Uma comitiva potiguar com quase 20 pessoas participa, até o próximo domingo (13), na cidade holandesa de Utrecht (a 40 Km de Amsterdam), da Feira de Turismo da Holanda. O grupo tem à frente o prefeito de Natal, Álvaro Dias; a secretária de Turismo do Estado (representando a governadora, Fátima Bezerra), Aninha Costa; o presidente do Sistema Fecomércio RN, Marcelo Queiroz; e o presidente da seccional potiguar da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis (ABIH RN), José Odécio Rodrigues.

A participação teve um dos seus pontos altos, nesta quarta-feira, 9, com o lançamento oficial do futuro voo charter que irá ligar a capital holandesa a Natal, com duas frequências semanais, num total de 360 passageiros a cada sete dias. O voo, operado pela Corendon (de origem turca e que atua fortemente nos mercados holandês, belga e do Oeste da Alemanha) deve ser iniciado em novembro deste ano e segue, a princípio, até abril de 2020. Estima-se que os turistas que ele irá levar a Natal movimentem cerca de R$ 56,6 milhões na economia potiguar ao longo dos seis meses de operação do voo.

Para o lançamento do voo, a comitiva potiguar foi recebida no estande da Corendon, pelo presidente e proprietário da operadora, Atilay Uslu; por seu CEO, Steven Van Der Heijden e diretores, além do gerente de produtos e negócios da Corendon, Sjoerd de Kort.

Compõem a comitiva potiguar, ainda, a secretária de Turismo de Tibau do Sul, Beth Bauchwitz; o prefeito de Maxaranguape, Luiz Bento da Silva; além de assessores, diretores da ABIH, hoteleiros e empresários.

A Feira de Turismo da Holanda (VakantieBeurs 2019) será aberta oficialmente na quinta-feira, 10 de janeiro, e segue até o domingo, 13. O evento reúne 200 expositores e deve receber cerca de 20 mil visitantes.

A Fecomércio RN também é parceira na viabilização do voo charter. Em suas duas frequências semanais, irão aportar no RN cerca de 1,4 mil turistas por mês e quase 8,5 mil ao longo dos seis meses de operação.

“Segundo estudos do Instituto de Pesquisa da Fecomércio RN (IPDC), cada turista internacional gasta, em média, R$ 343,47 por dia no Rio Grande do Norte. Mas este é o valor gasto pelo turista que nos visita hoje, em sua maioria oriundo da Argentina e de outros países da América Latina. Já no caso dos europeus que a Corendon levará, de acordo com dados da ABIH, o gasto médio diário, incluindo hospedagem, sobe para algo em torno de 190 euros por turista (R$ 874). Isto quer dizer que ao longo dos seis meses de operação do voo, estes visitantes deixem aproximadamente R$ 56,6 milhões na economia potiguar”, afirmou o presidente da Fecomércio RN, Marcelo Queiroz.

Contrapartida de 300 mil dólares

Como contrapartida para viabilizar o voo, a Corendon pediu um aporte de 300 mil dólares, que estão sendo utilizados para a divulgação do destino Natal nos mercados em que a companhia atua. Deste montante, 100 mil dólares foram investidos pela Prefeitura de Natal e 200 mil dólares pelo Governo do Estado. De sua parte, a iniciativa privada, além de ter feito todos os contatos, está entrando com tarifas de diferenciadas para os hotéis como forma de viabilizar a parceria.

 “A conquista deste voo é mais uma prova do quão importante é a união das entidades privadas, dos empresários e do Poder Público. Nós começamos este trabalho há dois anos, junto com o então secretário estadual de turismo, Ruy Gaspar, um grande batalhador desse voo, culminando em seguida, com nossa participação na Feira de Turismo da Holanda de 2018, uma iniciativa da ABIH-RN, junto com as prefeituras de Tibau do Sul e Maxaranguape, onde conseguimos viabilizar o stand do RN, e daí a continuidade nas tratativas do voo, além da promoção do destino”, afirmou o presidente da ABIH RN, José Odécio Rodrigues.

“Neste ano, a ABIH-RN organizou uma comitiva com a hotelaria, e entes públicos, e já conseguimos estar presentes em dois locais na Feira: no stand do RN e em um espaço dentro do stand da Corendon, onde houve o lançamento oficial do voo. Fico muito feliz com esta conquista que é fruto do trabalho conjunto de todos nós”, disse Odécio.