CORONAVÍRUS

1

Abr

CORONAVÍRUS

Plataforma virtual reúne esforços contra o coronavírus

Graças a um esforço conjunto entre empresas, profissionais liberais, instituições governamentais e quem mais se propôs a ajudar, está no ar uma plataforma que tem como objetivo principal unir esforços para enfrentar a pandemia do novo coronavírus e seus impactos sociais e econômicos em nosso estado. O “RN contra o corona” nasce com o propósito ser um ponto de convergência de ações e, especialmente, voluntariado, para instituições e pessoas que estejam passando por dificuldades receberem o suporte de que necessitam.

No site https://rncontraocorona.com.br/ as pessoas podem se cadastrar como voluntárias, assim como instituições identificarem suas necessidades e empresas informarem o que podem oferecer, sejam produtos ou serviços. “O nosso grande desafio é achatar a curva da ocorrência dos casos no Rio Grande do Norte. E, em paralelo, desenvolver e estimular ações que mantenham ativa a nossa economia, com a segurança que as pessoas necessitam neste momento tão delicado”, aponta Erich Rodrigues, diretor da Interjato e um dos coordenadores do projeto.

Um dos serviços oferecidos é o atendimento de saúde remoto. Caso a pessoa esteja sentindo algum sintoma da Covid-19, pode entrar em contato por meio de uma plataforma de teleatendimento médico. Especialistas, também voluntários, prestam orientações online, o que pode ajudar a reduzir a necessidade de atendimento presencial, deixando as unidades de saúde disponíveis para os que realmente precisam ir até lá. Outros profissionais de saúde, como psicólogos, também podem se cadastrar para oferecer suporte emocional.

A Clínica do Shopping, por exemplo, já informou que está disponibilizando quatro salas para vacinação contra gripe e está interessado em técnicos de enfermagem voluntários para esta ação. Por meio do “RN contra o corona”, também será possível ter acesso a atualizações sobre o avanço do coronavírus em nosso estado, as últimas notícias sobre o assunto e, ainda, acompanhar as publicações dos atos normativos do poder público. Além disso, também serão esclarecidas notícias falsas a respeito do tema, de modo que a população tenha acesso a informação segura e proveniente de fontes sérias. Os interessados em ser voluntários podem acessar o link https://rncontraocorona.com.br/ e se cadastrar.

1

Abr

CORONAVÍRUS

Redes de supermercados “De Bairro” doarão mais 1.100 cestas básicas à Cruz Vermelha para ajudar autônomos que ficaram sem renda

Conscientes do seu papel social, as redes de supermercados RedeMais, Super Show, Bom Dia, Supercoop e Favorito farão, ao longo desta semana, doações diárias de cestas básicas à unidade da Cruz Vermelha Brasileira no RN. 

No total, desta terça (31) até a sexta (3), as redes entregarão 1.150 unidades, que serão destinadas pela entidade – referência mundial na ajuda humanitária a pessoas e comunidades atingidas por tragédias – à população mais carente, notadamente a mais atingida pela crise econômica provocada pelo isolamento social imposto pelo novo Coronavírus. Serão priorizados os trabalhadores autônomos que estão sem renda neste momento de pandemia.

Sobre a CVB RN
A Cruz Vermelha Brasileira do Rio Grande do Norte vem demonstrando a força de mais de 300 voluntariados aptos nas ações do combate à Covid- 19, cumprindo sua missão de ajuda humanitária como força auxiliar aos órgãos competentes. A entidade tem dado apoio durante a vacinação dos idosos contra o H1N1 e entregando cestas básicas a famílias acometidas pela falta de recursos, executando ações de acolhimento às pessoas em situação de vulnerabilidade social e promovendo barreiras educativas e sanitárias em conjunto com a PRF sobre a prevenção ao novo Coronavírus. A meta da CVB RN é entregar um total de dez mil cestas básicas no estado nos próximos trinta dias.

1

Abr

CORONAVÍRUS

Estudantes do IFRN desenvolvem site "Fique em Casa" com dicas, serviços e telefones úteis

Como uma forma de auxiliar as pessoas que estão vivendo o período de distanciamento social provocado pela pandemia de Covid-19, um grupo de estudantes do Campus Canguaretama do IFRN desenvolveu o site Fique em Casa. Coordenada pelo professor Bruno Gomes, a atividade teve o objetivo de manter o vínculo com os estudantes durante a suspensão das aulas e de transformar a ação em um serviço útil à sociedade.  

O site https://fiqueemcasa.nic.ifrn.edu.br disponibiliza dicas, serviços e telefones úteis para as pessoas que estão em distanciamento social. De acordo com o grupo, a ideia do sistema surgiu diante da quantidade de informações falsas que estão sendo compartilhadas nas mídias sociais.

"Queríamos manter, na medida do possível, o contato com os estudantes durante a suspensão das aulas. Então a estratégia que decidi aplicar foi a de propor o desenvolvimento de um site relacionado ao momento que estamos vivendo. Enviei o convite para todos os alunos de três turmas diferentes que estão cursando disciplinas de Desenvolvimento Web e permiti que todos, inclusive os que não iriam participar diretamente, acompanhassem o processo e enviassem sugestões. Dessa forma, criamos um ambiente colaborativo e o resultado foi bastante positivo, muita coisa que ainda iria ser ensinada em sala de aula foi vista e praticada por eles", explicou o professor.

Participaram do desenvolvimento do site os estudantes David Soares Carvalho e João Lucas Silva da Cruz, do 3º ano do curso Curso Técnico Integrado em Informática; Douglas Nunes da Silva, Lucylady Chrystina Tavares do Nascimento, Rayssa do Nascimento Silva e Rayane do Nascimento Silva, do 4º ano do curso Curso Técnico Integrado em Informática, e Gabriely Augusta da Silva Cunha, do curso Superior de Tecnologia em Sistemas para Internet.

De acordo com o professor, os estudantes trabalharam remotamente, cada um de sua casa, utilizando técnicas de versionamento de código nas nuvens e grupo para comunicação. O servidor Web do Núcleo de Inovação em Computação (NIC) do IFRN, que é coordenado pelo professor Bruno Gomes, foi disponibilizado para testes e hospedagem do site.

1

Abr

CORONAVÍRUS

Maternidade Escola Januário Cicco oferece teleatendimento psicológico e psiquiátrico para colaboradores

A Maternidade Escola Januário Cicco, da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (MEJC-UFRN), vinculada a Rede Hospitalar Ebserh disponibiliza espaços on line para atendimento psicológico e psiquiátrico dos profissionais de saúde da instituição. A iniciativa, por meio de atendimento online,  tem como objetivo dar suporte, orientação e acolher as queixas emocionais dos profissionais atuantes na MEJC, sobretudo, os que estão atuando diretamente no enfrentamento da pandemia do novo coronavírus (Covid-19).

O trabalho será realizada por psicólogos e psiquiatras que fazem parte da equipe multiprofissional da maternidade. “Sabemos que em um momento como este os profissionais de saúde são fundamentais e, por estarem diretamente na linha de frente do enfrentamento ao coronavírus, tornam-se mais vulneráveis ao desenvolvimento de quadros de ansiedade, depressão e estresse”, explica a psicóloga da MEJC, Monique Pimentel.

O profissional interessado no atendimento psicológico deverá enviar um e-mail para uma das psicólogas que irão atuar no atendimento, a partir daí será feito o agendamento e definido a plataforma que será utilizada. No caso do serviço psiquiátrico o agendamento deve ser feito através do Serviço de Saúde Ocupacional e Segurança do Trabalho (Sost), no telefone: 84 99193.6035.

Psicólogas que atuarão no teleatendimento:

Caroline Ferreira – caroline.ferreira@ebserh.gov.br ;

Monique Diógenes – monique.diogenes@ebserh.gov.br e

Mariana Carvalho – mariana.carvalho@ebserh.gov.br

1

Abr

CORONAVÍRUS

Aplicativo da UFRN oferece orientação para quem está em isolamento

Um aplicativo desenvolvido pelo grupo de pesquisa “Ações promocionais de atenção a grupos humanos em saúde mental e saúde coletiva” (APASMC), constituído por enfermeiros, professores, estudantes de graduação e pós-graduação em Enfermagem da UFRN, oferece dicas de filmes, visitação a museus e acesso a bibliotecas com acervo gratuito. O App disponibiliza ainda um diário e alguns testes de rastreamento sobre estados depressivos, estresse e autoestima. A aplicação está disponível neste link.

Para ter acesso às informações é necessário fazer uma inscrição simples e definir uma senha. Depois disso, é só navegar na interface simplificada e descobrir as diversas opções disponíveis. Além de links, a proposta oferece uma lista com 50 filmes fáceis de encontrar e que ajudam a relaxar nesses momentos de tensão.

De acordo com o professor Arnoldo Miranda, do Departamento de Farmácia (DFARM), o aplicativo pode ser acessado por toda a população de língua portuguesa, não apenas brasileiros. “As informações são simples e objetivas, baseadas em evidências científicas e da larga experiência em pesquisas, ensino, extensão e vivência nos níveis de complexidade dos serviços de saúde. O aplicativo atende aos preceitos éticos e humanitários baseados nos princípios das declarações que protegem e promovem a segurança das pessoas neste momento de crise”, completa.

1

Abr

CORONAVÍRUS

Com pandemia, audiência de streaming de vídeo cresce 20% no mundo durante o mês de março

Um dos efeitos óbvios da pandemia do novo coronavírus é o aumento significativo do consumo de conteúdo on demand e por streaming. Recentemente, a União Europeia chegou a requisitar que serviços como Netflix Amazon reduzissem a qualidade de imagem de suas plataformas para que as pessoas não tenham problemas com a conexão da internet.

Agora, um relatório da Conviva aponta qual é exatamente o tamanho do crescimento desse consumo de streaming. No mundo, a audiência do streaming de filmes, séries e vídeos em geral teve um crescimento de 20% no mês de março. Só nos Estados Unidos, esse crescimento foi de 26%.

Um dado interessante é que o momento de maior crescimento do consumo é durante o dia, entre as 10 da manhã e as 5 da tarde, quando o aumento chega a 40% e ressalta como as rotinas normais estão sendo interrompidas pela pandemia. Pessoas do mundo todo estão evitando sair de casa, e muitos trabalhos não podem ser realizados de casa, o que faz com que esse consumo dispare tanto.

“As últimas três semanas mudaram drásticamente como nós trabalhamos, socializamos e interagimos”, afirmou Bill Demas, CEO da Conviva, em uma declaração; “Assim como nós nos adaptamos ao novo ‘normal’, serviços de streaming estão se tornando mais importantes para os lares americanos”.

Fonte: Portal B9, disponível em: https://www.b9.com.br/123993/com-pandemia-audiencia-de-streaming-de-video-cresce-20-no-mundo-durante-o-mes-de-marco/

1

Abr

CORONAVÍRUS

Estudo avalia o comportamento do consumidor brasileiro durante pandemia

A valorização de mercados de bairro está no foco do consumidor brasileiro por conta da pandemia do novo coronavírus. É o  que aponta estudo da TracyLocke Brasil, agência de shopper experience dos grupos Omnicom e ABC. Através de parceria com a Behup, a TracyLocke promoverá pesquisa com mais de mil  pessoas em todo País ao longo de quatro semanas. Elas serão monitoradas para que seja gerada uma análise de como estão vivendo e consumindo no cenário atual.

Na primeira semana do estudo, 56,7% dos entrevistados disseram que continuam frequentando as mesmas lojas e estabelecimentos, enquanto 23,3% mudaram alguns deles e 20%, totalmente.  Já 66,2% afirmaram que ouviram falar da sugestão de realizar compras em mercados de bairro para evitar que esses estabelecimentos fechem as portas. Entre essas pessoas, quase 94% pretendem fazer parte dessa iniciativa, sendo que 70% já mudaram completamente os hábitos de compra por isso.

Sobre compras online, 37,6% dos entrevistados realizaram alguma aquisição neste formato entre os dias 12 a 20 de março, sendo o pedido de comida por delivery o mais buscado, com 41,4%, seguido da compra por remédio, com 20,3% do total. A pesquisa revela que, antes do novo coronavírus, a maioria das pessoas saía de casa para lazer, às sextas (40%), sábados e domingos (60%). Após a pandemia, o número despencou para 10%.

Sobre o período de isolamento, 61% dos entrevistados acreditam que irá durar entre 15 e 30 dias. Já 12% avaliam que a medida será necessária por 60 dias. O estudo avaliou sentimentos que estão sendo vividos pelos entrevistados: felicidade, angústia, preocupação e tédio são apontados como maiores agora do que o serão em 30 dias. Por sua vez, a ansiedade e incerteza deverão aumentar. Quando perguntado se, ao final da pandemia, tudo ficará bem, o brasileiro é otimista: 97,7% acreditam que sim.

Fonte: Portal Meio e Mensagem

Disponível em: https://www.meioemensagem.com.br/home/marketing/2020/03/31/mercados-de-bairro-94-pretendem-valorizar-esses-pontos.html

31

Mar

CORONAVÍRUS

Após boom na demanda, aplicativos de delivery de supermercado expandem área de cobertura e capacidade de entrega na Grande Natal

A recomendação de que a população fique em casa para evitar a disseminação do coronavírus fez com que os pedidos de entrega em casa disparassem. Em alguns casos, isso congestionou os serviços, chegando até a impossibilitar a realização deles. Na capital potiguar, o principal aplicativo de delivery de supermercado, o Bask Natal, cresceu exponencialmente, chegando a esgotar toda sua capacidade de entrega. Atualmente, após a entrada de novos estabelecimentos parceiros, o gargalo foi resolvido e a Grande Natal já está quase toda coberta pelo serviço de entrega do Bask.

Agora, o natalense encontra várias lojas da Redemais e já nos próximos dias será possível fazer seus pedidos nas lojas da rede Supershow. Além dos supermercados, o natalense passa a contar com nomes como a chocolateria de Rafaela Fontes, a Padaria São Miguel e a casa do Peixe, entre outros. No app ainda é possível pedir em lojas de peso na cidade, como o Frigoias, a Casa Nacre, Olga Pão de Queijo, o RNPet, entre muitos outros estabelecimentos.

O Bask se consolidou como principal app de compras para casa da cidade pois, ao contrário de outros apps, mantém os preços e as promoções praticadas pelos supermercados e permite que o usuário faça uma feira completa, independente da quantidade de produtos solicitados. O app tem encantado os natalenses pois facilita a vida das pessoas, eliminando o tempo perdido em supermercados, padarias, peixarias, mercadinhos, açougues, conveniências, petshops, entre outros.

Com o celular na mão, basta escolher o estabelecimento disponível e fazer suas compras em poucos minutos e receber a feira em casa. A ferramenta é gratuita e está disponível para iOS e Android. O aplicativo conta com mais de 20 mil produtos. Mais de 18 mil pessoas já baixaram a ferramenta em Natal/RN. Diariamente, centenas de usuários já utilizam o aplicativo. Uma de suas funcionalidades permite ainda que o cliente possa repetir a feira do mês e efetuar o pedido em apenas 15 segundos. Algumas lojas aceitam vale-alimentação e tem entrega grátis. Basta procurar no app. Além disso, centenas de promoções são atualizadas em tempo real, com o mesmo preço da loja física.

O crescimento dos casos da Covid-19 fez o potiguar Carlos Chaves, 36 anos, repensar a sua rotina. A sua preocupação é principalmente com a sua mãe que tem 70 anos. Acostumada a frequentar supermercados, ela foi orientada pela família a evita-los por enquanto. A alternativa, segundo ele, foi fazer as compras online e solicitar que elas sejam entregues na casa da sua mãe.

"Eu sou aquele cara que gosto de aproveitar as coisas boas que a tecnologia pode nos oferecer. Assim que vi as recomendações dos profissionais de saúde com os idosos, para evitar sair de casa e ter contato com muita gente, tive essa ideia de procurar um aplicativo para fazer as compras pela minha mãe, sem precisar sair de casa. Achei o Bask e estamos satisfeitos demais. Eu acho tudo que preciso, peço para entregar na casa dela, pago pelo app e chega em casa como escolheu”, conta.

O aplicativo Bask Natal está disponível para download no Google Play e App Store. O site é o www.bask.com.br/ e o Instagram @basknatal.

 

31

Mar

CORONAVÍRUS

Mais RN lança versão digital e irá monitorar a evolução do Covid-19 no Rio Grande do Norte

O Mais RN ganha uma versão digital e uma nova missão nesse período de pandemia do novo coronavírus (Covid-19). Considerado o principal plano de desenvolvimento estratégico do Rio Grando do Norte de longo prazo, o programa  lança, hoje (31), o Mais RN 4.0 Covid-19, com o Painel de Observação do Covid-19 no Rio Grande do Norte (Power BI) e o canal de diálogo com a indústria Sala de Situação. A plataforma será lançada, às 15h, na página do Mais RN https://www.fiern.org.br/painel-covid19-rn/ e no portal da FIERN https://www.fiern.org.br/coronavirus/.

A plataforma irá atuar no tratamento de dados da evolução do Covid-19 no Estado, por meio da tecnologia Power BI, bem como ser um espaço de interação com empresários e de proposição de ações. O Mais RN, em sua versão digital, é de fácil navegação com forte apelo à interatividade. Uma ferramenta para uso nos desafios diários de empresários, gestores públicos, políticos e estudiosos.

O coordenador do Mais RN, José Bezerra Marinho, explica que a atualização digital do programa já estava pronta para ser lançada, com foco no desenvolvimento socioeconômico, mas diante do alastramento do vírus e dos efeitos da crise sobre a economia com a pandemia, a FIERN decidiu direcionar todos os seus esforços no apoio à sociedade e aos empresários industriais. E, neste momento, priorizar o acompanhamento e tratamento de informações do Covid-19 no RN.

São oferecidas informações, ferramentas e serviços para auxiliar em dificuldades enfrentadas nesse período e apontar as oportunidades e lições trazidas pela crise. “A versão digital do Mais RN 4.0 Covid-19 busca apoiar o empresário industrial, com a atualização e tratamento de informações importantes e de forma permanente, durante a pandemia, com dados oficiais, além de ouvir, dar o suporte necessário e propor ações”, afirma Marinho.

No BI (Power BI) do Painel de Observação, os dados sobre o novo coronavírus serão sistematizados e atualizados a partir dos boletins divulgados pela Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap), com dados sobre os casos suspeitos, descartados, confirmados e óbitos, identificando em mapas, além de fornecer a curva de evolução e gráficos que mostram um panorama real da doença em território potiguar.

Na Sala de Situação, os empresários terão acesso a técnicos para sanar dúvidas, orientar sobre medidas, mapeando demandas, oportunidades, sugestões e troca de informações relevantes nesse momento. Também serão disponibilizadas informações sobre produtos e serviços ofertados pelo Sistema FIERN (FIERN, SESI, SENAI e IEL), além da síntese dos decretos estaduais e federais que afetam a economia do estado, reunindo num só lugar o arcabouço legal que tem sido alterado constantemente, nesse período.

No médio prazo, a Sala também irá promover podcasts e lives com empresários, professores e técnicos das mais diversas áreas, como forma de troca de informações úteis que poderão ser usadas como exemplo de casos.

O assessor técnico de Economia e Pesquisa da FIERN , Pedro Albuquerque, acrescenta que a Sala de Situação terá o papel, dentro da missão do Mais RN, de “diagnosticar e propor”. “A ideia é dar voz ao empresário industrial, ter um canal de diálogo e, a partir das demandas identificadas com um diagnóstico por cadeia produtiva, criar uma agenda propositiva que a FIERN poderá atender seja com os serviços e produtos ofertados pelo Sistema FIERN, como também propondo e buscando soluções junto a governos e outros agentes”, explica Pedro Albuquerque.

Em um segundo momento, pós-pandemia, o coordenador do Mais RN, José Bezerra Marinho, explica que a Sala de Situação será mantida, mas com um formato de “Sala de Inteligência” voltado para receber e processar demandas da indústria e sugerir ações para o desenvolvimento econômico e social do Estado. E o BI passará a acompanhar as propostas e ações prevista nas edições do Mais RN, nos quatro eixos de atuação do programa.

“Passada a pandemia, a versão digital do Mais RN irá funcionar como um observatório do que já foi realizado ou não das metas e ações propostas em seu estudo e ainda apontar como poderão ser feitas. E, diferente de outros estados que têm o observatório e acompanham ações governamentais em benefícios da indústria, estaremos observando e cobrando, ao governo e instituições, as ações propostas pela própria indústria no Mais RN”, afirma o coordenador.

Mais RN

Idealizado e coordenado pela FIERN e contando com a participação de inúmeros parceiros, o MAIS RN é o mais abrangente estudo já realizado sobre os caminhos do desenvolvimento socioeconômico do Rio Grande do Norte. Partindo de um criterioso diagnóstico, o estudo aponta cenários desejados e ameaças futuras, pontos críticos de atenção, atuais e potenciais.

O documento, elaborado em 2014, trazia 147 ações, sendo 37 prioritárias nas áreas de ambiente de negócios competitivo, infraestrutura e logística, serviços públicos e eficientes e capital humano. O estudo foi atualizado em 2018, com a agenda potiguar 2019-2022, que apontam 40 ações prioritárias com ênfase no equilíbrio fiscal, educação, saúde e segurança. O documento foi entregue aos governantes do Estado, como contribuição aos seus governos.

O Portal MAIS RN já conta com todo acervo teórico formado ao longo dos anos (edições, mapas, infográficos e notícias), uma ferramenta que auxilia os empresários, trabalhadores e a população do estado em geral.

31

Mar

CORONAVÍRUS

Presidente da Assembleia Legislativa do RN anuncia R$ 2 milhões no combate ao Coronavírus

O combate ao coronavírus no Rio Grande do Norte recebe apoio financeiro de R$ 2 milhões, anunciado pelo presidente da Assembleia Legislativa, Ezequiel Ferreira (PSDB) para o combate ao coronavírus. Em seu pronunciamento - exibido nas redes sociais do Legislativo - o presidente comenta a pandemia e os efeitos no mundo, dirigindo as ações aos norteriograndenses.

“O mundo vive a maior crise dos últimos tempos por causa do Coronavírus. A sociedade merece ações responsáveis e rápidas no combate à pandemia e por isso, como presidente da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte, juntamente com os 24 deputados estaduais e servidores, anunciamos a destinação de R$ 2 milhões e noventa mil reais para leitos de UTI do Hospital da Polícia Militar e milhares de equipamentos de proteção individual para atender os profissionais de saúde, segurança e a população nos hospitais regionais, referenciados para a Covid-19”, destaca.

O apoio financeiro da Assembleia Legislativa nas ações de combate ao Coronavírus contempla recursos fundamentais para o amplo funcionamento dos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital da Polícia Militar, em Natal. Os leitos receberão pacientes em tratamento da doença. A liberação do funcionamento das UTIs ocorre no momento em que a Assembleia, Governo do Estado, poderes e instituições atuam em parceria na ampliação de leitos nas unidades hospitalares do Estado.

O presidente da Assembleia Legislativa reafirma a importância da medida urgente, com aporte financeiro feito de maneira imediata pelo Legislativo. “O Legislativo se une no combate ao Coronavírus com ações parlamentares e com todo esforço no Poder Legislativo. Reduzimos as despesas e suspendemos temporariamente os projetos. Dando condições para o apoio financeiro que irá garantir mais leitos de UTI e equipamentos de segurança fundamentais para a saúde da população”, aponta o presidente.

Além do suporte financeiro, os deputados da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte destinaram emendas para a saúde; solicitaram mais de 30 requerimentos e se solidarizaram com a população.

31

Mar

CORONAVÍRUS

Escola de Dança do Teatro Alberto Maranhão realiza videoaulas em período de isolamento social

Neste momento de enfrentamento à pandemia do coronavirus, a Escola de Dança do Teatro Alberto Maranhão (EDTAM), administrada pela Fundação José Augusto, prossegue as suas atividades, utilizando as redes sociais. As aulas da escola estão suspensas desde 17 de março como medida de prevenção determinadas pelo Governo do Estado do Rio Grande do Norte. 

A escola mantém suas aulas, através de videosaulas de balé, tutoriais de maquiagens, e coques de cabelo durante o período de isolamento social. As atividades são direcionadas aos alunos, que estão em suas residências, enviadas diariamente pelos grupos de watssapp da EDTAM. Através de videos são realizados aquecimentos, exercícios e tarefas aos alunos, além de cuidados preventivos para evitar o contagio e recomendações para a permanência em suas casas.

As aulas são ministradas pelos  professores Bruno Borges, Everlly Christinny, Fábio Matheus, Gabriela Gorges, Júlia Vasques, Lidiane Soares e Margoth Lima, sob a coordenação da diretora da EDTAM, Wanie Rose. Diariamente às 15h ocorrem videoaulas ao vivo ministradas pelo professor Fábio Matheus, através da plataforma Zoom, para bailarinos do 4o ao 8o ano.

“Neste momento de isolamento social delegamos algumas funções aos nossos professores, para que utilizassem as mídias sociais e criatividade para transmitir os conteúdos das aulas enviando vídeos, filmes de ballet, alongamentos, entre outras atividades. Dessa forma estamos todos ativos, trabalhando normalmente, nos adaptando ao momento que estamos vivendo. Afinal de contas não estamos de férias. Nem professores, nem alunos, nem direção. Todos trabalhando em suas residências, a distância, mas com muito compromisso e responsabilidade. E aprendendo e criando várias possibilidades diante dessa importante ferramenta de trabalho que é a tecnologia”, explicou a diretora Wanie Rose.

31

Mar

CORONAVÍRUS

Portal faz o acompanhamento dos dados epidemiológicos do RN

Em tempos de crise, uma das principais ferramentas da sociedade é a informação. Em uma pandemia, como a do coronavírus, essa ferramenta se faz ainda mais necessária para deter o contágio entre as pessoas e para nortear decisões importantes dos gestores públicos, empresários e empreendedores. Com o objetivo de manter toda a sociedade informada, o LAIS – Laboratório de Inovação Tecnológica em Saúde – da UFRN já disponibiliza o Portal Coronavírus RN, disponível no site https://covid.lais.ufrn.br/, com dados atualizados diariamente sobre a pandemia em todo o Estado e no Nordeste. 

Ao acessar, o usuário encontra informações demonstradas em gráficos e tabelas, com o número de casos confirmados, casos suspeitos, número de mortes, entre outras informações necessárias para o conhecimento de todos. Durante a navegação no portal, o usuário poderá acessar os MAPAS, um  funções do dispositivo de monitoramento que demonstra a porcentagem do número de casos confirmados por bairro de Natal, por exemplo. Há ainda a opção número de casos suspeitos e casos confirmados no RN. A função apresenta ainda o número atualizado de casos suspeitos, proáveis, descartados e confirmados da doença. 

De acordo com os pesquisadores organizadores da ferramenta, o serviço reúne dados disponibilizados pela Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap/RN) e pelo Laboratório Central de Saúde Pública do Rio Grande do Norte Doutor Almino Fernandes (Lacen), além de fontes de dados do Governo Federal.  O grupo montou ainda uma sala de situação localizada no LAIS, que faz a análise dos dados e alimenta a plataforma com informações. 

“Esse trabalho é realizado para gerar uma informação qualificada, pois acreditamos que a melhor maneira de se combater essa pandemia é ofertar à população uma informação de qualidade”, explicou o coordenador do LAIS, professor Ricardo Valentim. Ele ressaltou, ainda, que todos podem monitorar a evolução da Covid 19 no Rio Grande do Norte e comparar essa evolução com os outros estados do Nordeste. “É uma informação bastante relevante para embasar o poder público a tomar as decisões necessárias, além de deixar a população bem informada”, finalizou. 

Covid-19 no RN
De acordo com dados da plataforma, até às 18h52 desta segunda-feira (30), o Rio Grande do Norte tina 77 casos confirmados da doença, 1.494 casos suspeitos e uma morte em decorrência do novo coronavírus. Há ainda 626 casos descartados. Em 88 municípios há a suspeita de casos da Covid-19. Os casos confirmados ocorrem nas cidades de Natal (37), Mossoró (16), Parnamirim (10), Assú (1), Apodi (1), Caicó (1), Carnaubais (1), Luís Gomes (1), Macaíba (1), Monte Alegre (1), Passa e Fica (1), São Gonçalo do Amarante (2), São José de Mipibu (1) e Tibau (1).

Brasil

Em todo o país, 4.579 é o número de casos confirmados do novo coronavírus no Brasil. O número de óbitos também aumentou, agora são 159, de acordo com o boletim divulgado nesta segunda-feira (30) pelo Ministério da Saúde. O estado de São Paulo concentra 113 mortes, com 1.517 casos.

31

Mar

CORONAVÍRUS

OAB adia publicação de editais de exame de ordem devido ao novo Coronavírus

A Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) anunciou ontem (30) a suspensão das duas próximas provas do Exame de Ordem devido à pandemia do novo coronavírus (covid-19). A decisão suspende os cronogramas dos exames de número 32 e 33, cujos editais seriam divulgados nos dias 1º de abril e 10 de agosto, respectivamente. 

O adiamento não atinge o 31º Exame, que está mantido. A segunda fase da prova prático-profissional será realizada dia 31 de maio deste ano. Segundo a OAB, outras informações sobre os novos cronogramas das provas adiadas serão divulgadas posteriormente. 

Fonte: Agência Brasil

31

Mar

Jornalismo

Facebook investirá US$ 100 milhões em jornalismo devido à Covid-19

Informação é fundamental para o combate efetivo ao novo coronavírus, que já causou mais de 700 mil contaminações no mundo inteiro, vitimando cerca de 33 mil pessoas. Por isso, o Facebook anunciou investimentos de US$ 100 milhões no setor de notícias: US$ 25 milhões direcionados à produção de conteúdos locais pelo Facebook Journalism Project e US$ 75 milhões para "gastos adicionais em marketing", distribuídos para organizações de notícias em todo o mundo.

Enfrentando um cenário econômico incerto, editores de publicações viram as receitas caírem com cortes de gastos com publicidade e patrocinadores. Só para se ter uma ideia, a Reuters informou que o vírus pode custar bilhões de dólares à indústria nos Estados Unidos. De acordo com a SearchEngineLand, a eMarketer reduziu em 3% as previsões mundiais de gastos com publicidade em mídia.

Trata-se de uma empresa de pesquisa de mercado com base em assinatura que fornece informações e tendências relacionadas a marketing digital, mídia e comércio. Esse valor é um adicional aos já prometidos US$ 300 milhões voltados ao setor, que foram anunciados pela rede social no início de 2019 e que, de acordo com o planejamento, serão distribuídos durante 3 anos.

Outra iniciativa da empresa no mesmo ano foi o lançamento de um programa para ajudar as organizações de notícias locais a aumentarem as vendas de assinaturas digitais. Além disso, 4,5 milhões de libras esterlinas serão dedicadas ao treinamento de jornalistas no Reino Unido. Nessa nova leva de investimentos, o foco está em concentrar recursos para auxiliar os profissionais dos países mais afetados pela pandemia.

A primeira distribuição foi de US$ 5 mil dólares para 50 empresas dos Estados Unidos e do Canadá, visando pagar custos inesperados associados à cobertura de informações sobre o novo coronavírus. Mesmo que o uso de serviços de mensagem e videochamada do Facebook esteja aumentando, os prejuízos também estão chegando à rede social. "Nossos negócios estão sendo afetados como todos os outros", afirmou a companhia de Mark Zuckerberg em comunicado.

"Se as pessoas precisavam de mais provas de que o jornalismo local é um serviço público fundamental, estão tendo agora", declarou a empresa, que combate diariamente fake news e informações de baixa qualidade, as quais afetam diretamente a produção de conteúdo, atrasando as equipes responsáveis por novos materiais.

Fonte: TecMundo, disponível em: https://www.tecmundo.com.br/mercado/151542-facebook-investira-us-100-milhoes-jornalismo-devido-covid-19.htm

 

31

Mar

CORONAVÍRUS

Câmara Municipal divulga campanha de prevenção ao Coronavírus

Campanha da Câmara Municipal de Natal em defesa do combate ao novo coronavírus (COVID-19). É para o seu bem, é para o bem da nossa cidade. #FiqueEmCasa #CâmaraCidadã