Educação

29

Mai

Educação

Instituto Metrópole Digital sedia palestra sobre Bioinformática

O Programa de Pós-Graduação em Bioinformática (PPgBIOINFO) do Instituto Metrópole Digital (IMD) realiza, na próxima sexta-feira, dia 31, mais uma edição do ciclo de palestras b-INFO: Seminários de Bioinformática. O evento acontece na sala B206 do IMD, a partir das 13h.

Na ocasião, será apresentada a palestra Reguladores mestres na Doença de Parkinson: Assinatura da doença, processos fisiopatológicos e novas abordagens terapêuticas. O palestrante é o pesquisador Fábio Klamt, professor associado do Departamento de Bioquímica da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS).

O ciclo de palestras b-INFO tem como objetivo trazer palestrantes renomados da UFRN e outras instituições para divulgarem suas pesquisas. Além da edição do próximo dia 31, o evento conta com outras datas: 23 de agosto, 27 de setembro, 25 de outubro e 14 de novembro.

28

Mai

Educação

Natal: Evento aborda empreendedorismo, negócios e gastronomia

Empreendedorismo, negócios, gestão de carreira e gastronomia são temas que estarão sendo discutidos durante os dias 29 e 30 de maio em Natal. Com o tema "Inspire-se, Transforme-se, Realize", a I Expo Negócios promovida pela UnP, integrante da rede Laureate está com inscrições abertas em www.unp.br/eventos. São mais de 100 atividades em uma programação aberta ao público.

Serão realizadas diversas oficinas, palestras, minicursos sobre os mais variados assuntos, como: Como vender meu negócio no Instagram; Descomplicando a Contabilidade Básica; Como criar seu Currículo Lattes; Fintechs e a Revolução Digital. Na abertura, às 19h, no hotel Holiday Inn, serão abordados os temas: “Empreendedorismo Inovador: Verdades, percalços e mentiras” com o Prof. Francisco Irochima; e “Desafios de Empreender no Brasil: Oportunidades e Dificuldades no Rio Grande do Norte”, com o empresário Afrânio Miranda.

Gastronomia
Dentro da programação do Expo Negócios, haverá também o I Expo Gourmet que também contará com dois grandes concursos gastronômicos: o Sweet & Coffee, que elegerá a melhor sobremesa, e o Mise Brasil, com pratos que fazem uma releitura da feijoada e a ginga com tapioca. Também haverá oficinas com temas como Cozinha para Solteiros, Cozinha Asiática, Macarons e Carne Suína. Para conferir a programação completa basta clicar aqui.

28

Mai

Educação

Inscrições para Exame Nacional de jovens e adultos vão até sexta

Terminam nesta sexta-feira (31) as inscrições para o Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos (Encceja) 2019. A inscrição é gratuita e deve ser feita pela internet. Jovens e adultos que não terminaram os estudos na idade adequada podem fazer o exame para obter a certificação de conclusão do ensino fundamental ou médio.

Os interessados no certificado do ensino fundamental precisam ter, pelo menos, 15 anos completos na data da prova. Para o certificado do ensino médio, a idade mínima exigida é 18 anos.

As provas serão aplicadas no dia 25 de agosto em 611 municípios. Serão quatro provas objetivas, cada uma com 30 questões de múltipla escolha, e uma redação. A nota mínima exigida para obtenção da proficiência é de 100 pontos nas provas objetivas e de cinco pontos na redação.

Os resultados podem ser usados de duas formas. Quem conseguir a nota mínima exigida em todas as provas tem direito à certificação de conclusão do ensino fundamental ou do ensino médio. Aqueles que alcançarem a nota mínima em uma das quatro provas, ou em mais de uma, mas não em todas, terão direito à declaração parcial de proficiência.

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) disponibiliza na página do Sistema Encceja apostilas com material de estudo para os participantes de nível fundamental e médio.

Edital em Libras

Uma novidade desta edição será uma versão do edital em Libras. Outra mudança é que o participante que já teve laudo médico aprovado em outras edições não precisa apresentar novo laudo durante a inscrição. Participantes surdos, deficientes auditivos e surdocegos devem indicar, durante a inscrição, se usam aparelho auditivo ou implante coclear.

Caso o interessado tenha feito a inscrição para a edição anterior e tenha faltado, será preciso justificar o motivo da ausência em 2018.

Fonte: Agência Brasil

28

Mai

Educação

Evento da UFRN debate audiovisual inserido na pesquisa científica

Promovido pelo Laboratório de Inovação Tecnológica em Saúde (LAIS/UFRN), com apoio do Programa de Pós graduação em Estudos da Mídia (PPGEM), mais um Ciclo de Palestras de cooperação técnica internacional será realizado no dia 29 de maio, das 19h até as 22h, no Auditório do Instituto Ágora (UFRN).

Com o tema geral “O Audiovisual como forma de conhecimento: desafios e sinergias entre cientistas e comunicadores para divulgação da ciência”, os pesquisadores do Centro de Apoyo a la Investigación de Creación de Contenidos Audiovisuales y Digitales da Universidade Complutense de Madri (CREAV/UCM), Prof. José Antonio Jimenez de las Heras (UCM), Profa. María del Mar Marcos Molano (UCM) e Prof. Ricardo Jimeno Aranda (UCM), abordarão problemáticas e perspectivas relacionadas à proposição da divulgação científica audiovisual como uma linha específica de pesquisa no campo da comunicação, o diálogo entre a ciência e o campo da comunicação audiovisual em prol da divulgação científica e a relação contemporânea entre ficção, não-ficção e ideologia.

O evento é fruto da cooperação técnica e científica internacional desenvolvida no Projeto de Inovação "Sífilis Não!" - Pesquisa Aplicada para Integração Inteligente Orientada ao Fortalecimento das Redes de Atenção para Resposta Rápida à Sífilis, coordenado pelo Prof. Ricardo Valentim (LAIS/UFRN).

27

Mai

Educação

Alunos de escola integral têm mais chance de passar no vestibular

Passar mais tempo na escola e participar de atividades como teatro, dança e reforço escolar aumenta a chance de estudantes do ensino médio serem aprovados no vestibular. Além disso, eles terão, em média, um salário maior do que os demais ao ingressar no mercado de trabalho.

O resultado faze parte da pesquisa inédita Mais integral, mais oportunidades: um estudo sobre a trajetória dos egressos da rede estadual de Pernambuco, feita pelo Laboratório de Pesquisa e Avaliação em Aprendizagem da Fundação Getúlio Vargas (Learn/FGV) e pelo Instituto Sonho Grande, em parceria com a Secretaria de Educação de Pernambuco.

De acordo com o levantamento, alunos formados em escolas de tempo integral têm 63% de chance de entrar no ensino superior, enquanto os de escolas de tempo parcial têm 46%. A diferença é de 17 pontos percentuais.

A pesquisa mostra que ter cursado o ensino médio em escolas de tempo integral confere aos estudantes no ensino médio R$ 265 a mais de rendimento, o que corresponde a 18% do salário mensal médio. Enquanto os jovens que cursaram o ensino médio em escolas de tempo parcial ganham, em média, R$ 1.452,22, os egressos de escolas em tempo integral recebem R$ 1.717,66.

Os dados foram coletados em entrevistas com 2.814 estudantes formados no ensino médio entre 2009 e 2014 e que frequentaram tanto escolas integrais quanto escolas parciais da rede estadual de Pernambuco, considerada referência na implantação do ensino em tempo integral.

Redução da desigualdade

Na educação em tempo integral, os estudantes têm aulas não apenas em um turno – quando passam cerca de 5 horas na escola – mas participam também de atividades no contraturno. Nesse caso, a jornada integral é, em geral, de 7 horas diárias.

“Uma educação em tempo integral obedece o currículo regular e traz ainda outros elementos, como assessoria aos alunos, que passam a contar com um professor como tutor. Eles pensam sobre o querem ser e como chegarão lá, entre outros”, disse o diretor de projeto do Instituto Sonho Grande, Rangel Barbosa. “Esses elementos, juntos, fazem com que a escola seja mais completa”, acrescentou.

O estudo mostra que o ensino em tempo integral ajuda a diminuir as diferenças sociais. Enquanto estudantes negros de escolas parciais têm salários 10% menores do que os de estudantes brancos das mesmas escolas, a diferença é extinta entre os egressos do ensino integral.

Há impacto também em questões de gênero. As mulheres egressas de escolas em tempo integral têm mais chance de integrar o mercado de trabalho do que as demais. Entre as alunas egressas de escolas parciais, que participaram da pesquisa, 59% estavam trabalhando. Já entre as que cursaram escolas em tempo integral, esse percentual aumenta para 66%.

Para ter efeitos positivos na formação de estudantes, o aumento da jornada escolar tem que proporcionar o desenvolvimento das habilidades dos alunos, de acordo com o professor da Escola de Economia de São Paulo e coordenador do Learn/FGV, Vladimir Ponczek. “A literatura mostra que aumentar a jornada por aumentar não tem grandes efeitos. Aumentar a jornada com atividades centradas não apenas na parte cognitiva das aulas de reforço, mas em habilidades socioemocionais é mais importante.”

Ensino integral

Aumentar o percentual de estudantes e de escolas com oferta de educação em tempo integral no Brasil é uma das metas do Plano Nacional de Educação, Lei 13.005/2014, que estabelece metas e estratégias para a educação até 2024. Pela lei, a educação em tempo integral deve chegar a metade das escolas públicas e atender a um quarto dos estudantes.

De acordo com o último Censo Escolar, de 2018, o percentual de matrículas em tempo integral caiu no ensino fundamental, passando de 16,3% em 2017 para 10,9% em 2018. No ensino médio, a situação foi oposta. O percentual de matrículas em tempo integral passou de 8,4% em 2017 para 10,3% em 2018, nas escolas públicas.

Fonte: Agência Brasil

24

Mai

Educação

Brasileira ganha 1º lugar em feira de ciências e terá asteroide com seu nome

A estudante brasileira Juliana Estradioto, de 18 anos, conquistou o 1º lugar em uma das maiores feira de ciências para pré-universitários do mundo. Natural de Osório, no Rio Grande do Sul, ela fez uma pesquisa sobre o aproveitamento da casca de noz macadâmia para curativos de ferimentos da pele ou para embalagens.

Juliana conquistou a premiação máxima na categoria de Ciência dos Materiais, da Intel International Science and Engineering Fair (Isef). O resultado foi anunciado na última sexta-feira (17) durante o evento em Phoenix, nos Estados Unidos. Por causa do resultado, Juliana também poderá batizar um asteroide com seu nome - essa chance é dada aos estudantes que conquistam os primeiros e segundos lugares em cada categoria da premiação.

Em entrevista ao portal do Ministério da Educação (MEC) nesta quinta-feira, Juliana explicou que produziu uma farinha a partir da casca de noz macadâmia. Segundo ela, a membrana da macadâmia é flexível e resistente, o que permite a utilização em curativos para pele queimada ou machucados. "O cientista tem a habilidade de criar e pesquisar coisas diretamente ligadas com a vida das pessoas. Me sinto muito feliz de poder auxiliar outras pessoas através da Ciência. Temos tanta coisa no nosso cotidiano feita através de tecnologia e ciência que nem nos damos conta", disse a jovem. Durante a cerimônia de premiação, ela se emocionou e foi amparada pelos colegas. 

Foto: Society for Science & The Public Fonte: Júlia Marques para O Estado de S.Paulo, disponível em: https://ciencia.estadao.com.br/noticias/geral,brasileira-ganha-1-lugar-em-feira-de-ciencias-e-tera-asteroide-com-seu-nome,70002841590

24

Mai

Educação

ProUni abre inscrições em junho para bolsas no segundo semestre

O Programa Universidade para Todos (ProUni) vai abrir inscrições para bolsas de estudo em instituições particulares de ensino superior no dia 11 de junho. O prazo para participar da seleção vai até 14 de junho. A inscrição deverá ser feita pela internet, no site do Prouni. As bolsas de estudo ofertadas são parciais, de 50% do valor da mensalidade, e integrais, de 100%, e são para o segundo semestre deste ano.

As bolsas integrais são destinadas a estudantes com renda familiar bruta per capita de até 1,5 salário mínimo. Já as bolsas parciais contemplaram os candidatos que têm renda familiar bruta per capita de até 3 salários mínimos.

Podem se inscrever candidatos que não tenham diploma de curso superior e que tenham participado do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2018. Além disso, cada estudante precisa ter cursado o ensino médio completo em escola pública ou em instituição privada como bolsista integral.

É preciso ter obtido uma nota mínima de 450 pontos na média aritmética das notas obtidas nas provas do Enem. O cálculo é feito a partir da soma das notas das cinco provas do exame e, depois, dividindo por cinco. Outra exigência é a de que o aluno não tenha tirado zero na redação.

Também podem participar do programa estudantes com deficiência e professores da rede pública. A divulgação do resultado da primeira chamada está prevista para 18 de junho deste ano. Já a segunda chamada será no dia 2 de julho.

O candidato pré-selecionado deverá comparecer à respectiva instituição de ensino superior para comprovação das informações no período de 18 a 28 de junho, caso tenha sido selecionado na primeira chamada e de 2 a 11 de julho na segunda. A lista de espera, caso as vagas não sejam ocupadas, fica disponível no site para consulta pelas instituições de ensino no dia 18 de julho.

Fonte: Agência Brasil

24

Mai

Educação

Sesc publica livro sobre lado poeta de Câmara Cascudo

O potiguar Luís da Câmara Cascudo é reconhecido em todo o Brasil por sua contribuição como historiador e folclorista. Mas seu flerte com a poesia é pouco conhecido, e é esse o mote do próximo livro publicado pelo Sistema Fecomércio, por meio do Serviço Social do Comércio do Rio Grande do Norte (Sesc RN). “O poeta Câmara Cascudo – um livro no inferno da biblioteca”, do escritor Dácio Galvão, será lançado na quinta-feira (30), às 18h30, no salão de eventos do Sesc Rio Branco.

No livro, o escritor e presidente da Fundação Cultural Capitania das Artes (Funcarte) analisa a contribuição do poeta Cascudo ao Movimento Modernista brasileiro em sua fase inicial de abrangência nacional, na década de 1920. Aprofunda, ainda, os laços do intelectual potiguar com os escritores Mário de Andrade e Oswald de Andrade, e a admiração pela poesia do estadunidense Walt Whitman, de quem traduziu poemas.

A publicação analisa a curta produção poética de Cascudo por meio de flertes com a poesia japonesa, o jazz e outras linguagens. Entre as observações, revela o pioneirismo do autor na experimentação no campo da poesia visual inspirado no escritor Jorge Fernandes, referência modernista potiguar.

“O poeta Câmara Cascudo – um livro no inferno da biblioteca” traz encartado o álbum “Brouhaha”, com versos de Cascudo musicados por grandes nomes da MPB. Os livros, assim como todas as publicações com o selo Fecomércio-Sesc, não podem ser comercializados, e ficam disponíveis para empréstimo e consulta gratuitos na rede de bibliotecas Sesc RN.

24

Mai

Educação

Seminário de Pesquisa da Estácio discute produção científica

Atenção estudantes universitários, docentes e profissionais de instituições de ensino: já estão abertas as inscrições para o XI Seminário de Pesquisa da Estácio. O objetivo do evento é proporcionar à comunidade acadêmica um espaço para a apresentação e discussão de trabalhos científicos, das mais variadas áreas de conhecimento. Os interessados, das demais instituições de ensino do país, poderão fazer suas inscrições, gratuitamente, até o dia 29 de maio de 2019.

O XI Seminário de Pesquisa da Estácio será realizado no dia 26 de outubro de 2019 (sábado), na Universidade Estácio de Sá (UNESA), Campus Nova América – localizado na Avenida Pastor Martin Luther King Jr., 126 - Del Castilho, Rio de Janeiro. Mais informações podem ser obtidas por meio do endereço eletrônico: seminario.pesquisa@estacio.br  e o edital pode ser conferido no site www.estacio.br/seminariodepesquisa.

Paralelamente ao seminário, serão realizadas a VII Jornada de Iniciação Científica da UNESA e a II Mostra de Extensão da Estácio e VI Fórum de Extensão da UNESA.

23

Mai

Educação

Abertas inscrições de edital da Potigás para projetos de educação, saúde e qualidade de vida

As inscrições para o Edital de Seleção Pública de Projetos de Responsabilidade Social, Cultura e Esportiva nº 001/2019 da Companhia Potiguar de Gás seguem abertas até a próxima segunda-feira, 27. Para isso, os interessados devem preencher a ficha de inscrição, declaração de conformidade, carta de exclusividade e responsabilidade legal, entregar uma via do projeto, além de comprovar habilitação jurídica, fiscal trabalhista e capacidade técnica.

São aceitas inscrições de projetos nas linhas de Educação e Cultura, Esporte, Meio Ambiente, Saúde e Social. O edital completo e seus anexos estão disponíveis no site da Potigás: www.potigas.com.br/responsabilidade. Os projetos inscritos devem ter o prazo máximo de conclusão até 20 de dezembro de 2019.

Depois da etapa de inscrição, os projetos irão passar por análise de uma comissão interna da Potigás para checar a conformidade com o Edital. Os habilitados seguem para análise da Comissão Permanente de Licitação que irá apreciar a documentação jurídica, fiscal e trabalhista. Somente os habilitados nas duas fases seguirão para a seleção final, que será baseada na qualidade técnica do projeto, atendimento aos interesses da comunidade, viabilidade financeira e condições de sustentabilidade do projeto, além da potencialidade de consolidação da imagem da Potigás.

De forma transparente e democrática, o Edital tem como objetivo apresentar uma contribuição efetiva para o desenvolvimento social, a preservação dos valores artísticos e culturais e incentivo às iniciativas de promoção da educação, saúde e qualidade de vida do povo potiguar. A seleção deverá ser concluída até o dia 05 de julho de 2019.

23

Mai

Educação

Escola de Natal apoia festival de cinema e cultura francesa

Os potiguares amantes do cinema e da cultura francesa já podem preparar o balde de pipoca! A capital potiguar está confirmada em mais uma edição do Festival Varilux de Cinema Francês, que em 2019 completa 10 anos, comemorando mais de 1 milhão de espectadores em todo o Brasil. A exibição dos filmes vai acontecer entre os dias 06 e 19 de junho. O Colégio Ciências Aplicadas é patrocinador da mostra.

Durante quase duas semanas, quem gosta da sétima arte vai poder conferir a mais recente safra da cinematografia francesa. No ano passado, 3.874 pessoas assistiram aos filmes exibidos aqui no Rio Grande do Norte. Natal ficou entre as 15 cidades com maior público do festival e foi a primeira colocada do Brasil em público da rede Cinépolis.

A programação desse ano deve ser divulgada em breve. O diretor do Colégio Ciências Aplicadas, professor Alexandre Pinto, falou sobre a importância de apoiar atividades culturais. “É um prazer imenso pra nós poder apoiar um festival de cinema que se tornou o maior da França e que a cada ano atrai mais público em Natal. Cinema é arte, é cultura e a gente precisa cada vez mais fomentar iniciativas como essa”, conclui.

O festival é organizado e produzido pela BonFilm e tem como principal apoiador local a escola de idiomas Aliança Francesa. A expectativa para esse ano é positiva. “Todo ano o festival aumenta. Esperamos que esse ano supere a marca do ano passado. Também estamos muito felizes em poder contar mais uma vez com o fiel apoio do Colégio Ciências Aplicadas, sem ele não seria possível a realização do Festival na capital potiguar”, disse o diretor da Aliança Francesa de Natal, Ernesto Guerra.

22

Mai

Educação

Vereadores de Natal aprovam projeto que beneficia educadores infantis

Durante a Sessão Ordinária desta terça-feira (21), os vereadores derrubaram o veto do executivo ao Projeto de Lei N° 161/2018, de autoria da vereadora Eleika Bezerra (PSL), que altera a nomenclatura do cargo de educador infantil para professor. Segundo a autora do Projeto, o objetivo é garantir direitos iguais aos profissionais da educação que atuam nessa faixa de idade na rede municipal de ensino da capital.

“O que nós apresentamos aqui foi uma lei para alterar e fazer justiça aos profissionais da educação infantil. Estranhamente, o município de Natal denomina aos profissionais professores que lidam com a educação infantil, de zero aos cinco anos, de educador infantil. Qual é a nossa posição e da procuradoria da Câmara? Não se justifica a nomenclatura de educador infantil e sim de Professor, que tem todo um respaldo puxando a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDB). Entendemos que essa foi uma forma que a administração municipal encontrou para tratar diferentemente o professor que atua nessa faixa de educação infantil, que é tão professor quanto aquele que está no ensino fundamental e médio”, Eleika Bezerra.
 
O líder do poder executivo, vereador Kleber Fernandes (PDT), argumentou os motivos para o veto do Prefeito. Ele também explicou o que deveria ter sido feito para corrigir de maneira técnica essa alteração.

“Houve um erro de técnica legislativa quando teve a apresentação de uma emenda à LDO, com vistas de extinguir a carreira de educador infantil, que está prevista numa lei complementar que estabelece o Plano de Cargos e Carreiras e Vencimentos da Educação (PCCV). Então, extinguir o cargo de educador a uma emenda à LDO, não é o caminho adequado, sob o ponto de vista legal, formal e constitucional. O que deveria ter sido feito é uma alteração na lei complementar do plano de cargos extinguindo essa função. Por essa razão a orientação da manutenção do veto, pois isso poderá causar transtornos jurídicos no futuro”, afirmou Kleber.

20

Mai

Educação

Carrossel de Leitura promove distribuição gratuita de livros de autores potiguares

O Carrossel da Leitura, projeto que está movimentando  a literatura potiguar, chegará  em São Gonçalo do Amarante. O Carrossel irá girar na frente da biblioteca Dona Militana na próxima sexta-feira (24), a partir das  9 horas da manhã, bem na semana em que se comemora o dia do abraço. "  Faremos uma atividade simbólica do abraço literário  envolvendo escritores e o público presente para movimentar o amor pela leitura nesta cidade, símbolo da cultura potiguar." Ressaltou entusiasmada a idealizadora do projeto e também escritora, Drika Duarte. 

O projeto “Carrossel da Leitura”  surge  com a proposta de promover o interesse pela leitura e fomentar a circulação, apreciação e distribuição de obras voltadas para a literatura infantil,  produzidas por escritores potiguares.  Por meio de encontros interativos com os autores e distribuição gratuita de livros para as crianças e para  as bibliotecas Públicas, o projeto  que conta com  patrocínio da Cosern através da Lei Câmara Cascudo, vai encantando por onde passa. As próximas cidades a receber o projeto serão Caicó, Mossoró, Ceará Mirim, Macau e,a última edição, será em Pium- RN. 

Desta edição, estarão participando, as escritoras  Glacia Marilac, Milena Azevedo, Ana Cláudia Trigueiro e Anna Celina que apresentarão suas histórias de forma lúdica e interativa. “Eu acho muito interessante essa proposta de incentivar a leitura. Sempre buscamos parcerias que possam abrir esse universo para nossos estudantes. Nós estamos literalmente abraçando o projeto e sendo abraçados pelo Carrossel ”. Ressaltou Ailton  Carvalho,  produtor cultural de São Gonçalo do Amarante.

20

Mai

Educação

Delegação do RN participa na Alemanha de treinamento sobre “Certificação por Competência”

O presidente do Sistema Fecomércio RN, Marcelo Fernandes de Queiroz, lidera, ao longo desta semana, delegação formada por membros do trade turístico, executivos e técnicos do Senac RN, que estão no estado alemão da Renânia-Palatinado para treinamento com foco no modelo de certificação por competência, realizado no país europeu. Até a próxima sexta-feira o grupo cumpre uma extensa agenda de atividades.

A iniciativa integra um dos eixos de trabalho da segunda fase do Projeto Verena, que prevê o desenvolvimento de um modelo de certificação a ser implantado de forma pioneira no Rio Grande do Norte, inspirado na exitosa experiência alemã.

Na abertura dos trabalhos, o diretor executivo da Câmara do Comércio da Cidade de Trier (IHK Trier), Jan Glockauer, destacou a parceria com o Sistema Fecomércio RN. “Este momento é muito importante para o cumprimento das metas desta nova fase do Projeto. Estamos extremamente satisfeitos com os resultados obtidos com esta parceria, em especial com a premiação do Governo Federal do Brasil, que reconheceu o Projeto Verena como o melhor com foco na qualificação para o turismo em todo o País”, disse referindo-se ao Prêmio Nacional do Turismo, conferido ao Senac RN, em dezembro de 2018.

O presidente Marcelo Queiroz agradeceu à equipe responsável pelo projeto na IHK Trier e destacou a importância de, cada vez mais, buscar mecanismos para fortalecer a atividade turística do Rio Grande do Norte, que atualmente emprega cerca de 120 mil pessoas no estado.

Segundo ele, um dos principais objetivos da viagem é aprimorar a metodologia de trabalho e os cursos do Senac RN, aproximando, cada vez mais, os conteúdos aprendidos na escola às reais necessidades do mercado. “Este é um tema que temos amadurecido desde a missão realizada em 2017. Estamos diante de um modelo de formação reconhecido em todo o mundo e temos a oportunidade de pensar formas de adaptá-lo à realidade brasileira, trazendo ganhos reais aos profissionais e às empresas de nosso estado”, afirmou. Na ocasião, Queiroz ainda fez a entrega de uma réplica do troféu e certificado recebido pelo Ministério do Turismo aos executivos da IHK Trier.

20

Mai

Educação

Educadora do RN representa o estado em missão educacional na Europa

A diretora da Escola Lápis de Cor/MOV, Lorene Gaspar, está em missão educacional na Europa. A gestora viajou com uma delegação de educadores do Brasil para conhecer o sistema de ensino da Estônia. Atualmente, o país apresenta a melhor metodologia educacional do continente e um dos mais bem conceituados no Programa Internacional de Avaliação de Estudantes (PISA), feita pela Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE).

A caravana, composta por profissionais de vários estados brasileiros, reúne-se todos os anos para conhecer novas metodologias de ensino. Na Estônia, as escolas são referências em alfabetização, letramento, matemática e ciências.

De acordo com o PISA, os estudantes estonianos estão entre os que apresentam melhor habilidade para trabalhar em grupo e resolução de conflitos. “Tem sido incrível conhecer o sistema educacional da Estônia e ratifico que também estamos fazendo o melhor que podemos pela educação das nossas crianças”, comenta Lorene.