Grande do Norte, a Miranda Computação iniciou este mês seu processo de expansão para fora do estado, inaugurando duas novas lojas em João Pessoa (PB), uma no Manaíra Shopping e outra no Mangabeira Shopping. Com as novas lojas da Paraíba, a rede Miranda agora conta com um total de 10 lojas físicas distribuídas em Natal, Mossoró e João Pessoa, 360 funcionários, e uma diversidade de cerca de 3 mil produtos de tecnologia.

Os sócios-fundadores e irmãos Afrânio, Paulo e Luciano estão otimistas com a chegada da Miranda na Paraíba e afirmam que a escolha do estado para iniciar o processo de expansão aconteceu devido ao alto potencial econômico do Estado.

“O mercado da Paraíba é promissor, está em desenvolvimento, com um PIB que já se iguala ao do RN, além de nos oferecer um ambiente fiscal muito favorável. Nossa intenção é levar para os paraibanos soluções em tecnologia que possam auxiliar no dia a dia da população e, para isso, iremos oferecer a mesma qualidade de atendimento, pós venda e grande variedade de produtos que já são a marca da Miranda no RN”, explica o diretor administrativo Afrânio Miranda. Segundo o empresário, a expansão da rede está apenas iniciando e revela que novas lojas deverão ser inauguradas, ainda este ano, além de outras novidades como a loja virtual da Miranda.

A Miranda iniciou em 1987 como uma pequena livraria de informática em um quarto de 9 metros quadrados na casa dos pais dos sócios-fundadores. Com o passar dos anos, a Miranda foi incorporando produtos de informática, atendendo a solicitações dos próprios clientes. O tratamento e a preocupação com as pessoas – clientes, colaboradores e sociedade em geral – é o que faz, atualmente, a Miranda ser, não apenas a marca de loja de informática mais lembrada em todas as pesquisas com consumidores do RN, mas também a marca potiguar mais lembrada dentre todos os segmentos do comércio, a única a receber, por cinco vezes, o prêmio TOP dos TOPS.

A empresa também se destaca pelo incentivo ao esporte para seus funcionários, envolvimento em ações sociais, promoção e participação de eventos e ações de tecnologia para a sociedade, para aproximar as pessoas da tecnologia, pelo seu trabalho com lixo eletrônico, descarte correto e de conscientização da população.

 

9

Mai

Mundo corporativo

Fecomércio sedia treinamento de Sistema de Excelência em Gestão Sindical

Presidentes e executivos dos sindicatos filiados à Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do RN, participam durante todo o dia desta quarta-feira, 9, do 1º encontro de 2018 do Sistema de Excelência em Gestão Sindical, capacitação que teve como objetivo a atualização acerca das mudanças do Sistema. As novas diretrizes foram apresentadas pelo assessor técnico do Departamento de Planejamento da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo, Mateus Dornelas.

O Segs foi criado para alinhar as práticas de gestão sindical entre todos os integrantes do Sistema Confederativo da Representação Sindical do Comércio (Sicomercio). Além de contribuir para a maturidade de federações e sindicatos sobre aspectos como associativismo e serviços oferecidos aos empresários do comércio, o programa capacita líderes e executivos sindicais para melhor atuarem em prol dos interesses das empresas que representam.

Abrindo o encontro, o diretor Executivo da Fecomércio RN, Jaime Mariz, apresentou aos presidentes e executivos dos sindicatos, os resultados de 2017 do Planejamento Estratégico da instituição, como também as metas para 2018. “Com o Planejamento Estratégico, queremos fazer uma federação cada vez mais forte e atuante, e isso passa por sindicatos cada vez mais fortes e atuantes” reforçou Mariz.

O assessor especial da Presidência da Fecomércio, Laumir Barrêto, explicou destacou a importância das convenções coletivas e o funcionamento do Regime Diferenciado de Piso Salarial, o Repis, já implantado pelo Sindicato do Comércio Varejista e de Serviços do RN, e que permite às empresas a praticar salários diferentes e mais enxutos do que os praticados pelas demais empresas, resultando em redução de custos. Estiveram presentes dos Sindicatos do Comércio Varejista de Assú, Francisco de Assis Barbosa; de Caicó, Íldica Vale; de Nova Cruz, Raimundo Martins; e de São Paulo do Potengi, Antônio Francisco de Oliveira.

 

7

Mai

Mundo corporativo

Redes sociais, design e internet entre temas da 10ª Semana do Microempreendedor do Sebrae/RN

Atenção a quem pretende começar um negócio como microempreendedor. O Sebrae-RN, promove, junto com o Sebrae Nacional, a 10ª Semana do Microempreendedor Individual (MEI), entre os dias 14 a 19 de maio, ofertando cursos, oficinas, palestras e orientações técnicas para quem já é ou pretende se tornar um MEI. A semana acontecerá em todas as unidades do Sebrae-RN.

No Sebrae Natal, as atividades contarão com palestras sobre “Redes sociais para o MEI”, “Design para Pequenos Negócios do Comércio Eletrônico”, “Gestão de Finanças Pessoais”, “Amplie o Seu Mercado Através da Internet”, além de outras segmentadas sobre os ramos de Beleza, Alimentação e Varejo, com empresários locais de sucesso.

Na última pesquisa sobre o perfil do MEI no Brasil, 31% dos empreendedores apontam dificuldades na hora de conquistar clientes e 25% não tiveram lucro, de acordo com informações do Sebrae-RN. Esse evento é uma ótima oportunidade para aprender e planejar o seu negócio.

Para saber mais detalhes da programação nas unidades do Sebrae-RN, acesse: https://bit.ly/2JRo1pd 

26

Abr

Mundo corporativo

Fiern realiza hoje fórum de inovação com palestra de CEO do Rock In Rio; inscrições são gratuitas e ainda estão abertas

Conceitos e experiências de êxito na implantação de inovação em empreendimentos serão apresentados durante o Fórum “Inovação e Negócio. Dá certo!”, promovido pela FIERN em parceria com o Sebrae-RN, HOJE, 26 de abril, no Auditório Albano Franco, na Casa da Indústria. As inscrições são gratuitas e ainda podem ser realizadas pelo telefone 0800 570 0800 e www.sympla.com.br/sebraern. O evento terá início às 15h. 

A edição 2018 do Fórum traz a Natal, o CEO Rock in Rio, Luís Justo, que fará palestra sobre “Rock in Rio Business Model: O caso de sucesso de quem empreende sonhos”, e a Superintendente do IEL Nacional, Gianna Cardoso Sagazio, com a palestra “Conheça a mobilização pela inovação – MEI”.

O Fórum busca levar à classe empresarial do RN as “boas práticas “ da Inovação como uma ferramenta de gestão para o Mundo dos Negócios. As palestras abordam a implantação de inovações de modo a contribuir para o fortalecimento da “competitividade e sustentabilidade” das empresas no mercado global, no qual estão inseridas.

Em sua palestra, Gianna Sagazio apresentará a Mobilização Empresarial pela Inovação (MEI), um movimento que visa a estimular a estratégia inovadora das empresas brasileiras e ampliar a efetividade das políticas de apoio à inovação. O desafio é fazer da Inovação uma estratégia permanente das empresas.

Na segunda palestra, “Rock in Rio Businnes Model: O caso de sucesso de quem empreende sonhos”, Luís Justo expõe o modelo de negócio do caso de sucesso brasileiro, referência mundial em entretenimento, o Rock in Rio. De forma prática, o executivo revelará os objetivos e estratégias de negócios por trás do consagrado evento.

Durante a programação, será lançado o “Comitê de liderança empresarial pela inovação do RN” e haverá também a apresentação de cases de sucesso de empresas potiguares como a Tapuio Incorporações, Loucos por Coxinhas e Green Pallets, que será conduzida pelo empresário Fred Alecrim.

O evento dispõe do Espaço Lounge, que terá Mostra de Startups, apresentação do Portal de Inovação, Mapeamento do Ecossistema de Inovação do RN, os Espaços Sebrae e Sistema FIERN (SESI, SENAI, IEL), além de atração cultural.

Com informações da Assessoria de Comunicação da Fiern.

 

18

Abr

Mundo corporativo

O Sebraelab, serviço de apoio às startups do RN, é apresentado para instituições e incubadoras

Um dos principais serviços para fortalecer o atendimento a empreendedores e empresários inovadores, abriu as portas para entidades parceiras e incubadoras tecnológicas do estado na manhã de hoje (18). O Sebrae/RN apresentou a proposta do Sebraelab, ambiente que será inaugurado dia 29 de maio, a representantes de incubadoras que já funcionam e também as que estão em processo de implantação. O espaço está sendo criado para ser um ambiente colaborativo e multifuncional que vai contribuir para o desenvolvimento de ideias inovadoras e a remodelagem de negócios, gerando conexões que permitem vários níveis de colaboração e coparticipação.

A estrutura do Sebraelab foi criada para apoiar as startups, com capacitações em diversas áreas, permitindo que desenvolvam ideias e compartilhem soluções com outras empresas do segmento. No local, novos empreendedores, donos de micro e pequenas empresas (MPE) e microempreendedores individuais (MEI) poderão realizar testes de viabilidade, experimentar novas modelagens de negócios, ter acesso a ferramentas ágeis, repensar a atuação do negócio, fazer pesquisas de mercado e participar de capacitações.

"Será um local para compartilhar todas essas iniciativas e soluções maravilhosas que temos no nosso estado, tanto nas universidades, incubadoras e setor público também e sistema S. É um espaço que pretende estar conectado com o futuro, pois será um ambiente de experimentação e prática de gestão empreendedora voltadas à criatividade e inovação", define o diretor superintendente do Sebrae-RN, José Ferreira de Melo Neto, durante o café da manhã de apresentação do projeto.

De acordo com o gestor do Sebraelab, Carlos von Sohsten, estão sendo investidos cerca de R$ 800 mil na estruturação do espaço, que está sendo montado no pátio central (na área central) da sede do Sebrae, em Natal. Isso para que o Rio Grande do Norte fique com a versão mais completa (full) desse projeto no Sistema Sebrae, que também está sendo implantado em outras unidades da Federação. Segundo ele, o Sebraelab é mais que um espaço físico. É um ambiente de convivência de cocriação e de compartilhamento de todos os atores do ecossistema de negócios, sobretudo do empreendedorismo criativo e inovador, para o desenvolvimento de ideias e projetos.

Com informações da Assessoria de Comunicação do Sebrae/RN. Foto de Moraes Neto.